História Inesperadamente Você - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Sasusaku
Visualizações 35
Palavras 1.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Coincidência?


- Sasuke, posso entrar? - pergunto abrindo um pouco a porta. 

- Sim. 


Quando entro no quarto, vejo o Sasuke em pé, próximo a minha escrivaninha já de colete posto (que visão maravilhosa logo de manhã!). Sem perceber, me pego mordendo o lábio inferior e analisando o corpo do policial Uchiha, paro o que estava fazendo quando ele lança um olhar para mim.


- Bom dia, Sakura. Espero não ter a incomodado e que tenha dormido bem durante à noite. - ele me lança um sorriso gentil, e devo admitir que é o mais bonito que já vi até hoje.

- Ah, não se preocupe. Minha casa possue dois quartos, este que eu durmo e outro de hóspedes. Espero que você tenha conseguido dormir bem. - retribuo o sorriso.

- Sim, obrigado. E quanto aos pontos? Qual o tempo necessário para que eu possa retirá-los?

- Uma semana... Você pode ir até o hospital mais próximo de sua casa ou do seu trabalho, e solicitar a retirada dos pontos.

- Hn, obrigado mais uma vez. Não sei o que teria acontecido comigo se você não tivesse aparecido e me socorrido. Fico te devendo uma, Haruno. 

- Relaxa. An, e quanto ao seu trabalho? Você prefere ir direto para o local onde trabalha, ou pretende ir para casa? 

- Prefiro ir para o trabalho. Não precisa se incomodar, posso pegar um Uber até a delegacia.

- Não, não é incômodo. Vamos, eu te levo. - sorrio para ele, que retribui. 


Saímos do condomínio e já estamos chegando próximo a delegacia onde o Sasuke trabalha, de minutos em minutos eu o observava de canto. Estaciono em frente a delegacia e acompanho o Uchiha até ela.


- Teme, o que houve? An... Sakura?

- Ah, oi Naruto. Como vai? - o conheço desde quando estava concluindo o ensino médio. Estudamos o primeiro e segundo ano juntos, então no terceiro ele teve que sair pois iria servir ao exército e logo após disse que queria se tornar policial, e fico contente por ter conseguido.

- Vocês se conhecem? - Sasuke pergunta de cenho franzido.

- Claro, eu e a rosinha aí estudamos juntos dois anos do ensino médio. Conseguiu entrar para medicina?

- Sim, e fico feliz em ver que conseguiu se tornar policial. - sorrio.

- Teme, você ainda não me contou o que houve. - Naruto encara o Sasuke.

- Naruto, lembra que ontem a noite eu tive que sair porque tínhamos recebido uma ligação sobre uma suposta dupla fazendo assaltos? - o loiro confirma com a cabeça. - Um deles foi mais rápido que eu e cravou uma faca em mim, por sorte a Sakura me viu e me socorreu. Descansei na casa dela, e hoje, ela me trouxe de volta. Eu vou ficar bem. 

- Toma mais cuidado da próxima vez, Teme. E Sakura, obrigado por ter cuidado dele, sinto muito mas, tenho que ir agora. - ele se aproxima e me abraça - até outro dia.

- Até, aparece lá por casa qualquer dia desses, sinto sua falta. - ele sorri e logo vai se afastando até sumir do meu campo de visão.

- Haruno, mais uma vez obrigado. E quando precisar, pode ligar para este número. Foi um prazer conhecê-la. - ele pisca para mim.

- Disponha. Até algum dia, tchau policial uchiha

- Policial Uchiha, é? Então como devo chamá-la? Doutora Haruno, Rosinha, Rosada?

- Chame como você se sentir a vontade. Bom dia. 

- Bom dia, rosada.


                    ••••••••••

- E aí, eu o deixei na delegacia hoje pela manhã. 

- Tá de brincadeira, Saky? Ele é bonito? Anda, me conta.

- Ino, calma hahaha. Ele não é só bonito, é um gato! E com aquele colete e aquela farda de policial, então... 

