História In-certeza - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Romance, Sexo
Visualizações 8
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura abiguinhos.

Capítulo 4 - Pacto


Fanfic / Fanfiction In-certeza - Capítulo 4 - Pacto


** Narrativa da Livvy **
Como Lorian pediu para que ninguém soubesse, esperei que ela descesse para voltar um tempo depois, afim de que ninguém percebesse, sentei ao lado de uma parede esperando que o tempo passasse, e o efeito da bebida também, e ouço passo subindo para o mesmo lugar que eu estava, dessa vez sozinha, as vozes eram masculina e femininas juntas, um casal, aos beijos, se agarrando firmemente e selvagemente, pera, era o Adam, isso mesmo Adam e aquela com que ele estava era a Jaque, não, não pode ser isso que eu estou vendo, é uma miragem, eu não quero acreditar, eles são amigos, meus amigos, nós somos amigos, a amizade vai acabar por aqui. Ao mesmo tempo que tudo isso se passava pela minha cabeça eu não queria de forma alguma mostrar que estava ali, me sentia constrangida, e acabei saindo devagar enquanto eles se comiam.
Desço as escadas, procuro por Mary, Rafa e Ed, não vi a Lorian e acredito que a esse ponto ela foi embora, corri para abraçar Mary que ainda não tinha visto essa noite.
- Mary, pensei que não vinha - abracei ela bem forte
- Livvy onde você estava, estávamos te procurando em todos os cantos para dançar com a gente. - Mary disse a mim.
- Ah, eu tava meio ruim, acho que exagerei na bebida - menti
- Livvy exagerando na bebida não é novidade - Rafa falou e deu um sorriso tonto
- Espero que não tenha esquecido da aposta Lili - Ed falou me provocando e eu o respondi com uma careta
- Vocês viram a Jaque e o Adam? Falta só os dois pro nosso brinde - Rafa disse procurando ambos. Era uma espécie de pacto que tínhamos, que sempre seríamos amigos e sempre que os seis saíssem junto o brinde deveria ser feito como renovação da amizade, essa mania era sempre da Rafa, que era extremamente fiel a esses detalhes. 
Eu sabia onde Jaque e Adam estavam, mas não quis ser a dedo duro, e no fundo esperava que eles estivessem apenas bâbados sem noção do que estavam fazendo.
- Esqueci de falar, a nova amiguinha foi embora, disse que não estava muito bem e chamamos um táxi pra ela. - Mary disse um pouco enciumada. Mary era extremamente ciumenta com os amigos, e com os namoradinhos também.
- Não se preocupe vocês são minhas três mulheres preferidas, quatro se a Jaque estivesse aqui. - Ed nos abraçou sendo fofo.
- Awn que fofo - Rafa, a delicada deu um beijo na bochecha de Ed com muita fofura.
- Vocês são pegajosas demais - eu disse fazendo cara de nojo
- Alá ela ta com ciúmes - Rafa disse me beijando também - relaxa tem pra todas
- Olha que eu não vou deixar passar só porque é minha amiga não ein - eu disse brincando e todos riram. Sim eu sempre brinco assim com minhas amigas, mas nunca pegaria nenhuma delas por serem como irmãs para mim.
- Não reclamaria de ver - Ed brincou com nós três.
- Vai se fuder Edard - mostrei meu dedo do meio para Edard
Nesse momento Jaque chegou com um sorriso que transparecia de longe, mas sem Adam, na verdade sem ninguém ao lado.
- Noite foi boa pra alguém - Mary disse com deboche
- Vadia recalcada - Jaque apontou o dedo do meio pra Mary brincando.
- Caralho olha esse chupão no teu pescoço! - Ed apontou pro pescoço de Jaque entusiasmado. - Mano cade o Adam? - Ed perguntou seguidamente
- Não tenho noção - Jaque mentiu, óbvio.
- Ali ele lá, ali! - Mary, a entusiasmada e feliz, apontou para Adam.
- Sempre sumindo né Adam? - Ed disse comprimentando Adam
- Claro rapaz, estou na ativa pra isso - alguém fala pro Adam que essas gírias masculinas são horríveis.
Finalmente com todos juntos, fizemos o ritual que Rafa nunca deixava faltar, e confesso é engraçado, os meninos sempre zoam e dizem o quanto se sentem uma bicha fazendo isso com três amiguinhas, e as meninas principalmente a Rafa ficam boladas com isso. A noite passa, nos divertimos muito, Ed como sempre, não deixa escapar uma, e sempre que sai arruma uma foda em especial. 
Sim, o Ed é meu oposto, um cara totalmente convencido, que vive de contar pro mundo sobre suas fodas, em uma linguagem menos formal, Ed é um belo de um galinha, super gostoso, que as meninas sempre sonham em ter, mas Ed é indomável, ele não tem e nunca terá um relacionamento sério, a não ser depois dos 40 anos de vida, ainda assim tenho minhas dúvidas. Ed sempre sai da festa com uma garota, em geral garotas muito bonitas mas, que nunca fizeram o meu tipo, nunca curti mulher vadia, e dessas o Ed curte pra valer. Cheguei em casa as quatro da manhã, de carona com Adam, entrei e sem muita demora apaguei na cama.
 


Notas Finais


Segundo do dia - Começarei a postar nas notas finais as datas dos posts.
09/11/2017


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...