História Impossible Love; a Jikook and Namjin Story - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Chapter Fourteen: Eu sei que você gosta de mim!


Chegaram na escola no horário, o pátio estava cheio de alunos. Jimin ousou pegar na mão de Jungkook enquanto caminhavam.

Jungkook percebeu — óbviamente — e sentiu um frio enorme na barriga consumi-lo por inteiro. Olhou para o rosto de Jimin e ele parecia tão sereno, tão tranquilo, como se estivesse dizendo "não tem nada de errado nisso". Sendo assim, apertou sua mão e continuou. 


Hey! — exclamou Lisa quando os viram, andou em direção a eles.


Jungkook soltou a mão discretamente. 


— Oi, Lalisa. 


— Eu vi aquilo. — disse com um sorriso de orelha á orelha no rosto. Estão namorando? Porque já era hora. 


Os dois se entreolharam tímidos. Jimin gostaria de respondê-la com um sim, no entanto, sabia que o outro não estava preparado para isso. 


— Não estamos. Né? — quis perguntar, só para ter certeza.


Óbvio que não. Minha mão estava gelada, ele só aqueceu. 


Lisa soltou uma gargalhada alta. 


— Entendi. Tudo no seu tempo… um dia ele assume vocês, Jimin. Só ser paciente.


— Vai se foder, Lalisa. — disse Jungkook.


Ela deu a língua pra ele e saiu. 


— Será que ela escreve fanfics sobre nós quando está sozinha em casa? — questionou Jimin.


Jungkook sorriu de canto. 


— Não dúvido nada. 


O sinal do primeiro tempo toca, todos foram para suas devidas salas, menos Jungkook que foi parado por Rose no meio do caminho. 


— Se importa de desgrudar dele por um instante? — perguntou para Jimin, que estava junto à ele. 

— Hã… não? — soou mais como uma pergunta, mas se afastou de qualquer forma. 


— O que você quer, filha de Lúcifer? 


Rose ignorou o apelido. — Eu também vi aquilo. Você e Jimin de mãos dadas. 


Foda-se. Vou pra aula. — disse e avançou, mas ela entrou em seu caminho. 


Quero te fazer uma pergunta. 


Ele bufou, poderia dar um empurrão nela e ir para a sala de aula, afinal não estava nem um pouco curioso para o que ela poderia perguntar, mas, sabia que ela não ia parar de perturbar. 


— Pergunte. — disse, o mais breve possível. 


Ouvi vocês falando com a Lisa, e mesmo que não sejam assumidos ainda, está na cara que vão. Então eu gostaria de saber… quem é o passivo?


— Oi? 


— Um de vocês precisa ser a mulher da relação. Eu diria que é o Jimin já que ele é uma florzinha delicada e você é rude, alto, forte... mais material daddy, sabe? Só que você chora por tudo e é um crianção. Provavelmente daria uma passiva adorável, que fica vermelha por qualquer coisinha.


— Vai à merda. Isso não é da porra da sua conta. Se mete na sua vida, desgraçada. 


Tentou avançar, mas novamente ela entrou na sua frente.


— Isso não te incomoda? Deixar um homem te foder. — Rose sorriu.


Jungkook atingiu seu limite de raiva.


— Se você der mais um pio, unzinho sequer, — ele se aproximou dela — Eu esqueço que você é garota e te meto a porrada, me ouviu? — blefou, e ele é muito bom nisso. 


— Pra quê tanto estresse? Só estamos conversando. — disse, mas se assustou com as palavras dele, tanto que o deixou ir. 


Jungkook entrou em sua sala de aula, Jimin estava lá e acenou para que sentasse em seu lado de novo, por algum motivo, não quis. Optou por sentar no fundão da sala, sozinho. 


— Mamãe, mamãe! 


— Parece que hoje foi bem legal na escola, né? — ela sorriu, vendo a euforia dele. 


— Sim! Eu acho que estou gostando de alguém. — ele disse, contente. 


— Já? — deu uma leve risadinha — Quem é a menina de sorte?


— Não é uma menina. O nome dele é…


— Como assim não é uma menina? 


— É um menino, ué. — ele sorriu, o mais ingênuo possível.


O sorriso de sua mãe sumiu completamente. Agora estava séria, sua expressão mudara para brava em um piscar de olhos. 


— Que brincadeira de mal gosto, Jeon Jungkook! — exclamou, incrédula.


O que que eu fiz? Não estou brincando... 


— Você só está confuso. E eu não quero você falando com esse pestinha nunca mais, entendeu? 


— Mas... eu gosto dele, mamãe... e eu acho que ele gosta de mim. — sorriu tímido, lembrando dele. 


— VOCÊ NÃO GOSTA DELE! — aumentou a voz, fazendo o pequeno Jungkook se assustar Homens gostam de mulheres e mulheres gostam de homens. Qualquer coisa diferente é errado e acima de tudo, muito nojento. Você me entendeu, Jungkook? 


Ele fez que sim.


— Diga que não gosta dele.


— Eu… não gosto dele. 


— Isso. Bom garoto. — ela o abraçou aliviada. 


Biscoito, está tudo bem? perguntou Jimin para Jungkook, que estava com a cabeça deitada na mesa. 


Jungkook levantou e Jimin pôde perceber seus olhos cheios de lágrimas. O mesmo não o respondeu, ignorou a presença do menor ali, apenas pegou sua mochila e se retirou da sala de aula. 


— Sr. Jeon você não pode sair assim! — exclamou o professor de história, que era mais rigoroso que os outros.

 

— Ele não está se sentindo muito bem. — Jimin inventou — Disse que está com febre e irá até a enfermaria. Posso ir ver como ele está? Ele pode acabar desmaiando nos corredores…


O professor deu permissão e Jimin foi atrás dele. 


Espera, Jungkook! — disse um pouco ofegante, teve que correr para alcançá-lo, estava saindo do colégio.


— O quê? Me deixe em paz, garoto. Você não é minha família nem nada do tipo, você não é ninguém pra mim!


— Isso não é verdade! Eu sei que você gosta de mim! Eu estava acordado quando você me beijou! 


— Eu estava fora de mim. Fala sério, Jimin. Como poderia haver quaisquer possibilidades de eu gostar de você se você é homem? seria nojento. Agora me deixe em paz, não fale comigo nunca mais, não quero ser contaminado! Gayzinho de merda. 








Notas Finais


obg por terem chegado até aq^~^ iai oq acharam? 😔😔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...