História Incomparável - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Tokio Hotel
Personagens Bill Kaulitz, Georg Listing, Gustav Schäfer, Personagens Originais, Tom Kaulitz
Tags Bill Kaulitz, Romance, Tokio Hotel, Tom Kaulitz
Visualizações 1
Palavras 1.292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, Não sou expert em investigação fiz somente com base em séries que amo!

Capítulo 21 - Dias finais


Fanfic / Fanfiction Incomparável - Capítulo 21 - Dias finais

A noite caia e uma chuva fina era o único som a ser ouvido, Scarlet estava sentada em cima de sua mesa com alguns papéis e fotos que Sebastian havia trago naquela tarde, tudo estava ali, Scarlet olhava aqueles papéis sem acreditar, sua mente trabalhava em vários e vários argumentos para justificar ele, mas estava ali, ele era o assassino de verdade. A investigação havia acabado, Scarlet sai de sua mesa tomada por raiva joga os pais no chão em seguida fecha seus punhos, e de uma vez soca a mesa fazendo um barulho audível para fora de  sua sala, sua força triplicava em momentos de raiva, Henrique que ouviu e sabia como ela estava entra na sala sem bater, Scarlet se vira e o olha 

- Des...culpa, entrei sem bater mas por que ouvi o barulho está tudo bem? - ele se aproxima devagar da policial que o encarava. 

- Não, e eu sei quem é o assassino... o... os motivos dele são tão... - Ela se vira para mesa - TÃO IRRACIONAIS!!!! - Ela grita não segurando sua indignação, ela o via como alguém bom... amável, havia se encontrado com ele tantas vezes... tantos momentos bons, sorrisos naturais... 

- Eu... não recebi o resultado... - Henrique fala finalmente a alcançando segurando seus ombros vendo por cima dos mesmos o nome que estava na conclusão do caso.

- Q.... - A voz do Henrique some, ele sai de perto de Scarlet, pega o papel. - Não... isso está errado tem alguma coisa errada não, isso aqui está errado Scarlet você não investigou bem... - ele para de falar, sua mente trava

- invetiguei Sim, na verdade, quem fez mais foi o Sebastian para que eu não levantasse suspeitas eu mandei ele... - Ela o olha triste e volta a se sentar na mesa. 

- mas Como? Quando? - Henrique a olhava frenético. 

- Já faz algum tempo, foi depois que eu comecei a desconfiar... depois do meu jantar fui para casa, quando cheguei lá, eu estava incomodada... muito... 

Flash back 

- senhorita, que bom que voltou! Posso servir o jantar? - Sebastian pergunta a ajudando tirar o casaco. 

- Eu já jantei, lembra? - Scarlet  saio para o sofá 

- Ah sim... desculpe me esqueci por um momento. - Sebastian colocava a jaqueta dobrada no sofá 

- Tudo bem, quero que entre na investigação quero que saiba de tudo dele. - Ela se retira deixando sua ordem.

Fim do Flash back 

- entendo... como fez a investigação com o restante? - ele a pergunta se sentando na mesa.

- Eu não sabia mais o que fazer, só sabia que tinha um cúmplice, eu vi duas vezes a  mesma  pessoa próximo aos rapazes, o quarto por mais que estivesse insinuando um homem, era uma mulher e um homem naquele quarto, era duas pessoas. Eu desconfiei do Gustav por ele ser  mais reservado e mais quieto ele também sempre negava minha presença não importava o que... sempre queria me afastar deles, então encontrei uma menina no restaurante, ela estava no vídeo e quando estava escondia seu rosto. - Scarlet faz uma pequena pausa 

