1. Spirit Fanfics >
  2. Imprinting >
  3. Chapter 02

História Imprinting - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Chapter 02


Fanfic / Fanfiction Imprinting - Capítulo 5 - Chapter 02

Jimin estava jogado em seu sofá enquanto ouvia o som do chuveiro, Taehyung estava tomando banho em seu apartamento e o Park apenas observava as paredes descascadas como se fossem e a coisa mais interessante que já viu.

Quando o som da água parou, Jimin levou o olhar para a porta velha e viu o melhor amigo sair dali apenas com uma toalha na cintura enquanto escovava os dentes, o beta ia dizer algo ao melhor amigo, porém foi interrompido pelo celular tocando.

Taehyung pegou o telefone e viu que não era um número conhecido, porém estendeu para que Jimin atendesse a ligação já que estava com a boca cheia de espuma de pasta de dente.

— Alô? – perguntou com o coração na mão, fazia uma semana desde que fez a entrevista na empresa do lúpus puro e desde então sempre ficava ansioso quando o telefone do melhor amigo tocava.

— Alô? – a voz familiar soou do outro lado e Jimin sentiu o coração acelerar ainda mais – Park Jimin?

— Sim, sou eu...

— Sou Kim Namjoon, da empresa Jeon's Company, veio fazer a entrevista comigo. Como está o senhor?

— Estou bem e o senhor?

— Estou bem também, obrigado por perguntar – Namjoon deu uma pausa – Estou te ligando para informar que o senhor foi aceito na companhia, gostaria de saber qual o melhor dia para que o senhor viesse conhecer o senhor Jeon e provavelmente assinar os papéis e receber as informações necessárias sobre o trabalho...

— Ah meu Deus – "EU FUI ACEITO" – Claro, eu trabalho na parte da tarde, então terá que ser na parte da manhã...

— Sem problemas, consegue vir na quinta-feira às 9 horas?

— Sim, está ótimo – disse, seu tom de voz era animado e Namjoon podia perceber isso, logo sorriu contido em seu escritório 

— Nos vemos na quinta! Até mais!

— Até! – Jimin desligou o celular e então pulou em cima do melhor amigo enquanto dava gritinhos contidos de felicidade 

— O que aconteceu? Quem era? – perguntou já animado com o melhor amigo, mesmo não sabendo do porquê ele estar tão feliz

— Era o sr.Kim da Jeon's Company – avisou e viu o outro arregalar os olhos – EU FUI ACEITO!

Comemorando juntos, Taehyung e Jimin foram dormir felizes com a notícia. Jimin sabia que não seria fácil dali para frente, teria que sair da loja de conveniência caso o Jeon o aceitasse, assim como teria menos tempo para si já que a empresa é reconhecida por manter-se ativa até tarde do dia. Em contrapartida, Jimin sabia que sua vida iria melhorar e que não teria que se submeter a um trabalho abusivo onde não era reconhecido e facilmente trocado por algum alfa ou beta.

{...}

No dia seguinte, Jimin acordou ao lado do melhor amigo e resolveu limpar o apartamento enquanto o outro preparava um café da manhã simples.

— Ansioso para amanhã? – perguntou animado 

— Muito! Será que o sr.Jeon vai gostar de mim? - começou com sua indagação, estava tão nervoso e se o alfa não gostasse de si? – Tae...

— Ah Jiminnie, ninguém é louco de não gostar de você – afagou os cabelos loirinhos do melhor amigo e viu que ele começou a respirar com mais facilidade 

O resto da manhã se passou com Jimin fazendo indagações para o Kim, preocupado caso o Jeon não fosse com sua cara, mas em todas as vezes Taehyung fez questão de o acalmar até que chegasse seu horário de ir para o trabalho.

Trabalho este que já tinha noção de que seria humilhado mais uma vez, mas, com sorte, seria sua última vez ali. Ele só precisava aguentar até o dia seguinte, quando finalmente se encontraria com o tão temido Jeon Jungkook.

