1. Spirit Fanfics >
  2. In a Flash - Kim Namjoon (BTS) >
  3. Capítulo 34

História In a Flash - Kim Namjoon (BTS) - Capítulo 34


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura ❤

Capítulo 34 - Capítulo 34


Fanfic / Fanfiction In a Flash - Kim Namjoon (BTS) - Capítulo 34 - Capítulo 34



Nam: Apaixonado???? Essa é nova pra mim! — ele fala com os braços cruzados olhando pra gente com uma expressão curiosa. — não estou surpreso, pois isso é um tanto quanto óbvio


Sehun: Eu vou descer — fala se levantando com a intenção de ignorá-lo— depois a gente conversa mais S/N — eu confirmo e ele ia em direção a porta mas é barrado por Namjoon


Nam: Onde pensa que vai? 


Sehun: Vou trabalhar, por quê? 


Nam: Você dá em cima da minha esposa e sai assim como se nada tivesse acontecido? — Sehun sorri sarcasticamente


Sehun: Eu já disse que eu sei de tudo, já sei que é tudo mentira


Nam: Independente... Não sei de onde você tira essas informações precipitadas, ou quem te contou, só espero que não se intrometa em nada disso


Sehun: Fique tranquilo, eu não vou falar nada pra ninguém, jamais faria algo para prejudicar a S/N — eu continuei prestando atenção na conversa sem me intrometer, só queria ver onde aquilo ia dar


Nam: hm, acho muito bom. 


Sehun: Eu sinto pena dela


Nam: Por? 


Sehun: Estar com você, por mais que seja tudo falso... Ela é uma mulher tão incrível, uma pena estar tendo sua felicidade impedida 


Nam: Você fala como se eu a mantesse em cativeiro, a S/N vive muito bem na minha casa, não falta nada à ela, e se faltar ela me dirá. Eu não sou nenhum monstro, apenas não dou liberdade pra qualquer um, o que não é o seu caso. 


Sehun: Ser gentil é uma das minhas melhores qualidades, você deveria experimentar isso algum dia


Nam: Você deveria experimentar abaixar o seu tom pra falar comigo, nós não temos nenhum tipo de intimidade, e eu sou seu chefe, você só não foi demitido até agora porque eu nem lembrava da sua existência. Me lembrei por causa dessa amizade colorida que vocês têm.


Sehun: Você sempre me ameaça, mas eu não tenho medo de você, se me demitir vai dizer o que? Que não vai com a minha cara porque eu sei que o seu casamento é mentira e sou amigo da S/N? 


Nam: Olha, eu acho melhor você sair daqui antes que eu perca a cabeça, eu não gosto de resolver as coisas na base da violência mas pelo visto minha paciência está prestes a esgotar


SN: Eu acho uma ótima idéia OS DOIS saírem da minha sala, se quiserem continuar essa discussão patética podem ir lá fora porque não dá pra trabalhar com vocês dois tagarelando na minha orelha. 


Sehun: Me desculpa por isso S/N, você não precisava ouvir essas coisas. Depois a gente conversa melhor


SN: Tá bom


Sehun: Licença — ele esbarra no Namjoon que o fuzila com os olhos e em seguida fecha a porta


SN: Eu disse para os dois saírem! 


Nam: Eu não vou sair. 


SN: Depois dessa situação ridícula já não está bom? O que você quer? 


Nam: Eu não confio nesse cara, ele não gosta de mim e pode muito bem contar à alguém sobre o casamento


SN: E ele sai como o vilão da história hm? 


Nam: Também é apaixonada por ele? Você nunca está do meu lado, é impressionante S/N


SN: Eu não estou do lado de ninguém, eu fiquei preocupada, achei que vocês dois iam se bater aqui no meio da sala


Nam: Confesso que ele me tira a paciência


SN: Não entendo o porquê de tanto ódio


Nam: Não diria ódio, não sei... Ele não me desce, ele se acha


SN: Olha quem fala Kkkkk


Nam: Mas eu sou o que eu sou. Ele fica pagando de homem bonzinho, todo gentil mas quando alguém toca na ferida ele mostra quem realmente é


SN: Não acho que o Sehun seja assim


Nam: Ele nunca te tratou dessa forma né S/N, ainda mais agora que está "cada dia mais apaixonado" — revira os olhos


SN: Uuh, isso tudo é apenas por causa da sua reputação ou é ciúmes? 


Nam: Ciúmes? De você? 


SN: Do Sehun que não é! 


Nam: Não estou com ciúmes de ninguém 


SN: Pois parece, o estranho é que sempre quando vocês se encontram e acabam discutindo, você cita a nossa amizade, mesmo se o assunto não tem nada a ver com isso. E não vem me dizer que é puro disfarce pois o Sehun já sabe disso faz tempo e você estava ciente


Nam: Foi você que contou? 


SN: Não tente desviar o assunto porque isso não importa agora — me levanto e chego mais perto dele — fale a verdade 


Nam: Não vou cair no seu joguinho de provocação, eu não tenho nada pra falar, já disse que não tenho ciúmes de você, por mim vocês dois podem ser o que quiserem, desde que saibam seus limites


SN: kkkk pelo visto encenação é o seu forte. Não adianta mentir, eu disse que não quero nada com o Sehun, e já deixei claro até pra ele que o máximo é só amizade.


