História Impossível ou... Possível? - Fanfic Baekhyun - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lay, Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé, Sehun, Suho, Xiumin
Visualizações 27
Palavras 616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E começamos aqui uma nova fanfic!! Espero que dêem muito amor á ela :3

Boa leitura

Capítulo 1 - Cheguei Coréia!


Fanfic / Fanfiction Impossível ou... Possível? - Fanfic Baekhyun - Capítulo 1 - Cheguei Coréia!


Estava eu... Saindo de casa para comprar flores para minha mãe, pois era o aniversário da mesma e também era o dia da minha despedida... Eu ia para a Coréia, conhecer um pouco de lá e até quem sabe... Conhecer o Baekhyun, ou até o EXO inteiro. Um pouco fanática por eles? Talvez. Eu tinha aprendido Coreano, então viver na Coréia seria uma coisa simples para mim.

Ah, não me apresentei. Sou a Akemi, sou japonesa, tenho 22 anos, sou muito sonhadora, mas não ligo para isso. Moro, quer dizer morava com minha mãe, já que estou indo morar fora do Japão. E meu pai? Bem... Não conheci ele, sempre quando pergunto algo para minha mãe sobre ele, ela simplesmente me ignora e muda de assunto

Não tenho amigos, eles acham que sou muito estranha ou até psicopata por causa do meu fanatismo, e talvez por ter sonhos impossíveis e não dar ouvidos que são. Na verdade tinha uma amiga e um amigo, ela se mudou para a Alemanha para morar com sua vó. E ele, bem, nunca mais soube do mesmo. eles eram os únicos que não julgava os meus sonhos e eu mesma.

Já tinha chegado na floricultura para comprar as flores.

- Olá jovem - Se pronunciou uma senhora que estava na floricultura, talvez seja a dona da loja - O que vai querer?

- Girassóis, por favor - Respondi, tinha pedido girassóis mesmo, pois sei que minha Mãe adora.

- É para quem? - Perguntou a senhora já voltando com as flores na mão.

- Minha mãe, é aniversário dela, e acho que isso já vai um presente de desculpas por deixar ela sozinha, sem mim - Respondi olhando para as outras flores que tinha no local.

- Vai viajar? - Disse já me entregando as flores.

- Sim... Irei para a Coréia realizar meu sonho. Que é encontrar meu ídolo, tenho certeza que encontrarei ele. Tudo é possível - Falei já dando o dinheiro para a senhora.

- Ah sim, tenho certeza que você vai encontrá-lo Akemi - Disse dando uma risada fraca.

- Obrigada... Pêra, que? Como sabe meu nome? - Perguntei preocupada, vai que é uma pessoa me vigiando.

- Como você mesmo disse... Tudo é possível... Bem, volte sempre - Disse  dando um sorriso gentil mas não respondeu minha pergunta.

- Ah... Sim! Voltarei - Falei dando um sorriso também e fui embora.

Como ela sabe meu nome? Aish.. Deve ser uma das amigas de minha mãe. Pelo menos ela não falou que meu sonho era impossível como certas pessoas.

              Quebra de Tempo

O avião já estava pousando, tinha acabado de acordar.

Assim que o avião pousou, fui para a casa que tinha comprado antes de vir. Fui a pé mesmo já que era perto.

Estava andando nas ruas de Seoul, já era de noite. Os prédios ficam muito bonitos e iluminados á essa hora.

Até que esbarro em alguém com um boné e mascara, não vi seu rosto muito bem pelos acessórios e porque também estava escuro.

- Ei! Olha por onde anda! - Disse o homem

- Olha você por onde anda! - Respondi e continuei a andar

Pelo visto aqui na Coréia também tem mal educados, Aigoo.

(...)

Já tinha chegado em casa, antes tinha passado em um mercado. Não é legal passar fome né? 

Fiz um Rámem para mim e fui tomar banho.

No banho fiquei meio sonolenta, talvez pelo fato de eu estar cansada e pela água estar muito boa e gostosa. 

Com muito esforço consegui sair. Estava muito cansada, em todo cômodo que eu passava na casa eu acabava fechando os olhos dormindo.

Cheguei na minha cama, deitei e acabei dormindo...

Continua...
 


Notas Finais


Quem será o homem misterioso?

Como a senhora da floricultura sabia o nome de Akemi?

Amanhã no jornal tananananan (PAREY)

Foi isso, espero que tenham gostado

Desculpe qualquer erro ortográfico

Tchaaau 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...