História In love with the criminal - Norman Reedus - Capítulo 1


Escrita por: e Ferblack

Postado
Categorias Norman Reedus
Personagens Norman Reedus, Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 2.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction In love with the criminal - Norman Reedus - Capítulo 1 - Prólogo

        Foto da Graciella acima

Acordo com meu despertador tocando insistentemente,muito a contragosto me forço a abrir os olhos e pego o objeto em mãos o desligando e jogando sobre a cama. 

   "Segunda feira,mas um dia chato,com professores chatos e aulas chatas,não vejo a hora de entrar logo de férias" bufo pegando o travesseiro e colocando sobre meu rosto,não querendo sair da cama e tentando voltar a dormir.

- Ella? Ella querida,já esta acordada?  - Ouço a voz de minha mãe chamar-me do outro lado da porta,mas não me atrevo a me mexer ou dizer algo.

   Ouço a porta de meu quarto ser aberta e seus passos calmos em direção a minha cama.

- Filha,acorda ou vai se atrasar para escola! - Mamãe diz tirando o travesseiro de meu rosto,mas mantenho os olhos fechados.

- Maae,eu tenho mesmo que ir? - Choramingo ainda de olhos fechados,ouço ela rir fraco e acariciar meus cabelos.

  - Sim querida,vamos,não é tão ruim assim!- Abro um olho e encaro a loira a minha frente. - E é só por essa semana,a partir de semana que vêm você vai poder dormir até tarde.

  - Você quem pensa,sabe que não consigo dormir até muito tarde.- Abro meus olhos de vez,mas permaneço deitada - E as aulas são chatas,me dão tédio,sem falar que os professor adora pegar no meu pé,isso parece ser legal para você? - Ironizo fechando meus olhos novamente.

  - Mas isso porque você apronta não é mesmo?,e sobre dormir para de ser mentirosa porque se eu deixar você dorme até as 4 da tarde.- Debocha - Vamos filha,vá tomar um banho para espantar o sono. Ou terei que vir aqui com um balde de água fria e jogar sobre você para que desperte de vez? - Abro os olhos rapidamente a encarando por segundos.

- A senhora não seria capaz! - Desafio e ela me olha com uma sombrancelha arqueada e uma cara " Você me conhece e sabe que se eu falo eu faço",bufo e me levanto com minha cara amarrada.

- Chata - resmungo entrando no banheiro.

- Eu ouvi isso senhoria Cooper - Minha mãe grita do meu quarto mas nem me dou ao trabalho de responder.

  Ligo o registro me enfiando de baixo da água quentinha molhando minha cabeça para que o sono e preguiça fossem embora.

  " Não vejo a hora de terminar logo meus estudos e começar logo a faculdade de direito " penso enquanto passava shampoo sobre meus cabelos.

" O bom é que semana que vêm ja entra minhas férias,quem sabe eu não faça uma viajem com Hillary até o campo dos pais dela?" me animo com o pensamento e meus sono some de vez

(...)

   Saio do banheiro enxugando meu cabelo e indo em direção ao Closet escolhendo uma roupa para ir a escola,visto a lingerie e logo em seguida a roupa.

Uma calça jeans com rasgos na perna,um Crooped branco e por cima uma jaqueta de couro preta,calço um tênis da adidas branco,faço uma make simples e saio do quarto logo após me perfumar e pentear os cabelos.

    Desso as escadas rapidamente e entro na cozinha vendo papai e mamãe sentados a mesa já se servindo do café da manhã.

- Bom dia pai,Bom dia mãe - Ando até eles e beijo ambos logo depois me sento começando a me servir com um pouco de suco.

- Bom dia querida - Ambos respondem e começam a conversar alguns assuntos que não dei tanta atenção por estar mexendo no celular.

  - Ella,filha precisamos conversa - A voz de meu pai me faz desviar os olhos do telemóvel e encara-lo.

- Oque foi? - Coloco o celular sobre a mesa e beberico um pouco do suco de laranja.

-Como você já sabe ultimamente venho tendo problemas com as empresas,e por causa disso tenho que ficar viajando para poder acompanhar os problemas de perto e ajudar meus funcionários a solucionar esse imprevisto -Pausa,ficando alguns segundos em silêncio.

- Eu sei pai,mas pensei que já tivessem conseguido solucionar o problema - Falo confusa enquanto pegava uma torrada e passava um pouco de geléia. Vejo meus pais trocarem um rápido olhar,e papai suspirar pesado.

