História Impossible - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Cana Alberona, Carla (Charle), Elfman Strauss, Erza Scarlet, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Zeref
Tags Animes, Drama, Escola, Escola De Magia, Escolar, Fairy Tail, Gale, Gray, Gruvia, Jogos Mágicos, Juvia, Lisanna Strauss, Lucy, Lucy Heartfilia, Lutas, Magia, Mira, Mirajane, Mirajane Strauss, Miraxus, Nali, Nalu, Natsu, Natsu Dragneel, Romance, Torneio Mágico, Vida Escolar
Visualizações 38
Palavras 2.308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, não estava com muito ânimo para escrever, mas espero que gostem.
Vou passar o final de semana na casa do meu pai, então não esperem capítulos nesses dias.

Capítulo 10 - (1) Natsu vs Gildarts e um Adeus.


Fanfic / Fanfiction Impossible - Capítulo 10 - (1) Natsu vs Gildarts e um Adeus.

- Eu vou... lutar contra você? Demais!

- Eu não ficaria tão empolgado se fosse você. – Disse rindo. - Não irei pegar leve.

- Eu vou fazer você implorar por piedade! – Falou batendo o punho contra a grama no solo.

- Haha! – Riu. - Isso vai ser impossível... – Falou indo para a mini cabana que haviam feito.

---------------X---------------

 

Mais ou menos oito horas da manhã, Natsu estava caído morto no sono, parecia que nada iria acordar o rosado que estava completamente exausto pela semana que teve.

Já era sábado, o último dia de Gildarts na cidade, o ruivo teria que voltar para a Fairy Tail para que pudesse continuar com suas outras missões.

- Ei Natsu, vamos acordar! – Gildarts gritava, porém o rosado roncava ainda mais alto. - Natsu! – Ele insistiu.

- ZzzZzZzZZzzZzzZZz – Natsu só roncava.

- Mira está aqui. – Gildarts sussurrou no ouvido do rosado enquanto ele dormia.

- AONDE? – O rosado acordou pulando na mesma hora, deixando seus punhos em chamas. - Onde ela está? Vou acabar com ela! – Ele socava um punho no outro, depois percebeu que fez aquilo tudo involuntariamente. - Hã? Já amanheceu? – Ele coçava os olhos, estava com sono.

- São oito e cinco, você já dormiu demais. – Falou Gildarts.

- Que saco, é sábado não? Vou dormir mais um pouco. – Disse ele se deitando.

- Sim, é sábado... O dia que eu vou embora, e que você vai lutar comigo.

- V-Verdade! – Ele havia se esquecido completamente, se levantou na mesma hora. - É hoje que eu acabo com você! – Falou ele entrando em uma posição de luta.

- Que animação pra quem acordou agora. – Riu. - Ok, vamos as regras.

- Regras?

- No caso são só para mim. – Gildarts foi até um tronco de árvore que estava cortado e  subiu em cima dele, como se estivesse em um pequeno palco. - Eu não vou tirar o pé de apoio daqui. – Disse ele apontando para sua perna direita. - Também não usarei magia, acho que assim está justo, não?

- Justo uma ova! Você está me subestimando! – Disse irritado.

- Eu faço as regras. – Falou ele. - Prove seu valor, quem sabe da próxima vez as regras já sejam diferentes... – Suspirou. - Seu objetivo é me tirar daqui até o pôr do sol.

- Eu não vou precisar nem de uma hora! – Falou confiante.

- Pode vir. – Disse ele chamando o rosado para a batalha.

- Você vai ver! – Natsu começou a correr na direção do ruivo.

O rosado não fez uma boa estratégia, ele foi correndo em linha reta na direção do Gildarts, que não mexia um músculo. Natsu começou a concentrar suas chamas em seus punhos, na chance de acertar o ruivo em um ataque direto.

