1. Spirit Fanfics >
  2. Impossible love (Namjin ABO incesto) >
  3. Capítulo 21

História Impossible love (Namjin ABO incesto) - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoas, preciso dar um avisinho importante sobre as próximas atts de IL.

1° eu posso "sumir" novamente e demorar para postar, por que? Bom, como vocês devem saber, com essa pandemia mundial, algumas escolas estão mandando tarefas e fazendo videoaulas. E o estado de onde moro acha que nós alunos somos máquinas, mandam muitas tarefas que acabam acumulando, e eu fico que nem doida tentando fazer, e a cada uma entregue eles mandam mais 10 RANÇO.

2° eu tô tentando evitar ao máximo continuar escrevendo... Por que eu fico triste lembrando que IL está chegando ao fim! IL foi minha primeira fanfic Yaoi. A primeira onde consegui me concentrar , criei um universo inteiro, desabafei muitas vezes e deixei meus sentimentos me guiarem a escrever essa fic. Eu fico muito feliz em escrevê-la, por mais que no Wattpad não tenha sucesso,  no Spirit tem mais de 130 favoritos, mas não que eu ligue para isso, mas é gratificante para mim postar minhas estórias,  e alguém gostar! 

Eu sou muito grata a vocês que lêem e votam nela. Obrigada de verdade :) 
Agora fiquem com o capítulo 21 :/

Capítulo 21 - Capítulo 21




❧•ⒸⒶⓅⒾⓉⓊⓁⓄ ②①

꧁༻❦τખѳ ʍѳทτђઽ ℓατ૯૨❦༺꧂ 

-๔๏เร ๓єรєร ๔єק๏เร -


Uma leve carícia era feita na lombar do Ômega, no começo da linha da coluna, enquanto suas pernas estavam entre as do alfa em uma bagunça desordenada e seu rosto estava no peito do mais velho sentindo o cheiro inebriante que emanava da tez febril.


Olhou pra cima minimamente vendo o alfa sorrindo para ele. Sorriu de volta voltando a se aconchegar nos braços longos do namorado, este que começou a acariciar os cabelos de seu garoto com a outra mão.


Começou a fazer desenhos imaginários no peito do platinado, escondendo um sorriso contra o peito do mesmo.


- você não para de sorrir.- o alfa comentou sorrindo também, porque era algo que ele também não conseguia parar.


- claro que não.- sorriu mais se movendo mais para cima, deitando a cabeça do mais velho em seu peito.- depois de dois meses vamos poder pegar nossa menina no colo. Tem ideia disso?- exclamou sorridente e com os olhos lacrimejantes.


- sim meu amor. E estou tão ansioso quanto você! Mas veja, ainda são 4:00 horas da manhã.- afirmou olhando o relógio e logo deitou o rosto no peito do mais novo novamente.- vamos descansar um pouquinho.- resmungou preguiçoso.


- ah meu amor, eu não consigo dormir.-sorriu denovo.- mas, se está cansado, dorme um pouquinho. Eu vou arrumar o quarto dela. Eu tenho que separar já uma roupinha, arrumar o berço, deixar a banheirinha no banheiro, e depois me arrumar, pedir para as novas empregadas fazerem um café da manhã caprichado por que sei que meus amigos vão querer vir aqui! E ... Meu deus! Eu tenho que terminar os preparativos da festinha dela amor!


Antes que o ômega falasse mais alguma coisa o alfa beijou docemente os lábios gordinhos de seu garoto.


- eu já entendi, mas não se afobe amor. - tranquilizou o ômega.


- ai, eu não sei o que faço sem você.- sorriu doce abraçando a cabeça do alfa.- mas é claro que você é muito desastrado, e eu tenho que aguentar isso.- brincou.


- ah, cala essa boca.- riu e afundou o rosto no pescoço do ômega, sentindo o cheiro de cerejas e chocolate que tanto amava.


- vai, vai, sai, sai .- sussurrou dando tapinhas no alfa, levantando e saindo dos braços dele.- eu não estava brincando amor, tenho muito a fazer.


Abriu o closet e analisou para procurar alguma roupa.


