1. Spirit Fanfics >
  2. In real life >
  3. Pensei que eu estava bonito

História In real life - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei, hoje faz 11 anos que SWAC foi ao ar pela primeira vez, então não poderia deixar de postar, vou tentar terminar o próximo de YTOE ainda hoje. Boa leitura não revisei perdão possíveis erros.

Capítulo 9 - Pensei que eu estava bonito


Vê-lo ali fazendo mais uma declaração pra mim não podia me sentir mais feliz e realizada e como sempre me fez gargalhar com sua primeira frase…

-Ual pensei que eu estava bonito - gargalhei

- fui andando até ele - Vesti a primeira coisa que eu vi.

- Eu também - ambos sorrimos mais ainda como se fosse possível - mas você está esplêndida.

- mordi o lábio inferior - Obrigada - estou a um passo dele.

- acariciou meu rosto - Quero muito te beijar.

- Quero muito que você me beije.

 

 Abraçou-me pela cintura e entrelacei minhas mãos na sua nuca, roçou a barba no meu pescoço, fazendo-me arfar, distribuiu beijinhos pelo meu pescoço e falando entre os beijos…

- Você é perfeita, maravilhosa, linda, inigualável - roçou seus lábios no meu -  eu te amo - selou nossos lábios com um beijo calmo, explorando toda minha boca, meu coração está disparado e estou sentindo aquele típico frio na barriga de adolescente quando está totalmente apaixonada. Separou o beijo com selinhos apertando o abraço.

- Obrigada, agora meu dia realmente foi perfeito. - acariciou meu rosto e sorriu com seu sorriso mais sapeca.

- Eu sou o cara.

- Meu cara? - fiz minha melhor carinha de vergonha.

- olhou-me dentro dos olhos - Só seu - capturou meus lábios com um beijo urgente, correspondi da mesma maneira, segurou firme na minha cintura e puxou-me com vontade colando nossos corpos, quando ficamos sem ar, desceu seus beijos pelo meu pescoço e passou a mão calmamente entre meus seios me fazendo arfar e não parou com os beijos até chegar no meu seio esquerdo e o beijando lentamente na parte exposta, joguei meu pescoço para trás e o arranhando levemente na nuca “como quero esse homem” parou-me de beijar-me e voltou a me olhar bem sério nos olhos…

- Quero ser seu em todos os momentos, em todos os sentidos, quero realmente ser alguém que esteja com você nos seus altos e baixos. - acariciou meu rosto - quero ficar ao seu lado até mesmo quando você quiser falar, só quero estar lá pra você. - estou com olhos cheios de lágrimas - Não vai dizer nada?  balancei a cabeça negativamente e o beijei novamente,um beijo calmo tentando realmente demonstrar todos os meus sentimentos através do beijo, já que falar sobre eles no momento é possível. Quando ficamos sem ar o abracei fortemente….

- Obrigada por tudo Sterling você é o cara - sorri e roubei um selinho.

- deu uma mordida no ar - Sou mesmo - sorriu - Agora que tal um banho? Pra tirar esse vestido lindo e com  um decote que só eu gostaria de ver.

- gargalhei - Nem está tão decotado  - mexi o rosto mostrando a língua.

- rum não magina - falou me imitando

- falei sorrindo - continua o mesmo ciumento. 

- E você continua atrevida.

- Pelo menos só você passou com esses lábios tão vermelhos e deliciosos nele - mordi mordi o lábio da maneira mais safada 

- Se seus pais não tivesse aqui, não é só meus lábios que passaria nele. - piscou e quase o joguei na cama.

-Ui, olha só o menino virou homem.

- Você não imagina o quanto - beijou-me com urgencia sua mão que estava na cintura subiu através da minha barriga e continuou subindo, passou de leve o polegar no bico do meu peito me fazendo arfar e passar a unha com mais força na unha, continuamos trocando beijos mais quentes com mãos totalmente bobas, foi descendo os beijos e sei muito onde ele queria chegar, porém vou deixa-lo com mais vontade de mim ainda, mordi sua orelha e sussurrei…

 - vou tomar banho Sam. - soltou a respiração com força e olhou nos meus olhos enquanto acaricia meu rosto.

