História Imperfect Family - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Kylie Jenner, Ryan Butler
Personagens Personagens Originais
Visualizações 960
Palavras 2.427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem apareceu com uma Capítulo, Atualizado, alguns avisos bem rapidinhos

1° : MUDEI ALGUMAS COISAS muitas na verdade!! (para melhorar muitas coisas da fic)

2° : Tentei O MÁXIMO CORRIGIR TODOS OS ERROS ORTOGRÁFICOS

3° : PROMETO NÃO DECEPCIONAR VOCÊS DE NOVO

4° : EU AMO VOCÊS obrigada por não desistirem da fic

Nos vemos la em baixo ~ Boa leitura ~

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Imperfect Family - Capítulo 1 - Prólogo

02 de Janeiro 2015, 03:54AM

Justin P. O. V

- Ryan me passa esse bagulho ai viado - falo rindo estendendo o braço pra ele e ele me passou o cigarro, coloquei entre os lábios puxei a fumaça e traguei a mesma, soltei a fumaça depois de alguns segundos olhando pras meninas que dançavam em nossa frente desvio o olhar e olho as horas no meu relógio de pulso, dei uma ultima tragada no cigarro e me levanto - Eu já to indo - falei e olhei pro Ryan e depois pro Chaz - falou ai seus manezão - falei e eles começaram a rir, revirei os olhos e ri junto

- Até amanha cachorrão – Chaz falou e logo dei um tapa em sua cabeça

- Vai se ferra viado – Falei rindo e fui saindo da boate, ajeitei meu boné na cabeça e fui olhando em volta, a boate ainda estava bem movimentada apesar de ser 4h da manhã, sorrio olhando algumas garotas vou caminhando lentamente até chegar na porta da saída fui diretamente pro meu carro, meu estomago clamava por comida, sempre que fumo isso me da fome, penso e começo a rir, abro o carro e vejo que tinha deixado o carro aberto – Eu sou muito burro – falo dando um tava na minha testa e gargalho com a cena, tiro meu boné e coloco no banco do lado, fecho a porta e relaxo meu corpo no banco travando o maxilar olhando pra frente, começo a rir de novo sem nenhum motivo, olho novamente as horas e procuro meu celular no bolso e não o encontro, olho pro banco de trás e vejo ele jogado no banco, me virei pra pega-lo e vi um cesto com algumas cobertas em cima – Que estranho – falei e tirei as cobertas pra ver o que era aquilo

- Abu – aquele bebê com os olhos arregalados começou a rir

- E ai nenê – falei e comecei a rir junto com ela – Qual seu nome bebê?? – falei e ela continuou rindo - Risadinha - falei ainda rindo e ela me olhou com os olhos arregaladinhos - Coisinha fofa você – falei a olhando que sorriu e começou a rir novamente, senti meu estômago roncar e fiz careta pra ela - Eu estou com fome - falei e coloquei a cobertinha em cima dela e me viro pra frente - Vamos pra casa comer - falei ligando o carro e sai em direção a minha casa.

Não demorou muito e eu já estava em casa, estacionei o carro e sai do mesmo fui em direção a porta a abri e adentrei, subi pro meu quarto tirei minhas roupas ficando apenas de cueca vou andando até o closet pego uma bermuda e a coloco volto pro quarto e logo me deito na cama e acabo dormindo.

[...]

03 de Janeiro, 08:30AM

Acordo com um chorinho irritante abro um dos olhos olhando em volta não vejo nada além do meu quarto, tento volta a dormir mais o chorinho continua

- Mais que saco - resmungo e me sento na cama coçando os olhos, bocejo e passo a mão entre os cabelos, olho em volta e vejo um cesto que tava se mexendo - O que é isso? - me levanto indo até o cesto olho e vejo um bebê se mexendo enquanto resmungava - CLOOTILDEEEEEEE - Gritei a empregada e a coisinha do cesto parece que se assustou e ficou paradinha, tirei a coberta de seu rosto e ela riu sapeca, franzi a testa a olhando

- Sim Sr. Bieber? - Ouvi Clotilde falar e a olhei

- Que coisa é essa? - perguntei e olhei pro cesto

- E uma menininha Sr. Bieber - ela falou baixo

- O que isso ta fazendo na minha casa? - perguntei a olhando

- Ela tava no banco de trás do seu carro Sr. Bieber - franzi a testa olhando - Sorte que tinha uma janela entre aberta, se não ela teria morrido sufocada

- Que morresse - falo e vejo Clotilde me olhar assustada - agora para de me olhar assim e coloca essa coisa fora da minha casa

- Ela vai fica na rua Sr. Bieber? – Ela perguntou olhando pro cesto e logo me olhou, dei de ombros sem me importar

