1. Spirit Fanfics >
  2. Imoral >
  3. A Foto

História Imoral - Capítulo 5


Escrita por: escritorahappy

Notas do Autor


Mais um capítulo saindo do forno.
Boa leitura!

Capítulo 5 - A Foto



Sakura 

Fui sozinha para a escola hoje de manha, acredito que Sasuke está me evitando, quando estava chegando na escola vejo ele com a Karin conversando na entrada, ele me olha e acena para mim, como se estivesse me chamando, aceno de volta apenas com um sorrisinho e passo reto. Assim que entro na escola sinto Ino me agarrando pelo braço - Bom dia, conta tudo!!! - Diz de uma maneira animada que somente ela tem!

Olha, depois que fiquei bêbada tivemos um momento legal no quarto, ele cuidou de mim, mais tarde quando ele me colocou pra dormir ele pegou meu diário cheio de safadezas e leu escondido. Após isso eu descobri que ele leu e comecei a chorar, acabamos nos beijando, ele demostrou que também gostava de mim, só que essa manha ele venho sozinho pra escola e acabei de ver ele na entrada com a Karin - Como sempre, falo tudo rapidamente e por sorte a Ino capta as informações facilmente. Ino era minha melhor amiga e uma das minas mais desejadas da escola, aparência de miss brasil e personalidade de patricinha bondosa. 

Ele gosta de você, beijou você, mas evitou você e esta andando com a Karin? - Diz colocando a mão no queixo - Gosto da Karin, seria um casal interessante, ela é inteligente, bonita, estilosa... 

Porque você está elogiando ela? - Digo dando um tapinha de leve em sua cabeça, estava faltando noção, 

Relaxa, você tem as mesmas características só que em dobro -  Diz brincando - eu acho que ele não está sabendo reagir, aconteceu muito rápido e sobre a Karin, eles estão no mesmo grupo de algum trabalho, deve ser algo assim. - Ino sabia de tudo, era uma fonte de informação. - E ela dá em cima do Sasuke desde que conhece ele e nunca rolou nada, não é agora que vai rolar né. 

Obrigada, Ino, estava me sentindo idiota - Ino sabia me deixar segura do jeitinho dela. 

Eu tô aqui pra isso, mas nesse intervalo vamos devolver o gelo. 

----
     

Estou dormindo olhando a aula do Kakashi, ele sempre com aquela voz mansa e lenta, normalmente já fico cansada, mas agora estou com meus pensamentos em outro lugar. No intervalo não consegui ficar próxima do Sasuke por nenhum momento, queria ter um momento a sós sem nossos pais por perto, ou colegas, mas parece que ele sempre esta rodeado, nunca fica sozinho.  A Ino não parava de querer saber detalhes sobre o que fizemos, sobre meu diário ainda. 

Toca o sinal de saída, vamos todos se despedindo, enxergo Sasuke na saída, ele como sempre com a postura impecável, roupa passada e o cabelo de seda, perfeito. - Oiie - Digo, saiu mais baixo do que eu gostaria - vamos indo? - falo virando para a caminhada de 15 minutos que vinha a frente, a escola não era tão perto da  nossa casa. Estava feliz que ele não tinha ido sozinho, o clima de ficarmos nos evitando estava desconfortável.

 

Não vamos - diz ele pegando na minha mão, sendo sincera, não era novidades nós tratarmos carinhosamente! Mas naquele momento a mão dele parecia diferente, o toque dele estava diferente - me segue - diz me puxando delicadamente em direção ao pátio da escola. Nós sentamos de baixo de uma árvore para pegar sombra. 

Estava cada vez ficando mais vazio a escola em si, o pátio nenhuma alma viva era vista, nenhum monitor estava cuidando pra ver se algum aluno iria querer continuar na escola. Eu estava olhando a paisagem e Sasuke não parava de me encarar, seus olhos me penetrando.

Sasuke, eu sei que as coisas mudaram de repente, está tudo acontecendo tão rápido! - começo a falar rapidamente, não gosto do silêncio - eu gosto de você, pelo visto você gosta de mim, mas somos irmãos e isso é errado. 

Não somos irmãos - diz Sasuke apoiando a cabeça dele em meu ombro - mas eu sei o que você quer dizer. A verdade é que eu gosto de você desde criança, só não sabia disso. 

Nesse momento sinto meu rosto todo corar, não conseguia imaginar o Sasuke se declarando para ninguém, mas nesse momento ele estava confessando seus sentimentos abertamente e sem nenhuma vergonha. Olho para seu pé balançando, era um sinal que estava mais nervoso do que parecia. 

Eu também, sempre gostei de você - digo - afinal, você deu uma olhada no meu diário, né - ele deu uma risadinha baixa, vergonha total. Mas não era segredo, mas escrever como me sentia era diferente de falar, falar olhando para aquele olhos que pareciam sugar minha alma, sonhar com ele varias noites fazendo coisas que nunca fiz, fantasiar de noite enquanto estava sozinha.

