História In My Blood - Imagine Taehyung - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acho que consegui resolver o problema dos espaços gigantescos desta vez.

Espero que gostem do capítulo e não me odeiem por conta de S/n.

Boa leitura! <3

Capítulo 5 - Chapter five


Fanfic / Fanfiction In My Blood - Imagine Taehyung - Capítulo 5 - Chapter five

• CAPÍTULO 5 •

"Nunca confie cegamente em quem não tem teu sangue, pois você já sabe que quem tem teu sangue pode te trair mesmo te amando, imagine os que não te amam!"  

  - Guilherme Palhano

{×}


- Ela está bem? - Jimin gritava com o médico que examinava a garota desacordada.

- Sim, vossa alteza é dona de uma saúde grande. - O médico sorria diante da preocupação do menino.

- Muito obrigado por ajudá-la.

- É apenas meu trabalho, não tens de me agradecer.

Todos os servos daquele castelo tinham um carinho grande por Jimin, não agia como os príncipes comuns, não gostava de ver a miséria no reino e carrega uma misericórdia infinita dentro de sí.

Após a saída do médico no quarto da princesa, Jimin a encarou como se deseja-se que ela acordasse logo, odiava vê-la daquele jeito frágil, S/n era uma garota corajosa e forte, respondia a quem lhe apetece-se responder.

Gostava de ajudar os demais a sua volta e da mesma forma que Jimin era dona de uma misericórdia magnífica, apesar de ser uma princesa, gostava de mostrar sua humildade a quem fosse.

Logo Jimin foi retirado de seus pensamentos pela voz doce da menina.

- Jimin? O que aconteceu? - A voz de S/n era frágil, assim como seu corpo deitado na cama fofa.

- Aquele ser horrendo fez você cair e quase morrer ao bater sua cabeça no chão! - Jimin proferia as palavras com pura raiva.

- Ele também é seu pai Jimin... - A menina dá um leve suspiro -  Sei que também quer tirá-lo do trono, mas raiva só irá piorar a situação em que estamos agora.

- Não diga que ele é meu pai! - Jimin encara a garota com raiva, mesmo esta raiva não sendo exatamente direcionada a ela - Se não tenho o mesmo sangue que ele, não me trate como sua família!

- Ele te acolheu mochi - Ela utiliza o apelido carinhoso para acalmar o garoto, o que não funciona.

- Tu chamas isto de acolher?! Me espancar desde quando eu era apenas uma simples criança e acabar com a minha infância? - Ele bufa - A única pessoa que realmente me acolheu, foi a mamãe e ela se foi, tudo por causa dele!

- Eu não te acolhi? - A loira se sentia ofendida.

- Não se esqueça do que aconteceu no passado, querida irmãzinha. - Jimin a olhava sínico.

- Jimin, por favor, não me lembre disso... - Lágrimas corriam pelo rosto da menina.

- Tenho que permanecer com essa lembrança, para sempre saber que não devo confiar nem mesmo em meu próprio sangue.

× FLASHBACK ON ×


Reino de goldensnow / Sala real

10 anos antes...

Duas crianças corriam pela gigantesca sala real, enquanto os servos preparavam o jantar de aniversário para o príncipe.

- Jimin! Volta aqui! Quero te dar um presente. - A pequena garotinha gritava enquanto corria atrás do menino.

- Não! Quero que você me pegue S/n! - O pequeno Jimin gritava enquanto corria ao redor do trono do rei.

Os dois correram muito, até que S/n pulou nas costas do garoto de cabelos loiros.

- Vem Jimin! - Ela começa a puxa-lo para o quarto real da princesa.

- Tudo bem, agora solte meu braço por favor. - Jimin pede a irmã ,que o obedece no mesmo instante.

- Mas tu terás que me seguir, promete? - Ela sorri docemente ao garoto.

- Claro, prometo. - Jimin retribui o sorriso.

{×}

Ao chegar no quarto, na cama branca da garota, um pacote residia em cima da mesma.

