História Improváveis, mas possível - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, De Army Pra Army, Interativa, Jikook, Namkook, Surubangtan, Taekook
Visualizações 55
Palavras 2.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Lírica, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pedido feito por: Gatafera
A história ficou comprida e vcs sabem o motivo.

Beijinhos e boa leitura.

Capítulo 3 - SugaMon


Fanfic / Fanfiction Improváveis, mas possível - Capítulo 3 - SugaMon

–Pois é, Kim. Não há o que eu possa fazer, você vai mudar de delegacia então terá que mudar de distrito.

–Mas eles explicaram o porquê d’eu ser mandado para Daegu?

–Não disseram nada, apenas querem que você vá para lá.

–Está bem, obrigado pela notícia.– Diz triste ao pegar os papéis de transferência.

Coitado do Namjoon, está há tanto tempo em Ilsan e agora terá que se mudar para Daegu.

Você deve estar se perguntando “o que está acontecendo aqui?!”

Pois bem, o nosso lindíssimo policial Namjoon acabou de ser transferido, sem motivos aparentes, para um outra cidade. Ele não conhece muita coisa sobre Daegu, apenas ia lá a passeio com sua família. Bom, vamos para a descrição física desse homem: Kim Namjoon, 23 anos de idade, solteiro e formado pela academia de polícia de Ilsan, cidade na qual vive desde pequeno. 1,81 de altura, 68 quilos de um corpinho que qualquer um desejaria.

Ele recebeu duas semanas para poder fazer a mudança, deu tanto trabalho!! Principalmente porque ele quebrava uma em cada cinco coisas que empacotava, ele pediu ajuda a alguns de seus amigos da delegacia e em uma semana estava com tudo pronto.

Ele alugou um apartamento próximo ao seu novo ambiente de trabalho, o que facilitou muito para ele se acostumar com a nova rotina.

Em seu primeiro dia na delegacia, para a sua infelicidade, não encontrou com o delegado…

Toc Toc

–Entra!– Responde um rapaz de dentro da sala do delegado.

–Com licença. Sou Kim Namjoon, acabei de ser transferido. Você é o delegado?!– Pergunta meio espantado ao ver o quão novo o rapaz parecia ser.

–Na verdade não, sou o filho dele, Jeon Jungkook. Estou aqui apenas por essa semana mesmo.– Responde sorridente o rapaz de cabelos avermelhados. –Ah, sim. Meu pai havia comentado que você chegaria. Bem, você irá trabalhar com o policial Yoongi, ele vai dizer e te explicar o que deve fazer. Me acompanhe, vou apresentar vocês dois.

O rapaz se levanta e guia o Kim até o seu novo “parceiro”.

–Su- Quero dizer, Yoongi!– Jungkook se atrapalha ao quase falar o apelido do colega.

–O que foi? Quem é esse?– O loiro olha o moreno de cima a baixo.

–Namjoon esse é o Yoongi. Yoongi esse é o policial que foi transferido pra cá.

–Ah, sim!

Yoongi tinha uma personalidade meio fechada, apesar de aparentar ser uma pessoa muito doce. Seu nome completo é Min Yoongi, 25 anos, também solteiro. 1,76 de altura pesando 57 quilos, mas não o subestime, apesar de ter uma aparência doce e amável, tem uma personalidade honesta e franca e um modo áspero de falar, que deixa tanto os mais novos quanto os mais experientes com medo de cometer algum erro em sua presença.

O loiro olha o novato no fundo dos olhos como se para descobrir seus mais profundos segredos.

–Chegou em boa hora, acabamos de receber uma ocorrência, assalto a mão armada duas ruas daqui– Diz e olha para Jeon. –, é aquele lá.

–De novo?! Vão então!! Desta vez ele não escapa.

Namjoon deixou sua mochila no armário que todos usavam para guardar suas coisas e seguiu para a viatura junto com o loiro.

Ao passarem por algumas ruas avistaram um rapaz, explicou que foi assaltado e disse em qual direção o ladrão havia ido. Seguiram mais devagar até um beco.

–Ali.– Yoongi disse e desceu da viatura, com a mão pronta para pra puxar a pistola do cinto a qualquer sinal de perigo. –Para aí!!