{...}

Jimin acabou por ir dormir tarde da noite, se revirou na cama sem sono até o relógio marcar 00:00, foi então que decidiu fecha os olhos e aguardar o sono vir enquanto pensava nas boas lembranças de sua vida, junto de seu maiores sonhos.

"— Quem é esse? – Jimin perguntou enquanto olhava para a TV da cafeteria

— Este é Jeon Jungkook, pequeno – a mãe de Taehyung explicou enquanto conferia a quantia de dinheiro do caixa – É o único alfa lúpus puro do mundo! Ele tem 14 anos atualmente, mas já consegue colocar medo em muitos alfas adultos 

O Park, que estava no auge de seus 10 anos, olhava para a TV com os olhos vidrados no alfa moreno.

— Ele é bonito – disse, o ômega estava quase em transe enquanto olhava a imagem do lúpus, seu interior estava agitado e Jimin se questionou o que faria caso estivesse vendo-o pessoalmente

— Ah sim, lúpus são donos de uma beleza extraordinária, e Jungkook, por ser um puro, é dono de uma beleza invejável – a ômega mais velha se aproximou do loirinho e olhou para o adolescente na TV – Sabe, tanto os lúpus quanto este lúpus puro, tem uma pessoa predestinada a si, alguém que o completará e será amado pelo resto de sua vida. O amor de um alfa lupino é extremamente sincero e único 

— O futuro ômega dele será alguém sortudo – Jimin disse e viu a mulher concordar

O pequeno ômega ficou admirando a beleza do alfa até que o programa chegasse ao fim, e quando aconteceu, passou o resto do dia com a cabeça nas nuvens enquanto pensava no quão sortudo seria o ômega que passaria sua vida ao lado dele."

Quando o som estridente do alarme barato tocou quase explodindo os ouvidos sensíveis de Jimin, o sol já estava raiando no céu e alguns carros passavam buzinando pela cidade. De modo preguiçoso, Jimin se espreguiçou e rumou até o  banheiro, onde tomou um longo banho relaxante e fez seus cuidados matinais.

Quando voltou para o quarto, escolheu as peças que Taehyung lhe presenteou para usar na reunião com o alfa. Jimin estava tão nervoso que tremia como vara verde, pegava as roupas de modo desajeitado e não sentiu apetite quando chegou na cozinha.

Olhou para o relógio e resolveu sair de casa, algo em seu interior dizia-lhe que o dia seria inesquecível, mas ele só não sabia dizer o porquê.

Talvez seria por Jeon gostar de si e o contratar, ou talvez por Jeon lhe odiar e ser obrigado a viver sob as constantes humilhações na loja de conveniência.

Com a sensação de borboletas no estômago, Jimin subiu no primeiro ônibus e partiu para a famosa empresa de moda enquanto tinha sua testa encostada na janela ao que tentava respirar fundo como meio de acalmar o coração.

— Está tudo bem? – perguntou uma senhora que estava sentada ao seu lado no ônibus

— Está sim, só estou ansioso – explicou e viu a outra focar-se totalmente em si, esperando que continuasse – Estou indo a uma reunião para conhecer meu, talvez, futuro chefe. Confesso que tenho um pouco de medo dele não gostar de mim

— Eu espero que dê tudo certo – sorriu fofamente – Você me parece uma boa pessoa, garoto. Aposto que seu chefe vai adorá-lo!

— Obrigado... – disse tímido e então voltou a prestar atenção nas ruas movimentadas de Seul. Estava tão ansioso que mal percebeu quando o ônibus parou 

Assim que desceu do veículo no ponto de ônibus mais próximo da empresa, Jimin respirou fundo e passou a caminhar até lá. Seu coração batia rápido e sua respiração começou a se tornar irregular a cada passo que ficava mais próximo do enorme prédio.

Seu lobo também estava inquieto, ansioso para algo naquele dia.

