História In your arms (Jikook - ABO) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 23
Palavras 1.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁ PESSOAS!!

Aqui estou eu, mais uma vez com um capítulo novinho em folha... Não estou muito satisfeita com o cap mas, espero que gostem mesmo assim.

BOA LEITURA

Capítulo 3 - The return of a friend


Fanfic / Fanfiction In your arms (Jikook - ABO) - Capítulo 3 - The return of a friend

O dia permanecia normal como todos os outros. Jimin acordou de manhã, foi ao banheiro, fez sua higiene como de costume e desceu para tomar seu café. Ele passou pela sala e se direcionou a cozinha onde estava sua mãe preparando algo que emanava um cheiro delicioso. Ele deu meia volta, não estava nem um pouco afim de ficar no mesmo ambiente que ela. 

 — Bom dia, Jimin. Você não vai comer? —Perguntou Yoongi — Hoje tem hotteok. 

 Ao ouvir sua sobremesa favorita sendo pronunciada pela voz do Yoongi, Jimin morreu de vontade de saborear o doce e então ignorou o fato de sua mãe estar na cozinha. Jimin acomodou-se em uma cadeira ao lado de seu irmão, pegou um hotteok levando-o a sua boca, mastigando lentamente o doce, que por sinal era maravilhoso. 

 — Meu Deus, isso daqui é uma maravilha, isso é vida. —Disse Jimin, com os olhos fechados e uma expressão de satisfação. Yoongi rir daquela cena. Ele adorava a forma de como o Jimin conseguia ser fofo agindo como uma criança. 

 — Ao invés de ficar aqui comendo, por que você não vai fazer alguma coisa de útil da sua vida? Como por exemplo ir pra faculdade, que tal? — Disse Sowon interrompendo a degustação do Jimin. 

 — CARAMBA eu mal sentei pra comer. — Jimin deu de ombros. 

 — Eu não mandei você acordar tarde. Quer ser alguém na vida, então vai logo se arrumar. Não dá pra morrer de fome. — Disse com um tom arrogante. Jimin bufa e sai daquele ambiente. Chega a uma conclusão de que ficar num bate boca com a Sowon não era nada produtivo. 

 — Poxa mãe também não é assim. — Yoongi repreende a mãe. — O caminho até a faculdade é longo, desse jeito ele morre de fome. 

 — Essa é a intenção. — Diz Sowon com um sorriso maléfico no rosto. 

 — Nossa mãe, que horror! — Yoongi diz saindo da cozinha se direcionado as escadas que dava aos quartos. Ele abre a última porta do corredor. Ao adentrar no cômodo, ele se depara com a figura do Jimin em frente ao espelho ajeitando os fios dos cabelos loiros. 

Jimin usava uma calça jeans preta com rasgos nos joelhos, uma regata cinza escura, um casaco grande preto que cobria quase por completo suas mãos e um tênis azul com detalhes preto. 

 — Você ta lindo como sempre. — Disse Yoongi assustando o mais novo. 

 — Ai que susto hyung! — Disse se sentando na cama com a mão no peito. — Obrigado, você também ta muito bonito. 

 Yoongi vestia uma calça jeans azul claro com rasgos que iam da coxa até os joelhos, uma blusa swag preta com o número 93 na frente, um boné preto e um tênis branco. 

 — Ta com fome? Trouxe pra você. — Disse Yoongi segurando um prato de torradas com mel. 

 — Não valeu, já escovei os dentes. — Jimin recusa. 

 — Tem certeza? ta gostoso. — Insiste 

 — Eu não tô afim de morrer não, ta. Quem é que me garante que ela não pôs veneno nas torradas? — Falou se referindo a Sowon. 

 — Eu ainda estou vivo. — Argumenta 

 — Mesmo assim, valeu, não tô com fome. 

 — Ta bom, se você começar a passar mal e desmaiar eu não vou te socorrer não, ta. — Põe o prato na escrivaninha. — Ah, lembrei agora, a mamãe vai sair com o carro, então temos que ir de moto. 

 — OK! Espera eu só achar a chave da minha moto. 

 — É aquela ali? — Pergunta Yoongi apontando para o criado mudo. 

 — É sim. — Jimin pega a chave. — Vamos? 

 Então os dois saíram e foram para a garagem, onde se encontrava duas motos pretas. Cada um subiu em uma, ligaram os motores —Que fazia um ronco maravilhoso— e foram para faculdade.


                                                                                                


     [...]

 



Jungkook já estava se arrumando pra ir à faculdade. Ele usava uma calça jeans azul escuro, uma camisa branca, um casaco vermelho e um tênis vermelho. Ajeitou os cabelos e logo desceu para tomar café. Antes de descer ele ouviu vozes.  

Que estranho será que meu pai ainda não foi pro trabalho e esta conversando com Tzuyu? 

 Geralmente o pai de Jungkook saia pro trabalho antes que a Tzuyu, então Jungkook estranhou. Ele desceu e viu a figura de um homem de cabelos castanho, conversando com sua irmã, porém não era seu pai. 

 — Bom dia Jungkook. Olha quem voltou. — Disse Tzuyu 

— Olá Jungkook, quanto tempo. — Disse Hoseok se virando para olhar pro amigo. 

