História In my blood - ABO ( Jikook ) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts Jikook Abo
Visualizações 1.105
Palavras 900
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💙

Capítulo 10 - Conversa Constrangedora


Fanfic / Fanfiction In my blood - ABO ( Jikook ) - Capítulo 10 - Conversa Constrangedora

Jungkook e Jimin tentavam não rir, com seus pais tentando lhes explicar como levar um casamento. Jisung não via seu filho como a "mulher" da relação, mas os ômegas são mais femininos que os alfas, é a realidade.

Jungguk se embolava todo explicando para Jungkook o melhor jeito de tratar um ômega.

O Jeon e o Park mais velhos se olhavam e os filhos podiam ver o nervosismo e o constrangimento que aquela conversa os trazia.

- Pai - disse Jungkook - Não se preocupe, Jimin e eu vamos aprender com a vida.

- Eu sei meu filho. Você é um Alfa experiente, mas Jimin é virgem.

- Sim - completou Jisung - você tem que aprender a se controlar com ele, para não machucá-lo quando estiverem fazendo...bom.. Aquilo.

Jimin e Jungkook não aguentaram e caíram na gargalhada, deixando ambos os pais ainda mais envergonhados.

-  Olha Senhor Park, Deus sabe o quanto eu estou tendo autocontrole

- O que quer dizer com isso?

- Nada não, pai - Interrompeu Jimin. - Não precisam se preocupar, vamos dizer as nossas mães que vocês nos explicaram tudo direitinho.

- Vamos até elogiar vocês - Disse Jungkook.

- Ufa - Disseram os dois aliviados.

-Agora que está tudo resolvido, vamos beber Jeon?

-Vamos.

E os dois saíram deixando os filhos espantados com a surpresa.

...

Como estavam na casa Park, Jimin chamou Jungkook para o quarto, pra mostrar os projetos de sua nova casa. O arquiteto havia visitado Jimin no dia anterior, como havia prometido Jungkook. Claro que Jimin podia trazer a planta para sala e mostrar ali mesmo,  mas o ômega estava interessado em tirar uma lasquinha do amigo.

E ele bem que tentou, mas Jungkook estava se fazendo de difícil, o que acabou deixando o Park com ainda mais vontade. Sempre que aproximava seus lábios dos do Alfa, Jungkook dava um sorrisinho e se afastava, isso aconteceu pelo menos umas seis vezes, por fim, Jimin desistiu. 

Depois que Jimin mostrou a planta, explicando todas as mudanças que faria, Jungkook sorriu satisfeito. Metade da casa ia ser quebrada, mas nasceria algo moderno em seu lugar. Aquela casa seria moderna e descolada por fora e fina e delicada por dentro. A combinação perfeita dos dois. Como um filho, só que era uma casa. 

Os dois levantaram da cama e foram em direção  a porta, mas,  como de costume, Jimin tropeçou no próprio pé, caindo de joelhos em frente a Jungkook. Hora errada para alguém abrir a porta, Jihyo nem bateu, e logo entrou, dando de cara com aquela cena fora de contexto, apenas rosnou e saiu batendo a porta.

      

                             ***


Jungkook estava provocando Jimin, por isso havia fugido dos beijos do Park. Sem falar que aquele era um teste de autocontrole. A face que Jimin estava mostrando para ele, era a de um rapaz ansioso para ter contato físico. Quando Jungkook fechava os olhos, sua imaginação o levava à  milhares de cenários eróticos, onde os protagonistas eram eles dois. O problema daquilo tudo é que Jungkook é um Alfa e por si só, gosta de sexo. O Jeon só estava tentando evitar algo precipitado demais. 

Os dois estavam na sala, observando suas mães conversando animadamente.

- E então, os pais de vocês tiveram A conversa? - Perguntou a Sra. Park

- Ah sim, nos explicaram tudo, não restou nenhuma dúvida. - Disse Jimin sorrindo. 

- Estou orgulhoso deles, melhores professores. - Concordou Jungkook.

Quando o Park e Jeon mais velhos chegaram, suas esposas os receberam com vários beijos e abraços, os dois olharam cúmplices para os filhos e deram uma piscadela em agradecimento.

... 


Os Jeon haviam convidado os Park para passarem o final de semana em sua propriedade no Lago Negro. A família aceitou de prontidão, mas não podiam contar com a presença de Jihyo, que se recusou a ir. E na visão de Jimin, era melhor assim. Não queria a irmã lá para atrapalhar sua felicidade. 

Jimin tinha acompanho os Jeon até a porta e se despediu. A algum tempo atrás, ele não acreditava que era possível haver amizade entre eles, mas as coisas mudaram. Pela primeira vez, sentia felicidade na decisão de Phil Argent. Se quando se casasse, ele puder se apaixonar por Jungkook, mandaria flores para Phil agradecendo a intromissão dele na vida dos dois.

Park Jimin foi dormir feliz aquela noite, mesmo que não tivesse ganhado,  ao menos, um beijo do Alfa, estava feliz pelas memórias alegres que fizeram hoje. Afinal, haviam começado a construir sua casa. Quem sabe poderiam construir algo mais em breve. 


                             ***


      - Ah Jungkook... Eu preciso de mais.

Jimin estava de bruços, enquanto era penetrado vigorosamente por Jungkook. O Alfa estava completamente fora de si e tudo que ele queria era se afundar mais em seu ômega. Só pensava em deixar marcas e mordidas em Jimin e mostrar à quem ele pertencia. 

- Me faça gozar, Jungkook... Ahhhhh. 

... 


Jungkook acordou todo suado e rosnou. Não estava mais se aguentando. Esse desejo dentro dele só crescia. Seu cio estava longe, mas  ele não conseguia segurar a si mesmo. 

O Alfa levantou da cama e se vestiu. Pegou as chaves de um dos carros da família e dirigiu até um endereço que ele conhecia muito bem. 

Bateu na porta e uma mulher loira, quase nua abriu, sorrindo sugestiva. 

-Meu Jungkook, quanto tempo. - Disse  a mulher. 

- Você sabe o que eu quero e se contar pra alguém, eu te mato. - Atacou os lábios da loira e entrou, fechando a porta atrás de si 



Notas Finais


Ops..
Aviso: O capítulo de hj tá bem curtinho e meio solto, mas vai fazer todo sentido mais a frente.
Aviso dois: Leiam essa fanfic maravilhosa, vocês não vão de arrepender. Eu estou viciada.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/a-verdade-nua-e-crua-jikook-12989512


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...