História Imagines Supernatural - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Abaddon, Adam Milligan, Amara, Balthazar, Benny Lafitte, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Ellen Harvelle, Gabriel, Hannah, Jo Harvelle, Jody Mills, John Winchester, Kevin Tran, Lúcifer, Mary Winchester, Meg Masters, Miguel, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Winchester
Tags Imagine, Imagine Supernatural, Spn, Supernatural
Visualizações 39
Palavras 729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo!

Capítulo 3 - O passado bate na porta, pedindo por ajuda - Sammy


Fanfic / Fanfiction Imagines Supernatural - Capítulo 3 - O passado bate na porta, pedindo por ajuda - Sammy

"Winchester, qual é o seu problema?!" Falo, explodindo. "Você termina comigo, faz eu abandonar tudo, toda a vida que eu conhecia, eu fiz isso, arrumei um namorado e uma casa, e então você aparece aqui na minha casa pedindo que eu volte a caçar?"

"s/n, Dean desapareceu e eu preciso de ajuda!" Sam me implorou.

Não pensei duas vezes e dei um tapa na cara de Sam. "Samuel, você não sabe o quanto me magoou, e o quanto está me magoando ver a sua cara. Eu só irei aceitar pelo seu irmão." Sam pareceu surpreso. O deixei lá fora e entrei para dentro de casa.

"Amor? Quem era?" Perguntou meu noivo. 

"Um antigo amigo meu." Falei, pegando uma mochila e algumas coisas.

"Onde vai?" Falou ele, se levantando do sofá e indo atrás de mim, no quarto.

"O irmão dele desapareceu, e ele me pediu ajuda para encontrá-lo." Falei.

"E isso é mais importante que nosso encontro?" Ele falou, magoado.

Eu parei, e o olhei nos olhos.

"Eu volto daqui uns 2 dias, aí teremos nosso encontro." Falei, depois beijando-o.

Saí de casa, entrei no Impala e acenei. Um silêncio predominou no carro, até que Sam falou:

"s/n, me desculpe, eu sei que te magoei e-"

"Não comece!" Exclamei.

"Não, por favor, me escute! Te mandei embora porque eu era um perigo para todos que estavam perto de mim! Eu libertei Lúcifer na terra!"

"Por que não me deixou ajudar? Eu poderia ter ajudado, e você sabe, Samuel, eu faria de tudo para ajudar!"

"Eu sei, mas... eu não queria te ver morta!" Ele falou.

"Então me mandou para longe? Haha, seus argumentos são péssimos."

"Olha, s/n, sei que parti seu coração e que você provavelmente me odeia, mas... eu ainda amo você! Nunca parei de amar!" Sam me olhou, esperando que eu falasse alguma coisa.

"Pena que agora eu estou noiva." Falei mostrando a aliança. "Vamos logo salvar Dean."

Sei que eu o magoei, mas ele havia me magoado mais. A viagem foi quieta até o final.

Mais tarde...

"Dean?!" Gritou, Sam.

"Dean?! Você está aí?"

"Dean!" Correu Sam, ao ver que o irmão estava esmurrado, com sinais de tortura, e desacordado. Sam ficou desamarrando Dean, e eu dei cobertura.

Eu sabia que Samuel devia ter me dado cobertura, porque um vampiro viado do caralho apareceu da puta que pariu e me deu um soco.

"S/n!" Gritou Sam, indo para cima do vampiro. Os dois começaram a se matar, e eu estava com uma puta dor de cabeça, aproveitei a brecha e fui até Dean. Pouco depois, ouvi o vampiro morrendo.

Olhei para Sam, e sorri, lembrando dos velhos tempos. Quando ele retribuiu o sorriso, um demônio apareceu e jogou Sam para o outro lado da sala.

"Sam!" Gritei.

O demônio me agarrou e me levantou, pés saindo do chão.

"Olha só quem saiu da toca! Nós temos uma continha para acertar, 50% já foram pagos, agora só faltam a metade." Ele sorriu. Antes que o demônio pudesse fazer mais alguma coisa, Sam partiu para cima dele. Eu caí no chão. Sam cortou o rosto do demônio, mas ele tomou a faca do maior. O viado do inferno cortou Sam, mas ele foi pra cima, e conseguiu matá-lo.

Depois, Dean já estava no Impala, com os curativos feitos.

"Ele vai ficar bem." Falei, a Sam. "Deixa eu ver o seu braço."

Sam deu seu braço, e eu comecei a limpar a ferida.

"Obrigada, você salvou minha vida." Falei.

"Você não deveria estar me agradecendo, eu te puxei a força para essa vida de novo." Ele falou, um pouco cabisbaixo.

Eu o abracei. Sam pareceu surpreso.

"Eu ainda te amo." Falei, baixinho.

Ele sorriu, mas logo seu sorriso se apagou, quando olhou para minha aliança de novo. Eu apenas coloquei uma mão em cima da outra.

Mais tarde, nós chegamos á minha casa, tínhamos deixado Dean descansando no Bunker.

"Vem, entra um pouco." Convidei Sam para entrar, ele me seguiu.

Quando cheguei, a porta estava entreaberta, eu a abri e vi a pior cena da minha vida. Meu noivo estava todo mordido, estirado no chão da sala, tinham cenas de luta, mesa quebrada, sangue para todo o lado, e cheiro de enxofre. Sam me abraçou.

Depois de ligarmos para a polícia, eu peguei minhas coisas e entrei no Impala de novo.

A antiga vida nunca é deixada para trás.


Notas Finais


Sad vibes :')

Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...