- Tudo bem, quer ajuda para tirar o vestido?

- Quero - sorri divertida.

- Tá bom.

- Chama a Dallas pra mim - sorriu sem graça e eu gargalhei - não só sobre  sexo com você.

- Minha espertinha mais linda - deu-me um selinho e foi fazer o que pedi.

 

 Sentei-me na cama com aquele sorriso do final das performace que sei que fui bem e aplaudida. Não consigo parar de sorrir, tudo exatamente tudo deu certo e chegar em casa e ter Sterling aqui sabendo que está solteiro e que agora podemos tentar algo, porém quero ir com muita calma e bem devagar para não estragar tudo, fui tirada dos meus pensamentos…

- Ehhhh maninha pra que me chamou, podia ter a ajuda do delicia do Sterling.

- olhei-a seria - Ei sem isso de delicia viu - ela gargalhou.

- Sempre ciumenta, mas serio por que não pediu a ajuda dele? - levantei-me para ela me ajudar a tirar o vestido.

- Maninha, só o deixei com mais vontade - garlhamos.

- Safada, tentei fazer não vimos, mas o proprio Sterling queria a gente aqui.

- Vocês sabiam?

- Claro.

- Ele sempre cuida de tudo.

- Sim e sempre foi louco por você - soltei a respiração com força.

- E confesso que estava com muita saudades.

 

 Assim que consegui tirar o vestido fui tomar o banho, não demorei tanto ou melhor eu pensei que não tinha demorado quando cheguei na sala Mandy já dormia cantarolei alto…

 

- Anyoneeee - ela tomou susto.

- Demi - gargalhei, sentei entre meu pai e Sterling.

- O que estão assistindo?

- Achamos sua apresentação no youtube com a participação da Katy Perry.

- gargalhei - irei postar isso.

 

 E assim fiz postei em meu story, assistimos minha performance mais ou menos dez vezes e contamos tudo o que tinha acontecido ao Sterling que ficou super feliz por mim.Estou tão cansada que acabei dormindo no ombro do Ster e quando acordei reparei que estou na minha cama e Sterling ia saindo…

- Onde vai Sam? - voz totalmente sonolenta.

- olhou-me com aqueles lindos olhos hipnotizantes - Pra sala.

- Não - fiz bico - vem cá?

- abriu um enorme sorriso - Tudo o que queria - jogou-se na cama deitando embaixo do lençol e de frente pra mim.

- dei beijinhos rápidos em sua boca  - obrigada por tudo.

- acariciou meu rosto - obrigada por existir.

- Sempre galanteador.

- Sempre maravilhosa - beijou-me calmamente retribui da mesma forma e quando ficamos sem ar comecei a rir - o que foi?

- Lembrei de quando você dormia em casa e transavamos sem fazer barulho por causa dos meus pais.

- sorrindo - Lembra da vez que sua mãe entrou no quarto e eu estava totalmente excitado e estávamos nus embaixo do edredom. - gargalhei com a lembrança.

- Você escondeu sua excitação abraçando meu ursão.

- Verdade - entre risos o beijei, confesso que estou me viciando em seus beijos, que sempre estão quentes e me deixam com tesão facilmente - melhor - continuava o beijando - pararmos - dei-lhe mais um selinho e deitei de barriga pra cima. 

- Com medo da minha mãe entrar é? - gargalhei.

- Ela deve achar que estamos fazendo mesmo - abraçou-me beijando minha bochecha - mas sei que está cansada.

- dei vários beijinhos - sempre cuidadoso.

- De você sempre - puxou-me para deitar em seu peito - agora descanse.

- Vai ficar aqui amanhã?

- acariciava meu cabelo - não posso tenho compromisso, escapei hoje.

- Que pena - fiquei acariciando seu tórax, me sinto tão segura e amada em seus braços que acabei agindo por impulso - vamos pro super bowl comigo? - senti ele sorrir.

- Quando vai?

- três dias antes.

- Hum, consigo ir acho que um dia antes.