Assim que chegou na recepção, foi atendido por uma pessoa diferente do dia em que veio pela primeira vez, desta vez era um beta alto e de cabelos castanhos, ele sorria animado para as pessoas e não demorou muito para entregar o cartão ao Park.

— Aqui, sr.Jeon e os demais estão lhe esperando na sala de reuniões do 15° andar, há algumas secretárias por ali para que te ajudem – sorriu e logo voltou sua atenção para outra pessoa que adentrava o prédio

Jimin passou o cartão na catraca e então chamou o elevador, suas mãos estavam suando e sua boca estava ficando seca por conta da ansiedade que tomava conta de seu corpo. Assim que as portas dos elevadores se abriram, Jimin se viu em um enorme andar que possuia dois corredores, ambos cheios de portas e mais portas.

Se encaminhou até um balcão onde duas ômegas cochichavam e riam de alto, não demorou muito para que percebessem sua presença e então uma delas o levou até a sala certa, não sem antes olhar Jimin de cima a baixo.

O ômega estava lindo com suas roupas, tinha um lindo rosto, um lindo cabelo e seu cheiro era gostoso. As secretárias chegaram a sentir inveja do loiro naquele momento.

Enquanto os dois caminhavam em silêncio na direção da última porta do corredor direito, Jimin se concentrou no cheiro de alfazemas, a calma lhe atingiu em cheio, quase que instantaneamente. Ele respirou fundo e sentiu o aroma invadir seu ser deixando-o entorpecido por alguns instantes, até mesmo seu lobo pareceu se acalmar ao sentir o cheiro gostoso.

A ômega deu duas batidinhas na porta e então abriu uma pequena fresta:

— Senhores, o senhor Park chegou – anunciou e deu espaço para que Jimin entrasse

O loiro sussurrou um "obrigado" para a secretária antes dela fechar a porta e sair do local, e foi naquele momento que Jimin pôde sentir que o mundo estava em câmera lenta enquanto o cheiro de alfazemas se tornava ainda mais forte, deixando suas pernas bambas e coração acelerado.

Yoongi e Hoseok já estavam de pé, o olhando e sorrindo por ver que ele passou por Namjoon, este que se levantava e o cumprimentava com a cabeça. Havia um ouro lúpus na sala, provavelmente o pai do lúpus puro, ele se mantinha de pé também, sua expressão era séria, porém acolhedora, um ômega de cabelos rosas também estava presente e ele sorria animado em ver o loirinho ali.

Mas foi quando Jimin observou as largas costas do Jeon mais novo se levantando calmamente enquanto girava em torno de seus pés já que estava sentado de costas para a porta, e consequentemente para Jimin, que ele sentiu o coração acelerar ainda mais, se é que tal coisa fosse possível.

O alfa lúpus puro trajava um terno inteiramente preto e aparentemente muito caro, seus cabelos eram negros como a noite e estavam perfeitamente alinhados. Sua altura era por volta de 1,80 e mesmo com as vestes formais, era possível ver que era bem forte, tendo até alguns de seus músculos demarcados na roupa de grife.

Jimin tentou inalar o máximo daquele cheiro viciante enquanto sentia que seu corpo entraria em combustão a qualquer momento, o alfa, mesmo de costas, exalava um ar intimidador para todos naquela sala, menos para o loiro que aguardava ansiosamente para ver seu rosto.

Assim que Jungkook ficou totalmente de frente para a porta, ele pousou seus olhos nos pés do ômega cheiroso, subiu suas orbes calmamente, avaliando cada pedacinho antes que fixasse seu olhar no olhar do outro.

Naquele momento, o lobo de Jungkook que já acordara ansioso e agitado, entrou em estado completamente entorpecido enquanto os demais da sala ficaram em completo choque ao verem os olhos do lúpus e do ômega brilhando em suas cores lupinas enquanto admiravam um ao outro.

