História Improvável sentimento - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Personagens Ken Kaneki, Rize Kamishiro
Tags Ghoul
Visualizações 5
Palavras 1.370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Novos reencontros


Fanfic / Fanfiction Improvável sentimento - Capítulo 11 - Novos reencontros

Hiname on 💙

Acordo bem cedo, me arrumo e vou direto pra cafetaria pra compensar ontem que fiquei boa parte da noite fora. Ainda estou tentando digerir tudo que aconteceu mas tá difícil, sem falar no que pode acontecer daqui pra frente. Essa noite eu não tive nenhum pesadelo com Kamishiro,mas sim com o Suzuya,ele estava preso em um quarto minúsculo todo preto, sentado no chão abraçado as pernas,ele chorava, de repente a porta se abre e aparece uma mulher muito grande,gorda e horrenda. Ela o puxa pelo braço e ele começa a espernear; e a porta se fecha e eu acordo,foi tudo muito assustador e fiquei com muita pena de Suzuya. Mas foi só uma sonho....

Touka: -Hiname? Esta me ouvindo?

Desperto de meus pensamentos com a voz de Touka-chan.

-Agora estou.

Nishiki: -Você anda bem desatenta desde que acordou Hiname. Não me diga que a convivência com com Roma está te afetando. -brinca Nishiki chan por Roma ser muito atrapalhada e desatenta, já quebrou inúmeros pratos e derrubou bandejas,mas é só o jeito dela,deve ser por ter sido parte da gangue dos palhaços.

Roma: -Eu não sou desatenta!!!-Enche as bochechas de ar.

Nishiki: -Imagine se fosse.-diz sarcástico enquanto seca uma xícara.

Hiname: -Isso não tem nada haver com Roma.

Touka: -É por causa do namorado dela.

Todos: -NAMORADO?

Obrigado Touka chan,valeu mesmo~ penso

Touka: -Eu vi quando ele á trouxe até em casa ontem, e depois que a interroguei ela confessou-Diz convencida.

--Não é bem um namor...

Touka: -Ei olha lá quem acaba de chegar Hiname,seu namorado.

QUE?~

Olho pra porta e fico paralisada ao ver Suzuya Juuzou parado olhando pra mim.

Só tende a piorar...~

Suzuya On 💛

Desperto com meu despertador gritando, tateio o criado mudo e quando acho o objeto, simplesmente o arremesso na parede, o que faz o barulho parar rapidamente. Me levanto e tomo um banho rápido, me visto e saio de meu alojamento, ando o mais discreto possível pelos corredores para que ninguém pare pra conversar comigo, infelizmente isso não sai como planejado.

Akira: -Investigador Suzuya.-me viro para a loira à minha frente.

-Eu.

Akira: -Fiquei sabendo que já faz um tempo que não sai em missão com seu esquadrão.

--Estou em um tempo de trabalho sozinho.

Akira: -Posso saber no que anda trabalhando?

--Nada importante.-digo seco.

Akira: -Espero que não esteja procurando Ri...

--Não estou não. Por que eu iria procurar alguém que já morreu,afinal ela morreu não?

Akira: -Sim. E por isso esse assunto está encerrado à muito tempo.

--É só? Digamos que tenho uma agenda meio atarefada hoje. -olho meu relógio de gatinho.

Akira: -Quero que saiba que nada fica escondido de nos Suzuya,veja bem suas ações.

--Irei me lembrar disso.

Me viro e saio sem me dar ao trabalho de uma despedida. Começo a ir na direção da casa de Kaneki,mas lembrando do que Akira disse,é possível que tenha alguém me seguindo, continuo andando até que avisto a Anteiku.

--Talvez Hiname queira ir ver o tapa olho,e assim me ajuda a despistar um possível seguidor...-Ando em direção à mesma e chego rapidamente, abro a porta que faz barulho ao atingir o pequeno sino,sinto olhares assim que entro, principalmente os dos funcionários, avisto Hiname e estou prestes a ir até lá quando a mesma sai em disparatade até mim e me abraça

Hiname: -Me abraça de volta. Rápido!-obedeço sem saber muito bem do que se trata,encosto minha boca perto de seu ouvido

--Pode me explicar?

Hiname: -Digamos que....Você é o meu namorado -sussurra de volta e eu quase tenho um ataque de risos.

--Isso eu não sabia. Obrigado por me informar.

Hiname: -Depois te explico, por favor...Finja ser meu...

Roma: -Ola o namorado da Hiname!

Me separo do abraço e me deparo com uma garota mais velha de aspecto engraçado.

--oi....

Hiname: -Esse aqui é Suzuya Juuzou, meu namorado -diz quando nos aproximamos do balcão.-E estes são Roma-chan,Nishiki-chan e Touka-chan meus amigos e colegas de trabalho.

Todos: -ola Suzuya!

--Oi...

Touka: -Tem quanto tempo que vocês namoram? .

Uns minutos?~ penso.

Hiname: -É...Só alguns dias

Nishiki: -E quais são suas intenções com ela?

Hiname: -Nishiki-chan!!!

--As melhores possíveis.

Nishiki: -Hum...

Hiname: -E então? O que faz aqui?

--Vim saber se não quer passear comigo.

