História Improvável Amor-Sashay - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Ian Harding, Janel Parrish, Keegan Allen, Lucy Hale, Pretty Little Liars, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Blackburn
Personagens Ashley Benson, Ian Harding, Janel Parrish, Keegan Allen, Lucy Hale, Personagens Originais, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Blackburn
Tags Alison Dilaurentis, Emily Fields, Emison, Pretty Little Liars, Sasha Pieterse, Sashay, Shay Mitchell
Visualizações 69
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyy, vamos lá. Se der hoje a noite eu posto o outro, quando chegar da universidade. Espero que gostem do de hoje. Como falei em reposta nos comentários, as coisitas vão ficar interessantes. 🙂😍😍 Adorooooooooo.
Boa leitura e desculpa os erros

Capítulo 11 - Os problemas sempre voltam


Fanfic / Fanfiction Improvável Amor-Sashay - Capítulo 11 - Os problemas sempre voltam

Shay Mitchell POV

Meus sentimentos estão querendo me matar,  colocando em saia justa, não estou sendo racional em relação a Sasha. Depois desse beijo não estou querendo me afastar dela por um segundo, senti que seu sentimento por mais que seja pequeno, foi correspondido e isso me faz feliz. No carro abri um sorriso, agarro meu celular e vejo a notificação recebendo a melhor notícia que poderia nesse momento. Soltei um ar pesado em total alívio. Mirei seu rosto confuso e lindo.

— Vai me aturar Senhora Pieterse, meu pedido para trancar sua matéria foi anulado, parece que será eu e você pelo resto do período mesmo— sorri recordando do que falei para ela há algum tempo atrás deslizando meus dedos sobre os cabelos , separando-os — Já vou indo — falei pegando minha bolsa, saindo do carro.

Fiz a volta no carro, sorrindo ao vê-la me seguir com seu olhar, abri minha bolsa procurando a minha chave, quando finalmente encontro, dou de cara com quem não queria ver de ouro. Fixada no seu olhar, paralisada. No fundo, a voz da Sasha ecoou na minha cabeça lentamente.

— Shay você esque.... — parou de repente — O que está fazendo aqui?! — falou alterada, sai do meu transe virando para vê-la, seu rosto estava vermelho de raiva.

— Vim ver minha namorada — Ben falou segurando minha cintura, um frio percorreu toda a extremidade do meu corpo.

Ben estava olhando para a Sasha estranho, nunca o vi desse jeito, retirei suas mãos da minha cintura rapidamente, logo ficando ao lado da Sasha.

— Ben, nunca houve nada sério entre nos — fechei os olhos tentando esconder o que estava sentindo, meu corpo fraquejou.— Falei para você que era diversão, só isso que existia entre nós — falei passando do seu lado indo em direção a porta, mas Ben segurou meu braço — Me solta Ben! O que está Fazendo? — falei puxando meu braço, no entanto Ben sempre foi persistente e não soltou.

— Shay, eu só vim aqui te pedir perdão pelo que houve — falou soltando o meu braço que já estava em um tom avermelhado — Você me conhece, e-eu nã-ão sou assim — falou triste — Eu te amo Shay nunca ocultei de você— Concluiu olhando no fundo do meus olhos, desviei meu olhar para a Sasha que ouvia tudo sem desviar o olhar de cima de nós dois.

— Eu sei Ben — olhei para meus pés — Mas eu.. — pausei engolindo seco, olhando fixamente para ele, seu olhar desesperador me deixava triste pois sempre deixei claro a situação.

— Também me ama ?— disse me puxando para ele, logo me desfiz do abraço.

— Não Ben — suspirei vendo seus olhos ficarem confusos — Eu não te amo— falei.

O moreno por sua vez, indignado, pegou meu braço e foi me levando pra trás, batendo na parede da casa

— Ben, você não está bem — falei deixando minha bolsa cair segurando sua mão e desfazendo seus dedos fazendo-o soltar meu braço — Larga!!!

Sasha saiu de onde estava, Ben estava junto ao meu rosto, sentia sua respiração rápida sobre a pele quente.

— Solta ela! — falou pegando o braço largo de Ben, ele mirou os olhos da Sasha que não desviou por um segundo.

— Você não tem nada melhor pra fazer professorinha? — falou frio olhando no fundo dos olhos azuis.

— Com certeza, mas isso não é da sua conta garoto, solta ela! — falou com desdém e raiva — Você está em uma propriedade privada, e se a dona da casa não quer você aqui — mirou Ben com sarcasmo — é melhor ,para o seu bem ir embora. — concluiu risonha.

Ben apertou ainda mais o meu braço, me contorcia de dor, queria gritar e chamar ajuda, no entanto não quero um escândalo.

— E se eu não quiser, o que vai fazer professorinha? — Ben soltou meu braço indo em direção a Sasha, a mesma não se moveu de onde estava, ficou rindo da cara dele.

