História Impossível não te amar! (Bibidro) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Visualizações 73
Palavras 631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei gente desculpa pela demora,eu tive uns problemas pessoais mas agora vou postar mais um,boa leitura amores ❤️❤️

Capítulo 13 - O jantar tedioso (Cap.12)


Fanfic / Fanfiction Impossível não te amar! (Bibidro) - Capítulo 13 - O jantar tedioso (Cap.12)

Pov Pedro on:

Depois de tudo que aconteceu, minha mãe disse que amanhã iríamos jantar no outro clã,eu não quero ir de jeito nenhum, até porque eu não quero me casar com a Aline,mas infelizmente eu sou obrigado a ir,queria arrumar um jeito de estragar esse jantar,mas não dá,apago as luzes e fico observando a lua, então pego meu celular e vejo uma mensagem da Bibi dizendo:

📱-Pedro, você tá bem? Vamos sair amanhã,eu pago tudo,eu tô com saudades de você.

📱-Não vai dar amanhã pequena,eu tenho um compromisso com minha família,coisas de vampiro.

📱-Entendi,deixa pra próxima então,dorme bem e um beijo pra você.

📱-Beijo, tchau,mas eu não durmo de noite pequena.

📱-Esqueci rs, até amanhã.

Continuo observando a lua e me deito um pouco pra descansar.

Amanhece até minha mãe entrar no quarto e ir me acordar então digo:

-Mãe,eu tô passando mal, não consigo me levantar pra ir, vão sem mim.

-Pedro Montanari, você não me engana mais,levanta e vai tomar um banho e tomar uma bolsa de sangue porque vamos sair daqui a pouco,e não adianta demorar, porque vamos nesse jantar você querendo ou não.

-Aff que saco mãe, não dá nem pra fingir.

Bufo e vou pro banheiro,visto uma roupa qualquer, um pouco formal,mas ao mesmo tempo informal, desço e bebo uma bolsa de sangue, meus pais pegam o carro e pegamos estrada até a casa do outro clã,chegamos lá e já vimos o outro clã nos esperando,vejo que Aline não estava nem um pouco feliz, desço do carro e minha mãe me apresenta pro clã.

-Esse é meu filho Pedro,ele será um ótimo marido pra sua filha Sr.

-Assim espero, minha filha será uma ótima esposa pra seu filho também.

-Que assim seja, filho por quê não vai dar uma volta com a Aline?

-Tá,vem Aline.

Puxo ela e ficamos caminhando pela floresta até ela dizer:

F-Que saco que nossas famílias não entendem a gente, é sério isso.

P-Infelizmente não podemos fazer nada,e eu tô gostando de outra garota.

F-Quem é Pedro?

P-A Bianca,a Bibi da nossa sala.

Ela gela por um momento e diz:

F-Se você ferir os sentimentos dela eu te mato com uma estaca.

P-Tá calma,eu tentei apresentar ela pros meus pais dizendo que ela é minha namorada,mas eles nem deram bola,eu não quero me casar cedo,quero casar com uma pessoa que amo.

F-Acho melhor a gente voltar pra casa,devem estar nos esperando.

Voltamos e nos sentamos na mesa,ficamos escutando todas aquelas baboseiras sobre casamento,a aliança entre os clãs, até minha mãe falar em filhos,me engasgo e fico um pouco assustado.

P-Mãe,isso não né,por favor chega.

M-Calma querido,eu só comentei,mas eu quero netinhos pra cuidar.

P-Depois você fala disso

Finalmente acaba o jantar então minha mãe tira uma caixa e me dá então sussurra:

-Pedro,pega essas alianças e proponha a Aline em casamento rápido,sem mas nem menos,vai logo muleque.

-Eu não quero fazer isso mãe, não vou me casar!

-Vai logo, deixa de birra e obedeça seus pais.

-Aff, não posso nem falar nada.

Vou até a Aline e me ajoelho então digo forçado.

P-Aline, você aceita casar comigo?

Então os pais dela sussurram em seu ouvido e ela bufa e diz meio forçado:

F-Aceito Pedro.

Coloco a aliança em seu dedo e a mesma coloca no meu então minha mãe diz:

-Tem que ter beijo queridos.

Sussurro pra Aline.

P-É só fingimento, você sabe disso,vamo acabar com isso logo.

Me aproximo e dou um selinho nela a mesma retribui, então nos separamos e entro no carro e fomos pra casa.

-Finalmente meu filho vai casar.

-Eu tava namorando com a Bibi mãe,eu até levei ela pra vocês conhecerem!

-Ela é apenas uma simples garota humana filho, não quero uma humana na minha família,e você e a Aline formam um casal perfeito, vamos fazer os preparativos para o casamento finalmente!

Chegamos em casa e me deito,fico fitando o teto e me viro pra tentar descansar.

Pensamento:Eu não posso me casar com a Flokiis,eu tô sendo obrigado,tenho vontade de sumir desse mundo,vou fazer o que for possível pra esse casamento acabar,eu juro...


Continua...


Notas Finais


Adicionem a fic aos favoritos e fiquem ligadinhos pros próximos capítulos,vou soltar um spoiler do próximo capítulo,o título será: Flozende,a Flokiis vai conhecer o Rezende,que é um humano como a Bibi e irá aparecer novos personagens além do Rezende.
(É muito spoiler viu)
Um beijo e até o próximo capítulo pandas ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...