- Que patético, Natsu. – Gildarts segurou os pulsos do rosado no momento em que ele ia atacar, fazendo que o mesmo ficasse em desvantagem. - Você vai precisar de muito mais se quiser ter alguma chance. – Ele ainda segurava os pulsos do rosado, em seguida concentrou uma enorme força nos seus braços e o arremessou contra uma árvore.

- Droga! – Natsu se levantava após ter batido de costas em uma árvore, estava machucado, mas nem tanto.

- Um minuto e já está no chão? – Gritou Gildarts. - Vai demorar no mínimo umas 10 horas para o sol se pôr.

- Cala boca! – Ele partiu na direção do ruivo de novo.

Durante a primeira hora foi uma pura prova de resistência para o rosado, ele apanhou como nunca. Ele tentou inúmeras vezes acertar um ataque corpo-a-corpo no ruivo, sem sucesso nenhuma das vezes. Ele não ficou atacando só de frente, começou a fazer zig-zag's e ataques pela retaguarda, porem sem sucesso.

- Estou ficando entediado... – Falava Gildarts olhando para o rosado no chão, havia acabado de acertar um chute no mesmo.

- Ah é? Então pode começar a se animar que eu vou parar de brincar, já estou aquecido! (Narrador: Que ironia, não?)

- Você precisou ficar apanhando por uma hora pra se aquecer? – Dizia Gildarts olhando para o rosado com uma gota na cabeça. Ele estava com uma aparência de acabado, mas a empolgação dele não dizia isso.

- Precisei, mas vai valer apena! – O rosado começou a concentrar várias chamas em sua boca, depois as lançou através de um círculo mágico em de rugido na direção do ruivo. - Kayruu no Hoko! – Gritou.

- Nada mal... – Gildarts viu as chamas vindo em sua direção. - Mas ainda não é o suficiente. – Ele não retirou seu pé de apoio do chão para inclinar seu corpo para trás, fazendo com que o rugido passasse por ele.

- Ainda não acabei! – Gildarts foi surpreendido, logo após ter desviado do rugido ele olhou para o lado e se deparou com o rosado bem perto dele. - Kayruu No Tekken! – Gritou o rosado após engolfar seus punhos em chamas para socar o ruivo, o ataque foi quase a queima-roupa.

Os reflexos de Gildarts foram rápidos, mas o ataque de Natsu foi de muito perto... O que será que aconteceu?

 

 

Gildarts ainda continuou com sua perna direita parada no tronco, ele com esse apoio deu um giro de 180° com sua perna esquerda, que acertou bem nas costelas do rosado no momento em que ele ia socá-lo, Natsu foi jogado para longe.

- Essa foi por pouco... – Suspirou aliviado.

- Droga, a próxima você vai v- – Ele começou a tossir, estava bastante machucado já.

- Eu avisei que não iria pegar leve. Quer desistir?

- Desistir? – Riu. - Nunca! – Se levantou novamente.

Três horas se passaram, Natsu conseguiu manter seu bom ritmo até a 2° hora do treino, mas logo começou a sentir os efeitos do cansaço. As magias do rosado já não estavam tão forte como antes, havia ficado mais lento e o mesmo estava muito fraco e machucado.

Você... Vai ver! – Ele corria bem devagar na direção de Gildarts com o punho empunhado, em linha reta. Chegando perto, Gildarts segurou o punho dele; o jogou para o alto e começou a gira-lo no ar. - M-ME SOLTA! – Gritava o rosado.

- Você que pediu. – Ele soltou o rosado, mas soltou jogando ele pelo ar na direção da floresta, ele não apareceria por um bom tempo. - Será que não estou pegando pesado demais?

[...]

- M-Merda... – Dizia Natsu após ter caído na floresta, ele se levantou com dificuldades. - Eu tô acabado! – Dizia ele se apoiando em um tronco de uma árvore para não cair. - Eu não vou conseguir derrota-lo assim... – O rosado ouvia sua barriga roncar também. - Porcaria! – Gritou.