— O imprinting... – o pai de Jungkook sussurrou maravilhado ao ver seu filho encontrando sua alma gêmea

Os olhos em completo tom vermelho carmim encararam as orbes cor-de-rosas do ômega, nenhum dos dois conseguia desviar o olhar e lobo do lúpus puro, tão temido quando está aparente, apenas reconfortava o coração de Jimin com sua presença.

Omega meum... – Jungkook chamou, sua voz mais grave que o normal e ainda sem tirar seus olhos do pequeno ômega a sua frente

Alpha... – Jimin respondeu baixinho antes de sentir o outro se aproximar e o embalar em seus braços fortes, o nariz do alfa passeava pelo pescoço branquinho do outro, sentindo o delicioso cheiro de melancia invadir suas narinas e o deixar com o coração acelerado

Os amigos e o pai de Jeon ainda estavam em choque por presenciarem a cena dos dois lobos, sempre esperaram pelo dia em que Jungkook encontraria seu imprinting, mas nunca imaginaram que seria no trabalho, ainda mais com a presença deles.

Os dois mantinham seus narizes de forma estratégica para conseguirem sentir o cheiro natural de cada um enquanto se reconheciam, ainda abraçados e sentindo o coração acelerado.

Quando, finalmente, seus olhos voltaram ao tom natural, Jimin sentiu suas bochechas arderam tamanha era sua vergonha por estar abraçado ao alfa enquanto tinha seu nariz grudado em seu pescoço.

Afastando o rosto calmamente, porém sem soltar seus braços da cintura do alfa, Jimin conseguiu visualizar o rosto perfeito do lúpus puro.

Os olhos, tão negros quanto os cabelos, passavam um ar de segurança para o pequeno ômega, os lábios finos e rosados davam a impressão de serem macios e o nariz mais avantajado era o charme perfeito, havia um pequenina cicatriz em sua bochecha, porém apenas deixava sua aparência ainda mais bela.

Jungkook ainda não conseguia desviar o olhar do ômega, muito menos o soltar. Era como um imã que atraía os corpos para perto.

Ele finalmente tinha encontrado seu imprinting e mal podia descrever tamanha felicidade que sentia naquele momento. Jungkook não possuía palavras para expressar o que estava sentindo naquele momento, assim como Jimin.

Apreciando as bochechas rosadas do ômega, Jungkook levou sua mão até um dos lados de seu rosto e fez um delicado carinho em seu rosto:

— Finalmente te encontrei – falou baixo e Jimin agradeceu por ainda ter os braços fortes do alfa o segurando, pois ele com certeza estaria no chão após ouvir sua voz sussurrada

Jimin sorriu contido enquanto passeava seus olhos por todo o rosto do Jeon pela segunda vez, ato este que não passou despercebido e fez com que o mais velho sentisse o coração quentinho ao ver os olhos caramelados brilhando enquanto olhava para si.

Hoseok e Yoongi tinham a boca escancarada, se perguntando do porquê de não terem apresentado os dois antes, podiam muito bem ter marcado um almoço para apresentar o novo namorado para Jungkook e convidar Jimin, tanto para que Taehyung não se sentisse deslocado quanto para apresentar o loirinho adorável . Seokjin estava com os olhos brilhando por conta das lágrimas que queriam escorrer por seu rosto, o ômega sempre quis ver Jungkook feliz ao lado de seu imprinting, e agora que estava vendo a cena adorável era impossível não se emocionar. Namjoon estava de olhos arregalados pensando em como o universo era sensacional, já imaginando como Jungkook ficaria protetor com o loirinho, já o pai do lúpus puro relembrava do dia em que encontrou seu imprinting quando tinha 21 anos de idade e também de quando Jungkook o perguntava de quando seria sua vez.

"— Appa – o pequeno alfa de 10 anos o chamou e logo o homem vestido de terno desviou seu olhar do notebook e o direcionou para o filho

— Sim, Kookie?