— Hosoek!!! — Disse Jungkook com um enorme sorriso no rosto. Jungkook correu em direção ao amigo e pulou para um abraço entrelaçando as pernas na cintura de Hoseok. Eles ficaram assim, abraçados, durante minutos, sem dizer uma palavra. Até que Jungkook resolve se pronunciar. 

 — Eu senti tanto a sua falta hyung. — Disse no ouvido de Hoseok ainda o abraçando. 

 — Eu também senti a sua Kookie. — Disse Hoseok sentindo as lágrimas chegarem. 

 — Você vai chorar hyung? — Perguntou Jungkook se desfazendo do abraço. 

 — Eu? Claro que não. Eu não choro com essas coisas. — Disse Hoseok limpando os olhos que estavam marejados. 

 — Mas, eu não entendi, você não ia demorar um pouco mais? — Jungkook perguntou curioso. 

 — Na verdade eu menti pra você, queria fazer uma surpresa. Então... SURPRESA!!! 

 — Melhor surpresa do mundo. — Diz abrindo um sorriso que lembrava um coelhinho. 

 — Ah, eu vou voltar pra faculdade. 

 — Que bom. Quando você volta? 

 — Hoje mesmo. — Explicou Hoseok 

 — É sério?! Que bom, você pode ir comigo. 

 — Ta, mas toma logo café, pra podermos ir. 

 Jungkook comeu as pressas, escovou os dentes e foi com Hoseok pra faculdade, aproveitando que Tzuyu ia para o trabalho, pegaram uma carona com ela.  


                                                                                                 



    [...]





A faculdade estava movimentada, a cada minuto alunos iam chegando. Hoseok fitou o local e viu que nada havia mudado desde a sua viajem à Busan. Jungkook e Hoseok se direcionaram rapidamente ao elevador, por estarem atrasados para aula, andavam ligeiramente, quase correndo. Eles chegaram na sala, por sorte a aula ainda não havia começado. Parece que o professor também estava atrasado. Minutos depois deles terem entrado na sala e pego lugares um ao lado do outro, dois alunos que Hoseok desconhecia adentraram a sala, o mesmo ficara curioso em descobrir de quem se tratava as duas figuras.

— Jungkook, quem são esses dois 'esquisitos' que acabaram de entrar? — Perguntou 

 — Ah, são alunos novos. Eles são irmãos. O da esquerda — Apontou para o de cabelos negros — É Min Yoongi, 22 anos. O da direta é Park Jimin, 20 anos. 

 — Esse tal Yoongi até que é bonitinho, né? — Falou com um sorriso de lado e um olhar malicioso. 

 — Pode ser pra você que gosta da fruta, mas pra mim não — Disse com uma expressão estranha no rosto. 

 Hoseok soltou uma risada escandalosa, que chamou a atenção de todos para os dois. Jungkook encolheu-se, tentando se esconder de toda aquela situação constrangedora. Um dos dons de Hoseok era fazer com que as pessoas passassem vergonha. 

 — Hyung para com isso — Jungkook cochichou, porém Hoseok não ouviu — Hyung... — Deu um beliscão em seu hyung. 

 — Aaah — Gritou — Ta doido moleque!? 

— Quem está doido aqui é você, todos estão olhando. — Hoseok olhou ao redor, fitando cada pessoa da sala. 

 — Qual foi? Perderam alguma coisa na minha cara? Eu não posso mais rir nessa 'bagaça não? — Hoseok falou com a voz em um tom alto — quase gritando — para que todos pudessem ouvir. 

 Jungkook ficou vermelho de raiva, quanto mais ele tentava melhorar a situação, Hoseok dava um jeito de piora-la. Ele o fazia passar mais vergonha. Hoseok era uma pessoa meiga, doce, gentil, mas também, era barraqueiro. Pode parecer um defeito, mas era mais uma de suas qualidades. Ele ia até o fim para defender um amigo, alguém que ama ou algo que acreditava. 

 — Okay pessoal, a aula já começou. Desculpem o atraso mas já estou aqui. Então vamos parar com as conversas. — Disse o professor. Então toda a sala se acalmou e sentaram em seus devidos lugares. — Todos abram seus notebooks. 

 A aula continuara tranquila. O sinal tocou indicando que a aula havia acabado. Todos saíram de seus lugares e se direcionaram até a saída. 

 — Jungkook, que tal nós sairmos pra algum lugar agora a tarde? — Sugeriu 

 — Boa ideia pra onde? 

 — Lembra daquela casinha na árvore, que tem na floresta? A que a gente brincava quando criança. 

 — Lembro sim. É uma boa. De que horas? 

 — Umas cinco. Eu vou te buscar. Mando mensagem quando estiver saindo. 

 — Ta bom. 

 Depois de pegarem o ônibus, conversaram sobre algumas besteiras e deram algumas risadas. Desceram em um ponto qualquer, que ficava perto de suas casas. Ali eles se despediram indo cada um para suas respectivas casas.


Notas Finais


Então gente, foi isso... Desculpem também não ter tido muita coisa de interessante, mas, prometo que no próximo cap terá.

Credito das imagens vai para @HedKiMin

Hotteok: Panqueca doce feita geralmente com farinha ou arroz recheado com diversas castanhas e açúcar mascavo.

Obrigada por lerem.

*Beijos na bunda* Até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...