História In My Life - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Ed Sheeran
Personagens Bruno Mars, Ed Sheeran, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Selena Gomez, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Bebidas, Depressão, Drogas, Ed Sheeran, Inglaterra, Show
Visualizações 40
Palavras 1.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


No episódio anterior...

Eu decide ir para casa, eu cheguei em londres conversei com algumas fãs e peguei um táxi, Suffolk aí vou eu!

Capítulo 23 - Pequena May!


Fanfic / Fanfiction In My Life - Capítulo 23 - Pequena May!

Framlingham, 16 de fevereiro de 2013.

Eu peguei minha mala e paguei o táxi, é tão estranho estar de volta, a casa continua a mesma, tantas lembranças, eu estou começando a achar que não foi uma boa ideia ficar em casa, mas o táxi já foi embora e até eu chegar em um hotel vai demorar um pouco. Eu respirei fundo e peguei a chave no bolço da mochila. Fui caminhando até a porta, já são 21h53min, não tem quase ninguém na rua, eu destranquei a porta e abri, está tudo como há seis anos atrás, eu nem me esforcei em segurar as lágrimas e comecei a chorar ali mesmo, eu fiquei assim por alguns minutos e te entrei trancando a porta atrás de mim. Eu fui caminhando até uma parede onde tem fotos nossas penduradas, eu olhei para uma em que está eu, meu pai, meu irmão e minha mãe, no dia em que eu fiz minha primeira apresentação, as lembranças me atingiram em cheio.

Framlingham, 12 de setembro de 2001.

Eu acordei cedo, arrumei o cabelo e coloquei um vestido branco na altura do joelho e uma sandália da mesma cor, eu estou muito ansiosa, hoje é a minha primeira apresentação e eu estou com um pouco de medo de me sair mal e ser vaiada ou algo do tipo. Eu saí do meu quarto e fui bater na porta do quarto do Josh.

-Vamos logo! Eu não posso me atrasar! -Eu gritei sem parar de bater na porta. -Vai logo Teletubbie! -Eu gritei ainda batendo na porta.

-Calma. -Ele gritou em resposta e abriu a porta. -Eu só vou calçar o tênis.

-Vê se não demora. -Eu falei e fui para cozinha, sim, hoje eu estou mais elétrica que o normal, mas é o dia mais importante para mim até agora. -Bom dia. -Eu falei e dei um beijo na bochecha do meu pai, em seguida na da minha mãe.

-Bom dia princesa. -Meu pai falou sorrindo.

-Bom dia meu anjo. -Minha mãe falou. -Como você está? -Ela falou e eu coloquei um pouco de chá em uma caneca.

-Anciosa! -Falei sorrindo e colocando a açúcar.

-Vai ficar tudo bem. -Meu pai falou sorrindo. -Você vai cantar a nossa música. -Ele falou sorrindo. -Não tem erro.

-Eu espero que não. -Falei e continuei bebendo meu chá.

Uma hora depois...

Vai ser a minha vez de subir no palco, eu estou muito nervosa.

-Você vai arrasar. -A Care falou sorrindo.

-Vai ser incrível. -Foi a vez do Ed.

-Vai lá Maysie. -Minha professora falou, eu peguei o violão e fui na direção do centro do palco.

-Oi, eu sou a Maysie Morgan, eu vou cantar, In My Life, dos Beatles. -Eu falei e olhei na direção dos meus pais, eles estão tão orgulhosos, ver meu pai sorrindo fez eu esquecer o nervosismo.


(Presente)

Eu peguei o quadro e fiquei o encarando, nós estávamos tão felizes naquele dia, pena que a vida nos reservou o pior.

Eu saí do transe e fui para o meu quarto, as coisas estão arrumadas do mesmo geito que eu deixei, eu deixei a mala no pé da cama,peguei uma roupa qualquer e fui para o banheiro, eu tomei um banho rápido, coloquei uma calça de moletom e um casaco do mesmo tecido, eu parei em frente a porta do banheiro que dá para o quarto do Josh, mas não tive coragem de abrir e voltei para o meu quarto. Há várias fotos espalhadas nas paredes, minhas com os meus pais, com o Josh, Caroline, Ed, Stela, Pitter, é muito difícil ver a felicidade que eu sentia estampada em todo lugar, faz eu me sentir péssima, por tido que eu perdi ou abri mão. Depois de muito chorar eu acabei dormindo.

No dia seguinte...

Eu acordei, com a luz entrando pela janela do meu quarto, eu não me lembrei de fechar as cortinas! Eu decide me levantar, eu fui para o banheiro, escovei os dentes e fiz um coque, fui para a cozinha tentando ignorar todos os detalhes que fazem dali a minha verdadeira casa, eu abri a geladeira e vi que não tem nada.

"Que inteligência Maysie, até parece que vai ter comida aqui!" 

