1. Spirit Fanfics >
  2. Incerteza - Segunda Temporada (Jikook) >
  3. A Volta de Sorrisos

História Incerteza - Segunda Temporada (Jikook) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


AMORES EU ESQUECI QUE EU NÃO TINHA POSTADO ME DESCULPEEEEEM

Penultimo capítulo :) aproveitem! Boa leitura (Não revisado)

Capítulo 8 - A Volta de Sorrisos


Fanfic / Fanfiction Incerteza - Segunda Temporada (Jikook) - Capítulo 8 - A Volta de Sorrisos

Mais um dia na universidade, onde Jungkook andava distante. Ficava várias aulas em seu celular, conversando com a mãe de Jimin, a fim de receber notícias do garoto.

-- Jungkook - cochichou Yoongi, que estudava na mesma sala que ele - Presta atenção, isso é importante.

-- Tudo bem - ele soltou o celular, mas Yoongi sabia que ele o pegaria de novo em cinco minutos ou menos.

-- Fica tranquilo, ela está cuidando de tudo - fez um carinho singelo em seu braço, e ele apenas assentiu.

Logo o horário do almoço chegou, e Jungkook voltou a colocar a cara no seu celular. Era uma obrigação, e se tivessem notícia e ele não ficassem sabendo?

-- Jungkook - chamou Taehyung.

-- Ok, ok, já vou desligar - ele colocou o celular no bolso, e olhou Taehyung - O que foi?

O amigo estava olhando para frente, boquiaberto, e quando Jungkook olhou para a frente, achou que a reação do amigos era pouca.

Era ele? Não... Jungkook só podia estar tendo uma alucinação. Como ele conseguia voltar assim, com um sorriso no rosto?

-- Olá Jungkook - ele sorriu, olhando para o ex namorado.

-- J-Ji-Jimin?! - ele estava boquiaberto e paralisado, assim como os outros - O-Onde você estava?

-- Ah, isso fica para depois - riu fofo e abraçou o mais alto, que não revidou - Eu senti tanta saudade de você... Preciso falar com você.

Pegou a mão de Jungkook e o puxou. Estava andando de costas, sorrindo e olhando nos olhos dele. Os outros estavam muito surpresos para fazerem algo.

-- Que é que você está fazendo? Quer dizer... Que você fez! - perguntou confuso, olhando Jimin, que sorria normalmente.

-- Eu vou te explicar tudo... - ele mexeu no cabelo, enolhou de relance para o lado - Não leve em consideração a minha expressão, ok?

Jimin ainda sorria, como se acabasse de receber um elogio. Jungkook ficou sem expressão.

-- O que aconteceu?

-- Eu tinha sido sequestrado, só que as coisas saíram do controle - ele continuava sorrindo, mexendo timidamente no cabelo - Hoseok está no meio disso... Não faça expressão, por favor!

Jungkook arregalou levemente os olhos. Como assim ele falava aquilo sorrindo? "Não leve em consideração a minha expressão". O que diabos aquilo queria dizer.

-- O fato, Jungkookie, é que estou seguindo um plano ta bom? - ele se aproximou, passando a mão no peito dele - Não se afaste, por favor, você precisa focar quieto se quer que eu continue vivo.

E ele ainda sorria.

-- Jimin, eu...

-- Shh... - Jimin colocou seu dedo indicador na boca de Jungkook, fazendo ele ter um leve arrepio - Você vai ver ela, ok? Eu não me lembro dela, mas você deve se lembrar, por que ela está com raiva... Venha cá... Vai ficar tudo bem.

Ele pegou a mão de Jungkook, e o puxou, delicadamente, para perto de seus amigos novamente. Estava preste a perguntar o que está acontecendo, quando viu Jimin olhar para trás.

-- Ah! - deu um breve grito e foi para trás de Jungkook - Por favor, Dahee, não faz nada comigo.

Era ela, olhando nervosa para Jimin. Olhou Jungkook e seus olhares se cruzaram.

Droga.

-- Não... - Jungkook bufou - Dahee?!

A fala saiu irônica, e agora, nem Jimin entendia o que estava acontecendo. A mulher riu, mas não parecia ser de algo engraçado.

