1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Yoongi ( Bad boy ) >
  3. Cap 17( O acidente)

História Imagine Yoongi ( Bad boy ) - Capítulo 17



Notas do Autor


Demorou bolinhos, mais eu voltei^^. Desculpa qualquer erro ortográfico, espero que gostem. Muito obrigada por tudo bolinhos ❤️❤️. Sarangyeo ❤️☺️.
Recomendação: Agust D- Suga e Got7- You calling my name❤️❤️.

Capítulo 17 - Cap 17( O acidente)


Depois de alguns minutos, a campainha tocou. Me levantei e fui abrir a porta, eram os meninos do Got7. Logo, o Jackson pegou minha mão me virando de frente para eles, e então eles falaram todos juntos:

Got7: Nos perdoe pelo Mark, nós realmente não tínhamos ideia do que ele tinha feito, estaremos do seu lado pro que você precisar, saiba que você não está sozinha.

Logo, as lágrimas começaram a rolar pelo meu rosto, então, fui até eles e dei um grande abraço:

S/N: N-Não precisam se desculpar, vocês não sabiam de nada e muito obrigada por estarem do meu lado. Mas vamos esquecer desse assunto e aproveitar a noite!

Então, pegamos a comida e nos sentamos na sala, e o Jackson deu a ideia de jogarmos o jogo da garrafa. Fizemos uma rodinha, a CL chamou as meninas do Twice para participarem também e quando elas chegaram começamos o jogo.

O Jackson girou a garrafa que caiu na Dahyun:

Jackson: Verdade ou desafio?

Dahyun: Desafio.

Jackson: Beije a pessoa que você mais gosta aqui nessa roda.

Dahyun: O-Ok!

Ela se levantou e foi até o Bambam e lhe deu um beijo bem carinhoso, e então impaciente, o Yugyeom interrompeu eles e girou a garrafa que caiu em mim:

Yugyeom: Verdade ou desafio?

S/N: Verdade!

Yugyeom: É verdade que você já transou com o Suga?

S/N: Sim!

Got7: Wow! 

As meninas me olham com um olhar malicioso, eu ignoro e giro a garrafa que caí na Chaeyoung:

S/N: Verdade ou desafio?

Chaeyoung: Desafio!!

S/N: Nossa! Você está muito confiante, gostei. Desafio você a dar um beijo no Yugyeom.

Ele corou levemente e depois deu um sorriso.

Chaeyoung: Por mim, sem problema!

Ela se levou, sentou no colo dele e lhe deu um beijo bem apaixonado, o clima estava esquentando, eles estavam tão envolvidos que ela estava querendo tirar a camisa dele, então acabamos com a festa dos dois, Chaeyoung girou a garrafa que caiu na CL:

Chaeyoung: Verdade ou desafio?

CL: Desafio.

Chaeyoung: Passa um trote para uma pizzaria.

CL: Suave, passa o telefone por favor.

Então, ela ligou para a pizzaria " Sabor em cada pedaço" e falou:

CL: Boa noite, eu quero uma pizza metade calabresa e metade portuguesa.

Atendente: Certo, mais alguma coisa?

CL: Não só isso mesmo.

Atendente: Deu 39,90. Dinheiro ou cartão?

CL: Dinheiro.

Atendente: Certo. Poderia me falar o endereço?

CL: Sim. Av. Seul, 1290.

Atendente: Ok, chegaremos em 20 minutos.

CL: Muito obrigada!

Chaeyoung: Quem mora nesse endereço?

CL: Nosso professor de história!

Chaeyoung: Mentira, sério? Mandou muito bem kkkkkk.

CL: Sério mesmo!

Chaeyoung: Como você descobriu o endereço dele?

CL: Foi no último Halloween, que eu taquei ovos e papel na casa dele.

Tzuyu: Você arrasa demais.

CL: Obrigada!

Quando ela ia girar a garrafa, alguém tocou a campainha. Logo, a Jisoo bem brava bateu a porta e entrou em casa:

Jisoo: Sua vaca, por sua culpa meu irmão está preso.

S/N: Você tem irmão? Pera... Seu irmão é o Mark?

Jisoo: Não, imagina! É óbvio, né!

S/N: Agora entendi de onde vem tanta estupidez.

Jisoo: Como é?

S/N: Você é surda também?

Jisoo: Eu não, mas você é uma vadia que vai me pagar por ter estragado minha vida. 