- Tô achando que ele se interessou por você também. Olha amiga, se ele der mole, cai em cima. Afinal, não são todos os dias que policiais gostosos aparecem em nossas vidas, não é?

- Cala a boca, Ino. - rimos.


Andamos em direção ao refeitório da universidade, encontramos nossos amigos e nos sentamos com eles.


- Tema, poderia me enviar a foto daquela atividade que foi passada pelo professor Asuma?

- Claro, Saky. Só me lembra quando eu chegar em casa, ok? Sabe como eu sou esquecida. 

- Gente, vocês não vão acreditar no que aconteceu com a Sakyzinha aqui, ontem a noite. - Ino revela o que era pra ser nosso segredo.

- Ino! - repreendo.

- O quê? - Lee pergunta curioso.

- Ontem a noite ela encontrou um policial gostosão machucado perto do portão do condomínio que ela mora, levou ele pra casa, cuidou dele e hoje o levou de volta para a delegacia e reencontrou o idiota do Narutinho.

- O Naruto? - Hinata pergunta com os olhos brilhando - Nossa, tem tanto tempo que não o vejo. 

- Continua do mesmo jeito, Hina. - digo e lhe lanço uma piscadela.

- Policial, dona Sakura? - Karin me pergunta com uma cara maliciosa.

- Sim, mas eu apenas o ajudei gente, é só isso! Não dêem motivos para a Ino fantasiar mais coisas nisso que ela chama de cabeça.

- E aí, o que ele disse? - Gaara pergunta.

- Só me agradeceu e disse que tava me devendo uma. 

- Devendo uma, hein? - Neji diz, todo pervertido.

- Credo, Neji. Ele se referiu a um favor ou ajuda, só isso. Mas que mente pervertida essa sua, eu hein. 

- Saky, Saky, sabemos que se você quiser uma ele cai em cima.

- Vão continuar falando merda?


Todos começam a rir, e devo agradecer a Tenten por ter mudado de assunto. Ficamos conversando até umas 20h45min já que não tínhamos os últimos horários. 

Quando vou chegando no estacionamento da faculdade, avisto um pouco perto da entrada, uma viatura da NY Força Policial. Me surpreendo ao ver o Sasuke junto com o Naruto se aproximando de mim e de Ino.


- Ino porca, que saudades oxigenada. - Naruto diz a abraçando.

- Idiota, senti sua falta também.

- Oi, Haruno. 

- Olá, Uchiha. Ino, este é Sasuke... O policial que ajudei ontem, que te falei.

- É um prazer conhecê-lo. - Ela sorri gentilmente.

- Igualmente. 

- O que vocês estão fazendo aqui? Aconteceu alguma coisa? - pergunto.

- Não... É só que fomos contratados para fazer a ronda policial na universidade durante uma semana. - Sasuke explica. 

- Quem sabe nesse meio tempo a gente possa colocar os papos em dias, não é, garotas? - Naruto diz com um sorriso radiante.

- Mas é claro. Bom, Naruto, Sasuke o papo estava bom, mas precisamos ir. Amanhã pela manhã temos levantar cedo, estaremos estagiando. Tenham uma boa noite e até depois.  - aceno com a cabeça. 


Mas, logo sou surpreendida por Naruto que me abraça. E logo em seguida vejo o Sasuke, ele se aproxima. - Se importa? 

- Não, tudo bem.


E então ele me abraça, o abraço dele é super confortável, é aconchegante. Sasuke Uchiha, o seu abraço é lar. 

Nos despedimos e seguimos de volta para minha casa, Ino iria dormir comigo hoje.


- Amigaa, que homem, Saky! Que homem! Ele tá te dando mole. Saky, cai em cima amiga.

- Calma Ino, nos conhecemos ontem... Vamos dar tempo ao tempo.


Minha mente agora está totalmente voltada para um certo Uchiha. Aquele abraço, aquele sorriso, aquele olhar que me faz querer mergulhar cada vez mais fundo, é como um ímã... Acho que estou perdida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...