- Por mim – Falei e ela me olhou com a boca entre aberta – Eu não me importo

- Sr. Bieber e se fosse um de seus irmãos? – Ela disse e olhei para aquela coisa e vi-a ela mastigando a coberta

- Então leva essa coisa pra você

- Eu não tenho condições, o senhor sabe disso - ela disse e abaixou a cabeça

- Eu não posso fazer nada - falei e fui até o banheiro fechei a porta e tirei minhas únicas peças de roupa e entrei no Box, liguei o chuveiro e deixei a água escorrer sobre meu corpo tomei um banho rápido e logo sai do Box, pego a toalha enrolando a mesma na cintura vou andando ate o closet pego uma roupa confortável e coloco a mesma, desço pro meu escritório entro e vou andando até a mesa que tinha várias bebidas pego um copo e uma garrafa de uísque coloco até a metade do copo e me sento na minha poltrona, respiro fundo olhando alguns papéis, pego um cigarro coloco entre os dois dedos e acendo o cigarro o tragando, depois de algum segundo solto a fumaça, afasto um pouco a poltrona da mesa e coloco os pés sobre a mesma e bebo meu uísque, fito um ponto fixo enquanto fumo e bebo, escoro a cabeça na poltrona fechando os olhos assim que escuto risadas altas e logo a porta e aberta – Sabe bater não Caralho? - perguntei ainda de olhos fechados enquanto soltava à fumaça

- Iiih Justin o que foi em? Não fudeu ontem é isso? - Ouvi Chaz falar e risadas logo após revirei os olhos e olhei pra eles

- O que vocês querem? – falei voltando a fechar os olhos

- Ela é linda olha amor - ela disse pro Ryan

- Nossa que coisa mais fofa - Ryan falou, revirei os olhos e bebi mais um gole de uísque

- Peguem essa coisa pra vocês estão - falei dando de ombros

- Justin não fala assim dela - Caitlin falou

- Sabe como é né mano, não dá - Ryan falou e abri os olhos e vi wlw passar a mão na barriga da Caitlin

- Por que não? – perguntei sem entender

- Por que a Caitlin ta grávida né Mané - Chris falou me olhando e logo depois olhou pra coisinha nos braços da Caitlin

- Como assim eu sou o último a sabe? - falei me levantando

- Ue você sempre ta ocupado ultimamente você ta tão estranho que eu nem to te reconhecendo - Ryan falou e eu ri irônico

- Eu não to estranho, estou normal – afirmei o olhando

- Ah não? - Chaz retrucou

- Ah vão se fuder vocês caralho

- Qual é o nome dela? - Caitlin perguntou

- Não sei

- Onde você a achou? - Ryan perguntou olhando aquela coisinha

- Também não sei ontem quando eu tava vindo embora, achei ela no banco de trás do meu carro – Dou de ombros

- Você devia colocar um nome nela - Caitlin falou a olhando

- Risadinha - lembrei que tinha a chamado assim ontem

- Nossa um nome descente Bieber - ela disse e eu dei de ombros

- O que vocês vieram fazer aqui afinal?

- Avisar que a Caitlin esta grávida - Chaz falou e eu sorri

- Parabéns Cait - sorrio falso - tomara que seja um pivetinho pra ser igual o Titio aqui

- Eu quero uma menininha - Cait falou olhando aquela coisinha

- O que vier esta bom - Ryan falou olhando pra Cait sorrindo que nem bobo e eu ri dele

- Tu parece um gay assim

- Parece não - Cait falou

- Não é que tenha virado um gay Justin o problema e que eu vou ser pai, e eu tenho que "amadurecer" - ele fez aspas com os dedos - você tem noção da sensação que eu to sentindo? Não você não tem noção cara, eu to muito feliz com isso, talvez um dia isso que você chama de coração, amoleça! - ele me disse, travei o maxilar indo ate a mesa de bebidas colocando o copo na mesma

- Belas palavras - sorrio cínico e olho eles

- Você não muda né Justin? - Cait falou

- Esse e o meu jeito vou muda pra que? Se não ta do seu agrado não posso fazer nada - falei e ela me olhou com a boca semi aberta

- Nossa Justin - ela disse e me entregou aquela coisinha e saiu do escritório, segurei aquela coisa com os braços esticados e ela ficou me olhando

- Porra velho - Ryan falou indo atrás da Caitlin, Vi Chaz e Cris balançar a cabeça e sair logo em seguida

- Ah meu saco - Falei e coloquei aquela coisinha no chão e me sentei na minha poltrona, tentando relaxar o corpo fechei os olhos por algum tempo e senti algo bater na minha perna olhei pra baixo e vi aqueles olhinhos claros me olhando

- O que você quer? - falei e ela continuou me olhando - como se você fosse me responde - suspiro e fecho os olhos de novo, senti ela agarrar na minha perna abri os olhos e a olhei - e ai mocinha- falei e ela tentou ficar em pé, lembrei da Jazz quando ela começou a andar, sorri de lado por breves segundos - Você vai cair - falei e vi ela cair de bunda no chão - Eu falei - falei e ela riu baixinho e foi tentar de novo - Ok já chega - falo me levantando

- Dada - ela tentou falar me olhando

- Dada o que?

