História In-certeza - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Romance, Sexo
Visualizações 2
Palavras 990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 5 - Sexta? Pior dia!


Fanfic / Fanfiction In-certeza - Capítulo 5 - Sexta? Pior dia!



Acordo cedo, e hoje é SEXTA FEIRA, caralho muito bom saber que hoje é o último dia dessa merda de semana, bom humor é comigo mesma, a ressaca é mínima em relação a minha felicidade, o segredo pra ressaca vir mais fraca é beber bastante água enquanto se enxe de álcool. Me levanto super animada, me arrumo, e vou como todos os dias para a escola maravilinda. 
Chego na escola, e vou correndo pra onde avisto Rafa, Jaque e Mary.
- Liv - Rafa me comprimenta com um abraço
- Péssimo dia! - Jaque diz com a cara muito ruim.
- Caramba isso tudo é ressaca? - pergunto
- Segunda, ela é ressaca moral e ressaca física conjunta - Mary diz.
- Ah, eu entendo.- digo pensando na noite de ontem e lembrando de Jaque com Adam
- E o pior é que essa vaca não que nos falar o que aconteceu - diz Rafa
- Tem coisas que é melhor nem falar mesmo - eu taco a indireta
- Você não está ajudando em nada - diz Mary
- Só acho que certas coisas a gente evita, esquece e finge que não aconteceu - respondi
O sinal toca eu e Mary nos juntamos e vamos pra sala, não encontramos com os meninos ainda e as meninas vão cada uma pras suas salas.
- Ai Liv só aula chata - Mary emburra, ela odeia exatas
- Eu adoro, chato foi ontem - eu reviro os olhos
- Por isso somos a dupla perfeita, nos completamos - Mary diz empolgada
- Então vem me completar na minha cama - digo brincando e faço uma cara sexy tanto quanto cômica, rimos juntas
Nos sentamos, esperamos o professor de Física, ele fez uma bela revisão sobre mecânica clássica, matéria de primeiro ano, estávamos no terceiro, era um simulado para treino, mas valeria ponto. 
- Liv me ajuda, eu não lembro do primeiro ano mais - Mary entra em desespero
- Relaxa, só vem, depois vai me dever um beijo gata - digo em tom de deboche
- Claro! - ela beija minha bochecha 
Nos juntamos, vou anotando as fórmulas que me recordo em um canto do caderno e depois começo fazer as questões, era um simulado tanto quanto fácil, me recordava daquela matéria com facilidade, era sobre movimentos retilíneo uniformemente variável e movimento de projéteis, fiz com tranquilidade, acho que fechamos sem querer me gabar. Entrego o simulado e espero o resto da turma, fico conversando com Mary até a aula de física acabar. Os horários passam, e finalmente um intervalo, saio com Mary da sala e nos esbarramos, na hora com Rafa e Jaque, que já está com uma cara bem melhor, seguimos para o pátio onde costumávamos nos juntar quando pelo caminho avistamos o Ed com uma garota.
- Ele não perde uma - apontou Rafa
- Gente é a Lorian com ele - a Jaque fala surpresa
- Não pode ser, como isso foi acontecer? - eu pergunto assustada
- É o Ed Liv, você ainda não sabe como pode acontecer? - Mary fala comigo brincando 
Sério, para tudo, que merda de dia, no mesmo instante eu fechei a cara, que droga como eu estou com raiva do Ed, como eu o odeio, não é possível que ele não percebeu que eu estava afim da Lorian, isso não é amigo, isso nunca foi, como ele pôde, ficasse com qualquer uma, menos com ela, eu gosto dessa garota, de primeira, só com um beijo, mas eu quero tentar. 
- Que cada foi essa Liv, ta com ciúmes do Ed? - Rafa pergunta
- Vai se ferrar garota - aponto o dedo do meio pra ela
- Ui, ta grossinha - Rafa diz
- Eu só não meto a mão na tua cara porque não estou com a cabeça no lugar - digo pra Rafa e saio correndo dali.
Sério eu preciso sair dessa merda desse lugar, eu preciso ir embora dessa escola agora, eu nunca tenho ninguém, nenhuma menina que eu fico quer levar adiante ou tentar, o convencido do Ed sempre se envolve com todas e não pode respeitar apenas uma? Sim, eu to puta de ciúmes, eu sou ciumenta, mas não é com o Ed, é com a Lorian, Rafa errou por pouco. Pelo menos não perceberam. Começo pensar nessas coisas e quando percebo estou chorando. 
- Livvy... - uma voz diante de mim senta-se ao meu lado, droga é o Ed
- Cara me deixa namoral - eu digo pro Ed com a voz mais firme, apesar de chorosa
- Livvy, as meninas me falaram que você me viu com a Lorian e ficou puta cara o que foi- ele pergunta diretamente como sempre
- Ed, eu vou ser sincera, tu era meu melhor amigo, sabia muito bem que eu queria ficar com a Lorian e que a garota mexeu comigo, e logo você, me faz uma trairagem dessas?
- Livvy você é maluca? Ontem você não disse nada claro sobre querer ela, ainda achou que eu quem a queria, depois que fomos embora ela apareceu, deu mole e aconteceu, ela não gostava de mulheres pelo que me disse, e não achei que você ficaria assim, porra larga de ser retardada, vocês nem ficaram como pode estar guardando sentimentos? - ele fala em tom alto comigo.
- Edard, vá se ferrar cara, some da minha frente, você não é amigo. - saio correndo vou pra minha sala, Ed berra meu nome três vezes mas não volto de forma nenhuma, entro na sala, ainda no intervalo pego minhas coisas, vou para o fundo da escola onde tem um muro, e pulo o muro, não penso em mais nada, só quero sumir daquele ambiente.
Chego em casa, deito na minha cama, abraço o travesseiro choro não apenas pela Lorian, mas pelas palavras do Ed que foram fortes, eu nunca mais quero ser amiga desse cara, acabo dormindo entre as lágrimas.
 


Notas Finais


13/11/2017


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...