História Improváveis, mas possível - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, De Army Pra Army, Interativa, Jikook, Namkook, Surubangtan, Taekook
Visualizações 42
Palavras 1.103
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Lírica, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Foi mal a demora pra postar. Apesar de ser um dos meus casais favoritos é bem difícil criar uma situação assim pra eles 😌😌

Pedido feito por: Hinami_Criminal

Beijinhos e boa leitura.

Capítulo 4 - NamMin


Fanfic / Fanfiction Improváveis, mas possível - Capítulo 4 - NamMin

A mãe do Park havia se divorciado e menos de um ano depois anunciou ao seu primogênito que se casaria novamente.

Ele tinha dezesseis anos de idade e era filho único. Seu pai não havia conseguido a guarda compartilhada, então o rapaz ficará para os cuidados da mãe.

Uma semana antes do casamento eles saíram para almoçar junto com seu futuro padrasto e futuro irmão.

Se deram bem desde o primeiro encontro, onde não houve muita conversa entre os dois mais novos, Jimin não falou muito, ele tinha vergonha do seu sotaque, mas o filho do Kim o incentivava a falar pelo menos um pouco.

O nome do outro rapaz era Namjoon, Kim Namjoon, ele tinha dezenove anos e um sorriso que, para o Park, era adoravelmente lindo.


Depois de dois meses de casamento, o Park e sua mãe foram morar com os Kim’s, Jimin fora transferido para um colégio próximo ao bairro deles e Namjoon ia buscá-lo todos os dias, isso deixava o outro muito contente.

Eles agora se davam bem, dividiam o quarto, claro que cada um dos dois tinha sua própria cama, mas quem disse que na maioria das noites eles não dormiam na cama do mais velho.

Jimin não era um santo, tão pouco uma criança, ele era um jovem adulto e claro que já havia namorado várias garotas, mas o que sentia quando próximo ao seu irmão era diferente. Namjoon causava isso no Park, só não avançava por medo, medo do mais novo o recusar e acabar não sentindo o mesmo, claro que os sentimentos de Namjoon só aumentam desde que viu o filho de sua madrasta, ele era adorável, tinha os cabelos negros e a pele clara que ficava mais realçada por causa de suas madeixas. (N/A: Filosofei Aki. ^-^)

Já Jimin lentamente ia se “aproximando” de Namjoon, ele adora ficar perto de seu irmão mais velho, um rapaz alto e bonito, desejado por muitas garotas na faculdade em que estudava.

Eles se tornaram grandes amigos e laço fraternal mais forte não poderia haver, eles sabiam tudo um do outro, seus sonhos e medos, alegrias e tristezas. E foi numa dessas que eles tiveram certeza do que sentiam um pelo outro.

Foi mais uma sexta-feira normal, os meninos foram para a escola e os pais saíram para o trabalho. Jimin chegou mais cedo em casa, por volta das três da tarde, seus pais foram para uma viagem e voltariam apenas no outro dia.

O moreno foi tomar um banho, fez as lições de casa e passou a tarde assistindo TV e conversando por mensagem com seu amigo Taehyung.

Próximo das seis da tarde Namjoon chega na casa.

–Voltei!!– Ele anuncia, deixando os sapatos na entrada e as chaves penduradas no gancho da parede. –Cadê nossos pais?

–Saíram a trabalho. Voltam só amanhã.– Jimin explica sem tirar os olhos da tela do seu celular.

Ele estava jogado no sofá com os braços acima do rosto, uma perna dobrada e a outra caía para fora do móvel. Namjoon se aproximou e deitou sobre seu irmão.

–E-ei!!– O celular só Park quase cai. –Você é pesado, Joonie. Sai!!

–Eu não.– Namjoon puxa a gola da camiseta de Jimin e começa a beijar seu peito e pescoço.

–O que está fazendo?!– Jimin pergunta corado.

–Beijando meu irmão, não posso?– O mais velho sorri.

–M-mas não assim.– Ele afasta o rosto do irmão do seu corpo.

–E quer que eu te beije como, hum?– O Kim sorria de um jeito que deixava suas covinhas aparecerem.

–Não me beije. E sai de cima de mim, é sério você é pesado!!

Namjoon dá um último beijo na clavícula do Park e por fim se senta ao seu lado. Jimin o olha por cima da tela do seu celular, seu irmão procurava alguma coisa interessante na tv, como já tinha certa intimidade com Namjoon, chegou perto dele e deitou a cabeça em seu colo.

–O que foi, Chimmy?

–Carinho.– Pede o moreno e prontamente Namjoon começa a acariciar as madeixas do mais novo.

Eles ficaram assistindo tv e trocaram poucas palavras, lá pras nove, dez horas resolveram ir dormir. O mais velho fora tomar um banho e logo se veste para se deitar.

No meio da noite uma forte e barulhenta chuva começa, fazendo o moreno acordar e se sentar na cama, ele olha pela janela e vê o céu alaranjado pelas luzes da cidade. Vira a cabeça e vê, mesmo estando escuro, Namjoon dormindo com um serenidade invejável.

Jimin se levanta e segue até a cama do mais velho, o cutuca levemente, apenas para o acordar.

–Hum?!– O Kim abre os olhos assustado.

–P-posso dormir com você?

–A chuva está te assustando?– Sorriu docemente.

–Uhum…

–Vem.– O mais velho levanta o cobertor e se afasta dando espaço para que o outro se deitasse.

Jimin se deitou de frente para o irmão, o abraçando. Namjoon deixou um braço embaixo do pescoço do moreno e passou o outro pela cintura do irmão, arrumou o cobertor sobre eles e fechou os olhos.


Na manhã seguinte ao acordar, Jimin viu que estava virado para o outro lado da cama, ainda sentia o calor do corpo do seu irmão, ou seja, eles estavam dormindo de conchinha. Namjoon tinha um braço passado por cima da cintura do Park.

O moreno não estranhou tanto já que não era a primeira vez que eles dormiam assim, mas… naquela vez havia algo diferente.

Lentamente foi começando a se mover, tentando identificar o que era, até que sentiu algo duro tocar sua bunda. Ele começou a mover o quadril até que…

–Para!– Sentiu a mão firme do Kim sobre sua cintura e cobriu a boca no susto. –Se continuar a se mexer terá que resolver esse problema, Chimmy.

O mais velho foi descendo sua mão até o cós da calça de moletom que o Park vestia, passa a ponta dos dedos para dentro, fazendo o mais novo se arrepiar.

–N-Namj-

Antes que pudesse fazer algo para parar o mais velho afundou sua mão dentro do único tecido que cobria o corpo de Jimin.

O moreno mordeu os lábios ao sentir a mão fria do Kim rodear seu pênis, fez lentos movimentos que acabaram por deixar o Park com uma ereção.

–Que tal tomarmos um banho, assim nós dois resolvemos nossos probleminhas, hum?

–Pode ser… nnhhh...– O Park solta um pequeno gemido ao ter sua glande pressionada.

Os dois se levantaram e seguiram para o banheiro do segundo andar da casa, Jimin se sentia um pouco constrangido, mas depois do primeiro beijo que trocaram ele mostrou ao seu irmão mais velho que podia ser tão pervertido quanto o outro.

Dormir junto é melhor que dormir sozinho, isso foi algo que esses dois descobriram rápido.


Notas Finais


Não teve ceninha mais hot pq eu não consegui realizar tal ato. Mas acho que o resultado ficou bom, sorry se vcs queriam um lemonzinho. Kkkkkk

Beijinhos e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...