— Vai sair sim — se aproximou ficando perto do seu nariz, se dirigindo ao seu ouvido — Porque se não percebeu, tem câmeras de vigilância aqui na casa e em todas as casas desse bairro — falou friamente afastando seu rosto de sua audição — Então vai embora!— concluiu sem se afastar um centímetro dele, Ben olhou em volta e realmente viu que a Sasha estava certa, desviou o olhar em minha direção e saiu.

Paradas, mirando a distância em que Ben estava daqui. Passeei minha palma sobre o local vermelho e logo agarrei minhas chaves junto com minha bolsa no chão, trêmula, mal conseguia encaixar a chave na abertura, senti o toque de suas mãos novamente, disfarcei o jeito que ela em deixava.

— Deixa que abro— falou docemente, segurando as chaves girando abrindo a grande porta.

Adentramos indo em direção a sala, joguei a minha bolsa que em alguns segundos estavam no chão do lado de fora.

— Fique a vontade Sasha—falei com a voz embargada.

— Shay? — mencionou preocupada.

— Está tudo bem — falei sem olha-la— vou me trocar para irmos. — concluí subindo as escadas.

(...)

Depois de evitar as perguntas da Sasha, resolvi ir no meu carro, precisava de um tempo para pensar e o caminho até a agência era o momento perfeito. Aproveitei e liguei para a Ashley que gritou comigo por não ter dado notícias, para compensar essa loira a convidei para ver a gravação do vídeo clipe, eu sei que ela tem uma queda enorme pelo Nick Jonas. Uma fã louca. A loira berrou no meu ouvido em resposta, fez questão de contar a Lucy e Troian que estava na sua casa.

.... Tenho que ir, já cheguei na agência— falei virando a esquerda entrando no piso 1 para estacionar, desliguei o carro pegando minha bolsa — Ash vou falar com a Sasha para...— ela me interrompeu gritando para variar.

— O que a sua deusa professora tem haver com sua gravação? — alterou

— Bom o namorado, sei lá— falei com desdém — é o meu fotografo e foi ele que me ligou avisando sobre o Nick.

— PARAAA!! — berrou ainda mais— Ela... Nossa, tô passada. Preciso conhecer esse namorado dela, deve ser um gato gostoso — revirei os olhos, ela não tá errada, um ótimo concorrente— Ashley me poupe de seus comentários— entrando no piso, vi o carro da sasha entrar e foi aí que fui perguntar. — Ela chegou, vou perguntar.

— anda logo, aaaa não desliga, quero ouvir a resposta — revirei os olhos e caminhei em direção a loira.

— Sasha, é será que eu posso trazer a Ashley, Lucy e Troian para ver as gravações? — perguntei ignorando a Ashley sorrindo na outra linha.

— Ah, suas amigas, bom tenho que ver com o Hudson, mas não acho que seja problema— falou desconfortável — aguarde um minuto. — se virou e levou seu telefone a sua audição, mirei suas costas descendo o olhar e nesse momento a voz da Ashley ecoou como uma bomba no meu ouvido.

— Está surda?! — falou irritada

— Não— falei nervosa ainda mirando a loira falando, andando lentamente de um lado para o outro, suspirei ao ver seu olhar cruzar com o meu. A loira estava corada, aí meu Deus, linda. Parei de respirar. Com a Ashley gritando no meu ouvido, a ignorei.

— Bom, pode sim, ele falou que não tem problema, contando que não atrapalhem. — falou me olhando fixamente.

Por uma fração de segundos, o mundo barulhento lá fora ia não existia. Desliguei o celular, aqui nesse estacionamento escuro e deserto, perdida em seus olhos cristalinos me aproximei, a mesma vontade de tomar seu lábios percorreu sobre minha pele, sensações as quais havia sentido lá no litoral veio de forma avassaladora. Andei quase correndo em sua direção, segurando sua cintura a fazendo andar para trás, presas uma no olhar da outra, chegando na parede gélida perto de seu carro, mirei seu rosto perto do meu, sabia que ela queria tanto quanto eu, perto, quase tocando seus lábios, deslizei minhas mãos da sua cintura para trás, apertando seu corpo contra o meu, segurei a Sasha pois ela quase caiu, apertei mais contra o meu, pressionando a loira contra a parede de concreto. Cheguei a roçar meus lábios nos delas, Sasha levou suas mãos para a minha nuca , no entanto um barulho e uma voz fez com que nos afastassemos.

— Sasha? Shannon? Estão aí? — a voz do Hudson ecoava forte pelo espaço escuro.






Como estamos indo???


Notas Finais


Hola????? Grito!!! Preparadas, eu tô. Adorooooooooo. Amo vocês, e obrigada pelos favoritos. 😍😍😍😍😍 Esses comentários em?? Amina qualquer escritora com bloqueio. Eu. Kkkkk
Até o próximo capítulo liars 😍😍😍😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...