História Imagines bts, seventeen e got7 - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Seventeen
Personagens BamBam, Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jackson, Jang Doyoon, JB, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Seungcheol "S.Coups", Shin Dongjin, Soonyoung "Hoshi", Suga, V, Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Got7, Seventeen
Visualizações 715
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Kim Mingyu


Fanfic / Fanfiction Imagines bts, seventeen e got7 - Capítulo 8 - Kim Mingyu

Você estava no terceiro ano do colegial, estudava em uma escola aonde só gente rica estudava. Por que?                                              Porque uma parte de sua familia era rica e essa parte de sua familia quis pagar a escola, você foi contra, mas sua mãe mandou você ir para lá.                                                                  Desde que você entrou nesta escola, coçou um inferno, como você era muito tímida, não costumava falar muito com as pessoas, mas ainda sim tinha duas amigas, mas tudo que vem de bom, tem algo ruim para piorar não é? Um grupo de 13 garotos viviam atormentando a sua vida desde que você entrou na escola, o problema era que você devia odiar todos eles, mas um, havia despertado um sentimento a mais em você, essa pessoa era Lee Seokmin, ou como era conhecido por seus amigos, DK. Mas um final de semana havia se passado super rápido, e lá estava você, arrumando suas coisas para o periodo de aulas no dia seguinte.                                                                Depois de arrumar tudo, você se deitou e dormiu, acordando somente com o despertador no dia seguinte.

Omma: Vamos S/n!                                     Você vai se atrasar para a escola!

S/n: Tenho mesmo que ir?...

Omma: Se não quiser que eu te espanque, sim.

Você então, se levantou e foi fazer suas higienes matinais, colocou o uniforme, pegou sua mochila e então foi andando para a escola, mas no meio do caminho é interrompida por alguém puxando seu pulso

Mingyu: Ei!                                                   O DK quer falar com você.

S/n: E o que tem eu com isso?!                Vocês me maltratam desde que eu cheguei na escola e agora um de vocês quer falar comigo?!                                                                Olha, eu posso ser troxa, mas nem tanto. 

Mingyu: Sobre isso....                                 Desculpa por ter te tratado daquele jeito....

Você ficou surpresa ao ouvir aquelas palavras vindas da boca do menino.                Era possivel que aquilo estava acontecendo ou era tudo um sonho?

S/n: O-o que?

Você perguntou com a voz meio trêmula, com medo de que aquilo não passace de mais uma brincadeira idiota

Mingyu: Me desculpa.....

Ele falou se curvando e você então reagiu

S/n: T-ta bom

Vocês foram quase o caminho todo conversando sobre assuntos aleatórios, até que você decide perguntar o motivo pelo qual ele veio te pedir desculpas

S/n: Olha, eu sei que não devia estar perguntando isso mas....                                  Por que veio me pedir desculpas?

Mingyu: Olha, para falar a verdade, eu não nem o porque te tratavamos daquele jeito....                                                                   Depois de tudo que faziamos com você, nós nos arrependiamos e sempre pensavamos em pedir desculpas, mas nenhum de nós tinha coragem, até que hoje falamos que não deixariamos passar, que todos nós iriamos te pedir desculpas por tudo, espero que possa nos perdoar....

S/n: Vocês deviam ter algum motivo, fique tranquilo, vou perdoar....                          Quer dizer, pelomenos você eu perdoei....

O garoto abriu um sorriso, um lindo sorriso, que você só vira antes de longe.          Depois disso vocês chegaram no pátio da escola, e então todos os meninos vieram falar com você.

Seungcheol: Olha, eu sei que pra inicio de conversa, nunca deveriamos ter começado com isso, mas já que o erro ja foi cometido...

Todos: Desculpa....

S/n: Por esse eu realmente não esperava

Você falou rindo e coçando a cabeça

S/n: Ok, eu desculpo vocês....

Todos sorriram, os sorrisos mais lindos do mundo.                                                            Então so sinal da aula soou e rodos vocês foram para a sala.                                      Durante a aula, você se sentiu observada, e quando olhava para DK, o mesmo ficava vermelho mas fingia que nada estava acontecendo.                                                         O sinal para o intervalo tocou, e então DK foi até sua mesa

DK: S/n.... Pode me acompanhar?...

Ele perguntou envergonhado

S/n: Sim.

Vocês foram andando até a quadra da escola, o mesmo se sentou na arquibancada e pediu para que você se sentasse também

DK: Me desculpa por tudo o que fiz....

Ele faoou meio triste e abaixando a cabeça

S/n: Eu já falei que desculpo, mas....      Primeiro me responde uma coisa?

DK: O que?

S/n: Por que fazia isso comigo?

Você perguntou e o mesmo suspirou e começou a falar

DK: Olha, desde que você entrou na escola, eu senti algo diferente por você.          No inicio eu pensava ser somente atração, mas o tempo foi se passando e eu acabei descobrindo que eu havia me apaixonado por você, mas como eu não sabia como falar ou como sequer chegar perto de você, eu a provocava.                                                            Pensando que aquele era o unico jeito de me aproximar de você....                                            Mas aquilo a fazia mal....                                      E isso também me deixava mal....

