História Inazuma Eleven x Leitor - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inazuma Eleven (Super Onze)
Personagens Personagens Originais
Visualizações 71
Palavras 1.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Esporte, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


N/a = Nome Amiga

Capítulo 14 - Maldição


Fanfic / Fanfiction Inazuma Eleven x Leitor - Capítulo 14 - Maldição

Você andava pelos corredores da escola, o corredor estava muito movimentado e você não conseguia andar sem esbarrar nas pessoas, quando você passou perto do patio alguém acabou te empurrando, você esperou sentir o impacto do chão mas em vez disso você sentiu algo macio, então perceberá que você caiu em cima de alguém, você olhou para a pessoa embaixo de você, era um garoto, ele usava uma bandana roxa e escura com um enorme olho vermelho cobrindo os olhos, você corou e rapidamente se levantou.

- Gomenasai - você se curvou e saiu correndo em direção ao banheiro - Que vergonha - você colocou a mão no rosto, o sinal tocou anunciando o começo das aulas.

Seu pov

Suspirei e sai do banheiro, percebi que o corredor estava quase vazio, corri em direção a minha sala, por sorte o professor não havia chegado, me sentei no meu lugar e olhei para lado vendo o garoto que eu havia caído em cima, rapidamente abaixei a cabeça, o professor chegou e começou a dar aula, levantei a cabeça para ter certeza de que o garoto estava lá e infelizmente ele estava, como eu nunca reparei nele? Ele virou a cabeça na minha direção e novamente abaixei a cabeça.

- Droga - eu disse baixo, levantei a cabeça e ele já não olhava para mim, suspirei de alívio.

- S/n está prestando atenção? - olhei para frente e vi o professor me encarando então vi que todos da sala me olhavam incluindo o garoto, corei.

- Me desculpe professor - ele voltou a dar aula, abri meu caderno e comecei a rabiscar, me assustei quando alguém colocou a mão no meu ombro, me virei - N/a! - ela ria.

- O que está desenhando? - ela disse olhando meu caderno.

- Desenhando? - olhei o caderno e vi que eu havia feito um desenho daquele garoto - O que?

- Alguém está apaixonada - ela brincou - Vamos tá na hora do intervalo.

- O tempo passou tão rápido - disse fechando meu caderno e saímos da sala - Você sabe quem ele e?

- Todos sabem quem ele - chegamos no refeitório - Yuukoku Hiroyuki, ele e conhecido como Talismã, capitão da Occult - nós sentamos em uma mesa e começamos a comer - Ele se isola das pessoas - olhei para trás e vi o mesmo comendo afastado de todos - As pessoas dizem que ele traz desgraça e má sorte para quem se aproxima dele.

- Nossa - disse voltando a olhar para ela.

- Não sabemos se e verdade mas ninguém se atreve se aproximar para saber.

- Eu estou disposta a arriscar - ela engasgou com a comida.

- O que?

- Quem não arrisca não petisca - peguei minha comida e me levantei da mesa e caminhei até ele, me sentei ao seu lado - Oi - ele não respondeu - Sou S/n - novamente ele me ignorou - Bom, eu sei o que as pessoas dizem sobre você mas eu não acredito - ele olhou para mim - Estou disposta a ser sua amiga.

- Me deixa em paz - ele se levantou e saiu do refeitório, percebi que todos no refeitório me encaravam.

{...}

Eu estava assistindo o treino dos garotos, bom para ser honesta eu não estava prestando atenção no jogo e sim nele, voltei a olhar para o campo mas então percebi que ele não estava mais ali, me levantei e olhei para todos os lados mas não o achei, suspirei e me virei, me assusto ao ver ele atrás de mim.

- Eu disse para me deixar em paz - ele estava com os braços cruzados.

- Por que? - perguntei me aproximando mas ele recuou.

- Eu tenho uma maldição! - fiquei com vontade de rir mas segurei o riso.

- Que maldição? - novamente me aproximei e ele novamente recua.

- Você sabe o que acontece com quem se aproxima de mim!

- Não sei não - me aproximo mas quando ele ia recuar seguro seu braço - Para de fugir de mim!

- Não estou fugindo - vi que seu rosto estava ficando vermelho.

- Eu estava dizendo a verdade, não acredito nessas baboseiras, eu quero ser sua amiga! - me aproximei mais dele, mais um passo e nossos corpos estariam colados.

- Você e persistente - ele suspirou.

{...}

- Vai por favor - estávamos andando pelo corredor.

- Já disse não! - suspirei - Essa e a minha maldição.

- Seus olhos? - fiquei em sua frente o fazendo parar de andar.

- S/n por favor, não me sinto confortável sem a bandana.

- Tudo bem - voltamos a andar.

- S/n - olhei para trás vendo N/a, quando ela viu Yuukoku recuou um pouco - Podemos conversar? - o encarei.

- Nós vemos mais tarde - ele saiu andando.

- Não acredito que e amiga dele.

- Se for começar com isso de novo não quero ouvir.

- Como pode defender ele? Nós conhecemos desde pequenas e ele você quase nem conhece, ele pode estar de usando.

- Para que?

- Eu não sei - sai andando deixando ela para trás - S/N!

Sai correndo até o campo, parei e me encostei em uma árvore, me sentei no chão e fechei os olhos, senti algo molhado cair em meu rosto, abri os olhos e vi que estava chovendo, me levantei e não demorou e eu estava toda molhada, ouvi passos atrás de mim, olhei para trás e vi Yuukoku.

- O que está fazendo aqui? - perguntei o olhando.

- Eu vi o que aconteceu entre você e sua amiga e sinto que a culpa e minha.

- Não e sua culpa.

- E sim, isso aconteceu sempre que alguém se aproximade mim.

- A culpa não e sua!

- Por que continua me defendendo? - me aproximei e segurei seu rosto e juntei nossos lábios, me afastei - S/n - sai correndo - S/N! - olhei para trás e vi ele correndo atrás de mim, acelerei o passo e consegui despistar ele e chegar em casa.

{...}

Fiquei uma semana sem ir a escola, com medo de encontrar com ele, N/a veio aqui em casa e me contou que a escola estava espalhando boatos de que Yuukoku me assustou e que eu havia mudado de escola, N/a me disse que ele parecia triste, depois de muito tempo pensando eu decidi voltar a escola, quando entrei todos me encararam, caminhei pelo corredor, vi ele parado na frente do seu armário, me aproximei e parei ao lado dele, ele fechou o armário e me encarou.

- Você voltou.

- Não podia fugir para sempre - ele segurou minha mão e me arrastou para fora da escola em um lugar afastado - O que estamos fazendo aqui?

- Isso - ele retirou a bandana que cobria seu rosto então pude ver seus olhos, um olho é vermelho vivo e o outro amarelo-dourado - Essa e a minha maldição - dei risada.

- E muito bonito - ele se aproximou - O que está fazendo? - ele não disse nada, fechou os olhos e juntou nossos lábios.

Ele abraça minha cintura, eu passei os braços por volta de seu pescoço, ele pede passagem é eu acabo por ceder, ele me colocou contra a árvore que tinha ali e juntou nossos corpos, nós separamos por falta de ar.

- Eu te amo - disse corado

- Eu te amo mais - ele riu e me beijou novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...