1. Spirit Fanfics >
  2. In Love With a Rockstar- Fillie (Short Fic) >
  3. Don't You Know... I Love You

História In Love With a Rockstar- Fillie (Short Fic) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


vamos precisar da música Dont You Know- Jaymes Young enfim vai avisar quando colocar

Capítulo 8 - Don't You Know... I Love You


Fanfic / Fanfiction In Love With a Rockstar- Fillie (Short Fic) - Capítulo 8 - Don't You Know... I Love You

Finn’s POV

Aviámos chegado a pouco na balada e praticamente todos me conheciam. Millie, eu e a ruiva fomos até a mesa em que estavam seus outros amigos Gaten, Lizzie, Jaden e Jack. Todos eles ficaram um pouco atordoados no começo com a minha presença mais acabaram se soltando depois. Millie dançou muito com Sadie e em algum momento elas foram parar no bar, elas tecnicamente não podiam beber mais com aqueles vestido naqueles corpos qualquer um acharia que elas são mais velhas. Acabei seguindo-as e bebendo também. Elas acabaram ficando a noite inteira na base do Martini e eu na cerveja. Eu sabia que não deveria ter deixado elas beberem ainda mais destilados mais o que eu poderia fazer?

Millie estava no meio da pista quando começa a tocar uma música que aparentemente ela conhecia bem e talvez bem demais.

 Millie’s POV

(Coloquem Don’t You Know- Jaymes Young)

Quando ouço as primeiras batidas da música eu procuro os olhos do cacheado. Não demora muito para eu achar aqueles olhos pretos intensos. Como eu amo esses olhos. Eu vou até o meio da pista sentindo seus olhos em minhas costas e passo meus braços por toda a extensão do meu corpo.

I've been walking in the moonlight looking for you

I got nobody but my shadow to give me through

Ele me seca lá de cima enquanto o olho com um sorriso malicioso no rosto.

Give my slow heart the rhythm of a blood drum

I don't want you to go

I need more of you in my life

Continuo dançando, meus quadris acompanhavam o ritmo da música meus braços passavam da minha cabeça a minha cintura. Separo nossos olhos por segundos e quando volto a procurar seus olhos não os acho. Em segundos eu sinto duas mãos fortes em minha cintura e não preciso nem olhar para trás para saber que era Finn.

Oh, don't you know that I

Don't you know I want you so bad

Eu colo meu corpo ao do cacheado que estava atrás de mim e movo minha cintura em sua intimidade e sinto ele ficar duro atrás de mim. “I do anything to touch you” o cacheado sussurra a letra da música em meu ouvido. Viro ele de frente para mim e o beijo. Ele puxa minha cintura com força contra ele e eu apenas cedo. Quando ficamos sem ar eu me solto dele e pego em sua mão. O puxo para fora da balada até o carro. Nós entramos na parte de trás do meu carro e eu sento em seu colo. Ele me olha e fala.

-Mills eu não vou te comer no seu carro. – Eu o beijo novamente e ele apenas aceita o beijo.

-Me fode. – Digo olhando em seus olhos.

Cause I know all the ways to appreciate your design

I'm a damn good lover, shivers up your spine

-Com todo o prazer.

Eu volto a beijar ele e a urgência em seus atos me deixa excitada. Ele desce seus beijos para o meu pescoço e eu levo minhas mãos até seu cinto o soltando. Ele baixa as alças do meu vestido e leva seus lábios aos meus seios os chupando me fazendo soltar um gemido. Me levanto um pouco e desço sua calça até seus joelhos me sentando de novo logo depois. Ele volta seus lábios aos meus me beijando. Nos beijamos até perder o fôlego enquanto as mãos dele desciam da minha cintura a minha intimidade. Quando ele foi tirar minha calcinha ele acabou rasgando-a. Baixo sua cueca enquanto Finn penetra dois dedos em mim. Eu solto um gemido alto. E Finn coloca sua outra mão na minha cintura me puxando para mais perto. Ele sobe e desce seus dedos em minha intimidade até eu chegar em meu ápice e assim que eu chego lá eu me solto um pouco e sento em seu pau. Ele solta um gemido e coloca suas mãos em minha bunda para me ajudar.

Don't make me beg you please

When I know you are meant for me

Eu subo e desço em seu pau até sentir seu líquido dentro de mim. Eu me solto em cima dele. Eu coloco novamente as alças do meu vestido e ele vai para frente do carro comigo ainda em cima dele e ele dentro de mim, assim ele dirige até a minha casa. Quando nós chegamos ele sobe até meu quarto e me joga na cama. Ele acaba dormindo em cima de mim e eu durmo junto.

Finn’s POV

Acordo as nove a morena já não está mais em casa. Eu coloco uma calça jeans normal o Jordan que eu trouxe uma blusa do AC/DC. Vou até a cozinha e no quadrinho da geladeira estava escrito:

Finnie,

Eu adorei a noite, espero que tenha dormido bem :).

Até às duas.