Ela me deu um tapa no rosto, e então perdi toda minha calma e paciência e parto para cima dela. Puxei os cabelos dela e a arrastei para fora de casa, até que minha mãe chegou e falou:

S/M: S/N! Porque você está batendo nessa menina? O que ela te fez? Peça desculpas agora.

S/N: Não mesmo!

S/M: S/N, é uma ordem!

S/N: Não, ela não merece minhas desculpas.

Subi para o meu quarto e coloquei algumas roupas e outras coisas, enquanto minha mãe foi ver se a Jisoo estava bem, ela nem me perguntou se ela me fez algo, se ela quer assim, vou embora.

S/N: Posso ir para sua casa?

CL: Claro, o pessoal já está esperando no carro.

S/M: S/N! Onde você vai?

S/N: Para a casa da CL, você não quis escutar meu lado. Então, fique com ela.

S/M: Você é uma vergonha S/N, onde está seu respeito por mim? Quando você voltar iremos conversar sobre o seu castigo.

S/N: Respeito? Melhor nem falar onde ele está, se divirta cuidando dela.

Entrei no carro e fomos para a casa da CL, assistimos um filme e pegamos no sono.

                No dia seguinte:

Acordo com a CL gritando e batendo a colher na panela:

CL: Vamos acordar todo mundo. Hoje tem aula, comecem a se arrumar.

Me levantei e fui tomar banho, troquei de roupa e fui tomar café. Todos se arrumaram e fomos para a escola, encontro Suga na porta da escola. Ele me barra e me dá um beijo:

Suga: Bom dia amor!

S/N: Bom dia. Amor?

Suga: O que?

S/N: Posso ir para sua casa depois da escola?

Suga: Claro, assim passamos um tempo juntos.

Entramos na escola e fomos para a sala. Hoje foi bem tranquilo, os professores passaram poucas tarefas e eu estava mais relaxada, mas queria conversar com minha mãe e explicar tudo mesmo estando com raiva.

A aula acabou e então me despedi de todos, encontrei Suga no portão. Estávamos indo para a sua casa, quando eu falei:

S/N: Podemos passar na minha casa rapidinho? Preciso pegar algumas coisas.

Suga: Sem problema! Vamos lá.

Assim que cheguei em casa, me assustei e comecei a chorar, Ziu estava bêbado e com uma faca ensanguentada na mão e quando olhei para o lado, vi minha esfaqueada e sangrando muito, Suga me abraçou e então Ziu veio até nós:

Ziu: Amor, você chegou? 

S/N: Eu não sou seu amor, seu bêbado desgraçado. Você me dá nojo.

Ele tentou encostar em mim, mas Suga entrou na minha frente e deu um soco no Ziu:

Suga: Se você encostar nela, eu te mato!

Ziu: Se eu não posso ter a S/N para mim, ninguém vai poder ter também.

Ele veio com a faca para cima de mim, então Suga entrou na frente e enfiou a faca em si mesmo. Logo ele caiu no chão, e disse:

Suga: E-eu n-não podia d-deixar ele te m-machucar. E-eu te amo muito!

Então, peguei uma garrafa de vidro e joguei na cabeça do Ziu, que caiu no chão e perdeu a consciência. Liguei para a polícia e para a ambulância. Enquanto isso, tentei estancar o sangramento da minha mãe e do Suga.

Depois de 10 minutos, a ambulância chegou e levou o Suga e minha mãe, e em seguida chegou a polícia. Eles fizeram um leve questionário e avaliaram a cena, contei o que havia acontecido e eles levaram o Ziu para a prisão, ele não sairia de lá tão cedo. Então, os policiais, me levaram até o hospital " Healthy is important", onde minha mãe e o Suga estavam. Tomei uma água e perguntei ao médico responsável pelos dois o estado deles:

S/N: Como está minha mãe e o meu namorado? 

Médico: Quem são eles?

S/N: Os que foram esfaqueados.

Médico: A sim! Bom, sua mãe está bem, o corte dela não foi tão profundo. Ela logo estará bem.

S/N: E o meu namorado?

Médico: Bom... Olha, você terá que ser forte!

S/N: P-porque? O que aconteceu?

Médico: Ele perdeu muito sangue, e o caso dele é grave. Não sabemos se ele vai melhorar.

S/N: I-isso não pode estar acontecendo!

                       Continua







Notas Finais


Bom bolinhos, desculpa qualquer erro ortográfico, espero que gostem. Um beijo bolinhos e até o próximo episódio.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...