História Imperfect Girl- Lutteo - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Luna Valente, Matteo, Simón
Tags Sou Luna
Visualizações 105
Palavras 1.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Conhecendo os pais


O homem e a mulher se levantam e vão até os dois.

- Filho, essa é a...?- O pai de Matteo pergunta. 

- Essa é a Luna. Minha namorada.- Matteo disse a olhando. Luna sorriu. 

- Prazer Luna. 

- Prazer Sra. Balsano Sr. Balsano. 

- Prazer querida.- A mãe de Matteo diz sorrindo. 

- Prazer.- Diz o pai de Matteo. 

- Querem almoçar?- Pergunta a mãe de Matteo. 

- Sim.- Diz Matteo. 

Os quatro vão para a sala de jantar e a Sra. Balsano coloca a mesa. 

- Então, Luna, e os seus pais?- Pergunta o Sr. Balsano. Matteo olha para Luna que respirou fundo. 

- Pai.... 

- Eles morreram.- Luna disse olhando para o pai de Matteo. 

- Desculpa, eu não sabia. 

- Tudo bem. Eu já nem ligo mais.- Luna disse dando um sorriso triste.- Minha tia deixou tudo e tentou me animar nesse momento de... Tristeza. 

- Sua tia deve amar muito em você.- Sra. Balsano disse.- Deixar tudo o que ela fez pra tentar te confortar. 

- Sim.- Luna pensou um pouco e se perguntou; " Por que? Por que Suzana deixou tudo pra ficar com ela?" 

Eles terminam de comer e vão para a sala conversar. 

- Como vocês se conheceram?- Sr. Balsano pergunta. Luna sorri. 

- Eu estava proucurando minha sala e sem querer esbarrei nela. Ela me pediu desculpas, entramos na sala, descobri a segunda aula dela e esbarrei nela dessa vez de propósito.- Luna sorri.- Pedi ela em namoro quando nós formos pra a praia e oficialize quando nós formos a nossa casa de praia. 

- Seu filho é muito romântico.- Luna disse olhando para Matteo sorrindo. 

- Nem sempre ele foi assim.- Sra. Balsano disse sorrindo.- Você conseguiu mudar aquele garoto metido e convencido. 

- Não sou era convencido assim.- Matteo disse olhando para sua mãe. 

- Sim, meu filho. Você era muito convencido.- Luna ri, tenta disfarça.- Um dia Luna, ele fez um almoço pra mim e pro pai dele, a gente elogiou. Pra quê? Ele não parou de se gabar UM minuto.- Luna riu. Matteo amava ver Luna sorrindo. Ver a se sentindo.... Livre. Sendo ela mesma. 

Às 3 horas da tarde Matteo deixou Luna em frente da casa da morena. 

- Eu venho daqui a pouco.- Matteo disse a olhando. 

- Vou está esperando.- Luna disse sorrindo. Matteo dá um selinho em Luna e sobe na moto. 

Quando Matteo desapareceu na rua, Luna entrou em casa e viu Âmbar e Simon aos beijos. Ela passou direto e foi para o seu quarto. 

Luna tinha acabado de tomar um banho. Ela estava se vestindo quando escuta alguém batendo na sua porta. Ela coloca apenas sua blusa e vai até a porta. Ela abre a porta e se arrepende. 

- Simon, o que você quer?- Luna disse tentando escondendo as suas pernas. 

- Vim ver você.- Simon disse abrindo a porta. 

- O que você quer?- Simon ia pegando no rosto de Luna quando ela se afastou.- O que você quer Simon?!- Ele não respondeu. Apenas a beijou. Luna não correspondeu. Ela tentava se soltar e gritar, mas Simon a segurava e tampava a boca da mesma.

- O que tá acontecendo?!- Matteo diz entrando no quarto. Simon soltou Luna que caiu na cama. 

- Matteo...- Luna ia falando mais Matteo a corta. 

- Depois a gente conversa Luna.- Luna olhou para baixo.- Quem você pensa que é pra tocar na minha namorada?!- Matteo disse indo até Simon. 

- Só foi um beijinho.- Simon disse sorrindo. 

- Se alguém beijar dua namorada você ia gostar?! Pois é né!? Agora sai do quarto da minha namorada antes que eu quebre tua cara!- Simon sai do quarto e Matteo olhou para Luna.

- Matteo....

- Por que você não gritou? 

- Ele tampou minha boca e me segurava com força. 

- Eu sei que ele te segurou com força! Eu senti!- Matteo disse mostrando seus braços que estava com marcas de dedos vermelhos. Luna tampou a boca com a mão.

- Tá doendo?- Luna pergunta indo até Matteo- Que pergunta em Luna?! Quer que eu pegue um remédio ou .....- Matteo a interrompe. 

- Não precisa. Não tá doendo tanto. 

- Tem certeza? 

- Tá doendo em você?

- Não.- Matteo responde olhando para a janela.

- Já tem a minha resposta.- Matteo disse indo se sentar na cama. Luna o olhou. 

- Tá bravo comigo.

- Não.

- Não perguntei, afirmei.- Luna disse respirando fundo.- Por que?- Matteo não respondeu.- Por que?! 

