História I.n. L.o.v.e. W.h.i.t. H.i.m. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Tags Fangle, Fronnie, Lemon, Yaoi
Visualizações 18
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(...)- passagem de tempo (alguns momentos depois de certo acontecimento)
~ - significa quando um personagem começa a narrar do seu ponto de vista (fiquei com preguiça de colocar "Pov's ")

Capítulo 4 - Aquele com o coração partido e o talarico


Finalmente chegou o dia da tão esperada "festa dos bandidos" (que belo nome Chica deu), e eu não sei se eu fico mais ansioso ou fico mais chateado.

Chateado por ser obrigado pelo Foxy à ter que ir, mesmo ele sabendo que eu to traumatizado com essas festas, ou ansioso pelo fato de que talvez eu finalmente fique com o cara que eu estou perdidamente apaixonado.

Eu ja estava arrumado, só estava esperando o Foxy terminar de se arrumar (e vou te contar, o homem que demora pra ser arrumar). Eu não me ajeitei muito, só coloquei uma flanela vermelha, usando uma calça preta rasgada, meus velhos tenis vermelhos e na cabeça minha amável touca preta. Meu cabelo dessa vez estava solto.

Soltei um suspiro pesado pela boca, impaciente pela demora do fresco do Foxy.

"Calma princesa, já me arrumei! Tenho que ficar gato pras lindas meninas"- ele disse descendo as escadas e logo me olhando "tu vai assim? Nem pra se arrumar direito pro teu homem"- disse cruzando os braços.

"Primeiro eu não sou obrigado a me arrumar todo só pra ir nessa maldita festa, segundo ele não é o MEU homem e terceiro eu nem sei se vou ficar com ele" -disse olhando para o lado.

"Mas é óbvio que você vai ficar com ele, confiaça homem"- disse Foxy me abraçando de lado " E agora, VAMOS FESTEJAR".


~NARRADOR

Foxy e Bonnie resolveram pegar um onibus para ir até a casa de Chica para festa, afinal não era tão tarde que começava a festa. No caminho para a festa Bonnie estava realmente nervoso, a chance de algo dar errado na hora que fosse ficar com Freddy era grande (pelo menos na sua consciência), e ele não soubesse beijar bem? E se ele não quisesse ficar com Bonnie? Era tanta negatividade para um só coração e cabeça.

Foxy notou que seu amigo estava abalado, por isso o abraçou de lado.

"Não fica assim antes da hora, eu te prometi que você ia ficar com ele, não?" Bonnie balança a cabeça positivamente "então, eu nunca te desapontei e não vai ser agora que eu vou fazer isso"

E mais alguns minutos eles chegaram ao seu destino, a festa dos bandidos.

(...)

~Bonnie

Não fazia nem uma hora que eu havia chegado nessa festa e ja me perdi do Foxy no meio desse povo drogado e bêbado, cruzes.

A casa da Chica era realmente grande, havia muita gente no quintal e dentro da casa, talvez umas 40 ou até 50 pessoas nessa festa. E falando na Chica acabei de ver ela junto de uma outra menina loira.

"Chica! Que bom que eu te achei!" -Disse cutucando ela, a mesma se virou e abriu um baita sorrisão e gargalhou alto.

"BONNIZINHO, MEU DEUS QUE BOM QUE VOCÊ VEIO! AGORA ESSA FESTA VAI FICAR BOA"- ela gritou bem alto assim como umas outras pessoas que estavam por perto gritaram também.

"Sinto muito pela minha prima, essa esta bebendo antes mesmo dessa festa começar"- disse a loira ao lado- "me chamo Joy e você é o Bonnie, certo?" Disse dando golhes em sua cerveja.

"Sim, prazer em conhece-la"- disse fazendo um toca aqui para ela, o mesmo foi retribuido.

"BONNIE lembrei de um negocio, vamos procurar o Freddy e o Foxy. Foxy disse que ia te ajudar com o meu primo, então eu também vou ajudar e não te preocupa, eu super apoio vocês dois juntinhos" ela disse e sorriu, sorri de volta mesmo estando vermelho de vergonha, Então demos um tchau para a Joy e fomos procurar o urso e a raposa.

(...)

Olhamos o quintal e a casa toda por Foxy e Freddy e não encontramos eles, onde será que aqueles dois foram?

"Vamos olhar lá emcima!" Disse séria.

"Mas você não disse que estava proibido o andar de cima?" Olhei para ela meio nervoso, por que eu estou um pouco aflito?

"Sim, mas só pra ter certeza é melhor conferirmos"

Subimos as escadas e seguimos em frente no corredor até a ultima porta que supostamente seria o quarto da Chica. Ela tentou abrir mas estava trancado, mas ela logo tirou uma outra chave do bolso e abrindo uma fresta da porta para podermos ver se havia alguém ali dentro.

A cena que vimos me quebrou o coração e me fez se sentir um idiota. Me senti um idiota por ter acreditado que eu realmente fosse ficar com o cara que eu gostava e por ter confiado que um dia o Foxy fosse realmente meu amigo, meu melhor amigo.

Foxy estava por baixo de Freddy e estavam em um beijo bem intenso e cheia de segundas intenções, eu estava em choque e ao mesmo tempo tão destruído. Eles se separaram dando selinhos no final, essa foi a hora que Chica resolveu entrar e se pronunciar.

"Quando eu disse que o andar de cima estava proibido para todos, era para todos"- ela disse com uma voz séria e fria, enquanto eu me retirava para o andar de baixo. Acho que quero beber até esquecer que Foxy era meu melhor amigo e que eu tinha algum sentimento pelo cara que Foxy estava quase transando.

~Chica

Eu estava realmente braba com Foxy por ter sido talarico e ter sido completamente alheio a promessa que fez a Bonnie.

Meu primo emprestado Freddy é Bissexual, e ele ja tinha me dito que achava o Bonnie fofo e que ja observou ele de longe a algum tempo, mas que queria ficar também com o Foxy? Essa era nova.

"Qual o problema? Nós não iamos fazer nada demais" - meu primo disse arrumando sua blusa e seu cabelo. Olhei para Foxy que me olhava como se pedisse perdão.

"Por favor não conte a ninguém"- Foxy suplicou, entendi que ele na verdade não queria que eu contasse para o Bonnie, ri de seu desespero.

"Eu não preciso seu talarico de merda, ele viu"- sorri falsamente e sai em busca do Bonnie, O coitadinho deve estar arrasado.

Desci as escadas correndo e logo avistei as pessoas gritando e aplaudindo alguém, era Bonnie que virou praticamente quase toda a garrafa de Absolut. Me apressei e o tirei daquela roda.

"Eu vou embora daqui, ficar no mesmo teto que aquele talarico eu ne recuso" disse um pouco baixo e saiu correndo para longe, corri atrás, mas ele voltou logo para a cozinha pegando uma vodka e um energético e saiu correndo para longe da minha casa.

"Ai Deus..." suspirei, que nada de mal aconteça com ele.


(...)

~Bonnie

Corri chorando por ai, com uma vodka e um energético nos braços, eu estava com raiva de mim e do Foxy, eu confiei naquele merda e ele me faz isso. Resolvi voltar pra casa de taxi, eu percebi quando tínhamos vindo para cá um ponto de taxis e como tinha levado algum dinheiro peguei o primeiro taxi que ali tinha.

Dei o endereço e fiquei quieto o caminho todo para a minha casa, eu precisava disso por agora.

Cheguei em casa, e corri pro meu quarto abrindo logo aquelas garrafas para tentar esquecer de tudo que aconteceu nessa merda de noite.



Notas Finais


Isso é tudo pessoal


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...