História Inappropriately IMMERSED - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags + Alto Teor Sexual, + Conteúdo Explícito, Couple, Dirty Talk, Jikook, Jimin, Jimin!seme, Jimin!top, Jungkook, Jungkook!uke, Kookmin, Lemon, Minkook, Puro Pwp, Sexting, Shortfic, Texting, Yaoi
Visualizações 37
Palavras 1.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EAE MEUS MANO BELEZA
Velho, essa história sem dúvidas será o meu pornô mascotinho do perfil.
nAO STA DANDO BRODER NAO STA
OLHA ESSA CAPA
OLHA ESSE BANNER
MANO ESSE BANNER
COM CERTEZA O MELHOR BANNER JÁ FEITO POR MIM, PINGUIM DO MADAGASCAR, EM QUESTÃO DE ESTÉTICA OLHA ESSA DELÍCIA LINDA TO QUASE LAMBENDO A TELA DE TANTO QUE TO NAMORANDO ESSE NEGÓCIO SOCORO
Essa capa é muito o meu xodó @oficial_oficial.al
Ficou tão nhonho acho q vo chora
Tenho uma queda fodida por capa simplezinha, o que mais vão ver aqui nesse perfil é capa simplezinha, porque capa simplezinha é show

•× × × ×•× × × ×•× × × ×•× × × ×•
Voltando pra história:
Eu amei ela em tantos níveis, já tenho todos os capítulos feitos pra postar qUEM DIRIA MANO
SEGURA A SEQUÊNCIA DE MARCO HISTÓRICO IRMÃO
- Todos os caps feitos
- Primeira Texting postada nessa minha vida de ficwriter fudida e JÁ VEM O PACOTE COMPLETO: SEXTING, PWP E TUDO QUE TEM DIREITO MAS ISSO AQUI TÁ MUITO BOM OH MY HOLY FUCKING DEATH QUE
...e pensar que essa delicinha aqui surgiu aleatoriamente a partir de uma potaria aleatória que fiz numa madrugada aleatória só porque
porque
porque a gente é safada memo fodase
KKKKKKKK eu to cm sono dormi muito pouco por causa desse xUXU aqui
Não que eu durma habitualmente, maaasss
Aproveitar a inspiração né não
Quase uma semana inteirinha, dias consecutivos muito bem gastos, eu ouvi um amém¿
•× × × ×•× × × ×•× × × ×•× × × ×•

A respeito da história:
- Ela é puro PWP; composta por 4 capítulos.
- Direta e reta no que se pede a partir do capítulo de introdução;
- Palavrões rolarão à solta; Jikookinho bem safadinho adoro [email protected]#$!??
- Todos os capítulos posteriores serão nomeados por ‘Small’; nome que o Kook colocou no contato do namoradinho ownt -q; mas todos terão ‘nome próprio’, estarão nos banners.
- Como dito nos pré avisos, na sinopse: o formato principal da história é em mensagens de texto.
*Os horários titulados nos banners é o horário de início do capítulo.

No mais; por enquanto é só!

AGORA SIM RAPAZ
Chega de falação e bora pra leitura rsr

AS NOTAS FINAIS É NOOSSAAA -qqqqww
- ʟᴇᴛ's ǫᴜᴇ ʟᴇᴛ's ɢᴏ.

Capítulo 1 - I n t r o


Fanfic / Fanfiction Inappropriately IMMERSED - Capítulo 1 - I n t r o


Se segurava com firmeza nas bordas da pia.

Deixou-se pender a cabeça para baixo, os olhos fechados. A quantidade de ar que bufou inflou suas bochechas.

De nada adiantou se deitar às oito, no objetivo de acordar disposto no dia seguinte.

Abriu a torneira, molhou primeiro os dedos da mão em um vai e vem contínuo embaixo d’água, para depois sim lavar o rosto como o pretendido.