O mesmo falou e uma lágrima escorreu de seu olho

DK: E somente hoje eu percebi isso....

S/n: E-eu também gosto de você....

Você falou e o mesmo se fez surpreso

DK: Mas como?                                        Como pode gostar da pessoa que lhe fez mal durante tanto tempo?

S/n: Não sei explicar como e nem porque, mas esse sentimento surgiu em mim sem mais nem menos e o que mais me doia era não poder me aproximar....

O mesmo a puxa para um beijo, que no começo você se surpreende, mas acaba reagindo

DK: Agora que está tudo resolvido entre nós, o que acha de sair amanhã depois da aula?

S/n: Claro, para onde vamos?

DK: Você verá quando chegar a hora.

O sinal então tocou novamente e vocês voltaram para a sala.                                           O resto da aula se passou com trocas de olhares e pequenos sorrisos bobos entre você e DK.                                                                        Quando a aula enfim acaba, você vai andando toda feliz para casa, que para sua sorte estava vazia, não queria ter que explicar o motivo de toda a sua feoicidade para sua mãe.                                                                      Mais uma noite se passou, e de manhã você acordou de bom humor, e foi direto tomar café, e acabou tendo uma surpresa.                  DK, estava sentado na mesma e conversando com sua mãe, os dois estavam rindo

Omma: Filha, que ideia foi essa de não me apresentar o seu namorado?!

S/n: É que....

DK: Ela não quis te deixar preocupada.

Ele falou me dando um selinho e ele e sua mãe riram, logo depois você puxou o mesmo para fora

S/n: Que ideia foi essa de aparecer assim aqui em casa?!

DK: Já to me apresentando antes, assim você não se complica tanto quando for falar de hoje depois da aula.

Você revirou os olhos e riu, e então vocês foram andando para a escola.                A aula se passou vagarosamente, mas ela enfim chegou ao final, e você e DK sairam da escola e foram direto para o carro dele

S/n: Agora da pra me dizer aonde a gente vai?

DK: Não, ah, coloca isso.

O mesmo falou lhe dando uma venda, você então a colocou e depois de algum tempo acabou adormecendo.                            Depois de um tempo você ouve a porta do carro se abrir e sente alguém puxar delicadamente sua mão para que possa sair do carro. DK vai te guiando até chegar a um local, então, enfim ele tira sua venda.                Quando ele a tira, você da de cara com um lugar lindo, um lago do qual estava refletindo o por do sol, e a fraca brisa fazia com que as folhas das cerejeiras ao lado do mesmo voassem, deixando o chão de grama verde, com um tom de rosa. Você então olha para DK, o mesmo se ajoelha e tira uma caixinha da mão

DK: Sei que por muito tempo a fiz muito mal, e somente hoje em dia percebi o quanto isso era errado, e que fui um tolo ao maltratar quem eu mais amava....                                        S/n, eu te amo com todo o meu coração, e daria a minha vida para lhe proteger, você aceita namorar comigo?

Ele falou com a caixinha aberta e ajoelhado a sua frente

S/n: Claro que sim!

Vocês dois se beijaram e ele colocou o anel em seu dedo.                                                Depois ele lhe mandou ir para o carro pois iria lhe comprar uma coisa, você então foi, mas derrepente um grande clarão surgiu em sua frente, e quando acordou, estava em um lugar completamente diferente

S/n: A-aonde eu estou?

Perguntou a sí mesma olhando ao redor. Paredes brancas, você estava deitada em uma maca, cheia de maquinas ligadas a você. Aquilo era um hospital, você percebera isso, quando uma enfermeira veio ver se você estava bem e oogo ao ver que você estava acordada, correu em busca do médico, que após alguns minutos apareceu

Médico: Que bom que acordou senhorita S/n.

S/n: O que aconteceu?                             Por que eu estou aqui?

Médico: A senhorita foi ateopelada e entrou em um coma profundo a 7 meses.

Ao ouvir aquilo, você se espantou, podia aquilo tudo que você pensou ter vivido, não ter passado de uma fantasia do coma?           Você então olhou para sua mão e viu o anel, o mesmo anel do qual havia visto em seu sonho ou memória, aquilo podia sim ser real. 

Médico: Vejo que ainda está confusa com tudo, mas tem um rapaz do lado de fora querendo ve-la. Posso autorizar sua entrada?

Você fez um sinal de sim com a cabeça, e enquanto o rapaz não entrava, você se sentou na cama.                                               Logo após se sentar, DK aparece a sua frente, já chorando e a abraçou

DK: P-pensei que tinha te perdido....

Ele falou a apertando mais 

S/n: Quer dizer que foi tudo real.

Você pensou alto sorrindo e o abraçando, logo em seguida ele a beija e promete nunca mais sair do seu lado por nem um segundo.


Notas Finais


Acho q ficou meio grande esse imagine não?
Kkkkk
Criatividade foi a mil nesse
Obrigada a quem está lendo e espero que tenham gostado
Até a proxima e beijinhus 😘❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...