Nam: Acho que você não deixou muito claro não! 


SN: E isso te incomoda? — eu olhava fixamente pra ele que até então aparentava estar tranquilo, mas ainda assim desviava o olhar


Nam: Não. Não me incomoda, nós não temos nada, por que teria ciúmes? 


SN: Ah, não sei, você sempre foi tão imprevisível


Nam: Não quero discutir agora, volte ao seu trabalho


SN: E você não tem nada pra fazer não? Aliás, o que veio fazer na minha sala? 


Nam: Para de ser ignorante, eu vim ver como estavam as coisas, eu cheguei quase agora e Yuna disse que você chegou e perguntou por mim, agora está brava Por quê? 


SN: Entrou sem bater! Não era você mesmo que exigia que eu batesse na porta antes de entrar? Pois faça o mesmo na minha sala


Nam: Agora quem está se achando é você. Queria que eu batesse mesmo só por educação ou para não atrapalhar as juras de amor do seu amiguinho? 


SN: Aish, você é idiota num nível totalmente sobrestante! 


Nam: Agora eu sou idiota né? Quando você me beija eu sou o que? você não reclama, nem se quer se move! 


SN: Pare de lembrar disso! — falei na defensiva


Nam: Aah, abaixou as asas agora hm? Que bom saber que você adora falar disso, vou usar ao meu favor — sorri ironicamente


SN: Aquilo foi um erro, já disse


Nam: Será? 


SN: Sai daqui — aquilo parecia mais uma brincadeira pois o tom em que falávamos não era de raiva ou algo semelhante, e sim uma provocação ou zoando um com a cara do outro


Nam: Já vou sair... Tenha uma boa tarde diretora Kim — sai da sala e fecha porta ainda com aquele sorriso no rosto


SN: Francamente S/N...Aonde você foi se meter!!! 

-

-

O dia foi se passando, tentei me manter o mais focada possível. Estava neste exato momento, tentando concluir um projeto a pedido nos nossos novos parceiros agora, para ser apresentado em nossa próxima reunião, que será depois de amanhã, eu quero me adiantar pois não gosto de deixar nada para depois. Se for necessário passarei a madrugada sem dormir, mas terminarei tudo. 


Nam: Posso entrar??


SN: Aprendeu a pedir licença, gostei! — falei sem olhar pra ele


Nam: O que está fazendo que ainda não foi embora? 


SN: Já encerrou o expediente??? 


Nam: Faz meia hora, quase todos já foram


SN: Uau, eu nem percebi. Estou fazendo o novo projeto para os funcionamentos do setor de economia


Nam: Será entregue na quarta certo? 


SN: Aham, e como viajamos eu comecei hoje


Nam: Acha que vai dar tempo? 


SN: Se eu me esforçar sim


Nam: Olha lá hein, não exagere, você mesma está sempre dizendo isso pra mim


SN: Eu sei


Nam: Se eu pudesse, até alteraria a data, mas isso não depende só de mim, e sendo sincero, estou farto de tantas reuniões


SN: Não se preocupe, eu darei conta... Pode ir pra casa tranquilamente


Nam: Ficou doida? 


SN: O que? 


Nam: Daqui a alguns minutos a empresa estará vazia, isso se já não está, não seria seguro você aqui sozinha


SN: Mas os seguranças estão lá em baixo não estão? 


Nam: Sim, mas você sabe como são as coisas hoje em dia, existe saída de emergência, janelas... Eu vou ficar aqui, aproveito e te ajudo na finalização desse projeto


SN: Aish, pare com isso, vá para casa, não precisa se preocupar comigo


Nam: Você é insistente demais! Já disse que vou ficar aqui — fala tirando o paletó e sentando do meu lado, eu ainda o encarava confusa — o que está havendo? 


SN: Eu que te pergunto, que bicho te mordeu?


Nam: Você reclama que eu sou arrogante, insensível, grosso, daí quando eu estou disposto a te ajudar você parece que viu um fantasma! Não entendo


SN: Não estou reclamando, pelo contrário, estou muito surpresa. Tenho 7 anos nessa empresa e nunca vi você se oferecer pra me ajudar em alguma coisa


Nam: Mas antes você era minha secretária, o que eu poderia fazer? 


SN: É, faz sentido... Mas vamos focar. Antes, podemos pedir alguma coisa para comer? 


Nam: Pode ser, quer o que? 


SN: Pizza? 


Nam: Pode pedir porque eu vou avisar a Lia que vamos demorar aqui


SN: Tá — faço o pedido enquanto ele fala com a Lia no telefone. 




Notas Finais


Continua...


Eu sei que tá um pouco curto comparado aos outros mas o próximo será mais longo, eu só não queria deixar vcs esperando por muito tempo, pq eu sei como isso é ruim. Fiquem tranquilos que nosso casal está no caminho certo... 😉
Obrigada pelos comentários de apoio q vcs deixaram nos últimos capítulos, eu adoro ler e responder cada um, muito obrigada mesmo! ❤😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...