1. Spirit Fanfics >
  2. IMAGINES | Harry Potter >
  3. Cho Chang | Call out my name

História IMAGINES | Harry Potter - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Cho Chang | Call out my name


Fanfic / Fanfiction IMAGINES | Harry Potter - Capítulo 6 - Cho Chang | Call out my name

Eu te coloquei no topo, eu te coloquei no topo

Eu te assumi tão orgulhoso e abertamente

E quando os tempos eram difíceis, quando os tempos eram difíceis

Eu me certifiquei de te segurar perto de mim



O dia havia amanhecido frio em Hogwarts, tudo dado ao fato de que o inverno estava ainda mais rigoroso naquele ano. Cho saia do corujal após ter enviado uma carta a seus pais contando sobre o baile, animada por ser seu primeiro baile. Esbarrou em Harry Potter que sorriu nervoso e a segurou por alguns instantes para que ela não caísse.

- Desculpe - Harry exclamou se soltando dela e a mesma assentiu - Cho? 

- Sim, Harry - a garota se virou para o mesmo que respirava pesadamente. 

- Gostaria de ir ao baile comigo? - perguntou vendo o sorriso da garota se transformar em um sorriso envergonhado.

- Sinto muito, alguém já me chamou e eu aceitei - viu o rapaz assentir e logo então terminou de descer as escadas.

Cho sentia seu estômago embrulhar. Porque ainda se sentia tão incomodada quando se tratava de se relacionar com outras pessoas? Isso não fazia o menor sentido em sua cabeça. Sentiu o vento gelado bater contra o seu rosto enquanto apertava mais seu cachecol contra seu corpo.

- O Diggory? Sério? - ouviu uma voz perto de si. 

Sentiu seu corpo estremecer.

- Não gosto quando entra na minha cabeça, S/N! - murmurou se virando na direção da voz.

- Desculpe - a outra garota a fitou tristemente.

Observou a garota sentada em um dos galhos da árvore mais próxima, os cabelos tão cacheados levemente bagunçados pelo vento e uma pele tão diferente da dela, o bronzeado era tomado por um tom quase dourado e olhos castanhos tão claros que pareciam refletir tudo ao seu redor.

Sentiu os olhos de S/N se encontrarem com os seus é uma película de lágrimas se formar ali, mas sabia que a sonserina jamais iria demonstrar fraqueza.

- Vai ao baile? - perguntou observando a morena enquanto enfiava as mãos nos bolsos do casaco.

- Sim, Gina me convidou - S/N exclamou fazendo a garota piscar algumas vezes e respirar fundo.

Cho continuou parada ali, como se seu corpo não obedecesse seus comandos. S/N então resolveu descer, saltando e caindo de pé sobre a grama molhada. 

- Você sabia que Harry ia me convidar, certo? - Cho perguntou e a morena assentiu.

- As vezes é mais forte do que eu - gargalhou de leve, mas a garota a sua frente permaneceu com a mesma feição.

- Gina? Sério? - Cho repetiu da mesma forma que S/N comentara anteriormente. 

- Ela é minha amiga - encerrou o assunto fazendo um pequeno sinal e se virando para entrar de volta na escola.

Cho respirou fundo impaciente observando a garota se afastar. 

- S/N! Porque você está fazendo isso? - exclamou irritada.

- Fazendo o que? Você é que me odeia - se virou para olhá-la. 

Pode ver os olhos puxados dela marejarem. S/N respirou fundo negando. 

- Eu não te odeio.

- Você não precisa me dar satisfações, foi você que terminou comigo, Chang - S/N passou as mãos pelos cabelos segurando o choro.

- Não porque eu parei de te amar, eu estava confusa - gritou deixando as lágrimas escorrerem por suas bochechas.

S/N respirou fundo sem conseguir segurar as lágrimas e fez menção de ir embora, mas apenas apressou seus passos com raiva na direção da garota. Colou seu rosto com o dela e bufou raivosamente.

- Sabe qual é o seu problema? Você faz de tudo para preservar a sua pose de boa moça, você precisa ser essa merda de molde perfeito que os seus pais criaram - cuspiu as palavras - Você só não consegue enxergar quem você machuca no processo. Nós não somos como todo mundo e você sabe muito bem disso, até quando você vai ficar se escondendo na sombra que pessoas como o Cedrico? Ao invés de aceitar que você não gosta de garotos! - tentou se afastar novamente, mas pode ouvir a garota soluçar atrás de si.

- Esse não é o motivo - falou quase em um sussurro. 

- Você sabe que não pode mentir pra mim, Cho. Eu consigo ver exatamente o que você está pensando e eu sinto muito por você achar que essa é a sua única saída. - foi tudo que a garota falou antes de sumir na entrada do castelo.