— Quando eu vou encontrar meu imprinting? – Jungkook perguntou enquanto caminhava até a cadeira de couro do pai, este que o pegou no colo e afagou os cabelos negros do menino

O pequeno alfa estava junto de sua mãe assistindo à um filme de romance que ela adorava, logo se lembrou de que algum dia encontraria sua cara metade, e mesmo sendo tão novo, ele mal podia esperar pelo dia que isso aconteceria.

— Ah meu pequeno, isso só o tempo vai saber – ditou e viu um bico emburrado se formando no rosto do filhote, o Jeon mais velho mal podia acreditar que aquele Jungkook se tornaria o alfa mais temido do planeta por conta de sua classificação pura

— Mas como eu vou descobrir quem é meu imprinting? – falou preocupado, e se já tivesse conhecido-o e não percebeu?

— Você vai saber na hora, meu filho – contou fazendo carinho em seus cabelos – Vai sentir seu lobo agitado e ansioso, sentirá o cheiro do ômega ainda mais forte que o normal, seu coração vai acelerar e sentirá uma felicidade imensa!

— Se sentiu assim quando conheceu a mamãe? – perguntou curioso, seus olhos grandes brilhavam enquanto imaginava o dia em que conheceria seu imprinting 

— Sim, o sentimento que vai arrebatar seu peito será tão profundo e genuíno que não terá palavras suficientes para expressar como se sente

— Estou ansioso para esse dia – Jungkook confessou e sentiu um beijo na testa

O pequeno Jeon, mesmo sendo apenas uma criança, já sabia que colocava medo em algumas pessoas mais velhas, sua classificação era tão rara que só havia ele no mundo todo! Ele gostava de ser diferente, mas se sentia mal por colocar medo em alguém só de respirar ao lado dele, por isso era conhecido por ser extremamente gentil com qualquer um que fosse, ele apenas não gostava de ver ômegas sendo desrespeitados por seus alfas.

Se lembrava do dia em que encontrou um alfa brigando com seu ômega, ele estava encolhido enquanto ouvia as palavras duras que o outro direcionava a si, e bastou um olhar da criança para que o alfa engolisse a seco e parasse de gritar com o parceiro. A partir daquele dia, ele jurou proteger os ômegas, mas principalmente, protegeria seu ômega de todos os males do mundo."

Jimin ainda olhava o moreno com admiração, se lembrando dos momentos em que viu Jungkook na TV quando era apenas um adolescente e pensava em como seria seu ômega, mal sabia que o sortudo da história seria ele.

— Oi... – Jimin sussurrou vergonhoso, não fazia a mínima ideia do que dizer para o alfa

— Oi – Jungkook respondeu e tentou dar continuidade a conversa, mesmo que não tenha a mínima ideia de como o fazer – Como está?

— Estou bem, só confuso... não sei o que dizer – riu envergonhado e Jungkook jurou que aquela risada era o som mais precioso que já ouviu em sua vida – E o senhor? Ou você? Não sei...

Todos os presentes na sala quiseram morrer de amores com o ômega, já que mesmo que tenha dito em voz baixa, foi possível ouví-lo por conta da curta distância.

— Você – Jungkook respondeu, "senhor" transmitia o sentimento de que seria apenas seu superior, e o Jeon não queria que Jimin o usasse para se referir a si – E eu estou bem, obrigado

Jimin balançou a cabeça em concordância. Yoongi e Hoseok já sabendo que o ômega não conseguiria perguntar mais alguma coisa ou continuar a conversa com todos ali, resolveu intervir:

— Eu acho que vou voltar para a minha sala – Yoongi disse e logo Hoseok concordou

— Eu também vou, por que não leva ele ao seu escritório, Jungkook?

— É uma boa ideia – Namjoon disse, entendendo o plano de deixá-los em lugar mais tranquilo, sem ter alguém para incomodá-los ou o barulho da movimentação por conta das demais reuniões naquele andar – Creio que precisam conversar sobre diversos assuntos...

