1. Spirit Fanfics >
  2. Indecent Boy - Park Jimin >
  3. "You are not baby"

História Indecent Boy - Park Jimin - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hi, tudo bem com vocês?!
Eu estava passando pelas minhas fanfics apagadas e achei essa coisinha aqui, então eu decidi editar e trazer pra vocês, já que eu estou meio atrasada em alguns projetos, e mais pra passar o tempo, então por favor relevem se não estiver a coisa mais linda do mundo.

Boa leitura ~

Capítulo 1 - "You are not baby"


Fanfic / Fanfiction Indecent Boy - Park Jimin - Capítulo 1 - "You are not baby"

— Amor! — Jimin me chama de repente me fazendo olha-lo. Assim que olho pra ele espantada ele sorri e me rouba um selinho, voltando a deitar a cabeça no meu colo.

— Qual o problema?! Por que gritou assim, do nada?! — Pergunto ainda meio confusa, e olhando pra ele, que me olhava ainda sorrindo.

— Você perdeu de novo... — Apontou com a cabeça pra TV, aonde jogávamos um jogo de tiro, que não me lembro o nome, mas que é a segunda vez que zeramos ele. Volto o meu olhar pra ele. — Você estava muito perdida na sua cabeça que foi morta, o que houve? Você é tão boa nesse jogo...!

— Ah... Desculpa, estava lembrando de algumas coisa do passado — Ele pausa o jogo, que estava reiniciando e se sentou direito ao meu lado ainda me encarando, me viro de frente pra ele, esperando o que ele queria perguntar.

— Problemas? — Nego com a cabeça, e sorrio — Uma boa notícia? — Aceno que sim e ele sorri — E o que é?

— Estava lembrando desde a primeira vez que nos vimos e como a nossa amizade evoluiu, e então começamos a namorar, eu conheci os meninos, e depois a sua família... — Ele sorri e, aproxima o seu rosto do meu ainda mantendo contato visual, então quando ele se aproxima mais ao ponto de nossos narizes se tocarem ele sorri mais ainda, e faz um carinho na minha bochecha com o dedo.

— Me lembro como se tivesse acontecido a alguns dias, mas já faz um ano não...? — Ele se aproxima mais um pouco, a essa altura eu estou de olhos fechados, suspirando com os seus toques no meu rosto, e agora com a sua outra mão na minha cintura, é algo leve, mas me leva a procurar por mais.

— Uhum....um ano... — Digo me aproximando mais de seu corpo. Jimin encosta seus lábios nos meus, mas não é um beijo é apenas um toque simples, e ele continua a falar...

— Você se apaixonou pela minha beleza de longe...e eu estava de máscara — Ele diz tão baixinho e devagar, seus lábios se movimentam rente aos meus, tão lentamente.

— Não posso negar...eu realmente te achei bonito naquela praça, até mesmo de máscara — Digo, levando meu corpo um pouco mais pra frente, fazendo Jimin sorrir. Ele leva a mão que estava em meu rosto até a minha cintura, e assim me leva até o seu colo, aonde me aconchego melhor com uma perna em cada lado do seu quadril. Não afastamos nossos rostos e continuamos a nossa "conversa"...

— Eu sempre serei irresistível até mesmo de máscara....mas você me trouxe muitos problemas em fotografar um Idol muito famoso! — Ele diz agora deixando beijos leves pelo meu rosto e pescoço, me causando leves arrepios

— Você....você autorizou aquilo... — Digo tentando me defender, mas acabo soltando um suspiro no meio da frase quando Jimin deixa um beijo molhado e bem mais lento no meu pescoço

— Eu não sabia que isso iria nos prejudicar... — Ele volta o seu olhar pra o meu e faz um bico, um tanto quanto... inocente? Acabo soltando um risinho

— Você sabia que não poderia autorizar aquilo sem que a empresa soubesse ou algum superior seu estivesse de prova que eu tinha seu consentimento... — Não aguento quando ele aumenta o bico em seus lábios e acabo deixando um beijo demorado nele, o fazendo sorrir.