- o que você acha melhor?- pegou dois cabides  e segurou ao lado do corpo.-essa?- levou o cabide que tinha um blusão preto de mangas longas, capuz e era um pouco curto, que chegaria a mostrar a barriga a frente do corpo.- ou essa?-  agora levou uma blusa de alças com decote em c que era azul escuro.


-  a preta.- disse dando de ombros.


O ômega guardou a blusa azul e deixou a preta em cima da poltrona ao lado do closet, e puxou uma saia também preta a deixando junto com a blusa.


Catou o pijama que estava no chão e se vestiu, calçou as pantufas e saiu do quarto indo para o quartinho da bebê.


Entrou no quarto observando atentamente cada detalhe.


As paredes eram num tom de rosa pastel, os móveis eram brancos com algumas partes em rosa claro, haviam vários ursinhos de pelúcia espalhados pelo quarto.


Abriu o pequeno armário branco e pegou um lençol rosa com desenhos de ursinhos e colocou no pequeno colchão do berço.


Arrumou tudo detalhadamente, o travesseirinho, os protetores macios e colocou pequenos ursinhos de pelúcia ali.


Pegou a banheirinha própria para bebês e deixou-a dentro do banheiro.


Quando percebeu que estava tudo pronto, abriu minimamente as janelas, para ventar um pouco no quarto.


Logo abriu o guarda-roupas e pegou um macacão branco com desenhos rosas bem claros, pegou meias rosas num tom um pouco mais forte, e luvinhas da mesma cor. Colocou numa bolsa de bebês pequena juntamente com fraldas, lenços umidecidos,  talco e outra muda de roupa por precaução.


Ao arrumar a bolsa, deixou-a em cima da pequena cômoda perto da porta.


Ao se certificar que estava tudo pronto voltou para o quarto vendo que já estava arrumado, e penteava os cabelos molhados.


Viu no relógio que já eram 5:39, o tempo passou voando. Ele realmente demorou bastante para escolher os lençóis "perfeitos" para sua bebê.


Sorriu vendo o alfa concentrado no espelho, e foi até o banheiro.


Fez suas higiênes matinais, tomou banho e saiu enrolado na toalha, e com os cabelos molhados presos de qualquer jeito em um coque.


Viu Namjoon colocando um relógio, de costas para ele.


Aproveitou a distração do namorado e o abraçou por trás, este que deu um pulinho pelo susto.


- me assustou criatura.- reclamou virando de frente e retribuindo ao abraço.


- desculpe.- riu ao ver o alfa fazer um bico fofo.- eu vou me vestir, e peço para Soojin Noona fazer o café.- sorriu doce para o alfa que apertou as bochechas de seu ômega ouvindo resmungos vindo dele.


- ok, Jajá iremos buscar a Jae.- disse sorridente enquanto Seokjin desfazia o abraço para se vestir.


- estou tão feliz! Vou finalmente pegá-la no colo!- comentou vestindo a saia e depois a blusa.- me ajuda aqui com o zíper?- perguntou virando de costas para o alfa que rapidamente o ajudou.- obrigada.


- de nada- sorriu mostrando as fofas covinhas que derretia Seok por dentro, este que não se aguentou e colocou um dedo na covinha direita.


- sério isso?- revirou os olhos.


- é fofo! Aaaaaah!- deu um gritinho fofo ao ficar "lutando" contra a covinha do platinado com seu dedo.


- ok ok, chega.- beijou a bochecha do ômega que fez um bico.


- chato.


Após terminar de pentear os cabelos negros -que foram recentemente cortados e agora batiam acima dos ombros do garoto -, calçou um tênis preto qualquer que achou no closet, colocou seus brinquinhos e a pulseirinha prateada que ganhara de sua Omma.


Desceu as escadas encontrando Soojin e Minnie na cozinha começando os preparativos do café.


- Bom dia Minnie Noona.- abraçou a mais velha.- bom dia Soojin Noona.


As duas eram casadas, foram contratadas a pouco mais de um mês por Namjoon, que alegava que agora que a bebê viria, precisava de pessoas para cuidar de Seok e ajudar a cuidar da bebê.