Molhou-o uma... Duas... Três vezes, deslizando os dedos pelas bochechas. Passou o antebraço na ponta do nariz, o secando para que não pingasse. Através do espelho, reparou que em suas bochechas uma fraca coloração dava vida ao seu rosto nem tão branco: um rosar tímido, clarinho.

Soltou o ar dos pulmões outra vez.

Sem perceber, acabava o prendendo.

Desde que despertou, sua respiração tem tido falhas — ou ele é quem falhava em mantê-la ritmada.

Em sua legítima defesa, não estava sendo fácil por mais que quisesse; parecia mais carregada, mais densa. Ou entrava com dificuldade, ou custava para sair. Se pegava puxando mais ar do que o normal, mas ainda não parecia saciar. Satisfazer. Ser o suficiente. Em contrapartida, também se pegava quase se auto asfixiando.

Devia estar dormindo.

Mas estava ali. Desperto.

...des...perto.

Droga”, mentalizou.

Se encontrava naquela mesma posição, se segurando nas bordas da pia. Olhava o ralo como se ele fosse o melhor ponto de fuga para pensar, mas embora parecesse calmamente reflexivo, estava longe de calmo.

Por dentro, era a própria confusão.

Seu coração batia entre pequenos, pequenos intervalos de tempo. Estava acelerado como, se não tivesse feito uma casual corrida matinal, levado um susto há pouco.

Seu corpo estava quente, mas a sensação era da quentura vir de dentro pra fora. Sentia sua nuca mais úmida, um certo desconforto por debaixo da roupa que usava, causado pelo calor.

Uma sensibilidade no meio das costas causada pelo arrepio fixado naquela região, que se alastrava pelo resto das costas. De vez em vez, intensificava em um pinicar.

Pressionou os dedos contra o porcelanato; as imagens criadas, frutos de sua imaginação, ainda estavam frescas em sua memória. Alguns detalhes haviam se perdido, mas o importante era que ainda podia reprisar as vozes como se realmente as estivesse ouvindo.

Seria engraçado dizer que, entre as duas vozes que lutava para manter a mais nítida lembrança, estava a sua própria.

Fora do contexto, poderia até trazer à tona caras e bocas caóticas, pressupor estranho.

Mas, dentro...

Havia acabado de soltar sem querer um murmúrio choroso, quem visse de fora talvez dissesse que aquele som estava recheado de dengo, e de fato estava. Assim como não era exatamente um murmúrio.

Jungkook estava gemendo enquanto mordia o lábio, aquilo parecia tão delicioso pela maneira que o fazia... Colocava força nas mãos que apertavam o porcelanato da pia, e depois diminuía, ficando nisso enquanto se balançava minimamente para frente e para trás, por conta da inquietação — a falta de ter algo contra seu corpo, um calor a mais; o desejo de se esfregar em algo; até mesmo, de pelo menos abraçar. Parava de morder o lábio apenas para respirar pela boca, parecia mais fácil daquele modo, supria melhor sua necessidade. Nem mais se balançava.

Parado, lambeu o lábio, voltando a morde-lo.

Aquilo havia ficado realmente delicioso.

Mas em um despertar, abriu novamente os olhos.

Tinham um brilho diferente, ofuscado, a abertura também não era inteira. Se não fosse o toque do brilho, seria um olhar cansado.

Pela segunda vez, lambeu a boca.

Procurou no mármore do balcão, lado esquerdo e direito. Nada além de sabonete líquido, porta escova de dente, pente e escova de cabelo. Do outro lado, vazio.

Um flash da tomada perto do rodapé.

Havia deixado o celular carregando, no quarto.

Pegou fôlego e largou a pia, ligou a torneira, lavou o rosto e o secou na toalha. Já se encaminhando para se retirar do cômodo, a tampa do cesto de roupa suja o chamou atenção, o fazendo retroceder para ir até ela e fecha-la. Que cabeça a dele... havia esquecido totalmente.

Feito isso, apagou a luz e saiu.