— Ah sim, com certeza – Seokjin falou rápido enquanto tentava enxugar as lágrimas teimosas que acabaram escorrendo pelo rosto bonito

— Eu também vou, acho que não vão precisar de minha ajuda para os negócios – o pai piscou para o filho e acompanhou o restante para fora da sala

Jungkook voltou seu olhar para o ômega e viu que ele mordia o lábio em nervosismo enquanto encarava suas mãos que ainda seguravam em seu terno.

— Vamos para minha sala? – Jungkook perguntou calmo, sua voz baixa para não deixar o loirinho ainda mais nervoso. Jimin balançou a cabeça com as bochechas coradas e soltou suas mãos do corpo do outro vagarosamente

O alfa também se afastou e apoiou uma de suas mãos nas costas de Jimin, o guiando para fora da sala de reuniões. No meio do caminho até o elevador, o Jeon cumprimentou as secretárias e Jimin fez o mesmo enquanto via as duas com a boca escancarada por ver o lúpus puro com sua mão carinhosamente posta nas costas do loiro, Jungkook não gostava de contato físico, mal apertava as mãos de pessoas desconhecidas e odiava quando o tocavam sem sua permissão, era uma grande surpresa que ele estivesse daquele jeito com quem acabara de conhecer.

Ele apenas retirou sua mão dali para chamar o elevador, este que não demorou a chegar. Lá dentro ele apertou o botão que levava ao 20° andar e ficou ao lado do ômega enquanto aguardavam chegar até o andar desejado. Quando as portas metálicas se abriram, passaram pelo corredor bonito, Jungkook voltou a colocar sua mão nas costas do outro, desta vez mais próximo da cintura, ele o guiava para sua sala antes de acenar rapidamente para as funcionárias que se levantaram assim que sentiram o cheiro de alfazemas mais próximo.

Os olhos das três que trabalhavam ali se arregalaram e quase saltaram para fora ao verem o chefe acompanhado com o loirinho, porém não falaram absolutamente nada, apenas o cumprimentaram também.

— Quem é aquele? – uma delas perguntou baixo assim que os dois se afastaram um pouco, porém com sua audição extremamente aguçada Jungkook conseguiu ouvir suas palavras 

— Que eu saiba, o sr.Jeon estava indo conhecer o novo secretário e contratá-lo ou não... – a outra respondeu – Mas parece que eles se deram muito bem...

— Qual foi a magia que aquele ômega usou no sr.Jeon? – voltou a perguntar, as duas que eram ômegas debatiam enquanto a beta respirava fundo e revirava os olhos


— Vocês sempre souberam que não tinha nenhuma chance com o sr.Jeon, aposto até mesmo que ele percebeu as intenções de vocês, mas nunca falou nada por ser o alfa mais educado da Terra. Se aquele é ou não o novo secretário dele, vamos saber quando o sr.Jeon disser, e sobre eles se darem bem, o ômega parece amável e eu nem falei com ele – a beta desandou a falar enquanto via as expressões nada agradáveis das duas – Esqueceram que o sr.Jeon é um lúpus puro por acaso? É só questão de tempo até que ele encontre seu imprinting, e se aquele ômega for sua cara metade? O que vão fazer? Nada, aliás, não farão nada mesmo que ele não for o ômega destinado ao nosso chefe, porque é isso que ele é: nosso chefe!

Jungkook sorriu contido com a fala da beta, afinal, tudo o que dissera era a mais pura verdade. Quando abriu a porta para o ômega, deixou que ele passasse primeiro enquanto agradecia, Jungkook fechou a porta e então caminhou até sua mesa, não sem antes puxar uma das cadeiras para que Jimin se sentasse.

— Muito obrigado... – disse enquanto se sentava e observava o mais velho dar a volta na mesa e se sentar em sua cadeira

— Bom... – Jungkook estava confuso, seria indelicado falar só do emprego e não dizer sobre o que aconteceu? Ou Jimin ficaria envergonhado por falar daquilo? Ele foi até a empresa por conta da vaga para secretário, certo? – Acho que não preciso fazer muitas perguntas já que Namjoon já fez isso...