Ele caminhou para voltar ao local onde estava batalhando com Gildarts, achou a fogueira que o ruivo havia feito em um dos dias que estava treinando com o rosado na floresta, mas infelizmente só havia os esqueletos dos peixes ali...

- Droga! – Gritou, mas olhou um pouco para o lado do esqueleto e viu a fogueira; acessa, com um fogo bem alto. - Maravilha!

O rosado comeu todo fogo que havia ali, se sentiu novinho em folha, havia recuperado praticamente todas suas forças, embora ainda sentisse na pele os ataques que sofreu.

- Beleza, vamos lá! – Saiu caminhando na direção da saída da floresta, já tinha noção de onde o ruivo estava.

Notou que Gildarts estava de costas, mas sabia que ele ouviria seus passos caso se aproximasse mais, Natsu optou por ficar escondido entre as árvores atrás dele.

- Droga, eu devia ter trago algo para comer! – Choramingada o ruivo.

- Ele ficou com fome? Maravilha! – Natsu comemorou. - Já sei! Deve ser meio dia. – Falou olhando para o céu. - Vou esperar várias horas para que ele fique mais fraco por causa da fome!

Mais ou menos umas cinco horas se passaram, o sol estava quase se pondo. Natsu aproveitou bastante para recuperar suas forças, além do fogo ele havia pego muitas frutas nas árvores ao redor, enquanto Gildarts continuou ali sem nota-lo, e com bastante fome. A única bobeada que Natsu deu foi seu cochilo no meio do duelo, aposto que ele dormiria até o pôr do sol caso uma maçã não caísse na cabeça dele para o acorda-lo.

Aii! – Ele acordou com uma dor na cabeça. - Merda! – Se deu conta do tempo que havia perdido, dormiu mais do que o esperado. - Eu preciso tirar ele de lá, faltam só alguns minutos para o sol desaparecer.

Natsu realmente não sabia o que fazer, Gildarts estava em um campo bem aberto, longe da floresta, com certeza ele ouviria os passos de Natsu quando ele tentasse se aproximar, mas foi ai que o rosado teve uma brilhante ideia quando olhou para a maçã que havia caído em sua cabeça.

Pegou a mesma e colocou em sua mão direita, juntou muitas forças para arremessa-la para o ar, na direção de Gildarts.

O alvo foi certeiro, a maçã caiu MUITO perto do tronco em que Gildarts estava de pé, perfeito para o ruivo que estava morrendo de fome.

- Isso só pode ser um sonho! – Ele comemorou ao ver a maçã caindo do céu. Estava bem perto do tronco, mas ele precisaria se esticar bastante para pega-la sem mover seu pé direito. - Ele deve ter desmaiado de cansaço. – Gildarts olhava para os lados para garantir que não seria surpreendido. - Ok, vamos lá! – Ele tentou se esticar para pegar a maçã, estava muito difícil, ele estava quase perdendo o próprio equilíbrio tentando fazer aquilo sem mover o pé direito.

- Assim ele não vai conseguir deter meu ataque! – Natsu começou a criar várias chamas em sua boca, e através de um círculo mágico as lançou em forma de rugido na direção de Gildarts. - Kayruu no Hoko! 

- O-Oquê ? – Gildarts foi pego de surpresa, teria que se equilibrar a tempo de deter o ataque do rosado.

- Não posso depender disso, tenho que garantir que vou acabar com ele! – Natsu foi correndo na sombra da bola de fogo.

Gildarts conseguiu se reequilibrar, porém muito tarde, o rugido de fogo já estava em cima dele. O ruivo foi coberto por uma enorme quantidade de chamas, Natsu havia colocado muita magia em seu ataque, já que provavelmente seria o último por causa do sol, que estava quase se pondo.

- Eu consegui ?! – Natsu se perguntava enquanto saltava na direção em que seu rugido acertou, o rosado estava com o punho fechado para golpear o ruivo e faze-lo cair.