- E conseguimos,mas a do Brasil que eu coma..Cuido junto com um amigo esta passando por crises e o governo está querendo toma-la.- Olho para ele completamente incrédula.

- Mas eles podem fazer isso? Quer dizer,tomar uma empresa de uma pessoa? - Pergunto comendo um pedaço da torrada.

- Acho que sim,por isso terei que viajar hoje com sua mãe de última hora para lá,para tentar impedir eles de fechar a empresa - Diz calmamente tomando um pouco de seu café.

- Posso ir com vocês? Quer dizer,eu nunca fui em nenhuma das empresa da família,fora que é um grande sonho meu conhecer o Brasil e..

- NÃO - meus pais me interrompem quase que gritando. Me assusto com a atitude deles dando um pequeno pulinho na cadeira.

- Não podemos querida,é uma viajem a trabalho. Sem contar que você tem escola e se faltar pode acabar repetindo de ano - mamãe diz mas meio nervosa,olho para eles desconfiada.

- Mas semana que vêm entra minha férias,se eu quiser faltar essa semana eu posso. O bimestre já fechou mesmo,não iram mais presença ou falta mesmo. - Bebo um pouco do suco.

   - Nós bem que queríamos,mas não vai dar. A viajem vai ser cansativa,sem contar que você vai se entediar fácil por não poder sair para lugar algum por ser de menos e não conhecer nada lá - Mamãe diz e eu mordo os lábios.

- Se é assim,então ta bom. Nem tava querendo ir mesmo - Dou os ombros mentindo - Quando vocês vão mesmo?

- Hoje pela noite querida,sua tia ira vir ficar com você até agente voltar não se preocupe. - Papai é quem responde.

  - A tia Katharine? - Pergunto rezando para que fosse ela e não quem eu estava pensando.

- Não,a Ivanni - Mamãe é quem responde,paro de comer na hora e jogo as torradas sobre meu prato cruzando os braços.

  - Pai,não! A irmã da mamãe não,porque não a tinha Katherine? - Choramingo querendo que fosse mentira.

 

- Katy ta viajando,Ivanni foi a única disponível no momento - Papai responde me fazendo bufar.

- As filhas dela vêm? Diz que não,diz que não! - Eu parecia uma criança mimada,mas tava pouco me lixando não ia com a cara das filhas de minha tia,e nem com a dela.

- Sim,e não adianta reclamar. Agora vá escovar os dentes e pegar sua bolsa,vou espera-la no carro - Papai se levanta da mesa encerrando o assunto,bufo me levantando e pegando meu celular.

   Subo pisando duro escovo meus dentes,pego minha bolsa sobre a cama logo depois voltando a cozinha.

- Tchau mãe - Beijo o rosto da mesma que estava sentada ainda sobre a mesa,ela sorri fraco e me beija.

- Tchau meu anjo,boa aula - resmungo e saio de lá vendo o carro de meu pai estacionado em frente a casa. Entro na parte de trás vendo papai no banco do passageiro ao lado de um dos seus segurança.

   Sempre me perguntei o porque de papai andar para cima e para baixo com dois seguranças em seu encalço,mas nunca me atrevi a perguntar nada,a maioria dos ricos tinham segurança,talvez fosse por medo de sequestro ou roubos.

(...)

   Desso do carro rapidamente acenando para meu pai,fico olhando para estrada até o carro sumir de minha vista e me ponho a caminhar até a escola encontrando minha melhor amiga sentada em um banco com nossos outro dois amigos.

  - Bom dia Ella - Eles me cumprimenta assim que me vêm.

- Bom dia - Respondo sem muito humor me sentando no meio dos três.

- Vixi,ja vi que a bonequinha acordou de mal humor - Erike brinca passando o braço por cima de meu ombro,reviro os olhos.

- Quem dera fosse só isso - Deito minha cabeça sobre o ombro do mesmo.

- Oque houve miga? - Hillary pergunta segurando minha mão.

  - Meus pais - Reviro os olhos.

- Oque eles fizeram dessa vez? - Pietro pergunta humorado.

- Vão viajar de última hora,e não querem me levar - Faço bico e PI junto de Erike riem.

- Só por isso? - Perguntam juntos e eu nego.

  - Não,se fosse só isso estaria ótimo. Minha tia Ivanni vai para minha casa "ficar" comigo e ira levar suas filhas com ela - Reviro os olhos.