Minnie era uma Beta de 25 anos, e Soojin uma ômega com cheiro de baunilha, de 23 anos.


As duas eram muito simpáticas e Seokjin fez rapidamente amizade com as meninas.


- bom dia Seokie.- a beta sorriu doce e logo colocou a água do café para ferver.


- como vai Jinnie?- a ômega de belos cabelos negros e curtos perguntou ao colocar um bolo no forno.


- estou muito ansioso!- admitiu.


- isso dá para sentir!- brincou.


- bom dia, bom dia.- Yui entrou sorridente na cozinha comprementando todos.


- Omma, tudo bem?- Jin sorriu abraçando sua Omma.


- tudo perfeito. Finalmente vou pegar minha neta no colo!


- onde dormiu hoje mamãe?- indagou sorrindo e com uma sombrancelha arqueada.


- eu? Não sei do que está falando.- se fez de desentendida.


- ok. Vou acreditar nisso. Mas bom, meninas preciso que façam um café da manhã reforçado, alguns amigos vai vir para cá.


- ok, pode deixar comigo Jin.- a ômega sorriu docemente logo começando a preparar novas coisas.


Jin e a mãe se abraçaram e subiram para o quarto de Jae Hwa.


A mais velha ficou encantada com cada mínimo detalhe do quartinho.


- amor, está na hora.- o platinado apareceu sorrindo na porta do quarto.


O ômega sorriu mais ainda e sentiu um friozinho na barriga. Pegou a bolsa que havia preparado.


- Omma, vem conosco?


A mais velha concordou sorrindo doce e ambos foram para o carro.


O casal estava com seus corações batendo a mil. A euforia estava presente. Estavam ansiosos.


E a marca de ambos transmitiam os sentimentos deles, e estavam cada vez mais ansiosos.


Assim que o carro parou no estacionamento do hospital, Seok sentiu seu coração bater tão forte, que poderia pular para fora de sua caixa torácica.

Entrou no hospital de mãos dadas com o namorado, entrelaçando os dedos.

A cada passo que dava, suas mãos suavam mais e mais.

Até que se encontraram com o doutor Jung, que estava com a criança no colo.

Sorriu com os olhos já lagrimando, se aproximou do médico.

- Bom dia Seokjin. Já está tudo pronto.- sorriu e estendeu a menina para Jin que viu a menina abrir os olhos no momento que a pegou no colo.

As lágrimas desceram assim que sentiu a pequena em seus braços. A bebê sorriu para Seok mostrando lindas covinhas parecidas com as do pai alfa.

- obrigada Hoseok.- sorriu agradecendo ao médico.

Ficou pouco tempo no hospital. Apenas para as enfermeiras lhe dizer coisas que já sabia, como 'qual a maneira correta de segurar a criança' ou 'como amamentar' ou até mesmo 'a temperatura correta da água'.

Agora, já havia trocado a roupinha da bebê, que estava enroladinha em uma manta rosa claro, e estava acomodada em seus braços dormindo serenamente enquanto todos tomavam o café da manhã na sala de jantar da mansão Kim.

-Então Jinnie, já tem toda a decoração para a festinha para bebê?- Taehyung, que estava ao lado do Ômega de cabelos negros indagou logo comendo um pedaço de bolo.

- tenho sim Tatá, mas preciso de ajuda para preparar a festa para ela.- suspirou.

Seus pensamentos foram interrompidos por Namjoon se levantando e roubado um selinho dele.

- amor, eu vou ter que ir para empresa.- suspirou e Seokjin o olhou com cara de "eu não acredito".

- tá. Mas você volta a tempo?- indagou com os olhos brilhando em esperança.

- volto sim.- sorriu doce e chamou os outros para irem com ele.

- isso tá muito suspeito.- Yui observou.

- ele disse que foi pra empresa, mas com ele foram o Hoseok e o JungKook!- Jimin bufou.

Seok parou pra pensar.- isso não faz sentindo! O que aquele alfa está aprontando?- desabafou.

- ah, pelo menos eles não estragam a decoração. - Tae deu de ombros.

