1. Spirit Fanfics >
  2. In My Dreams - Jikook >
  3. 50 - Cinquenta

História In My Dreams - Jikook - Capítulo 51


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee.
Boa leitura!!

Capítulo 51 - 50 - Cinquenta


Fanfic / Fanfiction In My Dreams - Jikook - Capítulo 51 - 50 - Cinquenta

��

Jungkook respirou aliviado por ter esclarecido tudo com seus pais, mesmo que seu tio ainda o incomodasse vez ou outra, ele estava tranquilo porque as pessoas mais importantes de sua vida o apoiou e ficou do seu lado. Ele esperava sim, que um dia seu tio deixasse todo aquele preconceito de lado e o aceitasse, mas enquanto isso não acontecia ele seguia sua vida, amando e sendo amado pelas pessoas certas.

- Levantando o joelho pessoal...Um, dois, três, quatro... Um, dois, três, quatro. - Jungkook ditava o aquecimento para seus alunos que corriam em círculo pela sala. - Mais uma vez vamos lá. - Assim que finalizaram a volta começaram novamente.

Era a segunda semana de trabalho do Jungkook e ele estava se saindo muito bem. Os alunos gostavam bastante de suas aulas e o respeitavam. Ele pegou uma turma de iniciantes, mas tinha alunos de idades variadas.

No final da aula Jeon foi direto para casa, ele tinha marcado de encontrar o Jimin lá. O loiro manhou pedindo pra dormirem juntos alegando que a presença de Jungkook o acalmava e ele precisava disso já que no dia seguinte ele iria realizar a visita ao estúdio de dança.

Quando chegou encontrou um Jimin de avental na cozinha todo concentrado no que fazia. Não quis atrapalhar o outro e aproveitou para observá-lo cozinhando. Jimin era a coisa mais linda quando estava concentrado em algo, um bico se formava em seus lábios e seus olhinhos cresciam de tamanho e ficavam atentos.

- Amor! - O loiro gritou ao se virar e ver o namorado o observando. - Há quanto tempo está aí? - Pegou um pano e limpou as mãos e foi de encontro ao namorado.

- Desde que começou cobrir o bolo. - Lhe recebeu de braços abertos. Jimin passou os braços pelo seu pescoço e lhe beijou.

- Faz um tempo então, por que não falou?

- Você fica muito fofo quando está concentrado em algo. - Recebeu um tapinha leve nas costas.

- Bobo. - Lhe deu um selar. - Fiz nosso jantar e fiz bolo de sobremesa, espero que goste.

- Não precisava, amor, você veio aqui para descansar e relaxar, não para trabalhar.

- Mas eu cheguei cedo e quis fazer isso pro meu namorado trabalhador. - Abriu um sorriso enorme.

- E onde está o preguiçoso do Eun que não está te ajudando?

- Ah, ele saiu faz uns minutos, disse que ia encontrar o Moon Bin.

- Fico feliz que eles dois finalmente se assumiram e receberam o apoio da família.

- Eu também. - Se soltou do namorado e foi em direção a mesa para terminar de organizá-la. - Do jeito que você me falou da família do Moon achei que eles não fossem apoiar eles, mas ainda bem que o amor foi maior que o preconceito.

- Sim. - Suspirou. - Aos poucos eu vou acreditando que existem sim mais gente que amam mais do que julgam, a esperança vai voltando aos poucos. - Abriu um sorriso amarelo.

Jimin percebeu a carinha que ele fez e foi até ele novamente e segurou suas mãos.

- Seu tio vai mudar de ideia, amor, ele só está confuso agora por causa da sociedade que vivemos, mas ele vai ver que nos amamos muito e que nosso amor é maior que tudo isso.

- Eu acredito nisso, mochi, acredito que um dia tudo vai ficar bem e nós vamos comemorar muito no final.

- Sim. - Acariciou a bochecha dele. - Nós vamos. - Lhe beijou ali. - Agora vai tomar um banho enquanto eu termino de organizar as coisas aqui.

