História Vermelho é a nossa cor - Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, BLANC7, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.L, D.O, Jackson, JB, Jean Paul, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), K-Kid, Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sehun, Shinwoo, Spax, Suho, Taichi, Tao, Teno, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 41
Palavras 1.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi bebêzes, tudo bom? Espero que sim, estou com mais uma fanfic, está, mais uma historinha ~ hihi.
Boa leitura e até breve.

Capítulo 1 - Que diabos está acontecendo! ?


Fanfic / Fanfiction Vermelho é a nossa cor - Kim Taehyung - Capítulo 1 - Que diabos está acontecendo! ?

Sue *

Olho no relógio de pulço e faltam alguns minutos apenas para as oito, apenas quarenta, e eu: tomando café da manhã. Eu deveria estar a caminho da empresa Kim's, seria meu primeiro dia no local, no cargo de secretária pessoal do Sr.Kim. Largo meu café e saio correndo para o banheiro afim de escovar os dentes, feito isso, vou procurar minhas chaves do carro, e por pura má sorte, não as encotro.

Droga! A onde está esta merda! - pergunto a mim mesma enquanto estou parada no meio da sala, com as mãos na cintura me perguntando a onde as deixei.

Dez minutos depois as achei, estavam na minha bolça JUSTAMENTE NA QUE EU ESTOU LEVANDO, ser desatrada é o cúmulo mesmo. Estaciono o carro na vaga de funcionários e assim que adentro no salão de recepção, uma bela asiática loira está parada a minha frete segurando um tablet me olhando feio.

É o que me faltava.

- Srta.Sue? - questiona friamente.

- Sim, eu mesma, o que deseja? - ergui uma sobrancelha esquecendo totalmente o meu dever ali.

- ESTÁ ATRASADA NO SEU PROMEIRO DIA DE EMPREGO! - gritou furiosa, e todos que ali presentes pararam para nos olhar e prestar atenção. Minha cara que antes era pálida agora estava uma pimenta flamejante de tão envergonhada que eu estava.

- Desculpa. - encolho os ombros e reprimo meus lábios.

- Desculpas não é a mim que deve, e sim ao Sr.Kim! - dizia com a testa franzida.

Depois de cinco minutos levando bronca daquela loira oxigenada finalmente estava na sala do senhor Kim, que mantinha um olhar sério e parecia me analisar e de alguma forma, aquilo me causava uma sensação esquisita. Seu olhar era intenso e decidido.

- Srta. Sue...- colocou o dedo indicador nos lábios, me olhando atento. Abracei a mim mesma enquanto esperava sua bronca, que por algum motivo não veio. - Eu perdoo este atraso.

- Sério Sr.Kim? - perguntei entusiasmada.

- Sério, todos temos o direito de se atrasar algum dia. - ele continuava a me olhar, seu sorriso quadrado era tranquilizador.

Preocupante. Disse meu subconsciente.

- Obrigada Sr.Kim! - sorri contente.

- Mas quero que termine todos estes relatórios antes do horário de almoço - colocou algumas, assim, duzentas folhas a minha frente. Meu sorriso se desmanchou imediatamente.

- S-sim senhor. - engoli seco e peguei o monte e folhas.

- Até mais Srta. Sue. - a sombra de um sorriso se formava em seus lábios, e um sorriso torto surgiu ao me ver saindo da sala.

A Srta. Loira oxigenada, por sua vez, ficou surpresa, olhos esbugalhados e estática, até o momento em que ouvimos o seguinte:

- SOOMIN TRATE DE TRAZER A PORCARIA DO MEU CAFÉ AGORA! - talvez ele sofra de bipolaridade, a garota saiu correndo até uma sala um pouco mais de 20 metros de distância.

Então o nome da Srta. Loira oxigenada é Soomin, ótimo. Sentei-me em minha mesa, logo a frente do Sr. Sorriso quadrado. Aquele sorriso é lindo e seu olhar então...Ao perceber estou sorrindo para o nada, e endireito a minha cara e começo o meu trabalho, pelo menos eu era Boa em relatórios.

...

Cinco horas se passaram e eu finalmente havia terminado, minha mão estava calejada por sinal, me levantei e pus-me a bater na porta do homem que mandou eu entrar imediatamente, um sorriso discreto se formou em seu rosto ao ver que eu tinha terminado o trabalho a tempo.

Ele olhava um dos papéis por cima, um olhar cauteloso sobre as escrituras. Eu estava exatamente no mundo das nuvens quanto notei que ele me olhava: sério, sem nhuma expressão em seu rosto. Levantou-se e cautelosamente se colocou a minha frente, sentou na frente de sua mesa, uma pose um tanto...Hm ... Sexy? E sorriu.

