1. Spirit Fanfics >
  2. Impossível >
  3. Conflituoso

História Impossível - Capítulo 7


Escrita por: e _Lazuli


Capítulo 7 - Conflituoso


Fanfic / Fanfiction Impossível - Capítulo 7 - Conflituoso

~Hanamiya~

"Apesar de você ser assim, não vou deixar você ser tão anti-social não" - Foi a última mensagem que Teppei me enviou.

Claramente eu ignorei. Quando estava com tédio clicava em uma tecla ou outra para perturbar Teppei, mas o incrível é que ele respondia como se fosse grande coisa e desde então trocamos mensagem o tempo todo.

Já estava tarde, o treino devia ter acabado a uns 20 minutos e eu estava pensando numa maneira de fazer o idiota comprar Udon pra mim, quando a porta foi aberta.

Imaginei ser Imayoshi e estava prestes a xingar ele quando vi que eu estava equivocado.

- Que...porra, vocês estão fazendo aqui? - Eu perguntei me levantando do sofá, mas mantendo o peso da perna de um lado só para não voltar a ferrar o ematoma.

Olhei para Teppei e este estava fechando a porta por onde todo o pessoal do time passou.

- Hanam-chi! - Um dos gêmeos veio me cumprimentar. Ele sabia que eu quase não sabia a diferença entre ele e o irmão?

- Viemos para nossa saída social, Teppei disse que você não ia se importar. - Takuto comentou já se acomodando no sofá. 

- Ele disse? - Eu perguntei entredentes enquanto tentava matar o citado com os olhos.

- Trouxemos Udon cítrico. - Teppei sorriu um daqueles sorrisos que fecham os olhos e eu fiquei chocado com tamanha falsidade.

- Trouxemos o Shogi... - Mark falou e logo todos os caras estavam sentados na sala em círculo enquanto montavam o tabuleiro e conversavam.

- Na cozinha, agora. - Eu fiz gestos para Teppei e ele pode ler meus lábios, mas isso nem foi o de mais, já que eu tive que andar sem mancar para não entregar meu estado físico. 

- Sua perna está melhor! Olha! - Teppei apontou quando estavamos fora de vista.

- Já pensou que se Imayoshi chegar e ver a casa cheia,  ele vai ficar puto?

- Por que? - Teppei sorriu cínico e eu quis esfolar a traqueia dele.

- Tira esses caras daqui! 

- "Esses caras" são nosso time.

- Exato. Não misture a vida profissional e a pessoal.

- Você não viu minha última mensagem?

- Vi. E eu não ligo se me acha anti-social só vaza! Eu quero ter um teto pra morar de graça se você não entendeu. 

- Não se preocupe. - ele tocou meu ombro dando batidinhas. - Se Imayoshi te expulsar você pode morar lá em casa...

- Tá tirando comigo? - eu bati na mão dele e o mesmo sorriu. 

- Não, que isso pô... - Ele riu e voltou para a sala.

Eu preferi ficar pela cozinha, mas depois lembrei que não confiava neles e que a casa não era minha então fui para a sala vigiar e tentar manter tudo intacto enquanto eles bebiam, jogavam e comiam besteiras.

- Hanamiya, Teppei comprou Udon para você, não vai comer? - um dos gêmeos perguntou. 

- Quem é você? - Me irritei com a pergunta dele e acabei soando em duplo sentido.

- Ah... - o cara pareceu se sentir mal e eu particularmente tava pouco me lixando. 

- Ele é o Hikaro. - O outro gêmeo respondeu sério enquanto jogava Shogi e eu fingi ignorar.

- Se não for comer o Udon, não me pede para comprar. - Teppei reclamou e eu arqueei uma sobrancelha tentando entender o que ele estava querendo.

- Soca teu Udon... - Eu fui interrompido pelos berros de Takuto animado com a partida, mas pareceu de propósito.

Contando até 1 milhão de trás pra frente, eu me sentei no sofá e coloquei meus pés pra cima da mesinha de centro que agora estava mais perto já que os marmanjos tomaram o centro da sala.

Senti o tempo todo olhares sobre mim, mas concentrei minha atenção no teto ou na partida de shogi enquanto esperava eles se cansarem e irem embora.

UMA hora da manhã, foi quando eu me cansei de esperar e expulsei todo mundo aos berros.

Nem me levantei do sofá, só disse: "Quem não sair agora vai limpar toda essa bagunça na base da porrada!" E não é que ele sairam?

Teppei estava quase indo também quando eu o barrei.

- Você fica.

- Vou apenas fechar o portão. 

- Não ouse mentir para mim. - eu o fuzilei com os olhos e o mesmo levantou as mãos em rendição. 

- Droga. - Ele riu e veio se sentar no sofá ao meu lado. 

- Você vai limpar isso tudo. - Eu disse sem dar brecha para ele retrucar. 

- Se eu limpar não vai ser parte da minha vingança. - Ele deu de ombros e quando viu meu olhar mais ameaçador que eu conseguia lançar no momento, ele virou a cara para outro canto qualquer. 

- Como conseguiu entrar? - Eu perguntei depois de um tempão em silêncio. 

- Hm? - Teppei estava distraído. - O portão tava encostado e a porta também...

- Maldito Imayoshi... - Eu resmunguei e me esparramei no sofá sem me importar se joguei os pés em cima de Teppei, ele mesmo não pareceu se importar.

Ficamos um longo tempo em silêncio e eu nem notei o porque a princípio, só quando eu despertei e vi que a casa estava toda organizada e cheirosa e que o sol entrava pelo vidro da janela  do outro lado do cômodo.

Tentei me mexer no sofá, mas um peso sobre a minha cintura me fez arregalar os olhos e ter medo de olhar o que estava atrás de mim.

- Acho que a noite foi boa... - Ouvi a voz de Imayoshi dizer da cozinha e só então criei coragem para olhar.

- Nem fudendo. - Eu me peguei dizendo enquanto saia do sofá desesperado para manter distância. 

- Ele dorme feito pedra, nem percebeu quando eu cheguei e bati o mindinho na quina da mesinha. 

- Quando você chegou? - Eu perguntei alarmado. E Imayoshi parou ao meu lado na sala olhando para o Teppei adormecido no sofá cama onde eu também estava a alguns segundos atrás. 

- Duas horas? Hm... acho que por volta disso.

- A duas horas atrás?

- Não. Duas da manhã. A casa tava arrumada e cheirosa acredita? Mas o mais fofo... - ele começou a rir e eu sabia que ele ia zoar, então tratei logo de cortar.

- Cala a boca.

- Tá bom... tá bom... - Imayoshi riu e voltou para o corredor da casa. - pelo menos eu tirei uma foto dos dois dormindo de conchinha! - Ele disse e eu peguei um vaso de cerâmica qualquer em cima da mesinha de centro para tacar nele, mas ele correu e se trancou no quarto, me deixando sozinho... ou quase.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...