- Tudo bem. Obrigado, meu bem. - Lhe deu um selinho e saiu da cozinha.

Enquanto Jimin terminava de organizar a cozinha e arrumar a mesa, Jeon tomou um banho quente e demorado para relaxar o corpo depois do dia exaustivo que teve. Seus dias agora estavam mais corridos já que tinha a faculdade, treino e aulas para dar. Ele não reclamava, ao contrário, agradecia muito por tudo que estava conquistando. Em breve alcançaria a última graduação no taekwondo e quem sabe conseguiria mais turmas para dar aula.

Após vestir uma roupa confortável voltou a cozinha e encontrou Jimin sentado na cadeira esperando por ele enquanto mexia no celular.

- Demorou. - Fez bico assim que viu Jeon entrar.

- Eu precisava de um banho relaxante. - Se aproximou e sentou na outra cadeira.

- Está bem corrido não é? - Deixou o celular de lado e se ajeitou pra começar a comer.

- Um pouco, mas eu estou gostando muito e eu já estou me adaptando a nova rotina, é só questão de mais alguns dias.

Os dois jantaram tranquilamente, ambos contaram como foi o dia e sobre coisas do dia a dia. No final do jantar Jimin fez Jeon provar seu bolo, mesmo ele dizendo que já estava cheio, mas como ele não sabe negar nada a Jimin acabou comendo e não se arrependeu porque estava delicioso.

Depois Jungkook limpou a cozinha enquanto Jimin tomava um banho. Assim que terminaram ficaram deitados na cama assistindo, mas não demorou muito e ambos caíram no sono abraçados como gostavam de dormir.

- Amor eu vou me atrasar. - Jimin alertou pela terceira vez enquanto esperava Jungkook escovar os dentes.

- Ainda falta uma hora, mochi, vai dar tempo. - Disse ao sair do banheiro.

- Mas eu quero chegar lá antes do horário. - Resmungou em pé e de braços cruzados.

- Mas falta uma hora pro horário que você marcou de sair de casa já contando com 40 min de antecedência de chegada ao estúdio. - Sentou-se na cama e encostou na cabeceira.

- Ok. - Sentou na ponta da cama. - Talvez eu esteja um pouco ansioso.

- Um pouco? - Riu soprado.

- Não apela tá? - Lhe olhou feio. - O professor Kim disse que eles vão dar uma bolsa de estudos e você sabe que eu quero muito. - Fez bico. - E sabe que eu fico ansioso com essas coisas.

Não é que Jimin não gostasse da universidade onde estudava, mas esse estúdio era um dos mais conceituados do país e estudar lá seria um privilégio.

- Vem aqui um pouquinho. - Bateu na coxa para que o outro sentasse lá, mas ele fez birra e não foi. - Só um pouquinho, bebê.

- Só um pouquinho. - Se rendeu e foi até o namorado se sentando em seu colo. Deixou uma perna de cada lado ao quadril dele, passou os braços por seu pescoço e deitou a cabeça em seu ombro.

- Seu dia vai ser incrível, meu bem. - Passou os braços ao redor de sua cintura e o puxou mais pra si. - Vai aprender muita coisa e eles vão te dar essa bolsa de estudos quando verem que você é muito talentoso. - Beijou sua cabeça. - Você só precisa relaxar um pouquinho. - Subiu as mãos até as costas dele e começou fazer carinho para que ele se acalmasse e relaxasse. - Eu sei que é muito ansioso, mas vai dar tudo certo, não precisa ficar assim, hum?

O loiro apenas assentiu e se aconchegou mais ao namorado.

Eles ficaram um tempo assim. Jimin até cochilou um pouco enquanto recebia afago do Jungkook. Vinte minutos antes da hora de saírem, Jeon acordou o loiro e ele foi ajeitar o cabelo que tinha bagunçado novamente, escovou mais uma vez e assim saíram de casa. Jungkook tinha chamado um táxi para que Jimin não se atrasasse, enquanto o loiro seguiu para o estúdio ele seguiu para a faculdade.