- Pronto! Espero que goste. - A garota estendeu o presente ao irmão.

Ao abrir o pacote, um taco de madeira podia ser visto, Jimin e S/n gostavam muito de brincadeiras com bolas e uma de suas preferidas era o baseball.

- Muito obrigada S/n! - Jimin rodeou a menor com seus braços pequenos, por ser uma criança.

- Gosto de vê-lo feliz! - Ela sorria.

{×}

Castelo real /Quarto do príncipe


- Pai! Pare! - A pequena S/n gritava desesperada ao mais velho.

- Como ousastes,  ordenar a princesa que ficasse calada? - O rei gritava a Jimin enquanto o batia com o taco que o foi dado pela irmã.

-  D- Desculpe - Jimin gaguejava - Desculpe S/n - A dificuldade em sua fala era notável.

- Pai já chega, ele teve o que merecia. - A menina falava com lágrimas caindo de seus pequenos olhos.

- Eu e a rainha nunca deveríamos ter acolhido um mestiço como tu! - Ele olhava com desprezo para o garoto caído ao chão sujo de sangue. - A rainha é uma graça que gosta de adotar crianças ridículas assim.

Ao falar isso a rainha aparece no quarto do garoto.

- Pare imediatamente! - Ela grita.

- Tu não tens autoridade para falar comigo deste modo, agora fique quieta enquanto ensino uma lição a este ser imundo. - Ele apontou para Jimin.

O menino foi agredido até sua consciência se esvair, enquanto Jimin estava desacordado e machucado sendo levado para o local de enfermagem do castelo, o que restava da família discutia no quarto.

- Como podês? - A rainha olhava indignada para seu marido - Ele é teu filho assim como ela. - Apontou para a menina, que chorava no canto do quarto agarrada ao taco, que foi usado para agredir seu irmão minutos antes.

- Ele não é meu filho é muito menos irmão dela. - Agora o rei estava apontando para a menina.

Ao ouvir isso S/n se levanta do chão em que estava abaixada no canto do quarto e encara o próprio pai com ódio.

- Ele é meu irmão! Não por uma coisa tão ocasional como sangue, mas por algo muito mais forte, por escolha. - No mesmo instante o rei ficou calado e saiu bufando do quarto.

- Só não posso acreditar que tu dedurastes seu irmão por uma coisa besta como esta, sabes como teu pai é, ele sempre agride teu irmão pelas mínimas coisas, parece que fizestes de propósito! - A mãe repreendia a menina que derramava lágrimas de arrependimento.

- Mãe, juro que não foi de propósito, eu só não gostei do jeito que ele havia falado comigo...

- E por isto causastes está baderna? Cada dia mais tu se parece com teu pai! - E a mãe saiu do grande quarto.


× FLASHBACK OFF ×


- Estarei mentindo se dissesse que não te culpo por aquilo, mas fico feliz que hoje não sejas mais daquele jeito. - Desde aquele acidente, Jimin começou a ter medo de sua própria irmã, sempre a obedecia, mas isto mudou ao fazerem seus dezoito anos, Jimin passou a realmente ser dono de uma grande insolência e petulância.

- Prefiro do jeito que sou hoje, assim tu não tens medo de mim , não é? - Ela abre um sorriso nítido.

- Não podemos nos desconcentrar, temos que tirar nosso pai do trono, para que ele não possa mais praticar estes absurdos com o poder que o foi dado. - Jimin ignora a pergunta de S/n.

- Tudo bem - S/n lamenta internamente. 

Definitivamente os irmãos se amavam não de um jeito comum, a desconfiança era uma parte daquela relação, pois as vezes seu irmão pode se tornar seu pior inimigo, independentemente do amor que se sente por ele.


Notas Finais


Bom espero que tenham gostado do capítulo mas tenho que falar sobre algo que está me incomodando muito.

Sinto que minha escrita não é boa o suficiente, e por isso não tenho leitoras, apenas uma pessoa comenta nos capítulos, isto realmente me deixa triste.

Me desculpem mas tive que expor o que eu sentia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...