História In My Veins - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Cole Sprouse, Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Jelena, Justin Bieber, Romance, Segredo, Selena Gomez
Visualizações 53
Palavras 2.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura!

capítulo dedicado ao meu amorzinho gabi @gomezelgnt te amo linda!!!

Capítulo 8 - Você esta fazendo um jogo comigo, Selena Gomez?


Fanfic / Fanfiction In My Veins - Capítulo 8 - Você esta fazendo um jogo comigo, Selena Gomez?

Justin Bieber - Point of View

 

Respiro fundo andando de um lado para o outro pensando em todas as coisas que aconteceu até agora. Emilly esperando um filho meu, Selena cedendo chances para que eu pudesse conquista-la, e as mensagens que eu lhe enviava. De alguma forma eu não podia acabar com elas agora. Eu também não podia deixar Emilly sozinha na situação em que está. Eu posso ser um filho da puta, mas um filho da puta que arca com as consequências.

Eu só precisava dar um rumo a todos os planos em mente para que nada desse errado. Eu tenho a total certeza que agora minha vida irá virar de cabeça para baixo com esse bebê, e posso até arruinar meus planos com Selena. Mas, se tem uma coisa que eu quero e vou conseguir ter, é Selena.

Emilly estará aqui em casa agora. Concordamos em que ela ficasse aqui, mesmo que não estivéssemos em um bom relacionamento, sei que ela precisava descansar mesmo com apenas um ou dois meses de gravidez, quase. Me apresso para tomar um banho, trocar de roupa e preparar seu café da manhã. Feito isto, apresso-me para estar no trabalho o que não demora para eu estar lá. Tomo meu café matinal e vou para minha sala, contando os minutos para que Ryan entrasse aqui sem ao menos bater na porta.

Os papéis sobre a mesa me fez revirar os olhos, sabendo que eu passaria o dia assinando coisas, lendo contratos por contratos, e reuniões atrás de reuniões. Ponho o copo de café ao meu lado, antes que eu realmente começasse meu dia eu enviara mensagem para Selena de meu número privado. 

 

   De todas as flores mais bonitas do jardim, você é a única que eu quero cuidar. A única que eu faria o sol brilhar para ver o brilho do seu olhar contra a luz solar. De todas as constelações do céu, você é a estrela mais bonita existe.

 

Selena é um verdadeiro pedaço de mau caminho, ao mesmo tempo um anjo. Uma beleza que é apenas única e perfeitamente feita para ela, como se os deuses do Olimpo a desenhou cada traço apenas para a morena; A única com um jeito especial. Ela estaria mentindo se dissesse que nenhum homem rasteja aos seus pés apenas para tê-la apenas para si; e eu, sou uma delas. 

Selena me faz ter pensamentos insanos sem ao menos fazer esforço para tal coisa, consegue deixar qualquer de pau duro apenas com um sorriso. Eu sou suspeito para falar sobre isso.

Meus pensamentos impuros é interrompido pelo loiro que acabara de entrar pela minha porta, era de se esperar. 

― Pronto para mais um dia de trabalho, dude? ― a animação de Ryan fazia-me revirar os olhos. 

― É claro. ― o loiro nota meu desinteresse e ri, sentando-se na cadeira em minha frente. ― O que temos para hoje, brother?

― Dor de cabeça. ― ele revira seus olhos.

 

― Como tá a vida de papai do ano? ― Ryan solta e ri, fazendo-me mostrar o dedo do meio para ele. 

 

― Vai se foder, filho da puta. ― ele ri ainda mais e levanta as mãos em forma de defesa. 

 

― Ai bro, você é todo fodido. Como fica seus planos com Selena?

 

― Não sei. Vou dar um jeito nisso. Sempre tenho tudo o que eu quero. ― digo com determinação e seriedade. 

 

― Não dessa vez, meu chapa. ― reviro os olhos para Ryan e não o respondo. O ignoro e volto ao meu trabalho.

 

Minha atenção no trabalho é de 90%  e os outros 10 é pensando em Selena. No que ela esta vestido, no que esta pensando, o que esta falando. Eu já não aguento mais isso. Eu precisava daquela morena em meus braços, em minha cama. Infelizmente o destino é filho da puta demais comigo, entretanto, sem tem uma coisa que eu não sei fazer é desistir; Eu vou ter Selena de um jeito ou de outro.

 

Hoje eu não poderia ir a cafeteria, Emilly e eu conversaríamos sobre a situação entre ela e eu a respeito do meu filho. Sei que Selena fica feliz e nervosa ao me ver, consigo notar seu desespero e um pontada de alegria quando entro por aquela porta, chega ser engraçado a forma em que ela ajeita seu uniforme tentando disfarçar a situação entre nós dois.