Hiname: -Eu estou trab...

Touka: -Ela está dispensada do trabalho hoje e com certeza vai passear.-Sorri pra Hiname

Hiname: -Mesmo?

Touka: -Sim. Não tem muito movimento, nos damos conta.

Hiname: Bom...Então vou me trocar. Já volto.-ela sai rapidamente pro andar superior.

Nishiki: -Cuide bem dela,se não faço picadinho de você. Entendeu?

--Acho que sim.

Hiname: -estou pronta.

Que rapidez~

-Vamos. Até mais. -puxo a mesma pelo braço e saímos da cafetaria-Uma explicação cairia bem agora...namorada

Rize on💜

Assim que começamos a andar, eu sinto novamente o cheio de civilização, cheiro de pessoas...Depois de tanto tempo presa sem ver nem muitas vezes a luz do dia,é algo muito bom e interessante.

Kaneki: -vem.-ele coloca o capuz da blusa em minha cabeça e esconde meus cabelos- Não se esqueça que para outros você está morta.

--Tá bem.

Ele segura minha mão e me guia pelas não muito lotadas ,ruas de Tóquio, tento não inalar o saboroso cheiro de carne humana que desponta de todas as partes . Andamos até chegar em uma grande loja de roupas e sapatos.

Kaneki: -Escolha roupas pouco chamativas e que escondam grande parte do seu rosto.

--Quer que eu ande de burca não?-digo sarcástica e começo a andar entre as tantas araras de roupas. Apesar de não gostar de receber ordens, acabo segundo o que ele disse,opto por roupas escuras,calças jeans, blusas,moletons e roupa íntima. Depois sigo até os calçados e decido por comprar apenas buts e vans,termino e entrego pra Kaneki que sem reclamar paga tudo ,saímos de lá  com várias sacolas.

Kaneki: -Precisa disso tudo?

--Isso é o básico.

Kaneki:--Mulheres...-resmunga.

--Para de reclamar. Aliás, precisamos ir à farmácia.

Kaneki: -Pra que?

--Necessito de objetos  de higiene pessoal.

Kaneki: -Ok. Mas vamos passar por ruas menos movimentadas.

--Por mim tudo bem,agora vamos.

Andamos por  alguns becos em silêncio, de repente esbarro em alguém. Levanto o olhar e me arrependo.

--Droga...

?: --Não é possível. Como você está viva ainda?

Sou arremessada e acabo de encontro com uma parede.

?: -Sua vádia miserável!

Kaneki: -Não se aproxime dela,ou terei que te machucar de novo...Nishiki Senpai

Eu não esperava outra reação, se me lembro bem eu e Nishiki somos inimigos depois que tomei facilmente seu território, algo que ele deve guardar até hoje.

Nishiki: -Não é possível! COMO PODE TER CORAGEM DE DEFENDER ESSA VÁDIA?

Kaneki: -Ela é de certo modo importante em algo para mim.

Nishiki: -você só pode ter comido carne estragada. Já se esqueceu que foi ela quem quase te devorou vivo sem dó nem piedade?

Kaneki: -Não...

Nishiki: -E que foi por causa dela, que você virou um ghoul.  UM MONSTRO COMO NOS CHAMAM OS HUMANOS?

Kaneki: -Tenha calma...

Nishiki: -Não com ela. Eu vou mata-la-Sorri com ódio e vem em minha direção, Kaneki entra em sua frente e ambos começam a lutar. Nishiki com ataques brutais e Kaneki apenas se defendendo.

Kaneki: -Eu não quero lutar com você Senpai.

Nishiki: -Foda-se. Eu terei a minha vingança Kaneki. Nem que pra isso eu tenha que passar por cima de você!!!

Ele ataca fortemente Kaneki no abdômen com seu kagune. Bikaku é o Kagune do Nishiki , ele é bom para ataques em média distância e tem decente ataque e velocidade e faz bastante estrago em poucas distâncias. Kaneki cai e pela gravidade do ferimento, sei que demorará mais tempo pra se regenerar.

Nishiki: -Agora somos eu e você vadia. -vem tranquilamente em minha direção com seu bikaku em posição de ataque. Tento me levantar mas estou sem forças por não ter comido muito.

Nishiki: -Parece que hoje não é seu melhor dia. Você não morreu, mas agora irei ter certeza de que vai.

Ele golpeia.

Mas antes que me atinja, eu o intercepto com meu kagune. Ele fica atordoado e aproveito isso para ataca-lo por trás com um tentáculo.

Nishiki: -Aaaaa. Maldita!!!!-o arremedo e o mesmo cai sentado sangrando. Olho meu reflexo em um pedaço de espelho em cima de uma lata de lixo;meus olhos de roxo passaram pra preto e vermelho, veias negras despontam por minhas bochechas e meu olhar é de pura adrenalina e poder.

--Nishiki....Você diz querer se vingar por eu ter tomado seu território. Mas me diz, depois que eu "morri", você o pegou de volta?....Não? Claro que não. Sabe porque? Por que você é um merda!  E sabe o que mais?  Pro seu azar, Rize Kamishiro está de volta....


Notas Finais


Próximo capítulo terá algumas revelações. Aguardem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...