— Sim... – Jimin relaxou um pouco o corpo e passou a se sentir mais confortável com o clima, percebendo isso, Jungkook notou que fez a escolha certa em começar falando sobre a vaga. Não que não vá conversar sobre o outro assunto, mas terminaria de falar sobre o emprego antes de tudo 

— Você faz algo a mais? Algum estudo? – perguntou, precisava saber da carga horária disponível que o ômega teria

—  Não, eu apenas trabalho em uma loja de conveniência por meio período – Jimin disse e Jungkook assentiu, lembrava-se de que Namjoon comentou sobre isso, até mesmo estava indignado com o salário que o Park ganhava por praticamente cuidar de todo o lugar

— Pretende continuar trabalhando lá, estando aqui? – fez a pergunta crucial e viu os olhos do loiro se arregalaram um pouco 

— Na verdade não – confessou – Lá não é um lugar que eu goste de trabalhar...

— Deixe-me adivinhar – Jungkook começou, seu tom de voz tornando-se irritadiço – Te humilham por ser ômega?

Jimin arqueou as sobrancelhas, sabia que o lúpus puro não gostava de quando algo do tipo acontecia com ômegas, mas não sabia que só de fazer uma simples menção sobre aquilo mudaria seu humor na mesma hora.

— Sim – sussurrou tão baixo que ninguém ouviria, mas Jungkook sim, nada passava despercebido por seus ouvidos 

— Fico feliz em saber que não terá que passar mais por isso – disse e puxou uma folha da gaveta, a entregando para Jimin com um sorriso carinhoso nos lábios – Este é o contrato, basta assinar e a vaga é sua. Leve-o para casa, leia-o e veja se há algo que não concorda, pode vir resolver os valores do salário com o Namjoon e então falar diretamente comigo depois de ter todas as decisões tomadas 

Jimin tentou conter seu sorriso ao máximo, porém foi impossível segurá-lo assim que pegou o contrato em mãos. Jungkook achou adorável a felicidade do ômega, Jimin só conseguia pensar que não sofreria mais nas mãos do alfa dono da conveniência e ainda conseguiria viver dignamente e não com o resto do salário os outros funcionários.

— Obrigado! – Jimin falou um pouco mais alto do que das outras vezes em que se dirigiu ao alfa e Jungkook pôde perceber todos os sentimentos dele ao agradecer

Ele já sabia que Jimin não possuía um telefone próprio, assim como sabia do salário que ganhava na loja, logo, sabia que a vida que o ômega levava não era fácil, por isso podia imaginar como ele se sentia ao saber que estaria em um lugar seguro e ganhando bem para poder viver.

— Tem minha palavra de que nenhum alfa te rebaixará ou humilhará trabalhando aqui – Jungkook disse, recebendo toda a atenção do baixinho – Se algo acontecer, não hesite antes de vir falar comigo

— Ok... – concordou

A regra era para todos, Jeon's Company sempre foi uma empresa respeitável e que gerava os melhores empregos para ômegas, qualquer que fosse a má palavra direcionada para alguém de tal classe teria a certa punição, chegando até mesmo a demissão caso for algo sério. Jungkook sempre dizia aos novos funcionários sobre como funcionavam as coisas, a diferença é que agora seu imprinting, seu ômega, estava ali, e ele não medirá esforços caso ouça algo ser direcionado ao loiro.






Notas Finais


Cheguei meu povo lindo! Como vocês estão? Estudando, trabalhando? Aconteceu alguma coisa bacana nesse tempo?
O que acharam do novo capítulo? Nosso lúpus puro finalmente encontrou seu imprinting, que emoção mds. Esse é um dos meus caps favoritos, eu amei escrever ele!!
Bom, eu ainda não sei quanto tempo vou demorar para trazer nova atualização de Imprinting porque quero atualizar Meu Namorado é uma Pelúcia primeiro, espero que entendam caso eu demore.
Vejo vocês na próxima atualização, beijinhos de luz da Luh❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...