1. Spirit Fanfics >
  2. Incontrolável de amar - KakaSaku >
  3. Capítulo 17

História Incontrolável de amar - KakaSaku - Capítulo 17


Escrita por: aflmmart

Capítulo 17 - Capítulo 17


(POV Kakashi) 

Acordei no domingo sentindo um peso extra em meu peito, abri o olho e sorri assim que vi um emaranhado de cabelos róseos espalhados em cima de mim. Tentei não me mexer para não a acordar, mas não resisti em acariciar suas costas nuas. O contato de nossos corpos era reconfortante, e eu tive que me concentrar para não pensar demais na noite passada, ou acabaria com uma ereção com ela dormindo em meus braços. Pouco tempo depois senti a respiração dela alterando para um pouco mais ritmada, ela se mexeu levemente em cima de mim, sinal que estava acordando. Aumentei os carinhos em suas costas e senti ela se arrepiar em minha mão.  

- Bom dia Sakura. - Ela levantou se apoiando nos cotovelos deixando seu rosto perto demais do meu.  

- Bom dia Kakashi. - Ela sorriu e eu roubei um beijo rapidamente. Ela me olhou incrédula. 

- Dormiu bem?  

- Uhum. E acordei ainda melhor. - Ela voltou a deitar em meu peito. A abracei, todo o contato com a pele dela ainda não era suficiente, eu precisava de mais.  

- Olha que eu posso me acostumar acordar sempre com tanto carinho assim. - Falei rindo enquanto sentia as mãos dela descendo e subindo pelo meu abdômen. No momento que terminei de falar ela parou os movimentos repentinamente e eu olhei para baixo procurando algum sinal que eu tinha falado algo errado. Antes que eu pudesse perguntar ela voltou com os movimentos e suspirou.  

- Qual a nossa programação do dia?  

- Você é a convidada, me diz o que gostaria de fazer e eu providenciarei. - Ela levantou o rosto e sorriu maliciosa, a mão que antes estava no meu abdômen começou a ir perigosamente mais para baixo.  

- Acho que um banho seria uma boa ideia para iniciarmos o dia, o que me diz de me acompanhar?  

- Com certeza um banho vai ser muito bom, ai depois almoçamos e pensamos em como ocupar nossa tarde. - Ela se levantou, o lençol escorregando por seu corpo. Ela se espreguiçou, soltando um gemido manhoso. Fiquei ali sentado a admirando.

- Vai ficar só admirando Kakashi? - Ela estava manhosa e sexy, mordeu o lábio inferior olhando por cima do ombro como se me chamasse para agarrá-la. Levantei rapidamente e a puxei de costas para mim pela cintura. Seu corpo se juntou ao meu, minha ereção já estava se fazendo presente e rocei sua bunda com vontade, ela precisava saber o efeito que tinha sobre mim. - Hum... - Ela rebolou uma vez soltando um gemido de satisfação pegou uma das minhas mãos que estava na sua cintura e levou até sua intimidade. Dessa vez o gemido escapou da minha boca, ela estava pronta para mim, estávamos em sintonia. Suspirei beijando seu ombro e me afastei relutante. Ela ia protestar. 

- Achei que quisesse um banho Sakura. - Sorri de canto e a puxei para o banheiro. Ela parou na porta e olhou atentamente ao redor. - Então, o que vai ser? Banheira ou chuveiro?  

- Banheira. - Assenti e fui ligar a água, e procurar pelas toalhas para deixar separado.  

- Seu banheiro parece um SPA, eu provavelmente moraria nesse banheiro.  

- Com certeza é o lugar mais relaxante da casa, mas acho que hoje ele vai passar de relaxante para sensual rapidamente.  

(POV Sakura) 

Eu estava parada na porta olhando Kakashi arrumar as toalhas em cima do balcão, ele era perfeccionista em tudo, e cuidadoso. Observei ele separar o shampoo e o condicionador ao lado da banheira e depois ele saiu indo para o quarto buscar alguma coisa. Quando voltou vi ele colocar uma vela aromática em cima de uma bancada e logo o lugar tinha o cheiro suave de canela. Se ele queria me impressionar, estava conseguindo facilmente. 

- Canela? - Perguntei. 

- Uhum, você gosta? - Ele olhou para mim em expectativa. 

- Acertou em cheio. - Ele sorriu aliviado. Ele desligou a água e colocou a mão dentro da banheira sentindo a temperatura. Depois  entrou e se sentou estendendo a mão para que eu entrasse. Me sentei entre suas pernas, a água quente envolveu meu corpo assim como seus braços, reconfortante.  

- Aceita uma massagem senhorita? - Ele sussurrou perto do meu pescoço, claro que arrepiei. Me sentei um pouco mais para frente, o que não era problema algum já que a banheira era enorme. Senti algo gelado sendo despejado em minhas costas, e logo as mãos grandes do Kakashi iniciaram uma massagem tão boa que eu desejei internamente que aquela sensação nunca terminasse. O cheiro de canela se intensificou, o óleo devia ter o mesmo cheiro. Me senti inebriada pelo seu toque, pelo cheiro, por tudo. Como ele podia ser tão perfeito? 

- Se continuar me mimando assim nunca mais vou embora. - Falei brincando, mas no fundo eu realmente pensava em como seria fácil me apaixonar por ele, se é que já não estava.  

- E se eu pedir para você nunca mais ir, você seria mesmo capaz de ficar? - Ele falava sério, era nítido em sua voz, os dedos tocavam meus ombros pressionando em alguns pontos. Não respondi imediatamente, ainda processava o que ele dizia. 

- É isso mesmo que você quer? - Devolvi a pergunta sem responder, mesmo sendo um período curto de tempo, meu coração acelerou com seu pedido, ele estaria tão envolvido quanto eu nessa relação? Isso era uma relação? Me senti confusa.  

- Eu não sei explicar, e espero não te assustar. - Ele suspirou, as mãos desceram dos meus ombros e foram até minha cintura, os dedos ágeis sabiam exatamente o que faziam, era difícil me concentrar com o seu toque tão carinhoso, mas ainda assim tão sensual pelo meu corpo. - Eu gosto de estar com você, mais do que admito para mim mesmo, gosto da sua risada, seu sorriso seja qual for o motivo me faz sorrir também. Admiro sua inteligência e sua intuição. Você é perspicaz e não tem medo de se posicionar. Desde o dia que te vi sentada na recepção do escritório, te achei maravilhosa. Não sei dizer, mas eu seria muito feliz em ter você como minha companheira, minha amante, minha amiga. Mas sobretudo como meu amor. - Eu absorvi cada palavra, estava emocionada. Senti lágrimas descerem sem minha permissão, nunca tinha ouvido algo tão bonito sobre mim mesma. Eu não sabia o que responder, porque de alguma forma o que ele dizia expressava a maneira como eu me sentia sobre ele. Poderiam mesmo dar certo? - Não espero que me responda hoje, sei que isso pode ser muito para assimilar, mas eu não poderia deixar de dizer como me sinto, e ficar pensando que poderia ter tido uma chance. Mesmo me arriscando em te assustar, sei que é cedo... - Eu me virei ficando de joelhos entre suas pernas e o silenciei com um beijo. Foi terno, com amor. Me afastei quando o ar se fez necessário. Acariciei seu rosto, decorando cada traço único de sua face. Ele era perfeito, e estava se entregando por completo para mim. 

- Eu me pergunto se sou merecedora te tudo isso, mas estou disposta a tentar. Porque assim como você me quer eu também o quero Kakashi.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...