História Imagine Yoongi - Apenas Amigos - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Apenasamigos, Min Yoongi, Namjin, Park_wook
Visualizações 10
Palavras 2.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo!! Voltei rápido dessa vez, né? Espero que gostem de mais esse capítulo de "Apenas Amigos".


Boa Leitura ^-^.

Capítulo 3 - Surpresa Pela Manhã


Fanfic / Fanfiction Imagine Yoongi - Apenas Amigos - Capítulo 3 - Surpresa Pela Manhã

- Não - Digo jogando uma roupa atrás de mim - Essa também não - Joguei mais outra - Horrível! Nem pensar! - Fui procurando até achar uma roupa decente para ir trabalhar. - Preciso renovar meu guarda-roupa.

Olhei o relógio e o mesmo marcava 06h06min, demorei mais de uma hora pra chegar em casa, e agora precisava me arrumar para ir trabalhar e entregar os relatórios do dia anterior.

Uma coisa que me intriga, foi o fato de Yoongi não falar nada a respeito do meu "pesadelo", nem um olhar, gesto ou palavra que se referia ao sonho. Agradeço mentalmente por isso. 

Depois de tomar um banho rapidamente, visto a roupa que escolhi e vou tomar café, digo, só café mesmo. Pego minha bolsa que se encontrava no sofá e a chave do carro que estava na mesinha de centro, saio de casa, tranco a porta e fui em direção às escadas que davam acesso à porta de entrada e saída do prédio. 

Jogo minha bolsa no banco do passageiro, ligo o carro e vou, novamente para o centro de Seoul. Apesar de tudo, me sinto estranhamente feliz hoje. No caminho, pego o telefone, disco um número rapidamente sem tirar a atenção do volante (trânsito dos infernos!) e coloco no ouvido logo esperando pelo berro da minha tia.

1, 2, 3...

- S/N! POR QUÊ NÃO ME LIGOU ONTEM? DISSE QUE IRIA VIR PRA CÁ DEPOIS DO TRABALHO! QUER ME MATAR DO CORAÇÃO? NÃO VAI GOSTAR DA CONTA QUE VAI RECEBER PELO MEU CAIXÃO! - Ela botou tudo pra fora e ficou em silêncio por um momento - Você está bem? - Essa era minha tia. De estérica à fofa em um estalar de dedos.

- Estou sim, à caminho do trabalho agora... Como está o tio Lee? - Perguntei enquanto parava em um sinal vermelho. 06h12min, ainda dá tempo.

- Está bem, ficou muito preocupado com você. Pensou que tinha acontecido alguma coisa - Ela falou e o sinal abriu. Virei a esquina, e acelerei um pouquinho já que não tinha muita gente naquela rua. 

- Peça desculpas à ele por mim. Esses dias estão uma loucura! É relatório em cima de relatório e ainda tem alguns estagiários que só dão dor de cabeça. Acho que, provavelmente, eu vá passar por aí pra ver como vocês estão. Está tomando o seu remédio, certo? - Virei outra esquina abaixando a velocidade, enquanto isso, silêncio do outro lado da linha. Eu sabia! - Titia! Isso é para seu próprio bem! Não custa nada tomar uma pílula por dia! Sabe, vou ter uma conversa bem séria com a senhora e o Sr.Lee, tenho certeza que estão querendo me passar a perna.  

Eu odeio sinais vermelhos. Ajustei melhor o telefone em meu ouvido enquanto titia falava:

- Sabe, as vezes eu penso seriamente que você puxou, de verdade,   muito para sua mãe. - Aquilo foi como um soco em meu estômago. Memórias que estavam enterradas em meu subconsciente voltam à tona e fico em transe por um momento. Só volto à mim mesma, quando ouço barulho de buzinas e percebo que o sinal já abriu.

- A Senhora já disse isso.. - Digo depois de muitos segundos em silêncio.  Não era a primeira vez que a tia e o tio faziam isso.

- Então, agora eu quero que você vá trabalhar, ganhar dinheiro e se sustentar, como sempre sonhou. Certo? - Ela perguntou.

- Certo. Até mais titia, mande um tchau para o tio Lee. - Desliguei o telefone quase que em transe. Suas palavras ainda doem, como se fossem facas enfiadas em meu estômago. 

Depois de um bom trajeto de carro, chego na empresa e estaciono meu carro no subsolo do prédio, logo pegando minha bolsa e chaves e indo em direção ao elevador. Coloco no 5° andar, que é onde minha sala fica e fico esperando enquanto olho fixamente para o painel que indicava o andar por onde passava. Chegado no 5° andar, já sou surpreendida com Rose, segurando dois copos de café com leite com um sorriso no rosto.

