1. Spirit Fanfics >
  2. Inégalé >
  3. Prólogo

História Inégalé - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então, eu...

| Que que eu tô fazendo aqui?

Eu não sei, mas a um pedido que, enfatizo bem, DE PIRRAÇA eu vou fazê-lo,

Tenha(m) uma boa leitura! XD

Capítulo 1 - Prólogo


Suspirou pesarosamente. Seu tédio deleitava-se através de sua expressão levemente desconsertada e irritada. Poderia problematizar a incansável chuva que desabava com alvoroço sobre o telhado ou até mesmo desdenhar a organização do quarto; mas não as fez.

Murmurou algumas palavras quase imperceptíveis, as quais remeteram a ausência imprescindível para aquela ocasião. Virou-se do tênue conforto de sua cama e considerou encarar o teto como uma terapia ansiolítica contra o tempo.

Subitamente, o visor de seu celular trouxe iluminação rústica e precária para o quarto totalmente escuro. Seu semblante angustiado, porém esperançoso, correspondeu de prontidão com a expectativa em desbloquear o conteúdo da mensagem o quanto antes:

“Ei, amor. Tô chegando! :)

Espero não ter ferrado com tudo.

Beijo.”

Cogitou responder alguma coação verbal ou uma rebuscada indireta, mas desistiu à medida que digitava e apagava os novos caracteres.

A espera parecia confortável e remediadora com a mensagem recebida — ao menos, a ideia soava conveniente para a remetente — contanto que a rivalidade de cada segundo corrido não atormentasse ainda mais a cabeça da moça inquieta em seu colchão.

Levantou-se e praguejou alguns palavreados de baixo calão. Sentiu a brisa arrepiante do ambiente e concluiu que a recepção calorosa e surpreendente de apenas peças íntimas não seguira como planejado.

Depois que presenteou iluminação ao recinto, localizou e vestiu seu abatido casaco de lã rosado. O tempo de seu uso era incerto, entretanto, o conforto proporcionado pela vestimenta a traz uma expressão gostosamente nostálgica.

Seu leviano nível de vaidade apitou sem alarme quando se posou à frente do espelho. Ajeitou alguns fios de seus longos cabelos cinza-azulados e exibiu um meio sorriso consigo mesma.

Por ora, conseguiu esquecer do relógio enquanto divagava além de seu reflexo. Tanto foi que quase sequer ouviu o tintilar das chaves roçando a fechadura.

— Porra, maldita hora para o mundo anunciar um dilúvio lá fora. — A figura marcou sua presença com uma generosa poça d'água próxima a porta.

— É o que eu diga. — Abandonou o espelho. — Nem parece que já se passaram quase cinco horas.

Tal frase ricocheteou como uma bomba de culpa intencional para a outra ouvinte.

— Ei. Não fala assim. — Se aproximou. — Você sabe que eu tentei fazer de tudo para chegar o mais rápido possível.

— Sim, eu sei. — Suspirou, com a respiração entrecortada. — É melhor você tirar essa roupa antes que se resfrie.

A personalidade loira encharcada não discordou, caminhou até o banheiro trepidando os braços e as pernas de frio. A outra manteve sua postura, sem qualquer comentário, dúvida ou olhar de relance que poderia, em sua concepção, denunciar algo relevante para o momento.

— Dawn. — O silêncio foi encerrado da porta do banheiro. — Me desculpa por isso, de verdade.

A referida, atendida pelo nome de Dawn, lentamente se virou ao cansado, porém honesto, pedido de sua companhia.

— Tudo bem, Serena. Não foi bem assim que eu imaginava o marco do primeiro ano também. — Deu de ombros e soltou uma breve risada não muito convincente.

— Você imaginou bem melhor do que eu, posso acreditar. — Sorriu. — Eu me sentiria pior ainda se desperdiçasse sua imaginação.

— Não faz mal. Sério. — Desviou o olhar e dirigiu-se à cama.

Em seu trajeto de irrisórios passos até se deitar novamente, Dawn foi interrompida quando Serena a agarrou com exigida força em seu braço.

— É melhor você tirar essa roupa também. — Sorriu maliciosamente.

Não falou nada. Apenas seguiu o traçado da moça em direção ao banheiro. Sem dúvidas, não foi aquilo que planejou em dadas as circunstâncias — mas não pode dizer que suas expectativas não foram equilibradas perante o que ainda desfrutaria com demasiado regalo.

continua


Notas Finais


Agora, fica a pergunta?

• Que patifaria é essa?
• Atualizar as outras Fanfics que é bom, nada né?
• Quem diabos é Dawn?

Todas essas perguntas podem ser respondidas com essa frase abaixo:

Ri-Rita... 😳😳😳


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...