História Imperfeita - Imagine Suga (Min Yoongi) (Hiatus) - Capítulo 1


Escrita por: e Mindysexual

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Azar, Bts, Colegial, Comedia, Drama, Hot, Imagine, Imagine Suga, Imagine Yoongi, Kpop, Mutilação, Romance
Visualizações 35
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1


(S/n)

05:16 AM

Eu estava arrumando meu cabelo em frente ao grande espelho no banheiro da minha suíte. Eu realmente gostaria de ter ficado com o quarto menor, mas minha irmã falou que eu mereço este quarto enorme por me "esforçar".

Tsc...

 — (S/n), vamos, o café vai esfriar. — Disse minha mãe aparecendo na porta do meu banheiro.

 — Estou indo omma. - Falei sorrindo.

Ela saiu.

Sempre amei minha mãe, ela é tão batalhadora. Appa também! Ele trabalha tanto, fico preocupada as vezes por ele saí mais cedo que o normal e voltar mais tarde! Eu sei que o appa e fiel a omma e nunca trairia ela! 

 Meu celular começou a tocar.

Eu vou até o mesmo ainda arrumando o cabelo e pego o meu celular na mão colocando em cima da pia logo depois de atender e colocar no viva-voz.

 — (S/n)! Você não vai acreditar! Já entrou entriu no YouTube hoje!? - Minha amiga falava euforia do outro lado da linha.

 — Não... Aconteceu algo? - Perguntei.

 — Tudo! 'Tá rolando na escola que tem um aluno fazendo músicas e colocando no YouTube! 

 — Como que souberam que é um aluno da nossa escola? Isso está muito mal contado. - Falei.

 —  Acharam uma folha na nossa classe! E os arranjos de uma música estava lá. Logo depois aquela música foi postada no canal misterioso! 

 — Mas... Como é o nome do canal? 

 — Suga. Ele tem cinco músicas, mas só a primeira tem uma letra.  E a voz... Ela parece modificada... Acho que o aluno ficou com medo de ser descoberto!

 — "Suga"... E como sabem que é "ele"? - Perguntei.

 — 'Tá dando uma de detetive hoje!? E sabem que é garoto pois a voz lembra um homem. Pena que a tela fica preta o vídeo todo... Seria legal saber quem ele é. 

 — Hum... Eu vou escutar as músicas dele no caminho! Não se preocupe. 

 — Ok! Tchau (S/a)! - Desligou.

Terminei de arrumar meu cabelo e coloquei meu tênis, descendo para a cozinha.

 — Omma... Posso ir apé hoje? - Perguntei.

 — Por quê? - Respondeu com outra pergunta.

 — A Jisoo me ligou e falou para eu escutar algumas músicas. E se eu for caminhando, dá tempo. Entende? - Perguntei.

 — Ah sim. Claro (S/n), pode ir caminhando sim. - Falou — Mas agora se alimente!

Eu comi tudo e subi, pegando minha mochila, celular e fone de ouvido.

Eu saí de casa conectando meu fone no celular e entrando no YouTube.

Pesquisei e achei o canal.

Era... Diferente. Só tinha cinco músicas, não tinha descrição, nem nada...

Eu cliquei no primeiro vídeo e escutei. Assim por diante.

No quinto vídeo eu já estava na escola, eu estava entrando no refeitório para terminar de ver o vídeo e ir para a aula.

 — Fala sério! - Alguém falou alto, puxando o celular da minha mão e chamando a atenção de todos no refeitório. Eram muitos...

 — Você realmente escuta isso!? Esse cara é tão ruim! - Gritou mais alto. Era Chen... O babaca.

 — Eu não acho que seja ruim. - Falei.

 — Imperfeições gostam de coisas imperfeitas, não é? - Disse.

Logo eu vi as três putas atrás dele.

Jennie, Rosé, Lisa... Vadias.

— Já não foi humilhada o suficiente não? - Lisa perguntou.

— Vocês realmente sabem o significado da humilhação? - Debochei, super calma.

 — E quem é você para perguntar isso!? HEIN!? - Rosé gritou me pegando pelo braço.

 — Eu acho que sou uma pessoa normal que gosta das músicas desse tal "Suga". - Respondi sentido meu braço ser apertado com mais força.

  — Você cale sua boca! Não ouse agir como se fosse importante! - Rosé me empurrou contra a pilastra próxima de mim.

Eu bati a cabeça, doeu. Mas eu segurei o choro. 

Ninguém fazia nada. E eu estava bem preocupada como isso terminaria. Eu na enfermagem ou eu na enfermagem.

É... Não tinha mais opções.

Eu senti meu corpo ser puxando para o lado. Fazendo Rosé me soltar. 

Eu olhei para trás - e talvez um pouco para cima por conta da minha altura - e vi aquele garoto... Ah! Como era o nome dele mesmo? Min Yoongi! Isso!

 Eu puxei o garoto e esbarrei de propósito em Chen, fazendo ele derrubar meu celular e antes de entrar em contato com o chão, eu o pego.

 — Ficou maluco Min Yoongi!? - Falei logo depois de puxa-lo até a nossa sala. Estava completamente vazia.

 — Eu sei... Não deveria ter enfrentado eles. Mas... Ninguém fazia nada! E você está com a cabeça e braço machucado! - Ele falou se sentando em cima de uma mesa.

 — Eu cuido disso depois. - Respondi logo pegando meu celular conferindo se ele estava bem. 

 — Você curte as músicas... Daquele cara? - Ele perguntou. Não sei porque, mas vi seu rosto corar.

 — Sim. Você gosta? - Perguntei tirando a mochila das costas e colocando em cima de uma mesa qualquer. 

 — Uhum... - Respondeu. 

 — Legal... - E então o assunto voou para longe.

 — Eu acho que ele escreve o que ele sente... É idiota meu pensamento, mas as vezes eu acho que é isso... Tem tantas emoções na batida. - Hum... Suspeito.

 — "Eu juro, não sou pervertido, mas uma noite pode lhe provar o contrário

Eu juro, não fico com uma qualquer. Gosto das clássicas. 

Eu juro! Tente me entender, 

Me entender, por favor, faça isso por mim.

Não me magoe.

Não me use como as outras.

Não deixe ser apenas uma noite.

Eu entendo. Sou maluco. Mas me entenda! 

Me entenda!

Me entenda!

Por favor.

Eu sou assim, não me magoe.

Me desculpe, eu tentei sorri quando ela partiu, mas doeu." - Cantei uma parte da música.

 — Ele estava bem apaixonado. - Brinquei rindo. 

Ele abaixou a cabeça e riu também.

Suspeito... Mas ainda não é o principal. Não acho que seja ele. Ele é puro de mais para escrever algo assim.





 







Notas Finais


SugaComFome: Sou a única que fala Cê Ene quando aparece (S/n)?
Pessoal, o trecho da música tem o ritmo parecido com o de Stigma, do Taehy. Se vcs não gostarem, reclamem com a Mindy! Foi ela que fez a música!





Mindy: Eu sou a (S/n) dando uma de detetive. Capítulo pequeno, pois é só o começo. Hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...