Jimin leva uma de suas mãos a minha nuca e aprofunda o nosso beijo. Sua outra mão que estava em minha cintura vai até a minha bunda e invade o meu short a apertando firme, me fazendo soltar um suspiro, com isso nosso beijo é quebrado e eu me afasto.

— Não vamos falar de passado agora...Hum? — Ele diz com um sorriso safado no rosto, mas eu saio de seu colo e me coloco de pé em sua frente. Sorrindo pra ele, que me olha de cima abaixo mordendo os lábios.

— Sinto muito meu amor...mas não vai rolar...sabe... menstruação, entende? — Digo segurando ao máximo minha gargalhada, mas não consigo assim que ele me olha chocado e meio bravo. Caminho até a cozinha com ele no meu pé, e vou até a pia pegando um copo enchendo-o de água pra beber.

— Mas amor....— Me viro de frente pra ele com o meu copo de água em mãos. Ele junta as mãos na frente do corpo e pede manhoso: — Amor....por favor, não faz isso com seu Minie.... — Acabo por rir, eu sentia um pouquinho de dó pela carinha dele, mas eu não estava mentindo dessa vez.

— Meu Minie... — Deixo o copo na pia, e caminho até ele, e deixo um selinho em seus lábios, ele agarra minha cintura me trazendo pra bem perto de seu corpo... — Eu não estou brincando dessa vez, podemos só terminar o nosso jogo e dormir um pouquinho?

— Tá bem... — Ele me abraça ainda com o bico fofo de decepção nós lábios, assim que retribuo seu abraço, suas mãos - que antes estavam na minha cintura - descem até a minha bunda e leva seu quadril de enconcotro com o meu me fazendo sentir seu volume por dentro da calça de moletom que ele vestia.

— Jiminie...eu já disse que hoje eu não posso... — Digo suspirando profundo.

— Só me deixe...sentir... — Ele fala com as voz um poço falha, e continua a trazer seu quadril de encontro com o meu, ele se esfrega em mim sem pudor algum, e geme baixinho e devagar no meu ouvido.

Em um movimento rápido suas mãos que estava em minha bunda agarram minha cintura e Jimin me gira, e me coloca de costas pra si. Ele me segura e me leva até a beirada da mesa, e me faz empinar pra ti, suas mãos voltam as bandanas da minha bunda e ele as marca sem dó alguma. Um gemido fraco escapa da minha boca assim que sinto seu quadril encaixado tão bem no meu, que quase cedo, mas eu não faria isso, e eu tinha um motivo forte pra não fazer.

Minha sanidade foge do controle assim que ouço um gemido sofrego do meu namorado, e então um barulhinho pegajoso entra pelos meus ouvidos e eu olho pra trás pra ver o que ele estava fazendo, e eu não deveria ter feito isso. Foi a imaginem mais gostosa do meu dia... Jimin estava se tocando olhando pra minha bunda empinada em sua direção.

Assim que ele percebe que eu estava olhando pra ele, ele me olha nos olhos e sorri, mas seu sorriso se desmancha assim que os movimentos de vai e vem que sua mão fazia em seu membro se torna mais rápida. Jimin acaba soltando um gemido alto assim que goza. A imaginem dele suado mesmo que seja pouco, com as mãos sugas de porra e um sorrisinho sapeca em minha direção me fez soltar um suspiro um tanto indignado em sua direção, o que também me instigou a sorrir de volta.

— Você não presta Park Jimin... — Digo pra ele assim que me coloco de pé em sua frente.

— Você me torna um garoto indecente meu amor.


Notas Finais


Eu ainda me sinto um pouco envergonhada por escrever algo mais... inapropriado?! Eu sou um neném e iniciante nessa de hentai, e hot. Por favor me dêem um crédito por tentar. Aceito opiniões construtivas e conselhos, se quiserem falar algo 💜

Tchau~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...