- Eu vi você beijando outro! Por que eu não estaria bravo!- Matteo disse a olhando. Luna negou com a cabeça. 

- ELE me beijou! Eu nem correspondi! Você não.... 

- Sim! Eu confio com você! 

- Então por que você bravo comigo?! 

- Não sei! Eu só tô com raiva!

- Desculpa.- Luna disse baixando a cabeça. 

- O que? 

- Desculpa! Se eu não tivesse aberto a porta o Simon não ia ter me beijado e nada disso estaria acontecendo.

- A culpa não é sua se aquele idiota beijou você.- Matteo disse indo até Luna. Ele levantou a cabeça da mesma com o polegar a fazendo o olhar.- Me desculpa por essa raiva. Eu não sei o que deu em mim.- Matteo disse acariciando a bochecha de Luna. Luna o abraçou e ele retribuiu. 

Eles se separam e Luna acaricia a bochecha de Matteo. 

- Por que a gente briga tanto?- Luna pergunta o olhando. 

- Destino.- Matteo disse olhando para baixo. 

- Vamos mudar isso.- Luna disse fazendo o mesmo a olhar.

- Vamos mudar isso.- Matteo deu um beijo em Luna que corresponde. 

Matteo deitou Luna na cama quando ela disse; 

- Matteo, tem gente lá em baixo.- Luna disse olhando para Matteo rindo. Matteo trancou a porta e deitou em cima de Luna de novo. 

- Pronto.- Luna riu. Matteo deu outro beijo em Luna que correspondeu. 

Mal sabiam Luna e Matteo, que o plano deles estava dando certo. 

Sebastian estava com o livro na mão e percebeu que ele estava desaparecendo. 

- Não! Não! Não!- Sebastian grita. Ele pega seu celular e liga para um conhecido dele.- Nicolas? 

- Fala. 

- Tá na hora. 

- Tudo bem. Amanhã mesmo. 

- Tudo bem. 

Sebastian desliga o celular e o guarda. 

- Se não for o destino vai ser eu.- Sebastian disse saindo. 

Sebastian chegou na casa de Gaston. Ele abre a porta e entra. 

- Gaston!? Gaston!?- Gaston desce as escadas assustado. 

- Que susto cara!

- Não temos tempo pra isso! Já resolvi o problema dos escolhidos. Não prescisamos mais nos preucupar com isso. 

- Gaston!?- Nina aparece na escada enrolada no lençol.- Desculpa, não sabia que tinha alguém aqui. Eu... Eu vou voltar pro quarto.- Nina subiu para o quarto de volta.

- Vocês transaram?- Sebastian pergunta baixo. 

- Lembra que você me disse pra mim aproximar da amiga da Luna? Pois é, me aproximei.- Gaston disse cruzando os braços. 

- E como vai ser pra você ficar com a escolhida?

- Eu ainda não sei. 

- Pois pense!- Sebastian disse saindo. Gaston revirou os olhos e voltou para o quarto. 

Matteo e Luna estavam deitados abraçados. Matteo estava fazendo cafune em Luna enquanto a mesma acariciava o peito de Matteo.  

- Você tá tão calado.- Luna disse olhando para a janela. 

- Não sei o que dizer. 

- Segunda vez.- Luna disse rindo. 

- Qual foi a primeira? 

- Quando você me beijou.- Luna não estava o olhando, mas percebeu que ele deu um sorriso. 

- Você me deixa sem palavras.- Matteo disse sorrindo. 

- Não sabia que tinha esse poder.- Luna disse o olhando. 

- Pois tem. Sempre teve.- Luna sorriu. Matteo dá um selinho em Luna.- Sempre vai ter. 

- Como você consegue ser tão romântico? 

- Pra você, sempre.

- Tá vendo!? Você é perfeito. Perfeito até de mais.

- Não sou perfeito. 

- Tá falando sério?! Olha pra você! Vocêé lindo, romântico e pelo que eu me lembre, patina. Sabe cantar também? 

- Sei. 

- Perfeito.- Luna se aconchegou no peito do mesmo.- A única coisa que eu sei fazer é arco e flecha. 

- Você também é divertida, alegre, crativa, romântica e a mais especial. É minha namorada.- Luna riu baixo. 

- Uma mistura de romântico com convencido. Gostei.- Matteo riu. 

Luna voltou à olhar para a janela e viu os três coelhos azuis reluzentes. Ela sorriu. 

- Você também tá vendo?- Matteo pergunta. 

- Sim. 

- Agora, fecha os olhos com força e abre.- Luna faz o que Matteo diz e se supreende ao ver seus pais. Luna se senta na cama, veste a blusa de Matteo e vai até eles. 

- Mãe?!- Luna diz em um fio de voz. A mulher assente.- Pai?!- O homem assente.- Sol?!- Uma menina assente. Ela sente alguém atrás dela.- Eu posso tocar neles?

- Pode.- Luna tocou no rosto de Sol e sorriu ao sentir a pele da irmã. 

- Eu sinto tanta saudades de vocês.- Luna disse com os olhos marejados.- Eles nnão falaram nada. Apenas desapareceram.

...........



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...