- Da - dai - Ela fala e estendi os bracinhos pra mim

- Dadai? - Franzo a testa - É papai, ta aprendendo a fala então vamos fala certo né, fala Pa - pai - falo e ela ri

- Papa - ela bate palminhas - Papa - ela olha pra mim

- Papa? Eu não sou seu pai - disse e ela riu e brincou com a barra da minha calça

- Papa - ela continuou brincando e olhou pra mim - Papa - estendeu os braços pra mim, rio irônico a olhando

- Papa - balanço a cabeça – eu não vou te pegar - falo saindo dali e escuto ela começar a chorar a olhei e vi ela fazendo biquinho e continuou chorando tão alto que fez minha cabeça latejar fui até ela e a peguei - cala a porra da boca vai - falei baixo acalmando ela - Shiiii - ela deitou a cabeça em meu ombros soluçando sai do meu escritório e desci até a cozinha - Eu acho que ela ta com fome - falei e Clotilde me olhou e deu um sorrisinho de lado

- Eu vou preparar algo pra ela - falou e eu assenti - Mas o senhor pode dar pra ela? E que eu tenho que faze as compras pro seu almoço e você sabe que eu odeio quando você faz isso - ela disse e eu ri fraco

- Ok Clotilde - falei e sorrio pra ela - desculpa ter falado aquilo - falei e ela sorriu

- Eu já to acostumada Bieber - falou e foi preparar alguma coisa pra bebê comer, vou andando até a sala me deito no sofá deitando ela em cima de mim de barriga pra cima, ela ficou brincando com as mãozinhas e puxou um dos pezinhos até sua boca chupando seu dedinho ri fraco fechando os olhos, ela ficou brincando e tentando falar algumas palavras, senti ela rolar a segurei antes dela cair no chão fazendo ela soltar uma gargalhada

- Que risadinha mais gostosa - Clotilde falou trazendo uma bandeja com uma pequena vasilha em cima e uma mamadeira, me sentei e sentei ela no meu colo

- Por que da mamadeira?

- Caso ela não queria comer você da o leite - ela disse com a voz doce de sempre, assenti e ela colocou a bandeja no sofá peguei a vasilinha e a colherzinha coloquei um pouco de papinha na colher e levei até sua boca ela comeu, fui dando mais pra ela e ela foi comendo até acabar, ela se babou tudo, ri dela e fiz careta

- Ooh risadinha você ta um nojinho - falei e peguei passei minha blusa limpando ela, vi Clotilde saindo

- Clotilde - falei e ela me olhou - Você que estende essas parada de bebê, trás algumas coisas pra ela ta?

- Pode trazer tudo que ela vai precisar?

- Pode sim, você sabe onde ta o dinheiro - falei e ela assentiu e foi pegar o dinheiro, senti "Risadinha" bater no meu braço de leve - O que foi? Ta com mais fome - deixei a vasilinha na bandeja e peguei a mamadeira colocando perto da boca dela e ela sugou com força o bico da mamadeira - Nossa nem parece que acabou de comer - falo rindo a deitei em meus braços e ela continuou mamando fazendo uns barulhinhos enquanto mamava - Você parece mais o Jax ele que era faminto desse jeito - falei baixo a olhando vi seus olhinhos irem fechando aos poucos - que lindo vai dormir - falei baixo e levantei e comecei a cantarolar baixinho "Freak My Shit"

- Justin canta uma música descente pra ela - Clotilde falou e eu ri baixo

- Isso é descente ta - falei baixo e ela balançou a cabeça negando

- E sério Sr. Bieber - ela disse seria e eu assenti travando o maxilar e ela saiu

- Brilha... Brilha estrelinha quero ver você brilhar - comecei a cantar e ela me entregou a mamadeira joguei no sofá e a olhei - Eu só sei essa parte da música - falei a olhando - então dorme logo - falei com a voz calma e baixa tirei os cabelinhos dos seus olhinhos ela pegou na minha mão e brincou com meus dedos e logo adormeceu, fui até o sofá-cama e abri o mesmo me deitei e ajeitei-a em cima de mim de bruço, fitei o teto por alguns segundos e senti minhas pálpebras pesarem fechei os olhos e logo adormeci.


Notas Finais


NOVAS/ANTIGAS LEITORAS comentem por favor isso me ajuda bastante

Grupo da fic: Imperfect Family

https://chat.whatsapp.com/2IsZcNjAWeFJSg9sV5veJL


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...