História Independent of All - Kim Jongin - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Tags Baekhyun, Carros, Chanyeol, Chen, Exo, Hetero, Hot, Ilusion, Imagine, Jongdae, Jongin, Junmyeon, Kai, Kpop, Kyungsoo, Lay, Minseok, Racha, Sehun, Suho, Xiumin, Yixing
Visualizações 68
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Harem, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


cor guyssss voltei
boa leitura ♡

Capítulo 15 - Fifteen


Fanfic / Fanfiction Independent of All - Kim Jongin - Capítulo 15 - Fifteen

"Espera ai, me explica isso direito. Você quebrou o pé secando o cabelo?"- Pergunto para Kimmy que estava deitada na cama.

"Eu estava secando o cabelo, e estava sobre um banquinho pois não alcançava o espelho."- Ela iria continuar mas Yuna a impede.

"Eu sei que você é baixa mas, você consegue se ver no espelho."- Yuna desmente Kimmy.

"Não, minha antiga colega de quarto era bem alta e ela mudou o espelho colocando mais para cima e eu não consigo mais me ver, então coloquei fiquei sobre o banquinho, mas quando fui descer aconteceu isso."- Ela diz fazendo uma careta e apontando para o pé coberto com a tala hospitalar.

"Está doendo?"- Yuna pergunta se referindo ao motivo da careta.

"Só está coçando."- Ela diz se ajeitando na cama da enfermaria. -"Mas então Min, e o apartamento?"- Ela pergunta.

"Eu comprei e ele é lindo, vou chamar vocês para passarem uns dias lá."- Digo sorrindo e sou retribuida, antes que Yuna pudesse comentar algo, é impedida.

"Kimmy fiquei sabendo, você está bem?"- O professor de dança entra seguido de Kai com uma cara nada boa.

"Eu estou bem sim."- Ela diz tentando parecer o mais convincente possível.

"Está sim, apenas com a perna quebrada."- Kai diz em um tom de deboche.

"O que você está fazendo aqui?"- Yuna pergunta fazendo cara de não muitos amigos.

"Querendo ou não, sou a dupla dela na aula de dança e quero saber o que vai acontecer enquanto ela estiver machucada."- Ele da uma pausa e percebe que estou ali, se aproxima e deposita um beijo em minha bochecha. -"Oi MinHa."- Ele sorri e logo se afasta.

"Nessas condições está bem óbvio que não vai poder dançar."- O professor diz passando as mãos no cabelo, Kimmy se ajeita mais na cama e me ofereço para ajuda-lá.

"Quer que eu-"-

"Sim! Mas é claro MinHa, que bom que se ofereceu antes que eu pedisse."- O professor diz me abraçando fortemente.

"Mas a Kimmy, eu ia..."- Antes que eu terminasse ele novamente me impede.

"Muito obrigada mesmo, agora Kai."- Ele se solta e olha para o mesmo. -"Sua dupla é a MinHa a partir de agora. Boa sorte, agora devo voltar a dar aula, boa recuperação Kimmy."- E logo sai da sala.

"Chen estava te procurando."- Kai diz para Yuna e a mesma bufa.

"O que ele quer?"- Ela pergunta revirando os olhos.

"Não sei, mas tem algo a ver com a dança."- Ele diz e Yuna se levanta arrumando a roupa.

"Vou ver o que ele quer."- Ela se aproxima de Kimmy que estava apenas observando tudo. -"E você, venho te buscar de noite."- E a beija na testa. -"Min, qualquer coisa me ligue ok?"- Afirmo com a cabeça e ela me abraça e em seguida deixa a sala.

"Quer começar a ensaiar hoje?"- Kai pergunta passando a mão sobre o cabelo.

"Por mim tudo bem."- Me aproximo e dou um beijo em Kimmy. -"Se cuida ok?"- Ela sorri e faz que sim com a cabeça e então eu e Kai saimos para fora de sala.

"Vamos para a sala de dança no segundo andar do prédio 2, esse horário não está tendo aula lá"- Ele diz andando na frente, não digo nada. Era estranho estar ao lado de Kai sabendo que qualquer coisa que eu soltar sem querer, pode acabar com a minha vida.