–Ah, vai embora o leite azedo!!

–Também não estou feliz em te ver, Park!! Anda, o que você roubou dessa vez, hein?!

–Eu não fiz nada!!– Namjoon chega mais perto dos dois.

–E isso aí na sua mão. O que é?!– O moreno pergunta.

–Hum?! N-não é nada.– Rapidamente o Park enfia o pacote dentro do bolso da calça.

–Aham, sei!! Você vem com a gente.– Yoongi coloca o rapaz contra a parede e começa a tateá-lo procurando algo.

Acha uma faca e uma carteira que claramente não era dele.

–Vamos. Jungkook está ansioso pra te mandar pra prisão!– Yoongi coloca o assaltante na viatura e logo depois o dono da carteira vem atrás deles.

–Tá aqui sua carteira.– Namjoon entrega o objeto para o rapaz, que ainda tremia pelo susto.

–M-muito obrigado!!– Ele se curva em agradecimento.

Eles voltaram para a delegacia com o Park junto deles. O puseram em uma cela provisória.

–Isso. Fica comigo.– Yoongi diz seco após tirar um pacote com algum pozinho branco dentro.

–Isso não é meu!!– O de cabelos ruivos responde desesperado.

–E eu sou o Naruto.– Yoongi responde sarcástico.

–Já é a terceira vez essa semana Jimin.– Jungkook diz cruzando os braços. –Sente tanto assim minha falta?

A conversa se seguiu com alguns flertes entre o filho do delegado e o “prisioneiro”.

Namjoon estranha um pouco, mas se lembra de uma vez em que pegaram um cara que estava dirigindo bêbado, ele ficou dando em cima do moreno a noite toda.


Era final do dia e os rapazes esperaram para poder trocar de turno com quem ficaria à noite na delegacia. Namjoon volta para seu apartamento e se joga no sofá. Ainda haviam muitas coisas para desempacotar e arrumar, mas ele não faria aquilo aquela hora.

Foi tomar um banho, comeu alguma coisa e por fim foi dormir.

Se passou mais ou menos um ou dois meses desde que Namjoon começou a trabalhar na delegacia de Daegu, Park já estava nas ruas novamente e Yoongi e o moreno haviam começado a se dar bem.

Bem até demais…


Vou explicar melhor o que aconteceu.

Namjoon havia conseguido, novamente, quebrar um dos seus bonecos de ação, que ele coleciona há muito tempo. Era final de semana e metade dos policiais da delegacia não trabalharia nesse dia.

Quando viu que quebrou seu boneco favorito o moreno ligou para seu amigo, é, agora eles se tornaram amigos, Yoongi e pediu ajuda para poder arrumar.

Em alguns minutos o loiro estava na porta do apartamento do Kim, eles não moravam muito longe um do outro.

–Foi mal te chamar assim, sei que preferia estar dormindo.– Namjoon sorri divertido ao ver a cara rabugenta de Yoongi.

–Tanto faz, só queria uma desculpa pra sair de casa. Posso entrar?

–Ah, claro!– Namjoon dá espaço para que o Min pudesse entrar.

Yoongi entra olhando o apartamento do colega, era até grande, dois quartos uma cozinha pequena e uma sala de tamanho aceitável. O loiro vê o objeto todo desmontado em cima da mesinha de centro e se senta no sofá pegando as peças.

–Como você fez isso?!– Pergunta impressionado ao ver que todas as peças estavam desencaixadas.

–Não faço a menor ideia.– O moreno responde sorrindo de lado e coçando a nuca.

–Você tem covinhas adoráveis, sabia?– Yoongi diz depois de virar o rosto levemente para olhar o moreno.

–Sério?! Eu sempre as achei meio estranhas.– Comenta ao se sentar ao lado do loiro. –E eu nunca vi você sorrir.– Olha para o rosto branco do outro rapaz.

–As pessoas raramente dizem coisas que me fazem rir.– Sem perceber o loiro abre um pequeno sorriso. –É sério, cara!! Como você fez isso?!

–Eu não sei. Haha.

Depois de alguns minutos o loiro conseguiu consertar o precioso boneco de Namjoon que agradeceu imensamente.