Jimin chegou com alguns minutos de antecedência, não tanto quanto queria porque pegou trânsito, mas chegou em um horário confortável. Após falar com a moça da recepção ele sentou onde ela indicou e esperou o horário em que lhe chamariam. Outras pessoas iam chegando e sentando no mesmo ambiente em que ele estava, então deduziu serem alunos de outras universidades.

- Faz tempo que você chegou? - Um rapaz de cabelos castanhos claros que estava sentado bem ao lado do Jimin perguntou a ele.

- Cheguei há uns 20 minutos. - Disse.

- Como consegue ficar tão tranquilo? - Enxugou a palma da mão na calça. - Eu cheguei a menos tempo e estou pingando em ansiedade. - Disse nervoso.

- Na verdade eu sou bem ansioso também, mas meu namorado me disse que tudo ficaria bem e daria tudo certo e eu acredito nele. - Disse lembrando-se das palavras de Jeon.

- Oh. Eu queria ter alguém para me acalmar assim. - Sorriu constrangido. - Eu moro sozinho tem dois anos e não namoro há três.

- Não tem amigos?

- Que eu posso chamar de amigo mesmo, só dois, mas um não mora aqui e o outro precisou ir para a faculdade mais cedo então nem nos falamos hoje.

- Entendi. - Tentou lhe mostrar um sorriso amigável. - Mas vai ser muito divertido hoje e nós vamos aprender bastante coisa e a bolsa será para o que mais merecer. - Sorriu soprado. - Parece até irônico eu te dizer isso por ser muito ansioso, mas não precisa ficar assim.

- Verdade. - Soltou o ar que prendeu inconscientemente. - Eu preciso aprender a controlar minha ansiedade.

- Sim, não é fácil, mas a gente consegue. - Lhe mostrou um sorriso amigável. - É só pensar em outra coisa. - Brincou.

- É. - Ficaram em silêncio por um tempo até ele se pronunciar novamente. - Você pode conversar comigo sobre outra coisa?

Jimin sorriu e assentiu. Então falou a primeira coisa que veio a sua cabeça.

- Onde você estuda?

- Na Universidade Nacional de Artes.

- Que legal. Soube que o curso de dança lá é ótimo.

- É sim, eu gosto bastante. Estou no terceiro ano. E você?

- Estudo na Universidade Nacional de Seoul. Ainda estou no primeiro ano.

- E está gostando?

Os dois iniciaram uma conversa sobre o curso e nem viram o tempo passar, o que foi bom já que ambos estavam ansiosos e isso os ajudou a se distraírem até a hora que foram chamados para, finalmente, darem início a expedição.

- E essa aqui é a sala de dança principal. - O rapaz responsável pelo tour falou ao chegarem em uma sala grande e muito bem iluminada. - Fiquem à vontade. Ali tem alguns lanches e bebidas. - Apontou para uma mesa que estava no canto. - Em alguns instantes o diretor e os professores chegarão para bater um papo com vocês. - Disse simpático como foi durante todo o trajeto.

Os jovens aos poucos foram se aproximando da mesa e começaram se servir, assim como o Jimin e o rapaz com quem conversou mais cedo, que minutos depois ele descobriu se chamar Minhyuk.

Estavam muito animados com tudo que viram no estúdio. Não era à toa que aquele lugar era tão conceituado, o ganhador da bolsa seria um verdadeiro sortudo.

- Bom dia, pessoal. - O diretor cumprimentou ao entrar seguido por três professores. - Estão gostando da visita? - Perguntou ao se sentar em uma das cadeiras postas ali.

- Sim! - Quase em coro, responderam os jovens.

