História In love? - Imagine Kim SeokJin (EM HIATUS) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Drama, Fanfic, Imagine Bts, Imagine Jin, Jin
Visualizações 87
Palavras 1.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei!!!
Saiu curto também mas vou trabalhar duro para o próximo sair maiorzinho.
Boa leitura meus anjinhos <3
(KIM SEOKJIN DE BANDANA É A MINHA PERDIÇÃO)

Capítulo 13 - Eu te amo


Fanfic / Fanfiction In love? - Imagine Kim SeokJin (EM HIATUS) - Capítulo 13 - Eu te amo

Eu simplesmente fiquei lá por segundos que mais pareciam horas admirando cada parte do seu rosto. Não ia mentir, eu estava com uma vontade imensa de sentir sua boca novamente. Meu olhar se direciona para seus lábios carnudos mais uma vez, e como um ato automático me junto a ele num beijo de verdade. Minhas mãos estavam nos seus ombros, enquanto as suas davam uma volta em minha cintura fina. 

Não sei exatamente por quanto tempo ficamos ali, sentindo o sabor um do outro, mas a falta de ar se fez presente e tivemos que nos afastar.

Meu olhar seguiu caminho até seus olhos castanhos e acabei me perdendo ali, suas íris negras eram uma das coisas que me fazia delirar em Seokjin. 

Nos despedimos com mais um selinho e entro sorrindo, meu rosto queimava, eu sentia meu coração prestes a ter um infarto
Eu estava agora mil vezes mais apaixonada e aquilo só me preocupava mais, nem sabia o que tinha acontecido naquela portaria. 

************** 

O dia seguinte foi um pouco estranho pros dois, não nos falávamos direito, e acabavamos soltando risinhos bobos sempre que nossos olhares se cruzavam. Seria aquilo o amor? Esse sentimento que eu nunca soube muito bem descrever. 

Sempre fui uma menina bem popular na escola, não posso dizer que sofri algum tipo de preconceito, de acordo com os meus amigos porque era bonita e chamava atenção das pessoas, mas isso não quer dizer que apoiava ou incentivava a prática do bullying. Namoradinhos? Não tive nenhum, não me via namorando, apesar de sempre ficar com garotos no mínimo lindos, nunca me senti confortável para entrar num relacionamento sério. Minha mente não era focada em namoro, casamento ou nada do tipo, nunca fui dessas meninas que sonhava em achar o príncipe encantado e ter 10 filhos, sempre fui bem independente. Por isso ocupava minha vida e meu tempo unicamente com meus estudos, para conseguir um bom emprego e ser dona do meu próprio nariz. Nunca me apaixonei de verdade por alguém, tinha medo de me machucar, de ser trouxa, assim como era com todos os meninos que ficava. Não é como se não tivesse sentimentos e simplesmente descartasse todos eles do meu coração. Só não queria ir mais fundo, por isso fazia o máximo de esforço para esquecer todos eles antes de se tornar algo mais sério.

Com Seokjin era totalmente diferente, não queria acabar a nossa história por aqui, não queria esquecer nossa aproximação. Aquele foi o melhor beijo da minha vida, foi a primeira vez que senti o que senti, talvez porque me apaixonei por ele antes do primeiro contato, o que nunca aconteceu antes. 

Estava perdida, não era pra isso estar acontecendo, meu interesse por esse homem maravilhoso deveria ter morrido naquela calçada, mas não acabou, eu estava me afundando ainda mais nesse sentimento louco. Eu queria mais, algo mais profundo e sério. 

- Alana? - sua voz me atraía muito agora - Eu queria conversar sobre ontem. 

- Não acho que é o melhor lugar para falar sobre isso Sr. Kim. - se eu ignorasse, se eu evitasse talvez esse sentimento fosse embora. 

- Não, eu sei. Não estou dizendo para ser aqui. Podemos sair para irmos ao parque depois do trabalho. Não é muito cheio por lá, podemos conversar melhor, mais a vontade. 

- Eu tenho que falar com meus pais e ajeitar uns negócios em casa. - encaro os papéis para não fazer contato visual. 

- Eu vou com você, Angel vai para casa do Yoongi hoje, festa de aniversário dele. Sei que vai ficar sozinha em casa. 

- Droga! - digo baixinho.

- O que? - ele pergunta tentando enxergar minha cabeça baixa.

- Tudo bem. - falo um pouco mais alto. 

************** 

Saímos juntos da empresa, Jin me ofereceu carona, tive que acabar aceitando. A primeira coisa que vou fazer é comprar um transporte quando receber meu salário, nem que seja uma bicicleta. 

Entro quase que correndo no condominio e subo pelas escadas mesmo, não queria ficar presa num elevador com ele, evitar Alana, evitar. Abro a cobertura rápido e praticamente pulo para dentro dela, Jin vinha atrás a passos largos, assim que seus passos soam dentro do espaço, corro parar cozinha e disfarço procurar alguma coisa. 

- Quer ajuda? Parece um pouco perdida. 

- Ah não, eu só estou procurando uma tesoura. 

- Uma tesoura pra que? 

- Pra cortar esse fiapo que está se soltando da minha blusa. - sou péssima em disfarçar - Eu vou subir para arrumar uns negócios, depois a gente se fala tá, fique a vontade. - ia subir porém os pulsos fortes de Jin seguram meu braço com vontade. 

- Por que está me evitando? - suas orbes negras me encaravam seriamente. - Eu fiz algo que não deveria ontem? Algo que não gostou? Porque pareceu se sentir bem a vontade. 

- Eu... Jin me solta. - ele me larga rapidamente. 

- Se você não gostou então por que continuou? Por que quis mais? - ele estava vindo em minha direção enquanto eu andava para trás. 

- E-eu, e-eu... - minhas costas encontram
a parede me deixando encurralada diante dele. 

- Me fala o que você sente por mim Alana, porque eu não preguei meus olhos a noite. Me fala que também me ama por favor. Me sinto patético só de pensar em estar numa friendzone. 

- Jin... - antes que eu pudesse falar qualquer coisa, Jin toma meus lábios num beijo necessitado. 

- Seokjin! - afasto ele do meu corpo - Você é meu patrão.

- E isso de que importa? Eu sei que você gosta de mim Lana, por favor não nega isso. - eu tento escapar mas ele me pega pelos ombros me pondo contra a parede novamente

- Aish! Você quer saber a verdade? - ele concorda - Eu gosto muito de você Kim Seokjin, muito mais do que deveria. Muito mais do que eu me permiti gostar. Eu te amo, se é isso que você quer ouvir. 

Ele abre um sorriso aberto e se aproxima do meu ouvido. 

- Eu te amo, Alana Lee. 


Notas Finais


Eu e essa minha mania de parar nas melhores partes.
Um bom dia/tarde/madrugada para todos vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...