- Já tá bom - beijou o topo da minha cabeça.

- Mais que bom, estar ao seu lado é tudo o que quero sempre que eu puder.

- beijei seu toráx - sempre romântico.

- Agora dorme amore, boa noite.

- Boa noite amore. 

 

 Dormir nos braços do Ster é maravilhoso, dormi como há muito tempo não dormia, porém ao acordar infelizmente não está mais ao meu lado, peguei o celular e olhei a foto que tirei ontem da minha família comigo e Ster e todos estão sorrindo e realmente estavam todos felizes, acho que estou no momento mais feliz da minha vida, levantei-me fiz minha higiene matinal e quando saí do banheiro olhei para o chão do quarto ainda cheio de pétalas de rosas e sorri ao lembrar da carinha do Ster quando entrei no quarto, meu momento foi atrapalhado, com duas loucas entrando no quarto e pulando na cama…

Dallas: Pensei que não ia acordar nunca.

Mad: Eu também, como foi ontem com o Sterling?

- Nossa - deitei-me no meio das duas - bom dia pra vocês também.

Dallas: Boa tarde já.

Mad: Não muda de assunto.

- Nunca vou me acostumar que você cresceu - apertei a bochecha da Mad e ela revirou os olhos.

Dal: Fala logo.

- Nós só ficamos, nada demais.

Mad: Como assim?

- Não transei com ele.

Dal: Por que? Ele está tão gostoso.

- Tira os olhos - todas gargalhamos - eu estava cansada e ele sabia e foi super cavalheiro, mas se beijamos bastante.

Mad: Fofo demais e você não falou nada?

- Acabei o chamando para o super bowl.

Dal: Essa é a minha garota.

 

Passei o dia com a minha família e falando com Sam é claro. Os dias até o Super bowl passou rapidamente, meus pais me acompanharam em tudo e até fomos no show do Dan e Shay onde cantei com eles e foi maravilhoso. Estou esperando ansiosamente a chegada do Sam, conversamos bastante esses dias e deixei claro que não quero nada publico e quero ir com calma. Estou na varanda do hotel tomando com café com meus amigos e pais, quando ouço uma voz atrás de mim.

- Bom - olhei pra trás e logo levantei - dia a todos. - paralisei olhando para aqueles lindos olhos e constatei o quanto estava com saudades e mais uma vez por impulso fui até ele, joguei meus braços em volta da sua nunca e o beijei calmamente, certeza que ele se assustou com a atitude mais logo correspondeu meu beijo da mesma forma.

- que saudades Sam  - acariciou meu rosto.

- Eu também amore, mas pensei que queria segredo. - dei-lhe um selinho.

- Aqui só tem pessoas que confio.

 

 O apresentei a todos e o café se tornou mais agradável ainda, infelizmente tinha que ir ao Hard rock Stadium para os últimos detalhes, Sterling falou que iria aproveitar para descansar. Ocorreu tudo bem com os últimos detalhes e fui chamada para ir em uma boate a noite e acho que seria bom relaxar antes da apresentação, ao chegar no hotel falei com o Sam e nitidamente não gostou muito já que não o chamei para ir junto, afinal não quero espalhar para não estragar tudo. Na boate foi muito divertido e acabei deixando de responder o Sterling ao decorrer da madrugada, cheguei era 6 da manhã ele dormia tomei uma banho rápido e vesti somente uma calcinha e a camiseta dele que está no banheiro, deitei ao seu lado e comecei a dar beijinhos no seu pescoço.

- Demi vai descansar tem uma apresentação amanhã ou melhor daqui a algumas horas.

- Só queria ficar um pouco com você - ele respirou fundo, virou-se e beijou-me calmamente e puxou-me para deitar em seu tórax.

- Pronto.

- Não era nisso que estava pensando.

- Dorme, para descansar.

- Tá bom.

Com certeza ele está chateado, achei melhor não insistir, mas a minha vontade de ser dele novamente é gigante, ainda mais depois conversas safadas e fotos que trocamos ao decorrer da semana.

 


Notas Finais


Alguém ainda?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...