- Ótimo. - Sorriu largo. - Estamos muito feliz em receber vocês aqui. - Iniciou todo um discurso de como estava satisfeito em realizar tudo aquilo e de como estava grato por receber os jovens. Um discurso que animou a todos, claro. - Então, vocês devem saber que estamos dispostos a oferecer uma bolsa de estudos, correto? - Ouviu a confirmação e então continuou. - Pois bem, eu não quis dizer como ou quando seria a avaliação para isso. - Abriu um sorriso... Sacana? - Quero conhecer o potencial de vocês, quero saber em que nível estão, mas principalmente, quero ver o talento nato que possuem. - Concluiu. 

Os outros professores que, até então estavam em pé logo atrás dos alunos, foram até a frente onde o diretor estava e ficaram em pé ao seu lado.  

- Enfim. - Continuou. - Quero que me mostrem isso agora. Os professores. - Apontou para os professores ao seu lado. - Vão ajudar vocês em relação a música que podem apresentar. Fiquem a vontade para escolher e se precisarem de algo eles ajudarão. - Disse por fim. Levantou-se. - Vou sair um pouco para que fiquem a vontade, em 30 minutos estarei de volta. - Ajeitou o paletó. - Lembrem que não quero que ensaiem nada aqui, por isso o tempo curto. Quero apenas que escolham uma música que se sintam confiantes em apresentá-la e assim façam. - Disse antes de sair pela porta deixando vários murmúrios para trás. 

- Meu deus! -  Minhyuk exclamou com as mãos suadas. - Estou perdido.

- Calma, você ouviu, nós só precisamos apresentar algo que já estamos confiantes. - Jimin tentou confortar o colega achando estranho confortar alguém quando ele mesmo era a ansiedade em pessoa. - Você deve ter alguma música que te faça sentir assim.

- Eu não consigo pensar em nada, Jimin. - Passou a mão pelo rosto nervoso. - Eu não funciono bem sob pressão. 

- Toma. - Ofereceu um copo de água. - Bebe e tenta se acalmar, daí mais calmo você vai conseguir pensar em algo.

- Obrigado. - Disse já pegando o copo. Bebeu todo o líquido de uma só vez e jogou o copo no lixo. - Eu vou olhar aqui em meu celular. - Retirou o aparelho da bolsa e começou analisar as músicas que poderia apresentar.

De alguma forma ajudar alguém a se acalmar ajudou Jimin a ficar calmo, ele estava um pouco ansioso, mas não ao extremo como sempre ficava antes de realizar algo importante. Então aproveitando o momento em que seu colega se calou e ficou concentrado em que poderia apresentar, ele pegou o próprio celular e começou vasculhar em suas músicas para achar uma que fosse ideal. 

Não precisou pensar muito quando viu a música que estava dançando quando conheceu o Jungkook. Estava decidido, seria essa música que apresentaria, dançaria enquanto lembrava de como conheceu o amor de sua vida e como ele o ensinou os passos. Era a música ideal. Foi até um dos professores quando teve a chance e lhe informou qual seria a música a ser apresentada. Minhyuk, demorou mais um pouco, mas também escolheu sua música e informou qual seria. Os dois continuaram conversando até a hora em que o diretor voltou e deu início as apresentações.

Os alunos eram bons, tinha apenas 10, mas eram muito talentosos. Um após outro se apresentavam e eram aplaudidos.

- Próximo. - O diretor falou. - Park Jimin, sua vez.

Jimin foi até a frente onde estava marcado para as apresentações e se preparou. Respirou fundo e pensou em Jungkook, de quando dançaram juntos. Pensou que estaria dançando para ele agora e que ele ficaria feliz em vê-lo dar o seu melhor e foi pensando assim que ele se entregou a melodia. 

Em segundos se deixou levar pelos acordes suaves de You are the reason.


Notas Finais


• Oi, como estão?

• Percebi que ainda não tinha deixado claro qual foi a música que eles tinham dançado no início e a música foi essa, a letra é bem bonita e a melodia também. Se der escutem, ela está salva lá na playlist do youtube.

Instagram: fanfic_jikook1

Twitter: parkjnyy

Até o próximo capítulo!

👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...