História Improvável Amor-Sashay - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Ian Harding, Janel Parrish, Keegan Allen, Lucy Hale, Pretty Little Liars, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Blackburn
Personagens Ashley Benson, Ian Harding, Janel Parrish, Keegan Allen, Lucy Hale, Personagens Originais, Sasha Pieterse, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Blackburn
Tags Alison Dilaurentis, Emily Fields, Emison, Pretty Little Liars, Sasha Pieterse, Sashay, Shay Mitchell
Visualizações 84
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Volteiiiiiii, eu disse que voltava. Gente peço desculpas por qualquer erro. E vamos lá. Não me abandonem. Amo todas (os)
Boa leitura e desculpa os erros

Capítulo 12 - Conversa desagradável


Fanfic / Fanfiction Improvável Amor-Sashay - Capítulo 12 - Conversa desagradável

Sasha Pieterse POV

O que está acontecendo comigo? A morena estava parada na minha frente, olhando fixamente em meus olhos, meu rosto estava esquentando, porcaria!!! Queria desviar, me livrar da intensidade com que me olhava. Apressadamente, Shay caminhava em minha direção, automaticamente andei para trás, sem deixar de olha-la. Estava perdida, com a mão na minha cintura, escorei na parede gelada com seus braços quentes descendo, minhas pernas começaram a molecer como gelatina recém feita, Shay segurou-me firme contra seu corpo , prendi minha respiração, alterava o meu olhar para sua boca e olhos. 

Sua boca carnuda estava perto da minha e novamente a sensação de desejo possuiu meu corpo. Lábios contra lábios, deslizei minhas mãos para sua nuca, já não aguentava esse espaço mínimo entre nós, desviava meu rosto para o lado, afim de beija-la e foi aí que o Hudson apareceu.

— Sasha? Shannon? Estão aí? — a voz dele ecoava forte pelo espaço escuro.

Ainda escondida entre os carros e a parede, controlei minha respiração que estava descompassada.

— Shay, por favor — falei arrependida, eu sei que tenho culpa, não é só ela. Mas a morena não facilita. — Não dificulta, eu não estou em uma posição confortável— disse me afastando, mas a Shay não se moveu. Ela estava com olhos negros com um brilho diferente.

— Para mim, você está sim em uma ótima posição — sorriu maliciosa ao ver que não larguei seu pescoço.

— Sabes do que estou falando— falei me livrando dos seus braços.

— Eu sei, só me diz uma coisa — Falou me abraçando por trás, merda! — Tenho alguma chance com você? — sussurou com uma voz aveludada, beijando na curva do meu pescoço, meu auto controle está indo embora.

Os passos estavam mais fortes, a voz do Hudson ecooava forte, minhas chaves caíram. Me livrei do aperto da Shay e no mesmo instante Hudson apareceu, estava suando, nervosa.

— Achei vocês, o Nick chegou. Vamos lá? — falou feliz, aquilo me matava, ele não merece o que estou fazendo com ele.

Virei para a Shay, a morena estava frustada.

— Vamos — falei, dei um passo e me senti tonta, Hudson me segurou preocupado. — Estou bem — falei fraca

— Hudson, leve ela ao hospital— Shay retrucou preocupada, meu noivo já me colocava nos braços , mas o impedi.

— Tudo bem, vamos lá. Nick está esperando. Só preciso comer alguma coisa, desde que saímos da casa da Shay não comi nada. — falei olhando para a Shay, ela balançou a cabeça. — me solta Hudson posso andar sozinha— falei segura.

— Não, vou te levar — ele elevou meu corpo no ar e fomos.

A medida que o galego caminhava, disfarçadamente olhava para Shay que estava atrás de nós dois. A morena estava com um semblante de raiva e tristeza, não suportava vê-la assim. No mesmo instante, descansei minha cabeça no peito de Hudson e lá fiquei perdida em meus devaneios, atordoada por não controlar o que sinto pela Shay e triste por ter traído o Hudson. Confusos, meus sentimentos estavam confusos, não quero magoa-los, mas não podia evitar. Shay me atraía  de uma forma desconhecida e o Hudson, estou noiva dele. Me ajuda meu Deus, entender meus sentimentos.

Já lá em cima, todos os funcionários estavam preocupados ao me ver nos braços do meu noivo, Hudson me deixou em uma mesa e assim peguei meu telefone para ligar para Janel, porém uma mulher de olhos verdes sentou se ao meu lado, sorrindo largamente em minha direção.

— Desculpe, eu te conheço? — falei sem importância.

— Não, sou Alice a assessora do Nick — falou levantando a mão em direção a minha — Você deve ser a Shannon, certo? — falou olhando alguns papéis.

— Não, eu sou a..— tentei falar, porém a senhora na minha frente não me deixava.

— Até que é bonitinha, eu falei para ele conseguir alguém melhor, mas tenho certeza de que não deu né! — falou com nojo, minha raiva foi lá nas alturas, fechei meu punho — vamos lá queridinha, não quero e não posso perder tempo com você, onde está aquele gostoso que é dono dessa empresa, uma noite com ele e já estou feita. Deve ser ótimo— Levantei da cadeira, batendo na mesa a mulher pulou e me olhou com fúria —quem você pensa que é para se comportar desse jeito, mulherzinha?

— Já chega!! Não Estou aqui para ser insultada, e não deve falar de beleza meu bem, odeio pessoas que vão por padrões de beleza, seu rostinho bonito não vai existir para sempre, a sociedade seria muito melhor se pessoas como você fossem extintas— falei alto, minha voz ecoou pelo espaço e todos olharam em nossa direção — Você não pode tratar ninguém desse jeito muito menos eu — falei gritando.

— Posso e já fiz !— afrontou

— Não pode porque o dono que você chamou de gostoso é meu noivo e se não quiser perder o seu emprego é melhor sair da minha frente — falei e a mulher abaixou a cabeça — sei que não é da sua conta mas meu nome é Sasha Pieterse, decora esse nome porque vai ouvir muito dele, sai da minha frente! — a mulher, por sua vez, saiu andando, mas chamei sua atenção novamente — Ah um aviso, e se você insultar ou fazer qualquer coisa para aquela modelo chamada Shannon, pode ter certeza de que você não vai ter uma estabilidade financeira, vou dá um jeito de você nunca trabalhar na sua vida e jamais insulte as pessoas, não chegue perto dela. Está avisada — falei friamente olhando intensamente em seus olhos.

A assessora saiu andando sem olhar para trás e de repente senti o toque que conheço muito bem, a raiva passou rapidamente com o simples contato, todo o meu corpo arrepiou e por fim a vi sentada na minha frente.

— Não sabia que era assim Sasha— falou rindo.

— Do que está falando Shay? — respondi colocando uma porção de alface na boca.

— " Não chegue perto dela, está avisada" — me imitou— Adoraria ouvir esse tom de voz de outra maneira— sorriu maliciosa me fazendo engasgar com a comida na minha boca. — Defendendo o namorado.— falou olhando minha boca.

— O que você quis dizer com " adoraria ouvir esse tom de voz de outra maneira"? — perguntei envergonha.

— Tire suas próprias conclusões — piscou abrindo um sorriso largo, desfilando em direção ao cenário montado.

Fiquei parada, olhando a morena se misturar com as pessoas e finalmente piscar em minha direção.







Como estamos indo?


Notas Finais


Bom gente, desculpaaaa o capítulo ruim, mas é preciso tá!!! Tudo tem um propósito.
Adorei os comentários no capítulo anterior. Amooo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...