-- Quanto tempo - bufou com os braços cruzados - Como vai a sua vidinha?

-- Eu que pergunto... Dahee - ele falava o nome da moça com um destaque irônico na voz.

-- Quem é? - perguntou Taehyung, um pouco receoso e ainda confuso.

-- Alguém que não se chama Dahee - ele disse, ainda a olhando nos olhos - A vergonha foi tanta assim, Hee? Não sabia que ia chegar nesse ponto...

-- É claro que cheguei - ela disse com raiva, se aproximando um passo do garoto - Acha que ia levar aquela vida no meu nome?! Nem fudendo... Você também deveria ter vergonha.

-- Eu não sou como você - Jungkook disse entre os dentes, cerrando os punhos.

-- Kook - chamou Jimin, que começava a focar preocupado - Quem-

-- Uma ordinária! - quase gritou, interrompendo Jimin - Fala pra eles, Dahee, qual o seu nome?

A mulher não disse nada, apenas sorriu ladina e maliciosa. Jungkook coneçava a focar vermelho de raiva.

-- Que foi, Kookie?... Não consegue falar meu nome? - riu ela.

-- Jungkook - Jimin fora interrompido de novo.

-- Jeon - ele disse, ainda olhando a mulher - Jeon JungHee... Mas pelo visto, agora é Jeon DaHee.

Jimin olhou para a mulher, que ria divertida da situação. Ele parou para analisar seu sorriso, e agora ele sabia de onde o conhecia.

-- Essa não... - Jimin olhou o chão.

-- Quanto tempo, irmãozinho - ela disse entre as risadas - Incrível pensar que você sobreviveu todo esse tempo com nossos pais.

-- Você nos abandonou! - Jungkook se aproximou mais, a raiva transbordando de seus poros - Eles nunca mais foram os mesmos!

-- Eles nunca foram o que você pensa, Jungkook - ela diminuiu o tom de voz, parecendo estar com raiva, mas apenas do que ele dizia, e não dele - Acha o que? Que eles mudariam do nada?! Fiquei sabendo de seu distúrbio alimentar causado pelo papai, o abandono da mamãe, sua emancipação... E você é igual a eles...

-- Olha aqui... - ele não teve forças para continuar, e teve que ser segurado por Jimin e Yoongi, para que não desmaiasse.

-- Até eu sou melhor que você, Hee - o outro saiu de seu canto, finalmente mostrando o rosto. Jungkook arregalou os olhos, assim como o resto dos presentes.

-- Hoseok... - cochichou Jungkook, para ninguém em particular.

Youngjae saiu de seu também, parando atrás de Hoseok. Dahee encarou os dois, com uma risada irônica, porém vacilante, nos lábios.

-- Você quase o matou - disse, colocando as mãos em sua cintura.

-- E você quase matou Jimin - bufou - Eu não ia deixar isso acontecer...

-- Fraco! - xingou de repente, e Jimin podia jurar que viu lágrimas nos olhos dela - É isso que você é! Um fraco! Matando Jimin você teria Jungkook em suas mãos!

-- Mas eu não quero ver Jungkook doente por causa dele! - gritou, e agora Jimin tinha certeza que tinha lágrimas em seus olhos - Merda, Dahee! Sua raiva não tem motivo!

-- Os meus pais sempre foram tóxicos! Mas ele nunca viu isso! - apontou para Jungkook, agora realmente chorando.

Quando se virou para sair, a fim de esconder suas lágrimas, Youngjae soprou um apito. O ato soaria vomo o mais aleatório do mundo, se logo depois não viessem policiais e a algemasse.

-- Não... Não! - gritou em desespero - Me soltem! Me larguem!

Os gritos histéricos da garota foram ficando mais baixos, a medida que a distância ia almentando. Hoseok e Youngjae simplesmente começaram a andar, mas foram parados por Jimin.

-- Obrigado... - disse só para eles, recebendo um sorriso como resposta.

-- Jimin - Jungkook chamou, ofegante com a surpresa e o estresse. Jimin teria que conversar com ele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...