Saio do trabalho dando graças a Deus tanto por ter acabado mais um dia cansaço quanto ter que ouvir os deboches do Ryan amanhã toda. O caminho para casa foi rápido e calmo sem trânsito, estaciono o veículo na garagem. Não demoro para estar em casa e ver a morena sentada na sala com uma pilha de papéis em cima da mesa de centro. Mesmo em casa, Emilly continuava seu trabalho.

 

― O que é tudo isso? ― me aproximo dela, sentando ao seu lado. 

 

― Trabalho. ― ela responde. Reviro meus olhos. 

 

― Precisamos conversar a respeito do nosso filho. ― de repente Emilly solta uma risada abafada e eu não entendo o porquê de sua risada.

 

― Chega a ser engraçado você dizer "nosso filho". Justin Bieber, o pai do ano. ― Emilly debocha e novamente ela faz-me rolar os olhos para cima. ― Impressionante.

 

― Eu não estou brincando, Emilly. ― eu não estava para brincadeira, e nem queria. 

 

― Não se preocupe, Bieber. Quando essa criança nascer eu vou sair daqui. Se depender até antes. Não quero ter que dar de cara com as ninfetas que você traz aqui. ― ela revira os olhos e volta a se concentrar lendo os papéis em sua frente. 

 

Não quero brigar com Emilly, muito menos me estressar. Era a última coisa que eu queria. Felizmente nenhum jornal sabe da gravidez de Emilly, agradeço por isso. Não quero que saibam agora até eu entrar em um acordo com ela e ter se resolver. E ainda tem Selena envolvida, a quero mais tudo e não quero que nada de errado. 

 

Selena me deixou ainda mais eufórico quando conversamos no carro. Eu não sei se ela esta fazendo um jogo comigo ou querendo entrar na mesma que a minha. Se for, eu não ligo, aquela morena vai ser minha de um jeito ou de outro. 

 

 

(...)

 

O silêncio se estendia entre Emilly e eu. Não nos falávamos durante o café da manhã todo, ela bebe seu café silenciosamente. Eu faço o mesmo. Não quero ter que entrar no mesmo assunto e acabar tendo uma briga com ela, então eu apenas deixei tudo em seu estado perfeito.

 

― Vou procurar algum apartamento para eu ficar, você pode ficar aqui. ― quebrei aquele mísero silêncio que se formara entre nós.

 

Emilly me olhou quieta. 

 

― Não precisa fazer isso, Bieber. Não vou ficar aqui por muito tempo. Como eu disse, não quero acabar dando de cara com nenhuma puta que você trouxer. ― seu sorriso é de total deboche e aquilo me faz revirar os olhos profundamente.

 

― Para com essa merda, Emilly. Eu só quero que meu filho fique bem. Nem se quer terminamos ou algo do tipo. ― então ela ri nasalado e olha para mim. 

 

― Você acha que eu sou burra ou o que? Eu sei que você come qualquer garota que ver pela frente. Seu pau não resiste e boceta novas. ― seu sorriso irônico irrita-me. Eu não suporto mais ouvir isso. ― Aliás, não precisa assumir essa criança. Isso não vai ter fazer menos filho da puta ou qualquer outra coisa do tipo. 

 

Aquilo foi o auge. Me levanto e saio da cozinha fazendo a menção de sair dali o mais rápido possível para não ter que acabar brigando com Emilly. Não demoro para estar na empresa e preparar tudo para o resto do dia, e aturar Ryan e suas idiotices do dia. Não é o meu forte, muito menos não quero aturar hoje.

 

 

Minha cabeça explodia de dor, tanto por pensar em outras coisas quanto pensar no trabalho. Havia outras coisas que devia resolver, e o meu foco, no momento é poder conquistar Selena de algum jeito.

 

 

― Dude, aquela amiga da Selena. Ela é solteira? ― Ryan interrompe meu trabalho com sua pergunta.

 

― Nem chega perto. Ela vai casar, o noivo dela trabalha para mim. ― trato de acabar com as expectativas de Ryan o quanto antes. 

 

― Vou usar a sua mesma técnica que está usando com Selena. ― ele debocha porém fico totalmente sério ao olhar. O mesmo fica desconfortável e para de rir. ― Qual é dude, se você quer tanto essa menina invadir sua privacidade com mensagens, esse não é o melhor jeito. Imagina quando ela descobrir. O pior de tudo, imagina se ela se apaixonar por você! O que você vai fazer, uh? 

 

Ryan tinha razão. Mas agora eu estava em um beco sem saída, eu não tinha como acabar com tudo isso. Não agora. Talvez não é o momento, mas eu daria um jeito.