- Como sabia que era a mesma?- Henrique aproveita o espaço 

- Por causa do boné, da roupa, do tamanho e mais importante a postura física, ela estava da mesma  forma no café torre, então me aproximei no momento só conversei e ela mentiu quem era, mandei o Sebastian investigar ela, e na realidade, ela é Ângela Nogueira, 25 anos, ex funcionaria de um hospício, no Brasil, ela é brasileira, os pais estão mortos a uns 5 anos, ambos acudente de carro provocado por um caminhão, no vídeo que eu abri depois vi ela é um homem observando os rapazes no dia que eles estavam lá, a estatura do homem me lembrou a.... a ele - Scarlet aponta o papel - então minhas suspeitas só aumentaram e decidi deixar Sebastian cuidar disso e da casa que usei como isca antes que fale, sim isca, a casa que eles estão não são a mesma que falei... - Ela olha o nada - quando a investiguei vi que ela era namorada dele investuguei sua relações aqui depois de seguir ela, Sebastian os viu num bar longe daqui mas mal frequentado, eu a vi depois com Samanta num restaurante eu fui lá de carro, vi que na verdade ela é obcecada por Bill kaulitz, eu fui investigar parte da vida dela ela está aqui justamente por causa de Bill, sabia que Samanta tinha um mal resolvido com Tom e aproveitou, Samanta só tem orgulho, isso a deixa manipulável e isso só a deixou mais próxima de Ângela. Depois, com o plano tramado, ela ficou com o assassino no hotel como casal, trataram de observar tudo é Ângela foi a espiã, não se aproximou tanto mas os seguia o tempo todo... foi aí que descobriram que a  chave ficava com David, que ele dormia lá, a hora que saiam e voltavam, sabiam por que estavam lá também e Anderson, ele tinha raiva de David, foi atrás desse cara, sabia que ele podia fazer algo, oportunidade perfeita. - Ela termina de falar abaixando a cabeça com os cabelos jogados no rosto. 

- surpreendente... mas para ele ter sucesso ele teria que ter um informante na polícia para saber seus passos... Não? - Henrique fala sugestivo. 

- É verdade... - Ela se  da conta de que nunca cogitou que ele pudesse ter um ouvinte na polícia, já que estava tão ausente e ele sabia absolutamente de tudo, como alguém que nem se faz presente sabia de tudo? Ela se perguntava enquanto Henrique segue para a porta ficando na frente. 

- onde eles estão Scarlet? - ele tranca a porta, Scarlet ouve aquilo olhando reto vê o rosto de Henrique mudado como outra pessoa..

- Que? Espera... não... vo... - Ela corr3 para trás cada mesa e Henrique á pega pelo braço 

- Cadê eles Scarlet!!! - ele a joga contra a para de mas Scarlet bloqueia com o braço 

- Eu nunca vou falar!! - Ela avança em Henrique que desfere um soco no ar quando ela se abaixa desviando dele ela se joga na vidraça caindo para fora   da sala

- Scarlet!!!! - ele grita e sai correndo em direção dela

Scarlet corria rápido sem acreditar naquilo, lega o celular vendo Henrique logo atrás, ela entra num corredor com inúmeras salas se trancando em uma abre as janelas 2° andar.

- Alô? - Sebastian atendia 

- Sebastian o.... o Henrique é cúmplice!!! Avisa os rapazes que já sabemos quem fez tudo isso! 

O barulho atrás  da porta quase arrebentando a mesma 

- senhorita!!! O que está havemdo?! - ele grita no telefone preocupado 

- Rápido!!! Avise a eles o que sabemos eu tenho que pular a janela! - Ela fala e desliga o telefone a porta abre e ela pula da janela quebrando em pedaços na queda ela não havia prestado atenção onde poderia cair mas cai em cima de um carro e depois no chão, com o braço esquerdo.

- AHHHHHHHHHHH AH!!! - Ela grita de dor, pelo braço mas se levanta quando não vê Henrique na janela, sai em direção a seu carro.

Sebastian havia chego na casa dos rapazes e notificado que Scarlet havia encontrado o assassino mas depois explicava tinha que sair por que ela estava em perigo mas eles se levantam 

- O que?? Como assim?? - pergunta Tom mas ele não permite que seja respondido e sai correndo - Scarlet.... Scarlet!!! - el3 entra no carro 

Bill vendo o irmão desesperado indo em direção se certifica, Tom realmente estava apaixonado, eles saem na van, no trajeto percorriam uma rua quase vazia, quando viraram a rua um carro entra na sua frente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...