- Bom Dia! - Ela fala alegremente me entregando o café. Mesmo já tendo tomado café, aceito e lhe dou um sorriso.

- Bom Dia.. Vejo que acordou de bom humor, hun? - Digo enquanto caminhávamos em direção à minha sala. Coloco minha bolsa em um sofá perto da janela e minhas chaves em cima da mesa. 

- Bang Si-Hyuk queria falar com você - Disse ela olhando a sua agenda, ainda com um sorriso no rosto, o que eu estranhei, é claro. 

- É mesmo? Pelo que eu sei, não fiz nada de errado - Dei uma risadinha, mas depois que eu acordo pra vida.

"Você dormiu com Min Yoongi sua abestada! Acha que Bang à essa hora ainda não teria descobrido? Parabéns, você perdeu o emprego!" 

Engulo em seco, enquanto olhava pra ponto em específico sem me importar com Rose.

- Olá? Ainda tá aí? Olha, ele também me disse que era urgente, então, se eu fosse você, iria para a sala dele agora. Também falou pra não esquecer um relatório que era para hoje, o.k? O.k. - Ela fechou sua agenda e foi em direção à porta - Mais tarde a gente conversa, tenho muita coisa pra te falar - Disse ela toda empolgada, enquanto eu tô quase pra morrer.

Fui em direção à gaveta e peguei o relatório de dentro da gaveta da qual falava sobre um novo grupo de Trainess da Big Hit, Alya deveria ser a responsável por esse relatório, já que ela só os faz dos Trainess da Big Hit, porém, algum parente dela morreu, e lhe deram 7 dias de folga.

Respirei fundo e saí de dentro da minha sala, indo em direção ao elevador com destino ao 9° andar. Quando a porta se abriu novamente, logo vou andando em direção à porta de Bang Si-Hyuk, dando uma leve batida e entrar depois do chefe abrir a porta, me permitindo a entrada em sua sala.

Dando menos importância ao redor, fico de frente para sua mesa, esperando o mesmo se sentar. 

- Por favor, sente-se. Oque eu tenho para lhe dizer é muito importante.  - Comecei a suar frio. Ele sabe. Meu Deus, eu acho que ele já sabe do que aconteceu!

Sentei na cadeira e respirei fundo. 

- Fez o relatório sobre os novos Trainess? - Afirmo com a cabeça e lhe entrego a pasta sobre as informações do último mês dos meninos. - Por favor, faça um breve resumo para mim.

- Bem, os meninos estão se dedicando ao máximo. Comseguiram aperfeiçoar suas técnicas e o líder os mantém em ordem sempre que necessário. A amizade entre eles já é visível e os mesmo estão se conhecendo melhor nesse meio tempo. O apartamento divido é devidamente organizado e limpo à cada 3 dias, foi o que o Sr.Kim me disse. Já estão fazendo músicas e o coreógrafo deles já está fazendo uma coreografia junto  com os garotos. - Respirei fundo - Isso basta? 

- Sim, muito obrigado. - Ele disse enquanto analisava os papéis datilografados em suas mãos. - Sabe do por quê de estar aqui? Além de, é claro, me entregar este relatório? - Ele tira sua atenção dos papéis e o transfere para mim.

Engulo em seco e tento, não deixar o pânico transparecer em minha voz. 

- Não, senhor. Eu não sei o motivo. - O olho passivamente, não deixando transparecer nada. Bom, é isso que eu acho. - Devo lhe assegurar que, todos os relatórios foram entregues nas datas e horas marcadas sem acréscimos de dias, senhor. Por acaso, tem a ver com algum relatório? - Pergunto tentando fazer com que a pergunta fosse feita sem nenhum pingo de emoção. 

- Não, não tem nada a ver com os relatórios. Seus relatórios são incríveis. - Ele dá uma pausa - Lhe chamei aqui, para lhe dar uma promoção. - Olho para o mesmo espantada, toda a minha máscara cai.

- U-uma promoção? - Perguntei incrédula. Afinal, que promoção é essa?

- Sim. Me desculpe lhe falar somente agora, mas, eu estava muito cansado por conta da empresa, essas coisas. Atualmente, uma pessoa pediu demissão. E essa demissão só me trouxe mais dor de cabeça. Veja bem, lhe escolhi, por quê vejo que seu profissionalismo é acima de tudo aqui na empresa. - Ele fala enquanto respirava, como se para acalmar. Eu que deveria estar fazendo isso! - Por favor, venham até aqui. 