***



S/N ainda se mantivera deitada na cama sem mover nenhum músculo, talvez tivesse perdido todas as suas forças de tanto chorar. Queria odiar Cho, queria gritar pro mundo o quanto ela tinha magoado. Certos momentos queria arrancar sua própria consciência de seu corpo sempre que lembrava da cena de Cho e Cedrico no banheiro dos monitores.

- Ei! Está quase na hora - Pansy exclamou jogando uma almofada contra a garota - Não vai continuar sofrendo pela corvina vai? 

- Me deixa - murmurou se virando para o lado contrário de Pansy na cama.

- S/N, você vai ao baile com uma garota maravilhosa, tirando o fato dela ser uma traidora de sangue, ainda sim é perfeita - puxou os braços da garota para se sentar na cama - Então vai se arrumar e beija muito aquela ruiva. 

S/N gargalhou. Sabia que Gina e ela não seriam mais do alguns amassos em algum corredor qualquer, mas mesmo assim fez o que a amiga falou. Em questão de minutos se encontrava pronta e se dirigia ao salão junto de seus amigos. Pansy segurava sua mão e Draco mantinha seu braço envolta do pescoço de S/N, Blaise tagarelava algo ao lado de Draco deixando o mesmo irritado. 

Mais a frente avistou Gina, que estava incrivelmente bonita com um vestido vermelho combinado com seus cabelos, a ruiva sorriu e pode ouvir Draco bufar.

- Ainda não acredito que vai pegar uma Weasley - o loiro reclamou fazendo S/N aproximar seus lábios dos ouvidos do mesmo.

- Peça para Harry te comer direitinho essa noite, quem sabe melhora seu humor - piscou vendo o mesmo ficar vermelho de raiva.

- Ora sua…

- Estou brincando, docinho - passou os dedos ajeitando os cabelos dele e mandou um beijo no ar para o mesmo que revirou os olhos.

Seguiu até a ruiva que sorriu abertamente.

- Você está incrível - Gina comentou colocando as mãos na cintura de S/N.

- Digo o mesmo - beijou a bochecha da ruiva.

Mas seu coração pareceu parar no momento em que viu Cho adentrando o salão com Cedrico. A garota de azul fitou S/N com pesar enquanto segurava o braço do garoto e atravessava o salão. Sentiu as mãos de Gina apertarem sua cintura.

- Ainda ama ela! - afirmou vendo a morena desviar o olhar para o chão - Eu sei que ela ainda gosta de você. Porque a gente não faz algo interessante? Tipo provocar ela um pouquinho. - a ruiva sorriu maldosamente.

- Você é o demônio Gina Weasley - a morena gargalhou concordando.

A festa começou, os alunos dançavam animadamente e alguns já estavam bêbados dormindo em algum canto da escola. Podia avistar Cho mais ao canto com Cedrico que conversava animadamente com um rapaz qualquer. 

Foi aí que Gina começou a colocar seu plano em ação. Puxou S/N para a pista colando seus corpos e se movimentando junto da garota, sorriu ao ver que a asiática fechou a cara no momento exato que as viram. Passava as mãos pelos cabelos de S/N e sussurrava coisas no ouvido dela enquanto a mesma fitava Cho a alguns metros.

Pode ver o momento em que Cedrico tentou abraçar a garota que se afastou dele fazendo alguns alunos fixarem sua atenção na cena. Gina avisou que iria para outro local e sumiu entre as pessoas. S/N apenas mantinha os olhos na garota que discutia nervosa com o Lufano. 

“Amor, apenas ouça o seu coração” Os olhos de Cho a fitaram respirando fundo.

“Já disse que odeio quando entra na minha cabeça” 

“Desculpe”

As duas se fitavam fixamente fazendo o garoto arquear as sobrancelhas e as pessoas assistirem a cena confusas.

Em um movimento rápido, Cho largou Cedrico onde estava e seguiu em passos apressados para o meio da pista. Apenas parou alguns metros de S/N abrindo um sorriso.

- Foda-se - murmurou.

Apenas puxou a garota conta seu corpo e colou seus lábios delicadamente. As mãos de S/N foram para os cabelos de Cho sem se importar se bagunçava seu penteado e a garota agarrou sua cintura colando ainda mais seus corpos. Seus lábios se movimentavam lentamente e podiam ouvir alguns gritos e pessoas vibrando mais ao fundo, mas não importava. Era como se estivesse apenas elas duas ali naquele salão. 


Então chame meu nome (chame meu nome)

Chame meu nome quando eu te beijar tão gentilmente

Eu quero que você fique (quero que você fique)

Eu quero que você fique mesmo que você não me queira

Garota, por que você não pode esperar? (Por que você não pode esperar, amor?)

Garota, por que você não pode esperar até eu me desapaixonar?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...