História Imagine Yoongi - Eu sou seu pior pesadelo ( 1 Temporada) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtanboys, Bts, Fanfic, Iloveyongi, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Minyoongi, Rapmonster, Taehyung, Terror
Visualizações 187
Palavras 396
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - 11 Capítulo


Fanfic / Fanfiction Imagine Yoongi - Eu sou seu pior pesadelo ( 1 Temporada) - Capítulo 11 - 11 Capítulo

Agora, vamos ao meu próximo local, um evento beneficente, sim, Hoseok procura manter uma boa aparência em frente a sociedade junto de suas filhas, eu nunca as vi, somente Helena, e me parece ser uma jovem, muito bela pelo que percebi, mal sabem as pessoas que frequentam seus eventos que ele usa este dinheiro por desvio para seu próprio uso e para comprar carro e mais carros para sua máfia, suas filhas e tudo o que mais for de agrado das mesmas.

Horas haviam se passado e eu chego ao evento, era aberto para qualquer um que quisesse participar, e lá estava eu, seu inimigo normal, a morte de sua filha, de terno preto e gravata, uma real pessoa importante, mas ao mesmo um tempo, um monstro, se eu entreguei meu nome real? Claro, existem tantos Yoongi por ai, eu não sou o único Yoongi existente na vida. Mas sou único, assassino, que carrega a morte, que mata qualquer um não importa quem seja, ou o que seja, sim eu sou uma pessoa horrível, mais se eu me importasse sobre o que acham de mim eu não estaria contando a vocês a realidade sobre mim e minha amada vida. Sim, eu amo o que faço, só de estar matando eu já me sinto prazeroso, sim eu sei, pareço psicopata, mas não, eu não sou, eu faço isso para descontar minha raiva somente, e não pretendo parar até matar Hoseok e suas filhas.

Mas vamos parar de perder tempo, não é? Vamos ao que interessa, minha amada Helena. Como não seria possível acha-la em meio à multidão, preferi esperar até que Hoseok fosse al palco para dar boas-vindas aos seres presentes naquela maldita festa, como é possível como o ser humano tem a capacidade de ser tão ridículo a tal ponto de querer fazer um evento para desviar dinheiro para sua própria conta? Sim eu já fiz, mas eu não enganava pessoas com este tipo de jogo, sim isto é um jogo, e só sai dele, quem sobrevive, e a pena para sua perda é a morte. Sendo assim, decido ir a uma das mesas que haviam ponche, sim, era uma festa chique, onde só estavam presentes pessoas ricas, a mesa era bem bonita, feita de vidro, enfeites de ouro. Taças, champanhes, vinhos das mais diversas variedades, mas infelizmente enquanto passava pela multidão alguém esbarra em mim.

Continua?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...