História Inalcançável - Capítulo 2


Escrita por: e Diuncancer

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga)
Visualizações 2
Palavras 667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Prólogo parte 2


2 anos depois....

-Omma!-Escuto Yoongi me chamar.

-Algum problema filho?-Questiono ao ver sua agitação.

-Vamos ter vizinhos novos!-Diz sorrindo.

Acabo me derretendo ao ver esse pequeno ser sorridente que posso chamar de filho. Yoongi já tem 2 anos e é a criança mais inteligente,gentil e encantadora que já vi em minha vida. Ele me puxa até a janela da sala para me mostrar os nossos novos vizinhos enquanto eu ria de sua animação. Mas ao ver quem eram nossos novos vizinhos, sou tomada por uma grande surpresa e animação.

Saio correndo de casa deixando um pequeno Yoongi confuso na entrada de casa.

-Yun Hee!-Chamo quase gritando , enquanto me aproximo de minha amiga que sorri largamente e vai ao meu encontro.

Nos abraçamos fortemente enquanto ríamos de nossa animação um tanto exagerada.

Assim que nos afastamos logo nos colocamos a contar as novidades. Ela me disse que seu marido havia conseguido um emorego na cidade e por isso tiveram que se mudar.

-Omma.-Ouvimos uma voz infantil chamar e nos viramos, nos deparando com uma criança morena sorridente.

Minha amiga o chama com a mão e ele vem correndo até seus braços.

-Omma, você sabia que tem um parquinho no fim da rua?-Diz animado.

-Sim, e se quiser podemos ir lá mais tarde.-Minha amiga diz sorrindo com tamanha animação do pequeno.

-Hâ? Mas não pode ser agora?-Questiona com um biquinho fofo nos lábios.

-Ah meu amor, a omma tem que arrumar a nossa casa nova.

-E o appa?

-O appa também.-Responde e é perceptivel a chateação do pequeno.

-Bom, eu acho que tenho uma solução para esse problema.-Digo atraindo a atenção de ambos.-Se sua mãe deixar, meu filho pode ir com você ao parquinho.-Ele olha para a mãe com os olhinhos brilhando de esperança.

Minha amiga olha para mim e logo em seguida para seu filho, assentindo. O pequeno abre um grane sorriso e pula nos braços da mãe. Aproveito o momento mãe e filho e chamo Yoongi. Ele se aproxima vagarosamente  de mim e olha timidamente para minha amiga e para o filho da mesma que sorria animadamente.

-Querido, este é meu filho, Min Yoongi.-Digo colocando-os de frente um para o outro.

-Yoongi querido, este é meu filho Jung Hoseok.-Yun Hee apresenta o menor.

-Oi Yoongi! Me chamo Hoseok!-O menor diz sorridente.

-Oi Hoseok.-Meu filho diz ainda tímido.

-Filho,-chamo sua atenção- por quê não mostra o parquinho ao Hoseok?

Ele assente e olha para o pequeno sorridente que segura em sua mão e sai correndo, puxando-o.

-Vamos Yoongi!-Diz rindo e contagiando meu filho que também ri.

Observamos sorridentes nossos pequenos com a certeza que dali sairia uma grande amizade.

Atualmente....

Hoseok narrando...

Quando desperto de minhas lembranças percebo que todos já foram, menos eu e o Yoongi.

O mesmo estava em cima de alguns colchonetes empilhados ao lado de um armário, onde tentava guardar o aparelho de som em cima do mesmo.

-Hoseok?-Digo um "oi?".- Você me odeia?-Questiona e me assusto.

-Por que acha que te odeio?-Questiono me aproximando do mesmo.

Ele fica quieto por algum tempo e quando chego ao local onde ele estava e o mesmo abre a boca para dizer algo, alguns colchonetes deslizam, fazendo com que Yoongi caia.

Num impulso seguro-o em meus braços, impedindo com  que ele caia no chão. Depois que me dou conta do que fiz, congelo e tudo o que aconteceu em nossa história se passa por minha mente enquanto sinto um aperto no peito.

Isso dói. Poder tê-lo tão perto e não ser reconhecido pela pessoa que amo dói. Mas mesmo doendo não deixarei que ele fique longe. Juro que ainda vou fazê-lo se lembrar e sentir os mesmos sentimentos que sinto.

Yoongi narrando...

Quando sinto seus braços ao meu redor, congelo e uma leva de sentimentos se passa por meu coração.

Que sensação é essa? É como se já nos conhecêssemos...Comos sr já tivesse nutrido grandes sentimentos pelo mesmo. Mas tenho certeza que nunca o vi.


Notas Finais


Desculpem os erros ortográficos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...