 

Penso por longos minutos entre mandar mensagens privadas a Selena ou enviar mensagem em meu número real. Penso nas duas possibilidades; entre as duas eu opto por ir até o trabalho da morena. Gosto de ver suas reações quando eu estou por perto. 

 

O som do sino da porta faz com que a morena se ajeite no balcão e fica atenta para atender qualquer outra pessoa. Entretanto, eu noto o desconforto da morena ao ver, talvez pelo o que tenha dito na noite anterior. Mesmo que tenha dito aquilo com tanta certeza ela ainda se sentia envergonhada por essas coisas. 

 

Sento-me em uma das mesas vazias e olho para ela que revira os olhos no mesmo instante. Ela respira fundo e vem até a mim, não deixo de olhar suas finas e belas pernas amostra pelo vestido e por cima dele o simples avental do seu trabalho, a deixando mais sexy do que o normal. 

 

― Boa tarde. Deseja alguma coisa, senhor? ― sorrio em um tom debochado ao ver sua feição fácil um tanto entediante. 

 

― Bom, o que eu quero eu ainda não tenho. Então vou ficar apenas com o mesmo de sempre. ― ela respira fundo mais uma vez, contendo-se para não revirar seus olhos. 

 

Assim que anota o meu pedido ela se vira e caminha de volta para o balcão. Encosto minhas costas na cadeira e espero até meu café. Me distraio ao mexer em meu celular e não percebi de imediato quando um cara entrou e foi direto ao balcão. Meu sangue ferve ao ver o mesmo cara flertar com Selena e a mesma parece gostar do que ele diz a ela. Respiro fundo. Bem fundo, tentando me controlar para que eu não levantasse dali e acabasse com aquilo. 

 

Selena percebeu meu olhar sobre ela e o cara em sua frente e disfarçadamente sorriu em um tom de deboche para mim; Selena estava brincando comigo, fazendo-me cair em um dos seus jogos.

 

Depois de muito tempo eu me recomponho. Selena vem até a mim com o meu pedido, sua expressão ainda demonstrava deboche. 

 

― Aqui esta seu café. ― a morena deixa a xícara em cima da mesa. ― Deseja mais alguma coisa?

 

Semicerro meus olhos ao olhá-la.

 

Você está fazendo um jogo comigo, Selena Gomez? 

 

― Bem, se você acha que eu estou, então sim. ― ela disse e saiu, deixando-me calado sem ao menos deixar eu responder.

 

Me levanto após ter terminado meu café de todos os dias e vou ao balcão onde Selena se encontrava. Retiro o dinheiro do bolso e entrego a ela. 

 

― Você quer carona para casa? Como amigos. ― sorri dando ênfase ao citar a palavra "amigos". 

 

― Muito obrigada. Gosto de caminhar e pensar sobre a vida, sabe? De uma hora para outra encontrar alguém bem louco e bem modesto. Se é que me entende. ― suas palavra se referiam à mim. Selena realmente estava fazendo um jogo comigo.

 

― É claro. ― sorri e me viro de costas indo em direção a porta. 

 

― Senhor Bieber. ― a morena me faz virar para olhá-la quando me chama.

 

― Até qualquer dia. ― Selena então diz a mesma frase que eu uso para ela. E então, eu tenho a total certeza que ela vai fazer isso. 

 

Infelizmente a morena mal sabe que quando se trata de jogos, eu sou o único que ganha no final. 

 

 

  8:30pm. 

 

Eu podia passar noites e noites olhando para as costas desnudas da morena, pois era uma das partes mais bonitas além de suas pernas e todo o resto de seu corpo. Sua tatuagem ao canto de suas costas deixavam mais atraentes ainda. 

 

 " Mostre mais suas costas, é uma das coisas mais lindas de ser ver." 

 

No mesmo momento Selena se desespera quando olha para fora do quarto, a procura de qualquer pessoa escondida por ali. 

Não acreditei no que li quando ela enviou-me a mensagem. Me deixando mais desesperado que ela, aflito e nervoso.

 

"Não precisa mais se esconder. Eu já sei quem você é."

 

E naquele momento eu só pensei em uma coisa; Eu não teria Selena Gomez para mim.


Notas Finais


oi meus lindos, que saudades eu senti;;; hmmm, e agora??? selena gomez revelando seu lado diabólico, não vai parar por aí rsrsrs, logo mais tem o que você mais gostam de ler hehehe

obrigada pelos favoritos e os comentários que eu irei responder. críticas sempre bem vindas 💕

até o próximo! psss::: to preparando algo novo. ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...