O rugido de Natsu ao atingir Gildarts fez surgir uma pequena nuvem de fumaça, Natsu saltou na direção dela para aplicar o ataque final, mas sentiu que não estava perdendo altitude no ar, estava flutuando.

- O-Oque? – Percebeu uma mão o segurando pelo pescoço. - C-Como? – A nuvem de fumaça foi desaparecendo e ele se deparou com o ruivo, de pé. Ele ainda estava lá, na mesma posição, não havia retirado seu pé de apoio do lugar. Também havia revelado as placas de ferro que escondia em baixo de suas mangas, provavelmente as usou para absorver um pouco do ataque, o ruivo não havia saído ileso, sofreu algumas queimaduras.

- Muito bom Natsu, mas você tem que ser paciente, pensar nas consequências caso seus ataques não deem certo... – Comentava o ruivo enquanto segurava o rosado.

Os últimos raios de sol desapareceram nesse momento, com isso Gildarts soltou Natsu antes que ele apagasse. A batalha havia acabado, lutaram das 08:00 até as 17:00 e Gildarts não retirou seu pé de apoio do lugar, ele praticamente ficou parado em cima daquele tronco a batalha toda.

- Droga, eu cheguei tão perto! – Ele chutava a grama para descontar sua decepção.

- Não fique bravo. – Gildarts colocou a mão no cabelo do rosado. - Da próxima vez com certeza você vai se sair melhor! – Fez um sinal positivo com a mão.

- Quando vai ser a próxima vez? – Perguntou meio desanimado. - Você vai embora, não vai?

- Vou, mas não para sempre. Me interessei bastante em você, acompanharei seu desenvolvimento de longe, pode ter certeza... Tem muitas coisas que ainda precisa saber para ser um bom mago, infelizmente eu não tenho tempo para ensina-las. – Falou Gildarts

- E como eu vou aprender? Não consigo fazer nada sozinho. – Disse um pouco triste.

- Eu já conversei com o diretor da escola de magia da cidade, você está matriculado na Dragon Tail.

- Dragon Tail? Aquela escola de magia ?

- Já conhecia?

- Sim, fui rejeitado várias vezes lá...

- E agora acaba de ser aceito. – Riu. 

- Verdade, vai ser divertido! – Comemorou.

- Ah Natsu, sobre seu ovo. – Gildarts apontou para o mesmo, que estava em um pequeno ninho improvisado. - Você não o aqueceu direito nesses dias, sugiro que não saia de perto dele até o que seja que tiver ali dentro nascer.

- Pode deixar! – Foi indo na direção do ovo e o abraçou. - Com certeza vai vir um filhote de dragão!

- Você sera o pai dele, lembre-se. E a mãe? Lisanna? – Brincou.

- N-N-Nada disso! – Ficou nervoso e envergonhado.

- Estou brincando. – Riu. - Você precisa mostrar o que aprendeu para Mira, com certeza ela mudará de ideia. 

Parou na frente do rosado, colocou a mão na cabeça dele de novo e lhe deu um abraço, ficaria um tempo sem vê-lo de novo.

- Seja forte, não deixe que ninguém te derrube. Proteja todos aqueles que lhe amam, e lembre-se que o poder da amizade vence qualquer coisa nesse mundo... – Disse Gildarts, após isso se virou de costas.

- Na próxima vez que eu encontra-lo eu vou vence-lo, pode ter certeza! – Falou Natsu com o punho empunhado no ar apontado para o ruivo.

- Impossível! – Riu. Começou a caminhar na direção do caminho que seguiria de agora em diante, mas parou para dizer as últimas palavras.

- Natsu...

- O que foi?

- Tome cuidado com o amor...

Continua...

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Se puderem digam se gostaram ou não, tanto elogios quanto críticas construtivas animam bastante =)
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...