História Imagines BTS - Capítulo 123


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan, Bts, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Visualizações 296
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que goste ❤
@Lihyoung

Capítulo 123 - Especial Jungkook - Lívia - 2


Fanfic / Fanfiction Imagines BTS - Capítulo 123 - Especial Jungkook - Lívia - 2

Fui para o vestiário encontrar as meninas.

- Uoou o que foi aquilo?

- Me errem -bufei.

- Você ganha um beijão daqueles e fica irritada? Que exigente -elas riram.

Saí dali antes que me irritasse mais e acabasse descontando em alguma delas.

Acabei esbarrando em alguém.

- Desculpe.

- Tudo bem -era o menor, de novo.

- Você sempre aparece do nada?

- O que? -ele riu- Não não -balancei a cabeça e me virei para continuar andando- Ei espere -me virei para ele- Está irritada com o que o Kookie fez?

- Aquele garoto não tem limites! Eu não estou irritada, estou com ódio.

- Se quer um conselho, ou uma dica, ele é do tipo que gosta disso -ele riu novamente.

- Disso o que?

- Quando está conseguindo causar "ódio" em uma garota.

- Não disse?! Esse garoto precisa se tratar.

Olhei pro lado e lá estava ele, com outra garota. Mas não estavam se beijando nem nada, pareciam estar discutindo.

- Aquela é a ex dele.

- O que?! -virei rapidamente para ele- Ele me beijou na frente da ex dele? Foi pra provocar ela né? Arrrg eu mato esse garoto!

- Não -ele continuava rindo, estava achando engraçado minha raiva? Eu não acredito nisso- Na verdade, ele nem liga mais pra ela, acho que ela quem não gostou do que viu e está reclamando. É só uma patricinha mimada, que não gosta de perder.

- Tá aí, ela não perdeu, se livrou. Esse garoto é uma praga.

- Você precisa conhecer ele melhor, vai ver que não.

- Não, muuito obrigada. Eu já vou indo, ehh... -não sabia o nome dele.

- Jimin, meu nome é Jimin.

- Tchau Jimin -ia sair, mas novamente ele impediu. Que garoto irritante, puxou ao amigo só pode.

- Espera, tenho uma proposta pra você.

- Que proposta? Se for pra sair com seu amigo desist.. -ele me interrompeu.

- Não é isso. A escola sempre tem disputas desse tipo, e uma delas é solo individual. O que acha de participar? E ganhar é claro. Sem dúvidas você ficaria contra ela, e com certeza ganharia.

Esse garoto é do mal, talvez? Eu gostei dele se for verdade.

- E eu poderia participar? -por que diabos eu me interessei por isso?

- Claro, é só se inscrever.

- Como? -o olhei.

- Quando começar, eu te aviso. Me passe seu contato.

- Se você ousar passar pro seu amigo, se considere uma pessoa morta -peguei o telefone da mão dele e salvei meu número.

- Até breve -ele sorriu e guardou o celular.

Saí e fui embora junto com as meninas.

Os dias se passaram e Jimin me mandou mensagem avisando que as inscrições começariam.

Eu sabia que isso não seria uma boa ideia, mas por isso mesmo eu havia gostado. Juro que não tem nada a ver com o líder-pedaço-de-mal-caminho do grupo masculino de lá, nada a ver.

Fui até o colégio deles e me inscrevi.

No dia das apresentações, Jimin veio me encontrar antes de começar.

- Preparada? Eu disse que ficaria contra ela.

- Mais que isso -eu estava confiante.

- Não contra pra ninguém, mas eu estou na sua torcida.

- Minha torcida? -o olhei confusa.

- Você tem uma torcida. Todo mundo que não gosta dela, torce contra -ele riu- Ou seja, você tem uma torcida considerável.

Começaram a chamar.
- Vai lá -fui para o centro do palco e ele para a torcida.

      Jungkook

Estava na torcida da rival da minha ex, por muita insistência do Jimin. Eu nem ia ver as apresentações, mas ele me ameaçou, e aqui estou eu.

- Onde estava? -o olhei.

- Shh, vai começar -ele sentou ao meu lado e eu direcionei meu olhar para o palco.

- É a marrentinha daquele dia? -eu estava surpreso, não sabia que ela seria a rival.

- A própria -ele sorriu.

- Você sabia? -o olhei- Jimin, você está em uma baita de uma encrenca.

- Olha, começou.

Elas começaram a dançar, uma contra a outra. Posso dizer que tava quase emocionante de se ver, se não fosse pelo fato da participante local estar perdendo feio para a sua rival "estrangeira".

Quando acabou, foram muitos os aplausos, e todo mundo já sabia que havia ganhado.

         Lívia

Eu havia ganhado.

Não conseguia disfarçar a felicidade de ter feito essa patricinha perder no próprio colégio. Ela estava soltando fogo pelo nariz.

Ganhei a medalha e um buquê de flores. Fui saindo em direção ao vestiário, mas alguém me parou.

- Parabéns, mas eu já sabia -Jimin veio até mim, rindo.

- Você é um fã competente -ri também.

- Ahh além de tudo é convencida? -Jungkook apareceu ao lado dele.

- Arrg você não -revirei os olhos.

- Vim dar os parabéns, estressadinha.

- Quantos apelidos você vai me dar? Já vai no segundo.

- Olha, só depende de você. E os beijos, também vai contar? -ele riu.

- Nem invente. Já parabenizou, agora já pode ir -sorri forçado sem mostrar os dentes. Jimin havia sumido. Ahh baixinho de uma figa.

- Por que eu iria? -ele me grudou na cadeira, me impedindo de sair. Seu perfume estava me embriagando. Mas antes que eu ficasse completamente bêbada com seu cheiro, iria me livrar dele.

- Porque eu estou mandando. Ande, me solte -muito pelo contrário, ele agora estava bem mais próximo.

- Só depois que me der o segundo -ele me beijou, e eu deixei. Eu ainda vou dar uns belos de uns tapas nessa minha cara.

Mas o que eu podia fazer? Seu beijo era bom, era muito bom. Seu perfume era maravilhoso, o deixava ainda mais másculo e sexy do que ele já era. Ahh droga, mais uma vez perdi o controle dos meus atos.

Parei o beijo pela falta de ar.

- Você não vai desistir mesmo não é? -falei ainda com os olhos fechados.

- Não. Saia comigo, se não gostar, eu desisto.

- Quem me garante?

- Eu garanto. Hoje a noite, nós sairemos hoje a noite.

- E se eu não quiser?

- É claro que quer. Não queria ser tão direto, mas você ainda vai ser minha.

- Ahh, largue de ser convencido garoto -revirei os olhos- Agora me solte.

- Espera, preciso dar continuidade a minha lista -ele sorriu travesso e me beijou novamente.

Eu sabia que não tinha mais volta, estava entregue a ele, e eu acho que estava concordando com "você ainda vai ser minha".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...