História Inazuma Chronicles - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Inazuma Eleven (Super Onze)
Personagens Aki Kino, Atsuya Fubuki, Beta, Endou Mamoru, Fey Rune, Fudou Akio, Gamma, Haruna Otonashi, Kariya Masaki, Kidou Yuuto, Kirino Ranmaru, Matsukaze Tenma, Personagens Originais, Shindou Takuto, Shirou Fubuki, Shuuya Goenji, Tsurugi Kyousuke, Tsurugi Yuuichi, Yamana Akane
Visualizações 24
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí pessoal, tudo bem? Bom, faz tempo que não trago nada aqui para o site, então resolvi postar essa fic aqui! Eu estava postando-a somente no amino, mas, como não sei se continuarei lá, pensei ser uma boa ideia postá-la aqui também. Espero que gostem do enredo! Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1


Um reino de nome Inazuma encontrava-se em tempos de paz. O povo vivia feliz e sem preocupações, graças ao rei Endou e a rainha Aki. Ambos davam o seu melhor para que todos vivessem bem e felizes. O rei, chegava a trabalhar dia e noite, tentando manter a paz conquistada.

Seus guerreiros faziam patrulhas de vez em quando, afinal, precisavam dar conta de qualquer perigo que viesse a perturbar a tranquilidade. O rei sempre mandava os mesmos cavaleiros fazerem esse serviço. Eram os seus mais confiáveis, então, não se preocupava com ataques externos.

— Já estou cansado… Está na hora de trocar de plantão? — Um cavaleiro de cabelos verdes questionou, abrindo a boca de sono.

— Claro que não. Acabamos de entrar. — Seu parceiro, de cabelos róseos esbravejou, tamanha a folga do companheiro.

— Oras, pra quê precisamos ficar de guarda? Ninguém irá atacar o reino. A feiticeira foi derrotada por nosso rei, lembra? — O esverdeado comentou em tom de tédio.

— Por isso precisamos ficar de guarda Kariya. Pode surgir algum outro mal. — O rosado respondeu.

— Se surgir, o rei acaba com ele de novo, não é Kirino? — Kariya comentou, com ambas as mãos apoiando sua cabeça, enquanto andava ao lado do mais velho.

— Não podemos ficar parados deixando o rei fazer tudo. Agora, preste atenção na patrulha. — Kirino finalizou e pôs-se a vigiar a entrada do reino.

— Ok, mas ainda estou com sono. — Kariya comentou, enquanto imitava o mais velho, ainda bocejando.

O rosado apenas respirou fundo. Como é que aquele cara é um dos mais confiáveis do rei? Parecia até uma piada aquilo. E por que precisava ficar de guarda logo com ele? Preferia fazer a patrulha com seu amigo Shindou, afinal, o moreno sabia o que fazer se surgisse algum problema.

Enquanto isso, os outros cavaleiros andavam pelo reino, a fim de patrulhar todas as áreas. Entre os cavaleiros, haviam dois irmãos. Ambos tinham os cabelos azulados, porém, era fácil distingui-los, já que o menor era mais sério que o outro.

— Kyosuke, vou patrulhar as áreas externas. Fique aqui e tome conta deste distrito. Logo estarei de volta. — O mais velho falou.

— Você não vai patrulhar direito, não é? Está indo atrás daquela maga de novo, não é? — Kyosuke questionou seriamente.

— C-claro que não Kyosuke. Não duvide dos meus serviços. — O mais velho retrucou um pouco corado, porém sério.

— Irmão, não podemos descuidar nem um minuto sequer do reino. Algum mal pode surgir e… — Kyosuke não conseguiu terminar de falar, já que seu irmão o interrompeu.

— Já falei, não duvide dos meus serviços. Eu só vou vê-la depois de patrulhar toda a área. — Retrucou e, sem esperar o irmão falar, saiu correndo rumo a saída do reino.

— Irmão… Qualquer dia você se dará mal… — Kyosuke resmungou e voltou a patrulhar.

Já fora dos portões do reino, rumou em direção à floresta. Foi naquela região que a feiticeira havia surgido da última vez, então, preferiu checar o local novamente. Desde o último ataque, o azulado sempre voltava pra lá, a fim de checar se estava seguro ou não. Fazia isso para proteger o reino e a pessoa que morava naquela floresta. Seu irmão sabia disso e, mesmo assim, ralhava consigo, achando que estava fugindo do serviço.

Chegando ao local, viu algo diferente. Perto de uma árvore havia um enorme casulo. Aquilo não estava lá ontem. Resolveu chegar perto e verificar se aquilo causava algum risco ao reino. Quando se aproximou, o casulo expeliu uma aura negra muito forte, fazendo com que tudo o que estivesse por perto, voasse para longe.

O azulado estranhou aquilo. Apoiado em sua espada para não ser arremessado, continuou se aproximando daquilo. Precisava dar um fim no casulo, se quisesse proteger a todos. Tirou a espada da bainha com dificuldades e, quando foi golpear o casulo, este se abriu.

— Não pode ser… — O cavaleiro murmurou com os olhos arregalados.


Notas Finais


E então, o que acharam? Mereço comentários? Digam o que precisa ser melhorado, o que gostaram, enfim, deixem a opinião de vocês! Até o próximo capítulo! ;D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...