Te amo,

Mills

Sorrio bobo e pego o meu carro e passo em um Starbucks. Peço um Frapuccino Caramel Macchiato e um cake pop de caramelo salgado para mim e um Frappuccino de Menta com Avelã para Sadie. Sim, eu adoro caramelo. Aviso para Sadie que estava indo pegá-la. Quando chego lá buzino e a ruiva sai de sua grande casa.

-Dia Ruiva. – Digo entregando a bebida para Sadie.

-Bom Dia Finn, muito obrigada, alianças primeiro?

-Pode ser. – Ela coloca uma música no carro e nós vamos até o shopping mais perto. Quando entramos a ruiva enquanto tomava sua bebida vira para mim.

-Como você sabia que essa era minha favorita?

-Millie me contou, eu sei a dela também.

-Qual é?

- Frapuccino White Mocha com Morango.

- Exatamente e a antiga?

- O mesmo que o meu de agora, o Frapuccino Caramel Macchiato.

- Realmente você conhece nossa morena. – Diz ela quando entramos na loja.

-Bom dia, em que posso ajudá-los? – Pergunta a atendente.

-Alianças de namoro.

-Para vocês dois?

-Não, ele vai pedir minha prima, somente estou aqui para ajudar. – Esclarece a ruiva.

-Ok, preferencias?

-Grossa, prata escura. – Digo.

-Ok, - Diz a moça pegando as caixas no armário. – Essas são nossas opções, numerações?

-10 a dela. – Diz a ruiva.

- 18 a minha. – Complemento. Nós olhamos muitas alianças mais nenhuma me chamou minha atenção.

-Não gostei de nenhuma, não tem outras?

-Creio que não senhor. – Diz ela indo guardar um anel mais deixando ele cair no chão. -Ops.

Ela se abaixa para pegar a alianças e sobe com três em mãos.

-Eu acho que temos mais esse par senhor. São bem do tamanho de vocês. – Ela coloca em minhas mãos um par lindo de alianças grossas de prata a minha com um Sol e dentro escrito “I love Her” e a dela com uma Lua e uma estrela pequenina e dentro escrito “I Love Him”, eu decidi que seriam essas.

-São essas. – Digo com um grande sorriso no rosto.

-Vou embalar para vocês. – Ela coloca as alianças em uma caixa de veludo preto em formato de coração. Eu paguei as alianças e fomos até uma loja de doces. Compramos caixas e caixas de chocolates em embalagem vermelha e voltamos a casa dos Brown. Sadie me ajudou a colocar todos os chocolates na cama e em volta de mim que estava sentado no chão. Ela pegou meu violão meu celular e me entregou, depois foi embora porque a morena estava quase chegando. Quando ouvi a porta se abrir eu comecei a tocar as notas do começo da música que escrevi para ela. Ouvi ela subindo a escada e quando ela entrou eu comecei:

I met a girl

The wirdest way ever

Her hazel brown eyes amazed me at first

Ela ficou estática por um tempo olhando para tudo. Acho que quando finalmente caiu a ficha seus olhos encheram de lágrimas.

But i just cant describe

shes perfect all the way  

Ela jogou a mala atrás da porta que ela fechou quando entrou e ela sentou á minha frente já se debulhando em lágrimas.

Then she just knew everything about me

More than i seemed to know exactly

Quando ela ouviu essa frase ela riu, era verdade, ela me conhece melhor do que qualquer pessoa no mundo me conhece melhor do que eu mesmo me conheço.

I would talk to her, every day

every waking moment if i could

-E deveria. – Ela disse enquanto soluçava.

Because just a bit of her

never will be enough to me.

Eu toquei os últimos acordes da música e deixei o violão de lado. Ela se jogou em cima de mim fazendo minhas costas irem ao chão. Ela me beijou apaixonadamente e eu percebi que escolhi a pessoa certa para amar. Quando eu consegui sentar novamente eu comecei:

-Millie Bobby Brown: eu acho que foi obra do destino você ter caído em mim aquele dia. Porque senão eu acho não te conheceria. Mais graças a Deus eu conheci. Você é uma pessoa alegre, expressiva, extrovertida e a maioria dos elogios do dicionário. Você me fez rir mais em um mês do que não ria em anos. Você contagia todos e tudo ao seu redor. Você não só é uma das pessoas mais alegres que eu conheço com é A mais alegre que eu conheço. Eu fico feliz que eu tenha te ajudado mais do que eu deveria. Eu nunca senti isso. Aquelas borboletas sabe? – Ela fez que sim com a cabeça. – Então, isso é tão novo e tão maravilhoso. Eu sinto euforia de me sentir assim. E de me sentir assim com uma pessoa tão boa como você. Eu diria e concordo que eu não te mereço e que você merece melhor do que um fake bad boy fodido com uma reputação de merda. Mas eu vou ser egoísta. Eu preciso de você, eu preciso MUITO de você. E para ter você sempre ao meu lado eu gostaria de perguntar. – Eu pego a caixa com as alianças atrás de mim abro para ela e pergunto. – Millie Bobby Brown, você quer namorar comigo?

Ela faz que sim com a cabeça eu coloco a aliança em seu dedo e ela pula de novo em mim.

-Sim Finn, para você sempre vai ser sim. 


Notas Finais


desculpa a demora


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...