 

  - Não acredito,tenho pena de você amiga. - Hillary diz colocando a mão por cima da minha - Olha,semana que vêm vamos entrar de féria,que tal irmos fazer uma viajem para casa de campo dos meus pais em Boston? - Sugere e me animo com a idéia.

- Verdade,vou falar com meus e qualquer coisa podemos ir essa semana mesmo - Digo já mais animada que antes.

  - Fechado então.

 

- E nós,não vai nos convidar não Sr.Woods? - Erike pergunta ofendido ela ri

- Vocês sabem que não preciso convida-los,os três já são da família e familia não precisa de convite - Pisca e eu a abraço.

- Já disse que te amo loira? Se não lá vai,eu te amo,te amo,te amo - Repito beijando o rosto dela que ria tentando me empurrar.

   - Que nojo Graciella,parecemos duas lésbicas desse jeito - Ela diz entre gargalhadas e eu rio me soltando dela.

- Vamos,o sinal já vai tocar - Me levanto e os três fazem o mesmo me seguindo até dentro do colégio.

  ••••

  O sinal para irmos embora toca e eu comemoro mentalmente me levantando da minha carteira e arrumando minhas coisas.

- Vou te esperar lá fora ella - Hillary diz passando por mim,termino tudo rápido e caminho para fora da sala junto da loira que estava na porta com os meninos.

  - Tava pensando em irmos pega um cineminha hoje,oque acham? - Pietro pergunta enquanto andávamos pelo extenso corredor da escola.

- Eu não vou poder ir.. Meus pais viajam hoje a noite quero acompanha- los até o aeroporto - Digo olhando para meus pés.

- Eu não tenho tenho nada para fazer mesmo então eu vou.. E você Erike,vem? - Hillary pergunta e eu encaro o loiro ao meu lado.

- Não sei,talvez eu vá. - Da os ombros e logo passa os braços por meus ombros.

  - "Talvez eu vá" - A loira imita o amigo falar e eu rio - Você sempre diz mas nunca vai - Bufa olhando seriamente para ele.

- Okay,okay. Eu vou - Ergue as mãos dramaticamente em rendição ,rimos e saímos do colégio.

    Me despeço deles e sigo rumo para minha casa que ficava uns 30 minutos da escola.

   Durante o caminho vou pensando em várias coisas,até nessa viagem de última hora dos meus pais.

  Aliás,agora me dei conta. Eu nunca conheci essas empresas dos meus pais,só sabia que era uma empresa de cosméticos "Cosméticos Cooper" algo assim.

    Era até estranho,já tenho meus 16 anos e nunca fui em nenhuma das 3 empresas que eram da família,na verdade meus pais mal falava dela em casa,e quando eu tocava no assunto eles desviavam ou dizia que aquele não era assunto para criança.

    "Foda-se eles,se um dia precisar de mim para ajudar com a empresa ou trabalhar lá eu vou negar,até porque não tenho interesse mesmo! Ser advogada é oque eu quero para meu futuro,não um serviço onde eu sei que não me sentirei bem. Mesmo sendo produtos de beleza"

    Com esses pensamentos mal percebo quando chego no bairro onde morava. Noto um carro prata em frente a minha casa e respiro fundo.

   "As demônio chegaram"

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

  Olá pessoinhas tudo bom? espero que sim! Como podem ver estou com mas uma fanfic em andamento espero que gostem e acompanhem.

   Minha fanfic será completamente diferente,aqui Norman Reedus terá 33 Anos e seu filho Mingus 18.. Como muitos sabem Norman tem 47 e Mingus 19 - É 19 né? Kk- Bom,se tive errado por favor me perdoem,mas não to muito atualizada ultimamente sabe como é,fico mais lendo do que em redes sociais e googles ksks não é desculpa,mas não liguem RS.

Bom aqui Norman Reedus terá 33 anos.

Mingus Reedus 18

Chandler Riggs que logo logo ira aparecer também terá seus 18 anos.

  A personagem principal Ella Cooper - Amanda Rummer- Tera 16 aninhos.

  Sua amiga Hillary 16

  Pietro 17 e Erike 17.

  Bom não decorrer da fic eu prometo explicar mas coisas para vocês,to ansiosa para saber a suas opiniões..

Bom é só isso - Eu acho- não só muito bom com explicações mas okay RS.

  até o próximo capítulo :*

( PS: Preciso de alguém que saiba fazer capa para essa fanfic,urgente porque sou péssima nisso. Ajudem a autora beijinhos de luz )



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...