- bom, mas hoje você faz o chá de bebê né? Eu já comprei o presente para Jae!- Lisa comenta batendo palminhas.

- sim. - sorriu.- Soojin Noona?- chamou pela mais velha que logo apareceu.- já pode tirar da mesa, muito obrigada. Quando terminar, você e a Minnie Noona podem se juntar a nós para fazer a decoração da festinha da Jae.- sorriu doce para morena que assentiu sorrindo.

Os presentes ali se levantaram, se dirigindo até o jardim. Ali havia uma casinha de chá"no meio do jardim. Era dois degrais acima do chão, o chão era de madeira branca. Ao redor tinha uma cerca branca, com desenhos finos e requintados. Tinha pilares altos e um teto redondo.

No chão tinha caixas com os enfeites.

- então, o que vamos fazer Jin?- o de cabelos verde-menta argumentou sem vontade.

- nossa, quanta vontade de ajudar.

- Tae, cala a boca.- retrucou.

Jae Hwa agora tinha acordado, e movido pela fofura da menina, Yoongi pegou a garota no colo, sorrindo grandemente e se derretendo no sorriso dela.

- olha, o ranzinza tem coração!- porém sua provocação não fez efeito no namorado que o ignorou.

- Yoon, cuida dela pra mim, enquanto eu arrumo aqui? É rápido prometo!

Enquanto Yoongi cuidava da bebê, Seok e os outros terminavam a decoração, e Soojin  e Minnie terminavam os doces e salgadinhos para a festa.

Colocaram uma mesa na horizontal mais ao fundo, onde ficariam os doces, bebidas, e aperitivos.

Em outra mesa, mais baixa e menor, eles colocariam os presentes para a bebê.

Nos outros espaços haviam algumas cadeiras para todos sentarem.

Haviam balões rosas por todo local.

- nunca pensei que decorações seriam tão difíceis.- comentou Seokjin deitado no colo de Taehyung que acariciava seus cabelos.

- só se acostume Seokjin. Até os 15 vai ter que fazer festas pra essa criança.- Jimin  resmungou.

- nem me fale.- suspirou.

- mas, a modéstia parte, mandamos bem.- Lalisa de joga no chão ao lado do amigo.

- sim. Mas tá próxima eu faço o Namjoon contratar uma decoradora, porque meus dedos estão roxos de tanto amarrar balões.- o de cabelos negros bufou.

- nem me fale.- Yui que até então estava terminando de amarrar um balão, soltou frustrada.

- Hey, Jin, que horas é a festa mesmo?- o de cabelos verde-menta indagou curioso jogado em cima de Jimin.

- mais tarde, lá pra's 19 horas.- Suspirou.

- sai de cima Yoongi.- empurrou o pálido.

- vai me matar mesmo?- resmungou irritado, sentando do lado de Tae.

- o dramático era pra ser o Tae.- a alfa zoa.

-  Kim Lalisa Manoban, cala a sua boca.

- começou a briga das paquitas do capeta mesmo?- Seok repreende os irmãos se sentando.

- paquita do capeta? Vai se foder sua piranha.- o louro resmungou empurrando o melhor amigo que apenas riu.

- tá bom, já chega! Mas, mudando de assunto. O Namjoon tá escondendo alguma coisa. Eu tô sentindo ele nervoso e eufórico.

- A-ah, não deve ser nada.- Yui diz se levantando.- que tal começarmos a separar a roupinha da Jae?

- Omma, o que você sabe?- Jin arqueia a sombrancelha desconfiado.

- nada. Eu eim. Vou ajudar as meninas na cozinha.- saiu correndo.

- eu eim.- Yoon resmunga intrigado.

- ela sabe de alguma coisa, tenho certeza.- Jimin inflou as bochechas enquanto pensava em algo.

- mas, só vou descobrir mais tarde pelo visto.- revirou os olhos pegando a filha no colo.

Agora sim, tinha certeza. Estavam aprontando alguma coisa.


Notas Finais


E eu quero avisar que a demora não foi proposital. O capítulo estava prontinho, o problema era a Net okay?

E eu finalmente tomei vergonha na cara e mudei a sinopse :) gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...