E agora a parte que todas vocês estão esperando: A CENA.

Yoongi pergunta onde fica o banheiro e prontamente Namjoon responde que é no fim do corredor, à esquerda. Enquanto o mais velho usava o banheiro, o Kim foi até a prateleira e recolocou cuidadosamente seu boneco ali, depois seguiu para a cozinha e pegou um copo com água.

O filtro de água ficava na parede de costas para a entrada da cozinha, depois de se servir, Namjoon tira o copo e ao se virar:

–Nam-!!!

Nenhum dos dois reparou nas ações do outro e isso acabou resultando em duas roupas totalmente cheias de água e um copo que quase foi pro chão.

–Desculpa! Eu não vi o que você tava fazendo!!– Yoongi logo se afasta.

–Tá tudo bem. É só água.– O moreno responde e tira sua camisa.

Tal ação deixa à mostra seu maravilhoso e bem definido tronco, que foi impossível para o Min não olhar e se perder ali. Sentia seu rosto começar a esquentar mas nem deu moral.

Namjoon ao levantar o rosto percebeu o olhar do outro sobre si, o que o deixou até intrigado.

–Yoongi? Oiê!– O moreno balança a mão na frente do rosto do outro.

–Hum?! A-ah, me desculpe. E-eu só…

–Por acaso você é-

–Gay? Não exatamente.– Respondeu o loiro já sabendo o que o mais novo perguntaria. –Eu prefiro mulheres, mas nada me impede de ficar com certos homens.

Diz olhando do cós da calça do moreno até seus olhos.

–E você, hum?

–Ah, não, não. Eu só fiquei com mulheres até hoje.

MENTIRA!!

Namjoon mente na cara dura, mas como Yoongi não conhecia sua vida em Ilsan foi fácil enganar o loiro.

–Ata. Vou fingir que acredito.– Yoongi responde cruzando os braços e apoiando o peso do corpo em uma perna. –Olha na minha cara e repete o que acabou de dizer.

Namjoon apenas levanta seu olhar, sorrindo cúmplice para seu colega, que murmura apenas um “Viu só, foi tão ruim assim?”

–Sua camisa também está molhada.– Aponta para a camisa do loiro, que a tira e entrega a Namjoon.

O moreno vai até a pequena lavanderia e estende as duas peças de roupa.

–Você também tem um corpo bonito, Yoongi.

–Suga.

–Como?

–Meu apelido. Suga, açúcar. Só quem confio pode me chamar assim.– Diz se apoiando na pia.

–Você confia em mim?

–Claro.

–Nossa, obrigado.

O moreno se aproxima perigosamente do loiro, que passa seu olhar por todo o rosto do mais novo. Era óbvia a diferença de altura entre os dois, o que deixava Yoongi até intimidado.

Ele abre um sorriso divertido e apoia as mãos no batente da pia. Namjoon também pousa suas mãos entre o corpo e as mãos do loiro, o “prendendo” ali. O loiro morde o lábio inferior quando percebeu o olhar cheio de malícia do mais novo.

Yoongi coloca uma de suas pernas entre as do moreno e cutuca algumas vezes o pé dele, pedindo para que afastasse mais as pernas. E assim o Kim fez.

Sem aviso prévio o mais velho levanta sua perna até pressionar o membro do moreno com a coxa.

Namjoon morde os lábios abafando um baixo gemido. Ele suspira longamente e coloca Yoongi sentado sobre o balcão, ato que fez o Min rodear a cintura do moreno com as pernas.

–Se enrolar mais um pouco eu juro que saio por aquela porta e na-aaahhh…

O loiro não pôde terminar sua frase, pois teve o pescoço atacado pelos lábios do moreno e seu pênis pressionado com certa força.

–Hehe.– Namjoon passa uma de suas mãos pela coluna bem marcada do outro, que arqueia as costas ao sentir o toque.

Yoongi subiu suas mãos para os ombros do moreno, que abriu o cinto e os botões da calça do mais velho, logo depois puxou o tecido para baixo, deixando um Yoongi muito corado se esconder na curvatura do seu pescoço.

–Huum… parece que alguém está feliz.– Namjoon começa a masturbar o loiro.