De repente, 10 pessoas que estavam sentadas se levantam, mas como sou burra demais pra perceber, me assustei e bati meu pé na mesa de Bang Si-Hyunk. Passei meus olhos por cada um e me assustei ao perceber quem eram. Me recuperei rapidamente a compostura e, novamente, passei meus olhos sobre eles, um por um.

NamJoom, SeokJin, Yoongi, JungKook, Jimin, V e Hoseok estavam em pé mais à frente. Três pessoas, dois homens e uma mulher, estavam mais atrás me observando também. 

- Acho que já conhece os sete aqui, certo? - Balanço a cabeça e positivo - Então, deixe lhe apresentar os outros Manager's do grupo. - Ele apontou para um homem alto e bastante bonito, tenho que admitir - Esse é o Adrian, fica responsável pelo monitoração dos garotos. Essa é Ketrin - Apontou para a única mulher dos três - responsável pelas viagens, passaportes, check-in's de hotel, etc. E, por último, Simon - Um garoto com um sorriso simpático no rosto -  responsável pelo relatório dos garotos.

Fiquei olhando para o Bang como se ele tivesse ficado doido ou algo do tipo. Qual era o motivo de eu estar ali?!

- Bem, você será Manager do Bangtan! - Ele falou, e eu? Olhei pra cara dele pronta pra pegar meu telefone e ligar pra algum hospício. 

Não sei por quanto tempo fiquei olhando pra ele, mas acho que foi o suficiente pra ele começar a me chamar. 

- S/n! S/n! - ele passava a mão no meu rosto pra ver se eu saia do transe.

- Anh.. Sim, é, sim tô bem. Me desculpe, o quê disse? - Perguntei olhando ele. 

- Bem, pode se apresentar. - Ele fala apontando para os garotos.

- Err.. Sim, me desculpe. Bem, me chamo S/n, tenho 23 anos e trabalho na área de relatórios da Empresa. - Digo olhando para cada um naquela sala. Meus olhos analisam Yoongi e, confesso, que ele estava muito bonito. Porém, seu tornozelo estava enfaixado agora. Sorrio quando termino de falar e fico em silêncio. 

- É um prazer S/n - Fala Namjoom enquanto estende sua mão e a aperto sorrindo.

- O prazer é todo meu. - Digo me virando para Bang que observava tudo calado.

- Bem, vocês podem voltar para os seus dormitórios que continuarei conversando com S/n. Obrigado. - Ele disse, reverenciou, abriu a porta e a fechou assim que todo mundo saiu.

Assim que ele se sentou novamente em sua cadeira eu soltei:

- Por quê o senhor escolheu justamente à mim? Existem mais pessoas qualificadas do que eu nessa empresa. Com todo o respeito. - Digo observando sua expressão, sua fisionomia aparentava que estava bem cansada.

- Sim, existem mais pessoas qualificadas - Essa doeu - Porém, elas não chegam ao seu nível de profissionalismo, mesmo sendo tão nova, você aparenta ter a sabedoria de uma pessoa de 83 - Nossa que legal... espera, ele acabou de me chamar de velha?! - É muito dedicada ao trabalho. As outras dariam em cima dos garotos no momento em que os visse. Você não, eu pude perceber só de olhar para você. 

- Anh... Obrigada? - Eu digo, ainda tentando superar o fato de que ele me chamou de velha.

- Amanhã conversaremos mais sobre isso. Por hoje, quero que me faça outro relatório pela senhorita Alya. Dessa vez, é outro grupo de Trainess da Big Hit. Pode me entrega-lo depois de amanhã. - Ele disse e se levanta, indo em direção a porta e a abre.

Me levanto me curvo, agradeço e vou em direção à minha sala novamente. 

Desço o elevador pensativamente. Isso pode mudar minha vida por completo. O salário vai ser melhor, poderei pagar o aluguel da casa, comprar os remédios do tio Lee e da tia Lola e ainda conseguir comprar algumas coisas pra eles.

O elevador para no 5° andar e entro na minha sala, logo sentando e abrindo meu notebook em cima da mesa, recebendo um email do senhor Bang sobre o grupo que irei fazer o relatório. 

- Hoje.... eu morro... - Digo batendo minha testa na mesa. 


     Quem disse que o dia acabou?

      Está apenas começando...


To Be Continue...



Notas Finais


Olha, espero sinceramente que tenham gostado. Como puderam perceber, eu gosto muito de detalhar a história, o que acaba fazendo com que a mesma seja longa.

Obs.: Olha, eu revisei esse texto, mas se tiver algum erro... PELO AMOR DE DEUS IGNORA!!

Até a próxima!

By: Wook.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...