- Parabéns srta. Sue, está liberada para o almoço. Volte exatamente as uma e meia. - sorriu sem mostrar os dentes e piscou para mim . Me deixando um tanto desconfortável e vergonhosa, minhas bochechas queimaram na hora.

- O-obrigada sr.Kim! - guaguejei de primeira.

- Não foi nada, apenas fez um bom trabalho! - ergueu uma sobrancelha e entrelaçou os dedos e colocou sobre sei colo.

Seu olhar agora era sério e parecia novamente na analizar. Será que estou com roupas inadequadas? Fico vermelha novamente. 

DROGA!

Dei as costas sentindo algo estranho, o olhar deste homem é penetrante e quente, um corpo aparentemente bonito, ele é sexy e tem um belo cabelo loiro. Está era sua fixa. Abri a porta de sua sala e antes que eu a fechasse novamente, ouvi sua voz rouca e grossa dizer:

- Sue. - me encarou.

- Kim. - fechei a porta antes que tornasse a ficar rubra de novo.

Que raios estaria acontecendo nesse lugar, ao sair, prestes ao entrar no elevador, ouvi Soomin dizer:

- Não se meta em meu caminho, tomate. - suas palavras eram frias e acidas. Revirei os olhos antes das portas finalmente se fecharam.

É. Eu tenho uma inimiga. Mas qual é o problema dessa garota.

Entrei em um restaurante qualquer, o mais próximo para evitar de chegar atrasada novamente.

Aquele homem tem algo cativante, um olhar flamejante, que imagino, e fosse outra mulher no meu lugar molharia a calcinha.

Mexo e remexo a comida em meu prato, mas não estava com tanta fome, eu só não queria aquele clima estranho, que me causava arrepios.

Que diabos está acontecendo.

Por fim termino meu almoço, e tenho vinte minutos de sobra, então resolvi ligar para Anie, minha melhor amiga, que por sinal mora comigo. Ela só tinha ido trabalhar mais cedo.

Ela atende.

- Como foi? - pergunta entusiasmada.

- Foi péssimo. - balbucio.

- Me conta direito - exclamou ela -, não pode estar sendo tão ruim assim!

- Primeiramente, cheguei atrasada, segundamente, recebi uma bronca de umasinha qualquer chamada Soomin, terceiramenre e último, meu chefe é estranho. - disse mexendo meus rashis na mesa.

- Meo Deus, tudo isso em apenas cinco horas de trabalho!? - parecia surpresa -, afinal quem é seu chefe?

- Kim, Kim Taehyung. - disse simplista enquanto via o horário em meu relógio de pulço.

- NÃO ACREDITO UNNIEE! - gritou a mais nova, fazendo com que eu retirasse o telefone do ouvido -, você trabalha com o gostoso, solteiro, mais cobissado de Seul e está reclamando? Menina, Deus me livre mais quem me dará.

- Aqueta esse seu foguinho ai dongsaeng! - a repreendi.

- Desculpa unnie. - olhei meu relógio.

- Presciso ir saeng. Até mais tarde.

- Até! - a desligou.

Paguei minha refeição e voltei ao prédio - ao enorme edifício -, Soomin me esperava com uma pilha de papéis em frente minha mesa, disse que era para eu fazer o mais rápido para entregar ao departamento do RH. Resenti um pouco, mas comecei a faze-lo.

É...Ser secretária pessoal era mais difícil que eu pensei.

- Srta. Sue? O que está fazendo? - perguntou ao sair da sua sala.

- O que o senhor mandou! - respondi.

- Quem lhe deu estes papéis ? - seu semblante era sério e de seus olhos saiam faíscas, com uma mão na cintura e a outra masageando a testa ele gritou : - SOOMIN NA MINHA SALA AGORA!

A mulher pôs seu rosto para fora da pequena sala a nossa frente e me fuzilou e ao mesmo tempo estremeceu, entrando na sala do homem com o rabinho entre as pernas, mas antes disso gesticulou que eu estava fodida em suas mãos.

Por favor? Uma dúvida! Posso denunciar ela?

Minha cabeça ja estava emportubada dessa mulher, srta. Loira oxigenada, me deixa em paz por favor. Apoiei os rosto em minhas mãos e pedi forças para continuar.


Notas Finais


Se você leu até, conte-me o que achou, favorite se gostou, obrigada, um beijo bem carinhoso e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...