Eu voltei para o quarto calcei um tênis, coloquei um gorro vermelho, mesma cor do casaco, e fui para a garagem, eu sorri ao ver que minha bicicleta ainda está ali, eu fui pedalando em direção ao centro. Ainda está cedo e a maioria das pessoas que eu encontro no caminho não me reconheceram o que é muito legal, esse lugar não mudou tanto, mas mudou, agora tem mais casas e algumas lojas foram substituídas por outras, eu fui até o Papa's eu coloquei a bicicleta na frente e entrei, esse lugar não mudou nada! Eu me sentei em uma das mesas do fundo e logo um adolescente veio anotar meu pedido.

-Uma torta de morango e o Lou ainda faz aquele cappuccino incrível? -Eu perguntei e ele fez que sim. -E um daquele. -Eu falei e ele foi na direção do balcão, eu olhei pela janela, eu não reparei o quanto havia sentido falta dessa vista, desse lugar.

Pouco tempo depois alguém me chamou.

-Pequena May. -Eu ouvi e me virei, é o Lou.

-Oi Lou. -Eu falei e me levantei, ele me abraçou.

-Você cresceu. -Ele falou sorrindo.

-Isso é bom não é? -Eu falei sorrindo ele deu risada.

-Meus parabéns pelo prêmio. -Ele falou.

-Obrigada. -Eu falei sorrindo.

-Faz quanto tempo que você não vem aqui? Seis anos. -Ele falou e eu dei de ombros.

-É por aí. -Falei sorrindo. -Mas eu tinha que tomar esse cappuccino de novo. -Falei sorrindo.

-É claro que tinha, senta e come. -Ele falou e eu obedeci.

-Eu senti falta da sua comida. -Falei sorrindo comendo um pedaço da torta, em seguida bebi um pouco da minha bebida. -Como você soube que era eu? -Eu perguntei e ele sorrio.

-Eu vi uma cabeleira loira deixar uma bicicleta na calçada, a única pessoa que vinha aqui com uma bicicleta vermelha brilhante era você. -Ele falou e eu dei risada. -E quando me falaram que uma mulher idêntica a cantora que bateu no Ed Sheeran estava aqui eu tive certeza de quem era. -Ele falou e eu dei risada.

-É assim que eu sou conhecida? -Eu falei e ele riu.

-Se eles soubessem quantas vezes você já fez isso. -Ele falou e eu dei risada.

-Eu acho que daria notícia até o ano que vêm. -Eu falei ainda rindo.

-Eu não duvido. -Ele falou sorrindo. -Eu tenho que ir preparar os outros pedidos, vê se não some. -Ele falou se levantando.

-Eu ainda vou ficar por aqui alguns dias. -Eu falei sorrindo.

Eu terminei meu café da manhã e fui na direção do balcão.

-Eu tô indo Lou. -Falei depois de entregar o dinheiro para o menino o que me atendeu.

-Ok, eu espero te ver de novo. -Ele falou sorrindo.

-Você vai. -Eu falei e saí da loja.

Eu subi na bicicleta e fui pedalando até a minha casa, eu entrei e fui direto para o quarto, coloquei uma calça jeans e peguei as chaves da casa, eu não sei se a Caroline ainda mora no mesmo lugar, eu acho que não, mas não custa nada ir lá, provavelmente os pais dela ainda moram lá, aí eles me falam onde ela esta. Antes de sair eu peguei meu celular para checar as mensagens, havia três do Charlie, uma do Bruno e uma do Nath, ontem eu cheguei tão cansada que até me esqueci de avisar eles.

Me avisa quando chegar na sua casa.

-Charlie.

Agora é tarde.

Eu vi notícias que você está com fãs, isso foi bem legal, depois da briga com o Ed. Você viu a entrevista dele?

-Charlie.

Cadê você!!??? Você está bem? O que aconteceu!!! ATENDE ESSA DROGA DE CELULAR!!!

-Charlie.

Eu dei risada e responde.

Eu vi, não foi ruim, que bom que ele sabe que estava errado, a conversa com as fãs foi muito legal. Foi mal não ter te avisado, é que eu cheguei muito cansada.

-May.

Eu enviei a mensagem e fui ver a do Bruno.

Oi, como está aí? Vê se não causa confusão.

-Bruno.

Eu ri e responde.

Está tudo bem, eu vou tentar.

-May.

A última era a do Nathan.

Oi, como você está? Se precisar de apoio me liga.

-Nath.

Eu sorri e responde.

Eu estou bem, eu ligo...

-May.

Eu saí de casa e fui andando até a casa da Caroline. Eu parei em frente a porta, respirei fundo e bate.


Notas Finais


E aí o que acharam desse capítulo e esse reencontro será que rola?
Vocês repararam em um pequeno detalhe bem importante? Se sim comentem Kkkk, se não no próximo capitulo vocês ficam sabendo kkkkk

Beijão e até o próximo capítulo 😘✌

Ps: Vocês estão conseguindo parar de ver Perfect, porque eu não kkkk melhor clipe do ano💓💓
A foto não tem nada haver mas eu amo ela então.. kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...