"Está muito quieta, o que houve?"- Kai começa a puxar assunto no caminho para o prédio.

"Estou normal."- Digo olhando para os lados.

"Não está não, normalmente quando está com suas amigas está maiz animada."- Após isso começo a tentar formular alguma desculpa, mas nenhuma vem em mente. -"Ainda não temos muita intimidade né?"- Ele diz parando ao meu lado. -"Vamos beber algo e depois vamos ensaiar ok?"- Ele pergunta animado.

"Vamos!"- Dou um sorriso fraco e o mesmo pega em meu pulso me levando a direção contrária do prédio, logo nos aproximamos da lanchonete e pedimos 2 sucos de laranja, pegamos e nos sentamos em um dos banquinhos que haviam por lá.

"Dança a quanto tempo?"- Dessa vez eu estava puxando assunto.

"Antes mesmo de entrar aqui na faculdade, ainda era criança e parei, voltei a dançar agora que estou na faculdade."- Ele da uma pausa e encara o nada. -"E você, toca piano a quanto tempo?"- Ele pergunta dando um gole no suco.

"Comecei com 5 anos de idade."- Antes dele perguntar o porque, invento uma desculpa. -"Meu avô gostava bastante de músicas clássicas e ele tinha um piano."- Digo.

"Entendo."- Um silêncio reinou ali, ninguém falava nada, os dois estavam mentindo. -"E como é sua família?"- Ele me encara, prestando atenção no que eu iria dizer.

"Minha mãe tocava piano no Brasil, e meu pai..."- Dou uma pausa e encaro o nada. -"Ele faleceu em um acidente de carro."- Volto a olhar para Kai que já não estava mais com o olhar em mim.

"Minha mãe também morreu em um acidente de carro, mas não foi bem um acidente..."- Ele diz e para no mesmo instante, mas sem mostrar alguma reação, ele continua. -"E meu pai trabalha em uma empresa de carros"

"Essa conversa está muito triste, vamos falar sobre outra coisa."- Digo enclinando o corpo e batendo meu ombro contra o do garoto que parecia um pouco pra baixo, mesmo ele sendo um "inimigo" pra mim, no racha, na faculdade Kai podia ser um bom amigo.

"Ok ok."- Ele diz, finalmente, sorrindo. -"Vamos para os questionários."- O maior diz sorrindo sapeca.

-Questionários? -

"Sim."- Ele se vira para mim. -"Qual sua cor preferida?"- E depois dessa pergunta, veio mais outra, e outra e outra. Ficamos ali até anoitecer e esquecer que tinhamos que ensaiar.

[...]

"Agora já era."- Digo me virando na direção contraria da porta do prédio, onde havia aulas de dança, que estava fechada por causa do horário.

"MinHa!"- Ouço a voz de Kai me seguir e o mesmo parar em minha frente. -"Vai na festa amanhã?"- Ele diz e me lembro da festa que haverá na faculdade.

"Vou sim."- Sorri. -"E você?"- Pergunto observando-o.

"Eu também, mas MinHa..."- Ele da uma pausa. -"Quer que eu te busque?"- Ele pergunta com as bochechas um pouco coradas, sorrio com o ato.

"Se não for incômodo."- Desvio meu olhar do seu já sentindo minhas bochechas começarem a esquentar.

"Ótimo!"' O olho, ele estava sorrindo, jamais veria isso no racha. -"Passo aqui as oito ok?"- Ele pergunta e eu assinto, ficamos segundos sem falar nada até que o vejo com os braços abertos em minha frente.

"O que foi?"- Pergunto dando risada.

"Só queria sentir o vento."- Solto novamente uma risada e percebo sua intenção, vou até Kai e o abraço, sendo retribuída na mesma intensidade, minhas mãos acariciam seus ombros enquanto seus braços estavam rodeando minha cintura e me abraçando forte, depois de um tempo nos soltamos e o maior deixa um beijo em minha testa.

"Nos vemos amanhã Min."- Sorri e então vejo-o virar de costas e sair da faculdade, e eu estava ali com um sorriso bobo no rosto, mas eu estava me sentindo bem, muito bem.


~♡~



Notas Finais


hsuahsuahsus me digam o que acharam da fanfic pleasee ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...