–M-mmhhh...– O mais velho mordia os lábios tentando inutilmente conter os gemidos. –P-para… e-eu não vou aguentar…

–Mas já, Suga?

–Agora você apelou.– Responde sorrindo.

O loiro puxa o moreno para um beijo, algo que já começou profundo e afobado, com línguas se enroscando de forma obscena. Subiu as mãos para a nuca de Namjoon puxando levemente seus cabelos, o moreno acelera os movimentos envolta do pênis do outro, que em segundos sente alguns espasmos tomarem seu corpo e o ápice o atingir com força.

Namjoon passou dois dedos sobre a glande melada do outro e levou-os até sua boca, chupando como um doce.

Yoongi tinha a respiração meio desregulada, mas nada que o impedisse de puxar o Kim para outro beijo, suas mãos foram descendo pelo corpo do mais novo, ao chegar ao cós da calça percebe que precisaria apenas abrir os botões já que, estando em casa, o moreno não precisava usar cinto tão pouco a roupa de baixo.

E não foi novidade para Suga que, assim que desceu a calça de Namjoon seu membro “saltou” pra fora.

O moreno se afastou e deixou a calça jogada em qualquer lugar, o loiro desceu do balcão e se virou, ficando empinado para o mais novo.

–O-olha...– Yoongi diz quando sente Namjoon se aproximar e começar a beijar suas costas. –É minha primeira vez nessa situação.

–Só foi o ativo até hoje?

–Uhum.– Yoongi responde e Namjoon aproxima dois dedos seus da boca do outro, o fazendo chupa-los.

–Vou cuidar pra não te machucar.– Sussurra ao pé do ouvido do loiro.

Leva os dedos úmidos até o ânus do mais velho e o penetra com um, fazendo Yoongi gemer pela invasão. Namjoon volta a distribuir beijos e algumas leves mordidas pelas costas claras do rapaz abaixo de si, tentando distraí-lo do desconforto.

Logo coloca outro dedo, começando a alargar o mais velho.

O moreno estava se segurando para não acabar se apressando, mas com Yoongi gemendo daquele jeito e rebolando contra ele…

Não demorou para que Namjoon retirasse seus dígitos do corpo alheio e por fim começasse a penetrar lentamente o loiro, que tinha os cotovelos apoiados no pequeno balcão, nunca havia sentido tamanho incômodo na vida, mas sabia que logo passaria.

Dito e feito, Namjoon, assim que se colocou totalmente dentro de Yoongi, esperou alguns instantes para que o outro se acostumasse. Passou seus dedos sobre os mamilos do loiro, os estimulando e fazendo Yoongi rebolar contra seu quadril.

–N-Namjoon…

–Aahh… você é tão apertado, Suga…

O Min sentiu o rosto corar com aquelas palavras.

Namjoon começa a fazer lentos movimentos, entrando e saindo do corpo do Min, que gemia cada vez que sentia o mais novo se mover.

No meio disso trocaram mais alguns beijos e Yoongi teve sua pele marcada mais algumas vezes, o moreno começou a acelerar suas estocadas e vez ou outra acertava o ponto H do loiro, que sentia um prazer absurdo tomar conta de si.

O moreno rodeou ereção do mais velho com a mão, o masturbando na mesma velocidade que suas estocadas. Não demorou muito tempo para que os dois sentissem alguns espasmos e logo atingiram o ápice.

O loiro depois que sentiu o sêmen do moreno o preencher mordeu os lábios tentando abafar um alto gemido.

Depois de se tirar de dentro do corpo de Yoongi o moreno se apoiou no balcão que dividia a sala da cozinha, tinha sua respiração descompassada e o rosto corado. O outro curvou o corpo até ter a testa apoiada sobre a superfície gélida.

Sentia seu quadril e em torno doerem um pouco. Se arrepiou quando sentiu o sêmen do moreno escorrer pelas suas coxas e ao se virar viu o mais novo o encarando.

Namjoon levanta seu olhar para o de Yoongi e logo depois sorriu, exibindo discretamente suas covinhas, o que fez o loiro sorrir também.

–Dá próxima… você ficará por baixo.– Diz o loiro.


Notas Finais


Beijinhos e até a próxima história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...