Fiquei bastante impressionada com o que você escreveu nesse diário. - ele fala isso colocando uma mão em meu joelho, fazendo carinho. - Me senti mais confiante em falar sobre como me sentia. 

Eu na realidade sou bastante impressionável sabia - digo pulando no colo dele, vejo sua cara de surpresa, agora que ele sabia de tudo e me aceitava não tinha porque eu ficar também mantendo a puritana. Sou uma safada virgem.

É sim! - diz ele agarrando uma mão em minha cintura e a outra no meu cabelo, me beija, era um beijo sensual e provocativo. Sua mão da minha cintura escorrega para minha bunda e começa a me movimentar para eu rebolar. Sinto o pau dele enrrijecendo, parecia enorme. 
Estamos na escola - Digo entre os beijos. 

Você que pulou em cima de mim - Diz ele abaixando  os beijos para o meu pescoço, dando levar mordiscadas. Ele está certo. - Eu estava planejando conversar. 

Eu gosto  de provocar - quando falo isso, ele aperta ainda mais minha bunda, e me olha, seus olhos estavam exalando desejo, parecia que tudo que ele queria estava ali na frente dele -. Não brinca comigo - Diz e me tira do seu colo delicadamente, se levanta e me dá a mão para me ajudar a levantar - Vamos pra casa, se não, vão trancar a escola com a gente aqui. 

Acho que eu cortei o clima, porque eu fui virar uma safada do nada. Não sei agir normalmente. 
____


Karin 

Eu não acredito no que meus olhos estavam vendo, mas tudo fazia sentido agora. Sakura e Sasuke, dois irmãos, se agarrando no pátio da escola sem mais nem menos! Nojo. Eu fiz questão de convidar o Sasuke essa manhã para passarmos o café da manhã juntos, ele me tratava bem mas realmente nunca entendia minhas indiretas. Já estava se relacionado com outra. 

Fico tentando me aproximar dele em todos os momentos, estou sempre presente ao seu lado, na saída da escola fico esperando um momento pra ficar a sós com ele de novo e ele vai atrás da irmã dele. Eu me dediquei por um cara desses!
Jamais se passou pela minha cabeça que a irmã dele poderia ser uma rival, mas vejo ela rebolando a todo direito em cima do Sasuke, puta! Só preciso pensar no o que fazer com o que tenho agora, Sakura e Sasuke sendo a família perfeita, que vergonha para os Uchihas! 
 

------




Sasuke 

 

Observo Sakura andando na minha frente, estava brincando de se equilibrar na beirada da rua, ela era péssima e caia toda hora. 
Vou te ajudar - Caminho ao seu lado e coloco sua mão em meu ombro, parecíamos um casal de namorados, mas não poderíamos fazer isso. Eu não me importaria, mas não sei como Sakura reagiria as críticas, ou meus pais. Por enquanto se declarar já estava de bom tamanho pra mim. 

Eu acho que ela não estava muito afim de falar sobre nossos sentimentos, ela é extremamente inocente e sentimental, mas quando eu me declaro ela parece louca pra transar e depois me corta, mas independente disso, eu quero apenas ficar ao lado dela! Sei que ela gosta de mim, apenas  quer falar sobre isso. 

Obrigada, Sasuke - Diz ela agora andando reto, fico feliz já em ser seu apoio, seu apoio para tudo! 

 Chegamos, lar doce lar - fazer essa caminhada estava nos fazendo bem. Foi um momento só nosso. 

Próximo da porta escutamos um choro, na hora Sakura abre a porta com tudo, vou atrás dela correndo. Nossa mãe estava na sala chorando. O que aconteceu? - Pergunta Sakura se ajoelhando na frente dela, Mikoto olha para nós por um segundo e volta a chorar desesperada, começo a ficar extremamente preocupado, será que era algo relacionado ao nosso pai. - Fala mãe - Persiste Sakura! 

O que é isso? - Diz ela entre soluções, entrega o celular nas mãos de Sakura e seu rosto gela na hora, ela não consegue falar nada apenas fica paralisada - o que o pai de vocês vai dizer? O que é isso? 

Pego o celular da mão de Sakura, era um vídeo nosso no pátio da escola, gravando a Sakura de costas rebolando em cima de mim, é possível ver meu rosto, além de não ser nada apropriado o que estávamos fazendo é pior ainda pelo fato de sermos quem somos. - Mãe, desculpa, desculpa, desculpa - Diz Sakura abençando Mikoto, começando a chorar sem parar também. 
Mãe, nós gostamos um do outro - Falo para ela, quase chorando também, estava tudo indo tão bem. Não acredito que isso aconteceu! Mikoto aos poucos para de chorar e fala. 

Vocês são irmãos! Não podem gostar um do outro - Diz olhando para o chão, não conseguia olhar para nós. Sakura apenas chora paralisada no chão. - Eu criei vocês como irmãos, dormiram juntos, comeram a mesma comida, passearam, somos uma família completa! E fazem isso nas minhas costas? Na escola? 
Me desculpa - digo também, serrando os dentes, não tinha maneira pior dela descobrir. Por um vídeo, postado na rede social, todos viram!
 


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...