O banheiro ficava em uma ponta do andar superior e seu quarto ficava na outra. O trajeto era uma reta, em certo ponto a reta virava para esquerda e seguia. A escada que levava para o andar debaixo... O corrimão continuava; servindo de grades de proteção para que o andar de baixo pudesse ser visto de cima (e vice-versa) sem o risco de alguém despencar. Atingindo o “limite” do corredor, o trajeto tornava a virar para esquerda e, ali, mais alguns passos adiante, se encontrava a porta de seu quarto.

Entrou sendo cauteloso para que a porta não fizesse barulho nem ao abrir, nem ao fechar.

O tapete felpudo, do lado da cama, acolheu seus pés cobertos pela típica meia branca. Agachou e apanhou o celular do chão, desconectando do carregador, igualmente desconectando-o da tomada, mas deixou o objeto por ali no chão.

94 por cento de carga. Nada mal.

Afastou com o pé o carregador mais para o canto, próximo da cômoda. Assim, supõe que não correrá o risco de alguém, nem ele próprio, acabar pisando.

Subiu na cama, largou-se de barriga pra cima em meio a bagunça do cobertor.

Os segundos decorreram com ele observando o além, não refletia se devia mesmo fazer o que tinha em mente, porque iria; no entanto, não sabia se poderia classificar como “tomando coragem” o que estava fazendo.

Virou o rosto e moveu os olhos para a mão que tinha a posse do celular.

Era íntimo do namorado, não eram novatos no quesito de experimentarem um do outro.

Trouxe o celular mais para perto, e somente nesse ato percebeu que estava trêmulo.

Ligou a tela, o clarão bateu em seu rosto e seus olhos se fecharam rapidamente, tornando a abrir estreitos, para se proteger da claridade. Desenhou a senha, desbloqueando o aparelho.

Eram íntimos, mas fazia um tempo que não ficavam íntimos.

Focou-se no ícone do aplicativo no qual costuma usar com maior frequência para conversar com ele. O pé da barriga gelou em expectativa. No canto da boca, um sorrisinho travesso surgiu.

Aberto, contatos carregados; aumentou o sorriso, atraído pela foto de perfil do rapaz que liderava no topo — o símbolo de um alfinete do lado indicando que Jungkook havia fixado o chat. Independente de quem mandasse mensagem, aquele garoto em específico sempre estaria em primeiro na lista.

Online a quatro minutos atrás? Hum.

Ele não está online neste exato instante, mas... Se estava há quatro minutos...

Jimin não dormiria tão rápido assim.

A não ser que tenha largado o celular agora para dormir.

Quais as probabilidades?

Riu consigo.

Difícil de pegar no sono... Exceto quando está a ponto de desmaiar. Conhece a peça. Muito azar se ele já tiver ido.

Soprou um único riso pelo nariz, aconchegou melhor a cabeça no travesseiro sorrindo de um jeito que delatou que estava prestes a aprontar.

Clicando na barra de digitação, o teclado apareceu.


Notas Finais


rsrsr é daqui pra potaria meubom rsrsr

acho que o segredo é escrever porno
pq porno nois é frenetics mlk
quem não gosta de um porno
porno é top
KKKenfim

Os capítulos virão logo, logo, está tudo certo para ser postado, só falta...
Eu postar mesmo DHJSHJFHJDHF
Fiquem atentos quando a noite cair, a partir das 20h00 já podem ficar na expectativa de uma atualização~

Espero que tenham gostado dessa intro, que curtam a história por completo e é isto SHFGDHFHG
Se a amarem tanto quanto eu a amo, serei uma formiguinha realizada nesse mundão correndo pelos vales da boiolagem adoro uma boiolagem por sinal quero

É aquelas, posso demorar para dar um feedback nos comentários, mas eu juro que estou sempre tentando e sempre irei dá-lo independente de quanto demore
Como sempre, fiquem à vontade ❤ Uma vez aqui, já é de casa~

Acho que é agora que me despeço, não?
Pois bem, Rxccxxns 💙
Durmam bem, a gente tem um encontro amanhã à noite rs

- ɢѳѳɗɴɪɢʜт.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...