História Indecisão - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Homosexualidade, Jikook, Sexo, Yaoi
Visualizações 85
Palavras 1.630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse cap é um especial, eu não iria escrevê-lo. Mas, achei que seria legal fazer um extra. Boa leitura :D

Capítulo 18 - Especial


Fanfic / Fanfiction Indecisão - Capítulo 18 - Especial


Jimin entrou no carro de Jungkook rindo sobre sua mentira, os garotos já tinha se separado e agora eles encontravam sozinhos no estacionamento.
- Não acredito que você mentiu tão descaradamente - Jeon sorria minimamente ao observar o menor entrar no carro assim que abriu a porta para ele
- Obrigado - Jimin sorriu constrangido pelo cavalheirismo- Eu não sou tão inocente quanto acham, estava óbvio o interesse deles - o ruivo se ajeitou e esperou o outro entrar no veículo
- Tenho que concordar, estava bem nítido - Kook sorriu e deu partida no carro


Jimin imaginou que o carro de Jungkook estaria cheio de papeis e arquivos da empresa, mas ao analisar melhor viu que era limpo e com alguns desenhos pendurados no retrovisor
- Homem de ferro? Sério mesmo? - Jimin riu bobamente, pois estava acostumado a postura de homem de negócios que Jeon possuía na maioria das vezes.
- Com certeza. Tenho várias coisa do homem de ferro, fazer o que né, sou fan - Jeon fala com désdem e ambos dão risada. Porém volta sua atenção a estrada, novamente, vendo que já estão perto do portão de entrada da casa deles.


O ruivo decide desenhar esse personagem para presentear o garoto, teria que ser algo perfeito e que o agradasse. Já se encontrava ansioso pela reação de Jeon ao ver sua pintura e nem tinha nada em mente ainda. Ele não podia negar que mesmo com as guerras internas que o Jungkook passava sobre ceder ou não à atração que sentiam, ele adorava cada vez mais esses momentos juntos. Admitia estar se apegando ao garoto e sabia que isso era um problema. Contudo, estava agindo como sua Omma o aconselhou...deixar fluir e aproveitar o momento.


Só percebeu que estavam dentro da garagem quando Jeon tocou sua coxa levemente para chamar sua atenção. Foi um toque leve, mas firme. E ali estava, novamente, o desejo entre eles, aquela vontade absurda de tocarem um no outro, de se sentirem quentes, saborear o corpo um do outro.


A troca intensa de olhares foi o suficiente para que o desejo reprimido dos últimos dias retornasse ainda mais forte e libidinoso. Com poucos movimentos Jeon puxou o ruivo para seu colo iniciando um beijo quente aonde se ouviu estalos molhados quando suas bocas eram separadas em busca de ar. Jimin sentia a mão possessiva do outro em sua cintura vez  ou outra puxando-o contra si para que sentisse seu membro rígido; e ele aproveitava para rebolar e puxar alguns fios da nuca do moreno quando sentia mãos ágeis pressionando seu corpo e  a língua de Jungkook brincando com seu pescoço e mamilos, mordiscando-os levemente


Naquele silêncio, as únicas coisas que se ouviam eram suspiros e gemidos abafados que ficavam mais intensos quando Jeon cravava os dedos na bunda do pequeno que o masturbava de forma desajeitava pelo pouco espaço que tinham
Jungkook inclinou Jimin para descer sua calça e o som de uma buzina se fez presente, assustando-os que se olharam e riram, quebrando todo o clima sexual existente. Ficaram mais um tempo trocando carícias e beijos molhados até decidirem entrar em casa


O ruivo sentiu seu coração acelerar ao saírem do carro e Jeon, no mesmo instante, entrelaçarem suas mãos ao sorrir para ele
- Vem, Jimin. Vamos dormir


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


O trajeto para a casa de Tae foi silencioso e constrangedor. Tudo por causa do que Minjae tinha dito quando ainda estavam na sala do cinema; Tae tinha ficado acanhado depois daquilo e mesmo que estivesse muito interessado no garoto estava tímido para ter coragem de dizer algo.
O GPS logo sinaliza o destino final e Minjae desliga o carro dando a volta para abrir a porta para Tae que evitava, a todo custo, olhar diretamente para o garoto em sua frente. Mas aceitou sua mão ajudando-o a descer do veiculo.


- Obrigada por me trazer em casa - Tae brincava com seus dedos, qualquer coisa era mais interessante que olhar para frente
- Tae, olha para mim - Minjae pede e nota que ele não o faz, por isso leva seus dedos ao queixo do garoto e o levanta gentilmente - Porque 'tá me evitando?
- Nada, estou um pouco constrangido - Tae responde e olha diretamente nos olhos do garoto vendo um pequeno sorriso surgir


- Foi pelo que falei durante o filme? - os olhos do garoto o analisavam
- Talvez - Tae sustentava o olhar de Minjae
Minjae se afastou de Tae e sorriu ao perceber que ele também estava atraído por si. Talvez ele pudesse ter esperanças entre os dois. Com isso, voltou a encarar o mais novo que tinha uma postura mais confiante


- Hipoteticamente falando, se eu pedisse seu número, você me daria? - Minjae novamente o analisava, mas permanecia com um sorriso irônico
- Hipoteticamente falando? Se você pedisse, eu o daria - Tae sorriu sincero com a possibilidade de o outro estar interessado em si também
- Passa seu celular, Tae


Este o passou e Minjae anotou sem número, logo mandando uma mensagem para que o número do garoto aparecesse em seu próprio celular. Se olharam, pois agora vinha o momento embaraçoso - a despedida
Tae o abraçou e sentiu lábios roçando sua bochecha levemente antes de ouvir um beijo estalado, fazendo-os rirem. Mas, antes de se afastarem, sentiram a presença de outra pessoa


- Boa noite - O olhar de Namjoon era mortal e Minjae se sentiu ameaçado de alguma forma. Sabia sobre ciúmes que pais sentiam com seus filhos, mas pela primeira vez, realmente viu o ciúmes sendo expressado só com o olhar
- Appa, esse é o Minjae. Ele me trouxe em casa - Tae estava nervoso, sabia como o Appa era ciumento. Mas queria rir pela cara emburrada que ele estava fazendo, além dos braços cruzados
- Oi, prazer senhor Namjoon. - Minjae se curvou em sinal de respeito e viu o mais velho arquear uma sobrancelha


- Vocês são namorados? - O olhar inquisitivo de Namjoon pegou Tae de surpresa
- Appa!!!
Jin chegou e viu o clima tenso entre eles, ele sabia o que estava acontecendo e se apressou em acalmar os ânimos. Era sempre assim, Tae aparecia com algum pretendente e Namjoon os assustava
- Somos amigos, senhor Namjoon. - Minjae escolhia as palavras cuidadosamente
- Olá, sou Seokjin. O outro Appa do Tae 


Minjae relaxou quando viu Tae relaxar, pelo visto seria complicado conquistar o mais novo. Teria que começar pelos pais dele. Quase sorriu com esse pensamento
Trocaram mais algumas palavras e Minjae se foi, prometendo ligar para o garoto quando chegasse em casa.
- Appa, você sempre faz isso!! - Tae resmungou quando entraram em casa e olhou para Jin - Ele sempre faz isso
- Namjoon, pare com suas crises de ciúmes. Tae não é mais criança - Jin falava calmamente, olhando o marido fechar a cara
- Ele ainda é meu bebê. Não vai sair namorando qualquer um - Namjoon subiu para o quarto ignorando os protestos do filho
- Essas crianças crescem tão rápido - Namjoon falou sozinho e sorriu, mas algo dizia que ele iria gostar desse Minjae


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

- Então, Yoongi. O que você faz na casa dos Jeon? - Hoseok tenta puxar assunto, mas permanece com a atenção na estrada
- Cuido do jardim. Não trabalho o dia todo, uso o dinheiro para pagar minhas aulas - Yoongi alternava entre olhar para a janela do carro e o rosto de Hoseok. A firmeza com que dirigia e o maxilar travado indicando sua concentração deixavam Yoongi mais interessado
- Hum, interessante. Aulas sobre o que? - Hobi olha brevemente para o mais novo, ele não disfarçava seu interesse na vida do garoto e não se importava nem um pouco em ser discreto


- Aulas de canto. Mas, e você? O que faz? - o mais novo mantinha seu olhar no outro vendo um sorriso surgir naqueles lábios. Sentiu vontade de beijá-los
- Sou sócio de Jeon. Juntamos nossas empresas, que eram pequenas e agora dominamos o mundo dos negócios - Hobi comenta e dá de ombros, não notando o espanto do menor ao seu lado
- Eu imaginava que vocês eram importantes, por causa da mídia, mas não imagina o quanto era. Fico feliz que tenha dado certo


Foi a primeira pessoa fora do meio que Hoseok vivia que lhe parabenizava por seu sucesso. Ele não era tão visto pela mídia quanto Jeon pois sempre dava um jeito de se despistar os paparazzi. Por isso, sorriu sincero para Yoongi quando ouviu aquilo
- Vou querer ouvir você cantar algum dia - Hobi comenta depois de um silêncio calmo que tinha se estabelecido ali
- Quem sabe...Chegamos - Yoongi teve sorte por chegar em casa antes de ter que dar uma resposta real para Hoseok. Ele parecia determinado em querer ouví-lo cantar
- Boa noite, Hoseok. Obrigada por me trazer em casa - Sorriu pequeno e abriu a porta do carro


Antes de sair, virou-se e se aproximou de Hoseok para lhe dar um beijo na bochecha como agradecimento, mas antes que pudesse perceber as intenções do outro, sentiu seus lábios irem de encontro aos de Hoseok.
- Hoseok!!! - Yoongi afastou-se rapidamente com vergonha pelo acontecido
- Você sabia que eu faria isso - Hobi sorri e semicerra os olhos para o garoto, ele estava um pouco corado
- Talvez eu soubesse. Boa noite - Yoongi diz e sorri cinicamente para ele descendo do carro e entrando em casa


Hoseok sorriu largo com a resposta do outro, mesmo envergonhado ele não ficava por baixo nas respostas e Hobi gostou disso. Sacudiu a cabeça para afastar esses pensamentos e seguiu para sua casa
- Ah, Min Yoongi...vou adorar conhecer você de todas as formas possíveis
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...